Home Operações Aéreas Caças Rafale atingem posições defensivas do Estado Islâmico no Iraque

Caças Rafale atingem posições defensivas do Estado Islâmico no Iraque

292
7

foto divulgada em nota de ataque a posições do EI - imagem via Força Aérea Francesa

Outros aviões da coalizão também atingiram o conjunto de trincheiras do EI, em ataques simultâneos, abrindo uma brecha na linha em Kirkouk

A Força Aérea Francesa divulgou nota sobre ataque a posições defensivas do Estado Islâmico (EI, também chamado de Daech) na região de Kirkouk, no Iraque, na noite de 18 para 19 de novembro. A foto acima foi divulgada juntamente com a nota.

O ataque realizado por dois caças Rafale armados com quatro bombas AASM atingiu um conjunto de trincheiras do EI, numa missão que foi planejada a partir de dados colhidos pela coalizão.

Segundo a nota, aeronaves aliadas também atacaram o alvo, simultaneamente, abrindo uma brecha no sistema defensivo do EI, na linha de frente entre estes e as forças iraquianas. Trata-se da mesma região em que aviões franceses apoiaram tropas iraquianas atacando alvos de oportunidade, em 14 de novembro.

Rafale mostrando pilone com três AASM - missão noturna 23-10-2014 contra EI - foto via Min Def França

FONTE / FOTO: Força Aérea Francesa (tradução e edição do Poder Aéreo a partir de original em francês)

NOTA DO EDITOR:  a imagem de baixo é de Rafale em missão noturna anterior com AASM, em caráter meramente ilustrativo.

7
Deixe um comentário

avatar
7 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
6 Comment authors
joseboscojrClésio LuizIväny JuniorPanglossFernando "Nunão" De Martini Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Blackhawk
Visitante
Blackhawk

Esse caça demorou muito pra ser vendido…
A imagem dessa empresa fica cada vez mais comprometida, ainda mais agora com o escândalo do Dassault lá na França, gastando milhões pra compra de votos…
Depois ainda tem a cara de pau de vir falar que o Brasil não é um país sério hahaha

Pangloss
Visitante
Pangloss

Blackhawk, essa frase sobre a seriedade (ou não) do Brasil é uma das citações mais incorretas que existem.

A frase foi pronunciada pelo embaixador brasileiro na França, à época da Guerra da Lagosta, em conversa com o correspondente do Jornal do Brasil em Paris.

Equivocadamente, atribuíram a frase ao De Gaulle, que talvez já tivesse chegado à mesma conclusão, sem, contudo, verbalizá-la.

E, assim, alimenta-se a francofobia dos brasileiros.

Iväny Junior
Visitante
Member

Em que pese a contestação intelectual do conhecimento produzido na frança no aspecto filosófico/humanístico, eles são um país. O brasil não.

Clésio Luiz
Visitante
Active Member
Clésio Luiz

Voltando ao tópico, interessante notar que o Rafale é um dos raros casos de uso constante do lançador triplo. Faz uns 20 anos que eu não vejo um caça americano armado assim, desde o Iraque em 91.

Clésio Luiz
Visitante
Active Member
Clésio Luiz

Ah, tem também os lançadores do Brimstone usados pelo Tornado.

joseboscojr
Visitante
Member
joseboscojr

Clésio,
Pelo visto a capacidade de atingir alvos múltiplos será melhorada (hoje o normal para o F-18, SH e F-16 são 4 bombas) com a introdução em larga escala da SDB e SDB II.
Os Super Hornets também irão integrar as SDBs e poderão levar 4 lançadores quádruplos, totalizando 16 bombas.
Claro, em geral serão levadas somente 2 lançadores quádruplos tendo em vista ser costumeiro levar tanques nas estações subalares mais internas.
A USN se retirou do programa JAGM e optou por adotar a SDB/SDB II.