sábado, setembro 25, 2021

Gripen para o Brasil

Caças Rafale franceses atacam veículos do EI no Iraque

Destaques

Fernando "Nunão" De Martini
Pesquisador de História da Ciência, Técnica e Tecnologia, membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

caças Rafale em missão sobre o Iraque - foto Min Def França

Ataque a duas pick-ups do Estado Islâmico, em apoio a tropas iraquianas em Tikrit, foi realizado por dois caças Rafale franceses em 19 de outubro

Nesta segunda-feira, 20 de outubro, o Ministério da Defesa da França divulgou nota sobre ataque a veículos do Estado Islâmico (EI) realizado no dia anterior na região de Tikrit, 200 km ao norte de Bagdá, durante missão de reconhecimento armado realizada por dois caças Rafale da Força Aérea Francesa.

caças Rafale em missão sobre o Iraque - foto 5 Min Def França

caças Rafale em missão sobre o Iraque - foto 4 Min Def França

A informação sobre os veículos do EI (também chamado Daech), que eram duas pick-ups, foi transmitida às tripulações dos caças, sendo em seguida confirmado pelos pilotos o caráter hostil desses alvos. Os caças Rafale, equipados com casulo (pod) de designação de alvos Damoclès, lançaram três bombas guiadas a laser GBU-12, destruindo as pick-ups.

caças Rafale em missão sobre o Iraque - foto do ataque a veículos - Min Def França

Os ataques foram feitos entre 12h15 e 13h15 (horário de Paris), e fizeram parte do apoio da coalizão que atua em apoio às Forças Armadas do Iraque realiza na região de Baiji-Tikrit. A missão dos dois caças Rafale teve duração de oito horas, com cinco reabastecimentos em voo realizados por aviões reabastecedores americanos e australianos em operação na zona.

caças Rafale em missão sobre o Iraque - foto 2 Min Def França

caças Rafale em missão sobre o Iraque - foto 3 Min Def França

caças Rafale em missão sobre o Iraque - foto 6 Min Def França

FONTE / FOTOS: Ministério da Defesa da França (tradução e edição do Poder Aéreo a partir de original em francês)

VEJA TAMBÉM:

- Advertisement -

11 Comments

Subscribe
Notify of
guest
11 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Joner

Cinco revoos em oito horas de missão, ai bebe em!
Isso é normal para outros caças similares?
De qualquer forma, cumpriu a missão, mas exigiu uma
Logística gigantesca!

Claudio Moreno

Boa tarde Senhores,

Poxa vida! Bombas para destruir pick-ups!!! Só se justifica se o objetivo final é a propagando do material empregado! Vamos metralhar o negócio pô, pra que serve o HUD?

O ST é o aparelho ideal para este cenário.

Mas falando ainda dos Rafales, o TO está cobrando o preço em combustível ou são beberões mesmo?

CM

Brandenburg

Oito horas de missão, cinco revo, tres bombas GBU-12, desgaste dos pilotos e das aeronaves para a destruição de duas Pick-ups.Não sou especialista em aviação mas creio que prejuízo para o EI e a vantagem tática obtida para os iraquianos em terra foi zero ou próximo disso.Ou arranjam bases mais próximas que permitam o emprego de aviões ou helicópteros mais adequados ao apoio aéreo aproximado ou daqui a pouco a coalizão começa a perder parceiros pelo custo em dólares de cada missão.Sds

juarezmartinez

A especialidade da Maison Paris, ataque a Toyotas, Nissans velhas, Galebs, daqui a pouco vão atacar as colunas de jumentos armados com fundas e flechas.
Agora se aparecer um SAM por lá é curva 180, full manete e tchau…..
Tudo isto custando aos pagadores do herário da casa de Napoleão algo como uns 30.000 Euros e depois não sabem porque a Eurobambilândia não sai da m……

Gande abraço

Victor Matheus

Boa tarde!
Eu concordo com o Brandenburg.
Houve um desgaste enorme para haver somente a destruição de 2 pick-ups. Ora, eles com certeza deveriam estar fazendo algo a mais pois só isso não compensaria. Será que os UAVs não estão dando conta do recado e os Rafales se desdobrando??? Haja grana como bem o Juarez disse.
E além do mais, adorei as fotos!

Victor Matheus

Na verdade é boa noite, maldito horário de verão!

Carlos

Vocês ai de cima são incompreensíveis mesmo, não sabem distinguir gatos de coelhos !

“…..que eram duas pick-ups…..”

Vai que eram Toyota, pô Toyota …. tem que ser Rafale.

“FONTE / FOTOS: Ministério da Defesa da França”.

(rs)

Victor Matheus

Putz Carlos, kkkkkkkkkk!

Claudio Moreno

Grande Nunão! Realmente termos Rafale ou Super Hornet na FAB seria para opera-los somente em Sete de Setembro, as custas de deixar o resto das frota da FAB no chão o resto do ano.
CM

Últimas Notícias

USAF seleciona o turbofan F130 da Rolls-Royce para o programa de remotorização do bombardeiro B-52

A Força Aérea dos EUA anunciou em 24 de setembro que deu à Rolls-Royce um contrato de US$ 500...
- Advertisement -
- Advertisement -