Home Operações Aéreas Caças Rafale armados com AASM fazem ataque noturno a complexo logístico do...

Caças Rafale armados com AASM fazem ataque noturno a complexo logístico do EI

382
10

Rafale mostrando pilone com três AASM - missão noturna 23-10-2014 contra EI - foto via Min Def França

A patrulha de caças Rafale franceses participou de um ‘raid’ noturno da coalizão e lançou doze bombas guiadas AASM sobre o alvo do Estado Islâmico

Na noite de 23 de outubro, foi realizado um ‘raid’ de aeronaves da coalizão que combate o Estado Islâmico (EI, também chamado Daech) no Iraque, tendo como alvo um complexo logístico ao sul de Moussoul, na região de Kirkouk (250 km ao norte de Badgá). A operação foi planejada após a coleta de informações sobre o alvo estratégico do EI.

Uma patrulha de caças Rafale da Força Aérea Francesa participou da missão, e cada Rafale estava equipado com o casulo de designação de alvos Damoclès e seis bombas guiadas AASM (Armement Air-Sol Modulaire – armamento ar-solo modular, disparado a distâncias seguras e capaz de atingir alvos fixos ou móveis com precisão em qualquer condição de tempo, de dia ou à noite, sendo também classificado como míssil). Foram lançados doze AASM sobre o objetivo.

O ataque da coalizão permitiu destruir o complexo que funcionava como fábrica de bombas artesanais e também como centro de recrutamento, formação e treinamento de terroristas, segundo nota do Ministério da Defesa da França. A ação foi complementada por ataques simultâneos dos aliados a outros alvos estratégicos do EI, no que foi considerado um grande golpe contra suas capacidades logísticas.

FONTE / FOTO: Ministério da Defesa da França (tradução e edição do Poder Aéreo a partir de original em francês)

NOTA DO EDITOR: a capacidade de levar três AASM sob os pilones triplos, juntamente com três tanques subalares de 2.000 litros e seis mísseis ar-ar (estes últimos ausentes na foto divulgada acima por não terem utilidade nessa missão específica, ainda que se tenha levado míssil na estação da ponta da asa esquerda), embora sem o pod designador mencionado no informe do MD francês, foi demonstrada pela Dassault e a DGA em janeiro deste ano.  Veja matéria a respeito no primeiro link da lista abaixo. Ataques franceses anteriores ao EI no Iraque haviam utilizado bombas guiadas GBU-12 (quatro por aeronave), e vale lembrar que, em missões anteriores no Mali e na Líbia, era mais comum ver o Rafale armado com quatro AASM, ao invés de seis, conforme a maior parte das fotos divulgadas ao longo daqueles conflitos (que também podem ser vistas em links da lista abaixo).

VEJA TAMBÉM:

10
Deixe um comentário

avatar
10 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
5 Comment authors
Roberto F SantanaIntruderJean-Marc JardinoFernando "Nunão" De Martinijoseboscojr Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
joseboscojr
Visitante
Member
joseboscojr

Seria interessante se divulgassem qual o tipo de AASM usado.
A única compatível com alvos móveis é a versão guiada por laser.
As guiadas exclusivamente por INS/GPS e as com orientação terminal IIR são para alvos fixos/estáticos.

joseboscojr
Visitante
Member
joseboscojr

“Vale lembrar que o alvo era fixo.”

Mas tem sempre uma combi que sai do “local do crime” em disparada e aí só com a versão a laser mesmo. rsrsss

Jean-Marc Jardino
Visitante
Jean-Marc Jardino

Todas as AASM lançadas nesses ataque, num total de 12, 6 em cada aviao, foram guiadas a Laser, conforme fontes do Gov Frances.

Intruder
Visitante
Intruder

Nunão, é estupidez minha ou as fotos do Rafale onde vc relaciona as matérias passadas são a mesma foto do mesmo Rafale, apenas com filtros aplicados?

Sei que é bobeira.. mas é ou não é a mesma foto feita com photoshop?

Intruder
Visitante
Intruder

O que eu quero dizer é que a matéria “Caças Rafale fazem primeira missão noturna sobre o Iraque” e a matéria “Caças Rafale franceses atacam veículos do EI no Iraque” parecem usar a mesma foto, com filtros aplicados. Tenho quase certeza disso! Compare as duas fotos e veja vc mesmo que é o mesmo Rafale! Apenas “cortaram” o Rafale da “operação diurna”, aplicaram filtros e editaram sobre uma foto aérea de uma cidade a noite.

Roberto F Santana
Visitante
Member

Prezado Intruder.

Acho que não, o noturno parece ser biplace enquanto o outro é monoplace.