Prosseguem os ataques franceses a posições do EI no Iraque

    292
    8

    Mirage 2000D com bombas guiadas empregado na Operação Chammal contra o EI - foto 2 Min Def França

    Nesta semana, os aviões franceses engajados na chamada ‘Operação Chammal’ realizaram 22 missões sobre o Iraque, destacando-se ataque na última madrugada a posições de combatentes do Estado Islâmico em Sinjar

    Em nota divulgada nesta quinta-feira, 22 de janeiro, o Ministério da Defesa da França informou sobre o andamento das missões da chamada “Operação Chammal”, que é a contribuição francesa à luta contra combatentes do Estado Islâmico (EI)(também denominado Daech) que operam em solo iraquiano. Em especial, a nota relatou missão realizada na noite de 21 para 22 de janeiro, na qual aviões franceses contribuíram para a realização de um ataque da coalizão que combate o EI no norte do Iraque.

    Rafale com bombas guiadas empregado na Operação Chammal contra o EI - foto Min Def França

    Para essa surtida realizada na região de Sinjar, uma patrulha da Força Aérea Francesa decolou para realizar a missão planejada de destruição de posições de combate do EI. Os caças franceses, armados com armas guiadas AASM (armamento ar-solo modular) destruíram uma dezena de objetivos, segundo a nota do Ministério da Defesa. Esse ataque foi precedido, em 20 de janeiro, por uma missão ISR (intelligence, surveillance, reconnaissance – inteligência, vigilância, reconhecimento) realizada por avião Atlantique 2 da Marinha Francesa. O voo, com duração de sete horas sobre aquela zona, permitiu identificar os objetivos a serem neutralizados.

    Mirage 2000D com bombas guiadas empregado na Operação Chammal contra o EI - foto Min Def França

    Além dessas missões planificadas, os jatos Rafale e Mirage 2000D da Força Aérea Francesa continuam a realizar, rotineiramente, missões de reconhecimento armado (com ataques a alvos de oportunidade) para complementar a luta contra o Estado Islâmico em coordenação aos aliados presentes na região. Ao mesmo tempo, uma fragata antiaérea francesa, a Jean Bart, faz parte da escolta do navio-aeródromo USS Carl Vinson da Marinha dos Estados Unidos, contribuindo também para o controle do espaço aéreo iraquiano no âmbito da Força-Tarefa 50.

    No total, o dispositivo francês engajado na “Operação Chammal” é formado por nove caças Rafale, seis jatos de ataque Mirage 2000D e um reabastecedor C-135 FR da Força Aérea Francesa, além de um avião de patrulha marítima (utilizado em missões ISR) Atlantique 2 da Marinha Francesa, a qual também contribui com a já mencionada fragata antiaérea Jean Bart.

    Rafale com bombas guiadas empregado na Operação Chammal contra o EI - foto 2 Min Def França

    FONTE / FOTOS: Ministério da Defesa da França (tradução e edição do Poder Aéreo a partir de original em francês)

    VEJA TAMBÉM:

    8
    Deixe um comentário

    avatar
    8 Comment threads
    0 Thread replies
    0 Followers
     
    Most reacted comment
    Hottest comment thread
    4 Comment authors
    KojakeparroCorsario137Oganza Recent comment authors
      Subscribe  
    newest oldest most voted
    Notify of
    Oganza
    Visitante
    Oganza

    A segunda foto em HDR do 2000D é simplesmente linda. Parabéns ao fotógrafo 🙂 … … e a Armée de l’air pela “Operação Chammal”. Depois do inacreditável e triste absurdo ocorrido no Charlie Hebdo, eu sinceramente espero que as autoridades francesas façam uso de suas bolas e digam a população que quem quiser viver na França tem que seguir e respeitar as Leis Francesas e quem não estiver satisfeito, a porta da rua é serventia da casa… seja francês ou não. Um tratamento de choque e um pouco de taca nunca fez mau a ninguém… na verdade, na maioria das… Read more »

    Corsario137
    Visitante
    Member
    Corsario137

    Eu ainda duvido muito da eficácia dessa guerra aérea sem infantaria. Alguém precisa entrar lá vindo de algum lugar. Com a saída dos EUA do Iraque, ficou difícil.

    Kojak
    Visitante
    Kojak

    Oganza

    Quanto as fotos, todas são ótimas a que você mencionou é linda.

    França:

    10% da população sem “ligação”(sangue) nenhuma com a França;

    60% da população mestiços, descendentes etc …..

    30% de origem Gaulesa pura.

    Normal.

    Brazil*, USA, Canadá, Austrália etc ….. muitos países desenvolvidos* são assim, reitero ….. normal.

    Mas dai, impor sua cultura, sua religião, sua cultura etc ….. e não respeitar as tradições e as leis do país receptor é outra história como você bem afirmastes.

    Põe pra fora, se for terrorista ou representar ameaça a sociedade, põe embaixo da terra, sem dó ….. nem piedade.

    Abraços.

    eparro
    Visitante
    eparro

    Oganza 22 de janeiro de 2015 at 22:21 #

    Kojak 23 de janeiro de 2015 at 18:22 #

    Senhores, concordo em gênoro, número e grau, com todos os itens que mencionaram, os etinisticos e os equipamentísticos.

    P.S. Acho que tenho lido muitos comentários do M.O..

    Kojak
    Visitante
    Kojak

    Corsario137 Caro colega, a resposta sobre Jacarepaguá está lá na matéria, obrigado. Sobre sua afirmação acima, concordo. Estima-se em 200 mil combatentes ISIS/EI. “Botas no chão” hoje quem está fazendo são só os Kurdos. Os turcos ficaram na porta e em posição (elevada) estratégica, poderiam ter ajudado, mas o Adolf deles não quer trazer mais problemas para dentro de casa, já tem “os dele”. Iraque está fazendo uma parte, mas sabemos que é tiro de .38. Irã, já tem seus problemas e Israel não permitirá que eles cheguem em quantidade a Syria. Sobrou o quê ? Uma bela ação das… Read more »

    Oganza
    Visitante
    Oganza

    Kojak,

    meu caro… o BO é um frouxo de mão cheia que deixa tudo escorregar por entre os dedos.

    Grande Abraço.

    Kojak
    Visitante
    Kojak

    Oganza,

    Acrescentando, o BO tentou uma coalizão pura Árabe com apoio estratégico dos Âmis.

    Lá pelas bandas do Tio até dizem que o Bibi telefonou para o BO e disse que poderia colaborar com certas informações pros Âmis se tal coalizão se concretiza-se.

    Afirmam as más línguas que quando ele desligou o móbile caiu no chão de tanto rir. (rs)

    Tal coalizão agiria por ar e principalmente “botas no chão”.

    Correram.

    Precisa desenhar ?

    Bando de covardes, falam grosso mas #@&@¨¨ mole.

    Só para desfile mesmo.

    Abraços.

    Kojak
    Visitante
    Kojak

    O recado está dado, a chapa vai esquentar mais por aqueles lados: “The Prime Minister of Israel 10 h · Prime Minister Benjamin Netanyahu, Defense Minister Moshe Yaalon, Israel Aerospace Industries (IAI) Chairman Rafi Maor and IAI President and CEO, Joseph Weiss, to mark Israeli Space Week, toured Israel Aerospace Industries’ Systems, Missiles and Space Group in Yehud, where the world’s most advanced observation satellites are produced. At the start of the tour Prime Minister Netanyahu made the following statement: “We are here in the framework of Space Week, which takes place close to the date of the death of… Read more »