Home Indústria Aeroespacial Piloto da Força Aérea Russa voa PAK FA em missão de testes...

Piloto da Força Aérea Russa voa PAK FA em missão de testes pela primeira vez

225
20

PAKFA - foto Sukhoi

Em nota publicada na quinta-feira, 25 de abril, a Sukhoi informou que um piloto da Força Aérea Russa, do Centro de Testes de Voo Chkalov, realizou pela primeira vez um voo de testes do PAK FA.

A aeronave decolou da pista do Instituto de Pesquisas de M.M.Gromov, localizado na cidade de  Zhukovsky, próxima a Moscou. O voo testou por duas horas sistemas e equipamentos, de acordo com o programa de testes. Ainda segundo a Sukhoi, o voo foi bem-sucedido, em total conformidade com a missão.

A empresa informou também que quatro aeronaves PAK FA estão em testes de voo, e outras duas estão engajadas em missões de experimentação no solo. O quinto PAK FA destinado aos programas de testes em voo deverá se reunir aos demais na segunda metade deste ano – sua construção nas instalações da Sukhoi em Komsomolsk-on-Amur *Y.A.Gagarin KnAAZ) está praticamente completa, segundo a nota empresa.

FONTE / FOTO (em caráter meramente ilustrativo): Sukhoi

Tradução e edição do Poder Aéreo a partir de original em inglês

VEJA TAMBÉM:

20 COMMENTS

  1. Em alguns pontos eu adimiro os Russos mas não acredito que eles tenham condições de construir um caça de 5 geração com caracteristicas proximas ao F-35 mesmo com todos os problemas.

  2. Alguem ja viu se foi feito algum test com misseis ou armas neste aviao? eu procurei na internet mas nao encontrei nada que fale nem de ele tere carregado alguma coisa.

    Pilot VP Chkalov, “WHO” is assigned to the Gromov Flight Research Institute,

    Acho que de acordo com o original o nome do piloto era Chkalov e ele pertence ao Gromov Flight Research.

    abracos
    GC

  3. Galeão, se for isso, seria um erro da própria Sukhoi no texto disponibilizado em inglês da nota, que diz:

    “Air Force pilot of the Chkalov Flight Test Center made a PAK FA test flight for the first time.”

  4. Estou muito longe de ser especialista em aviação russa, mas segundo esses links, há desde a década de 1920 um Centro de Testes que, segundo uma mudança de nome ocorrida em 1967, homenageia um piloto russo chamado “Valery Chkalov”.

    http://news.russiannewsroom.com/details.aspx?item=5313

    http://www.ww2.dk/new/air%20force/division/schools/929glits.htm

    É claro, o piloto do PAK FA poderia ser um homônimo do que dá nome ao centro de testes. Notícia da Flightglobal dá ao piloto o nome de V.P. Chkalov:

    http://www.flightglobal.com/news/articles/russian-air-force-pilot-flies-pak-fa-for-first-time-385182/

    Em todo caso, segue a biografia de Valery Chkalov, morto em 1938:

    http://russiapedia.rt.com/prominent-russians/history-and-mythology/valery-chkalov/

    Por essas e outras, ainda acho que a notícia original fala que um piloto do “Centro de Testes de Voo VP Chkalov”, designado para o “Instituto de Pesquisas de Voo M.M.Gromov”, voou o PAK FA.

    Saudações!

  5. OK Nunao, eu li a noticia do flighglobal e quando eles usam o pronome WHO, entendi que o nome do cidadao era este Chkalov, mas acho que deva ser o que vc disse na ultima linha mesmo.

    obrigado pelo esclarescimento.

    GC

  6. Galeão, certamente a notícia do site Flightglobal diz isso, mas acho mais prudente ficar, por enquanto, com a nota original da Sukhoi e as demais evidências.

    Saudações!

  7. Pois é.

    Sempre se falou que este avião iria mudar muito de aparência até a sua versão final (basta comparar o F-22 com o seu próprio primeiro protótipo para entender o que estou falando).

    Inclusive muito se falou aqui sobre os sensores aparentes do avião e em como eles iriam impactar no tamanho da RCS. Sem falar nos motores, aparentemente sem nenhum tratamento com materiais absorventes de radar (radar-absorbent material – RAM).

    No entanto, já iniciaram os voos de teste. Então, parece que ele vai ficar com esta aparência mesmo.

    Será? Ou os russos estão guardando as últimas mudanças apenas para o modelo de série?

    Alguém aqui sabe de algo?

  8. Observador,
    Devo apenas lembrar que a foto (como observado no final da matéria) está aí em caráter ilustrativo, e não representa necessariamente a aeronave voada pelo piloto da Força Aérea Russa.

    Optamos por ilustrar com foto da própria Sukhoi, que há algum tempo não renova a galeria de imagens. Tirando algumas imagens em alta resolução do PAK FA em shows aéreos, os álbuns mais “recentes” disponibilizados no site da Sukhoi, relativos aos voos de teste de protótipos, mostram só até o protótipo número 2.

    Mas vale dizer que muito do que se espera de evolução nos protótipos está no “recheio”, e não daria para perceber externamente. De resto, não sei como andam os testes de novos motores, que seriam itens mais facilmente reconhecíveis em fotos.

    Segundo a RIA Novosti, esses testes agora são preliminares. Os oficiais começam no ano que vem. O link traz uma foto bacana, mas sem muito o que perceber de mudanças:

    http://en.rian.ru/military_news/20130423/180796055/Russian-T-50-Fighter-Jet-to-Start-State-Flight-Test-in-2014.html

  9. Caro Observador,

    Muitas das soluções do PAKFA em relação à furtividade são semelhantes ao do F-18E, com a vantagem do shape furtivo e baia interna de armas.

    Por exemplo, o que se tem dito, é que as entradas de ar, tem um certo desvio e os motores receberam tratamento furtivo.

    Por outro lado, essa furtividade foi focada no 1/4 frontal, ao contrário do F-22. Mas espera-se que em versões futuras, um novo motor semelhante ao F-119 do F-22 venha equipar um PAKFA evoluído.

    []’s

  10. Nick e Nunão:

    Este é o ponto.

    Os russos optaram por uma “furtividade parcial”, creio que por diferença de doutrina e conceito e não por não poderem dar maior furtividade ao avião.

    Penso que eles prefiram um “semi-furtivo”, porém bem mais barato, levando a uma quantidade muito maior de aparelhos. Parece uma reedição da guerra-fria, onde os soviéticos e chineses preferiam aviões tecnológicamente inferiores, mas que podiam ser produzidos em grande quantidade, para poderem superar numericamente um inimigo com tecnologia superior.

    Era uma disputa Qualitativa X Quantitativa.

    Nem preciso dizer quem vencia.

  11. Não acredito no F35, em um combate real os americanos colocaram o F22 mesmo, adoro os aviões russos, eles sempre foram admirados por todos, esse avião recebera uma versão Super PAK FA em breve, a principio eles vão capitalizar ele para depois atualizá-lo, se notarmos sua estrutura, perceberemos que ele foi feito pensando nos upgrades!

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here