segunda-feira, agosto 2, 2021

Gripen para o Brasil

Sinal verde para a Holanda comprar 37 caças F-35 por 4,5 bilhões de euros

Destaques

Fernando "Nunão" De Martini
Pesquisador de História da Ciência, Técnica e Tecnologia, membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

Caças F-35 AF-6 e AF-7 em formação - foto Lockheed Martin

Segundo notícia publicada pelo Dutch News nesta terça-feira, 17 de setembro, a partir de informações do jornal Telegraaf, a Holanda vai seguir em frente com a compra do controverso caça a jato F-35, apesar das objeções. A reportagem diz que serão comprados 37 jatos F-35 dentro do orçamento de 4,5 bilhões de euros (cerca de 6 bilhões de dólares ou 13,6 bilhões de reais) reservado para esse fim. Conforme fontes do Telegraaf, anualmente a operação dos caças custará outros 270 milhões de euros (aproximadamente 360 milhões de dólares ou 816 milhões de reais).

A decisão termina com uma briga política que durou 18 anos sobre o uso de tanto dinheiro num caça, num momento em que o Ministério da Defesa luta para encontrar onde cortar 1,33 bilhões de euros.  Ainda nesta terça-feira, quando revelar a visão do futuro para as Forças Armadas, a ministra da Defesa Jeanine Hennis-Plasschaert deverá confirmar a compra. Ainda segundo o Telegraaf, é possível que num próximo estágio o país adquira mais exemplares do F-35.

roll-out do primeiro F-35 da Holanda - foto Lockheed Martin

No início deste mês, fontes do Partido Trabalhista indicaram que este estava apoiando o plano após ter se oposto no passado, e isso abria o caminho para a aprovação do Gabinete. A questão dividiu o Parlamento por anos, devido ao alto preço da aeronave, assim como críticas sobre atrasos e aumento de custos. Atualmente, um jato destinado à Holanda está realizando testes de voo e uma segunda aeronave deverá ser entregue neste ano. Espera-se que o F-35 substitua gradualmente a frota de caças F-16 da Holanda entre 2019 e 2023.

Ainda assim, há críticas à compra, como um relatório do Instituto de Política Externa Clingendael, que no início do ano afirmou que a aquisição do F-35 seria o cenário menos atraente para o futuro das Forças Armadas Holandesas. Isso porque só haveria necessidade de usar esse caça furtivo caso a Holanda quisesse fazer parte na fase inicial de intervenções militares, coisa que o país raramente faz. Além disso, o alto custo da compra dos caças traria sérias limitações às operações marítimas do país, como o papel que a Holanda atualmente realiza na proteção do comércio marítimo contra a pirataria.

F-35A em voo visto de avião reabastecedor - foto Lockheed Martin

FONTE: Dutch News (tradução e edição do Poder Aéreo a partir de original em inglês)

FOTOS: Lockheed Martin

NOTA DO EDITOR: a Holanda inicialmente desejava adquirir 85 caças F-35 entre 2019 e 2027 (veja segundo link da lista abaixo), número que, se confirmada a notícia do Dutch News / Telegraaf, caiu para 37 aeronaves num período menor, entre 2019 e 2023, havendo porém a intenção de adquirir mais aeronaves em seguida. Pelo que se pode entender da notícia, a aquisição de 37 caças é devido a esse número “caber” no orçamento reservado de 4,5 bilhões de euros. A frota de caças F-16 a ser substituída é de cerca de 68 jatos, o que já representa considerável diminuição em relação a quase 100 exemplares que o país operava há alguns anos (de mais de 200 que foram recebidos entre o 1979 e 1992).

Curiosamente, esse número de 37 jatos F-35 de quinta geração que a Holanda deverá adquirir é bastante próximo ao de 36 novos caças de 4,5 geração que a FAB pretende receber caso o programa F-X2, que tem como finalistas Super Hornet, Gripen e Rafale, seja concluído com sucesso. Será interessante, caso um dia realmente se chegue a uma decisão do F-X2, comparar esse valor de 4,5 bilhões de euros da aquisição da Holanda (aproximadamente US$6 bi ou R$13,6 bi), que é um dos parceiros do programa do F-35, com o de uma aquisição dos jatos concorrentes do programa brasileiro.

VEJA TAMBÉM:

- Advertisement -

7 Comments

Subscribe
Notify of
guest
7 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Fighting Falcon

121 milhões a unidade para a Holanda.
Com certeza aqui não teríamos condições de adquirir e operar uma aeronave assim.

jcsleao

Off topic: Dilma cancela ida aos EUA. Está no O Globo Online

jcsleao
Vader

Tanto mimimi, tanto fuqui fuqui da canalha esquerdóide rasgadora de calcinhas que adora as soluções alternativas, e taí.

A Holanda é mais um comprador do F-35.

Contra fatos não há argumentos. Esse caça JÁ É um sucesso de vendas.

costamarques

Com certeza a aposta Americana é nos caças de 6 geração, não acredito que ela abriria as portas assim para o mundo comprar um caça de 5 geração tão fácil assim!!! o F35 não é o maior vetor que eles tem!

Baschera

Os problemas do F-35…. Vejam esta matéria (inusitada para este tipo de publicação) : http://www.vanityfair.com/politics/2013/09/joint-strike-fighter-lockheed-martin?mbid=social_retweet Parece que menos de 2% dos 8,6 milhões de códigos necessários 8,6 milhões de linhas de código necessárias para voar um completamente funcional F-35, para não mencionar o adicional de 10 milhões de linhas para os computadores necessários para manter o avião. O abismo entre o contratante e o cliente estava em plena exibição em 19 de junho de 2013, quando o chefe “tester” de armas do Pentágono, Dr. Michael J. Gilmore, testemunhou perante o Congresso. Ele disse que “menos de 2 por cento” do… Read more »

Baschera

Dilma cancela não….. adia !!

Sds.

Últimas Notícias

Pilotos russos usaram receptores GPS feitos nos EUA durante missões de combate na Síria

Pilotos militares russos usaram receptores comerciais GPS de navegação por satélite durante suas operações de combate na Síria, de...
- Advertisement -
- Advertisement -