Home Asas Rotativas EC725 Caracal francês reabastece em voo com HC-130P Hercules americano

EC725 Caracal francês reabastece em voo com HC-130P Hercules americano

301
8

 EC725 Caracal francês reabastece em voo com HC-130P Hercules americano - foto Força Aérea Francesa

Reabastecimento em voo foi realizado em 16 de dezembro, na costa do Djibouti, assim como diversas outros treinamentos ligados à doutrina de C-SAR

Na terça-feira, 7 de janeiro, a Força Aérea Francesa divulgou nota sobre uma rara oportunidade que foi aproveitada pelo pessoal do Esquadrão 1/67 “Pyrénées”, que voa helicópteros EC725 Caracal: a de reabastecer em voo com uma aeronave da USAF (Força Aérea dos EUA).

EC725 Caracal francês na costa do Djibouti - foto Força Aérea Francesa

O treinamento ocorreu em 16 de dezembro, aproveitando um deslocamento de dois helicópteros Caracal a bordo do porta-aviões Charles de Gaulle da Marinha Francesa, na missão “Belleau Wood” (veja matéria no site do Poder Naval, clicando no primeiro link da lista abaixo). As aeronaves e os membros do esquadrão que participaram da missão foram então desdobrados temporariamente para a Base 188, no Dijibouti. O treinamento na região permite a realização de diversas atividades, com a vantagem adicional de que o terrreno é muito similar ao encontrado no Afeganistão, onde o esquadrão operou o Caracal ao longo de seis anos, ajudando assim a transmitir melhor essa experiência acumulada a seus novos integrantes.

Os treinamentos envolveram voos noturnos, tiro aéreo, desembarque de comandos e resgate de pessoal, além da já citada oportunidade única de se treinar reabastecimento em voo, com a cooperação de um HC 130P Hercules da USAF. Segundo o comandante do esquadrão, “commandant” Alexandre Boyez, foi demonstrado novamente o domínio da capacidade de reabastecer em voo, “que permite ações em maior profundidade e com mais tempo de voo, que são dois fatores críticos para o sucesso de uma missão de Busca e Salvamento de Combate” (C-SAR).

FONTE / FOTOS: Força Aérea Francesa (tradução e edição do Poder Aéreo a partir de original em francês)

VEJA TAMBÉM:

8
Deixe um comentário

avatar
8 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
7 Comment authors
Rinaldo NeryjuarezmartinezCarlos Alberto Soares_RJ_sergiocintra Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Galeão Cumbica
Visitante
Galeão Cumbica

Alguem saberia dizer a qual velocicada isto acontece?
O 130 deve quase parar no ar imagino!

Sds
GC

Almeida
Visitante
Member
Almeida

Deve ter reabastecido e pousado logo depois, já que não pode voar mais que 2h sobre o mar!

sergiocintra
Visitante
sergiocintra

GC
A foto corrobora vosso comentário > flap’s baixos, nariz alto e porta de carga aberta permitindo o aumento do arrasto.
Atitude semelhante para a entrega de carga em area delimitada.

_RJ_
Visitante
_RJ_

qual velocidade? 120kt.

http://www.eurocopter.com/w1/jrotor/79/fidae.html

Dizem que o kc-390 também reabastecerá helis. ( http://www.tecnodefesa.com.br/materia.php?materia=487 )

Será uma façanha para um jato, né?

Carlos Alberto Soares
Visitante
Carlos Alberto Soares

Desculpem-me, mas já que o assunto é REVO, duas perguntas:

1.- Nosso C 130 REVO está operacional ?

2.- Cadê os 02/3 KC 767 que compraríamos da IAI ?

juarezmartinez
Visitante
Member
juarezmartinez

Uma das células sim, a outra a situação tá braba, acho que não voa mais, mas…..

Já se tem duas células “miradas” e estão tentando conseguir uma terceira que seja par destas, ou seja, que tenha serial number próximo, o que garantiria uma padronização de manutenção com motores, sistemas elétricos, hidráulcios e parte da viônica de vôo.

Grande abraço

Carlos Alberto Soares
Visitante
Carlos Alberto Soares

“juarezmartinez
9 de janeiro de 2014 at 8:30 #”

Valeu, que consigam rápido e as encomendas “entre em linha”. No REVO estamos a zero.

Retribuo o abraço.

Rinaldo Nery
Visitante
Member
Rinaldo Nery

O KC390 revoará sim o H-36 do Pelicano, que possuirá probe. Na definição dos requisitos quase passou batido. Na COPAC, em 2009, lembramos desse pequeno detalhe…