Home Operações Aéreas Caças Rafale franceses fazem segundo ataque ao EI, no Iraque

Caças Rafale franceses fazem segundo ataque ao EI, no Iraque

342
3

Operação Chammal - segundo ataque de Rafale ao EI no Iraque - foto 5 Min Def França

Missão durou cerca de sete horas, com quatro reabastecimentos em voo apoiados por um reabastecedor francês e um americano. Alvos de oportunidade foram depósitos de equipamentos militares do Estado Islâmico

Nota divulgada pelo Ministério da Defesa da França informou que, na manhã desta quinta-feira (25 de setembro), foi realizado um novo ataque de caças Rafale da Força Aérea Francesa a alvos do Estado Islâmico (EI / Daech), durante nova missão de apoio aéreo às Forças Armadas Iraquianas. Os ataques destruíram dois depósitos que abrigavam equipamentos militares usados pelo EI, a oeste da área de Baghdá, próximo a Fallujah.

Os ataques foram realizados no curso de uma missão de reconhecimento armado, na qual se recebeu a informação de existência de alvos de oportunidade. Estes foram identificados pelos pilotos dos caças, que empregaram bombas guiadas a laser GBU 12, com designação de alvos pelos casulos (pods) Damoclès transportados pelos caças.

Operação Chammal - segundo ataque de Rafale ao EI no Iraque - foto 2 Min Def França

Operação Chammal - segundo ataque de Rafale ao EI - foto Min Def França

A missão compreendeu cerca de sete horas de voo, durante a qual os caças realizaram reabastecimento em voo (REVO) quatro vezes, com o emprego de uma aeronave reabastecedora C-135-FR da Força Aérea Francesa e por outra da Força Aérea dos EUA. Um avião de patrulha marítima Atlantique 2 da Marinha Francesa cumpriu a missão (com duração de 10 horas) de verificar os danos aos alvos, transimitindo imagens de forma imediata ao almirante que comanda a Área do Oceano Índico (ALINDIEN) e ao Centro de Planejamento e Condução de Operações de Paris, para análise.

Operação Chammal - segundo ataque de Rafale ao EI no Iraque - foto 3 Min Def França

Operação Chammal - segundo ataque de Rafale ao EI no Iraque - foto 4 Min Def França

FONTE / FOTOSMinistério da Defesa da França (tradução e edição do Poder Aéreo a partir de original em francês)

NOTA DO EDITOR: pode-se reparar que as imagens buscam apresentar uma narrativa de “antes e depois” da missão, com os caças taxiando com cargas completas de bombas, antes da decolagem,  e depois da chegada, já com algumas bombas a menos, tendo como fundo outras aeronaves que apoiaram a surtida.

Entre esta missão de ataque e a anterior, há alguns dias, o Ministério da Defesa da França divulgou outras notas, a respeito de novas missões de reconhecimento realizadas pelos caças. Um aspecto curioso, em comparação com as fotos da missão de ataque anterior, é que naquela ocasião ambos os caças procuraram lançar suas bombas de forma a manter a carga simétrica – ou seja, das quatro bombas que cada caça transportava, duas sob a asa direita e duas sob a esquerda, lançou-se uma bomba de cada pilone subalar. Porém, nas imagens desta missão, pode-se reparar que pelo menos um dos caças retornou com carga assimétrica, tendo lançado as duas bombas que carregava no pilone sob a asa esquerda, mantendo as duas que foram instaladas sob a asa direita.

VEJA TAMBÉM:

Subscribe
Notify of
guest
3 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Clésio Luiz
Clésio Luiz
5 anos atrás

Na penúltima imagem dá para reparar que bombas de 500 libras são bombas pequenas mas pesam… O coitado voltou todo torto.

Iväny Junior
5 anos atrás

Interessante seu comentário Clésio. Na ultima surtida, ambos os caças tinham usado uma bomba de cada cabide, com certeza para manter o equilíbrio do avião. Neste foram usadas bombas apenas de um cabide.

Mas acredito que isso não seria motivo para tirar o balanço da aeronave, pode ter sido uma foto no momento do toque na pista.

Iväny Junior
5 anos atrás

Percebi agora que o damocles também está do mesmo lado das bombas…
Se tivessem sido usadas as bombas do outro lado, o casulo ajudava a equilibrar o peso também.