Home Noticiário Nacional Carne na Rússia, caças na França

Carne na Rússia, caças na França

188
14

Dilma enfrentará o inverno para vender carne à Rússia – Na reunião com Putin, o embargo será assunto principal – Na volta, presidente tem encontro com Hollande

A presidente Dilma Rousseff resolveu aceitar o convite feito pelo presidente da Rússia, Vladimir Putin, para uma visita ao país na primeira quinzena de dezembro, em pleno inverno russo. A viagem, na verdade, é estratégica. Os dois países devem discutir o embargo russo à carne bovina e suína brasileira que atinge empresas de estados como o Rio Grande do Sul, Mato Grosso, Paraná, Santa Catarina, Goiás e Pará.

Logo após deixar o rigoroso clima russo, Dilma deverá partir em direção à França também em resposta a convite feito pelo presidente François Hollande. Um dos temas de destaques do encontro será o processo de aquisição pela Força Aérea Brasileira (FAB) de caças de combate. A perspectiva do Brasil é fechar o negócio em 2013. A França, com seu Rafale, fabricado pela Dassault, concorre com os americanos da Boeing e os suecos da Saab.

Mas as melhores perspectivas do governo estão relacionadas à Rússia. O governo espera que a visita ao país sirva para por fim às restrições à importação da carne brasileira que começaram em junho de 2011 por motivos fitossanitários. Em agosto deste ano, a Rússia passou a reavaliar a medida por meio do envio de uma missão de técnicos aos estados embargados.

Segundo o Itamaraty, as expectativas são positivas para a revisão do embargo por considerar que muitas das restrições impostas estão relacionadas mais a questões internas, de proteção de produtos locais do país, do que a riscos fitossanitários.

O encontro de Dilma com Putin para solucionar os problemas comerciais das exportações de carne acontece em um momento em que o Brasil pede maior coordenação entre os membros do Brics (Brasil, Russia, Índia, China e África do Sul) nas disputas comerciais dos países no âmbito da Organização Mundial do Comércio (OMC).

O embaixador Roberto Carvalho de Azevedo, representante permanente do Brasil junto à OMC, sugeriu aos demais membros do bloco informal reuniões mensais em Genebra, sede da OMC, para afinar posições de cada um dos países a respeito de interesses comuns aos países, principalmente quando estes atuam como terceira parte em um contencioso envolvendo outros dois países.

Para Azevedo, em muitas disputas levadas à OMC surgem interesses comuns para os países dos Brics e que exigem “uma voz única” na manifestação de cada um dos países sobre aquele determinado tema. “A China atua como terceira parte em 91 casos de disputas na OMC, a Índia em 70, mas nós quase nunca falamos sobre isso”, afirma Almeida.

Há condições favoráveis para uma maior coordenação entre os membros dos Brics na OMC. Nos 18 anos de existência do sistema foram poucas as consultas movidas por um dos países do bloco informal contra outro por conta de controvérsias. Todas as questões foram resolvidas na fase de consulta e não efetivamente em disputa no órgão.

A Rússia, que ingressou este ano na OMC, procura negociar de forma bilateral com o Brasil as restrições às importações da carne. Até por ser novata no órgão multilateral, não há perspectivas do governo brasileiro para um enfrentamento entre os dois países na OMC.

FONTE: Brasil Econômico (reportagem de Ruy Barata Neto)

NOTA DO EDITOR: o título original é a primeira frase do subtítulo. Sobre a viagem: os fãs de caças russos provavelmente prefeririam que a oportunidade de discutir carne, na Rússia, também servisse para discutir caças. Pensando neles, seguem abaixo belas fotos de protótipos de caças Sukhoi (o PAK-FA / T-50 e o Su-35), entremeadas com uma relação de links sobre os caças russos e o F-X2 (boa parte relacionando ambos os assuntos e até sobre a participação dos caças Sukhoi num hipotético F-X3), reunindo desde notícias recentes até mais antigas, diretamente dos arquivos do site. Boa leitura e boa diversão!

VEJA TAMBÉM:

FOTOS DESTA SEÇÃO: Sukhoi

14
Deixe um comentário

avatar
13 Comment threads
1 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
12 Comment authors
DrCockroachObservadorchampsGrifouitinaxavier Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
juarezmartinez
Visitante
Member
juarezmartinez

Arâaaa, me engana que eu gosto. Só estão aceitando renegociar o boicote porque tem uma missão militar Brasileira na Russia avaliando sistemas AA e outras cositas mas, se não iriam continuar procurando fio de cabelo em casca de ovo, esses caras são uns piltantras no aspecto comercial, uns jagunços….

Grande abraço

Vader
Visitante
Member

E ainda tem quem defenda o T-50 para a FAB:

“A Rússia informou hoje que a produção em série do caça russo da quinta geração Sukhoi T-50 FGFA desenvolvido em parceria com a Índia começará apenas em 2020, um adiamento de 5 anos do prazo estipulado anteriormente.”

http://www.cavok.com.br/blog/?p=56003#comments

Giordani
Visitante

Três coisas acontecem, rigorosamente, todos os anos aqui no Rio Grande, e que mostra de forma sintomática a incompetência de nossos governantes; São elas:
– Seca no verão
– Enchentes no Inverno
– Embargo russo a carne

Russo não é santo, mas é que tem uns pecuaristas por estas plagas querendo dar uma de produtor europeu…dando porcaria pro gado ficar “fortinho”…

Quanto ao “rolando lero” é só um passeio pela champs elise…

Nick
Visitante
Member
Nick

Caro Vader,

Não teria como a Índia desenvolver sua versão para entrega em 2015. Praticamente já “estamos” em 2015. E como a versão indiana terá uma boa participação no processo de desenvolvimento, os Indianos estão mais do que certos em desenvolver 3 protótipos antes. Além do que, pelos desenhos apresentados, a versão Indiana FGFA será mais evoluída, contando com motores com características furtivas e empuxo vetorado. E também sensores IRST embutidos e não como na versão russa.

[]’s

Marcos
Visitante
Member
Marcos

A insistência do governo brasileiro nessa parceria com os franceses ainda vai dar m…
Originalmente a FAB já havia escolhido o Gripen com um vetor que atendia as suas necessidades, tinha melhor custo/benefício e permitia as empresas brasileiras adquirirem conhecimento nas diversas áreas que compõe um aeronave de caça.
Mas, não se sabe de onde, nomearam um Juiz para Ministro da Defesa, que juntamente com o Magnânimo Ser das Galáxias Siderais, resolveram que o melhor era o caça francês (lembrando que na análise da FAB, o francês ficava em último lugar).

cristiano.gr
Visitante
cristiano.gr

Giordani:

Tchê, nem parece que recém passamos pela Semana Farroupilha e já tem chimango criticando os pagos!

Outra coisa que ocorre rigorosamente todos os anos no RS é as greves do magistério. hehehe.

Mas sobre os caças russos: “shut up and take my money” \o/

Giordani
Visitante

O Gripen até pode ter se apresentado, mas o vídeo foi um show particular do Hornet! A nave simplesmente “para” no Éter…

Giordani
Visitante

Ops! Post errado!

uitinaxavier
Visitante
uitinaxavier

Todo mundo já explicou pro Vader.

Giordani falando em carne numa das minhas andanças fazendo entrega aqui pelo paraná tive oportunidade de ver um chiqueirão e pelo amor de deus, isso que os agricultores diziam que ia vender a Carne de porco pela Europa, definitivamente a questão sanitária que não tinha era lamentável, era esgoto a céu aberto, os porcos invés de ração comiam uma verdadeira lavagem, e o pior receberão verbas do BNDES pra construir, onde tá a Anvisa pra fiscalizar?

Depois os Russos que são ruins, mas tem suinocultor e pecuarista que faz a fama de Porco.

Grifo
Visitante
Grifo

Senhores, a presidente Dilma poderia falar de carne também na França, a maior defensora das barreiras de exportação da carne brasileira para a União Européia.

Sinceramente não entendo como pode existir uma “parceria estratégica” onde só um lado só compra e o outro só vende.

champs
Visitante
champs

Dilma poderia muito bem ver com Putin quanto custa 36 Su-35S para agora (2015/2016) e escolher o Gripen E/F como vencedor do FX-2 desenvolvido com a industria nacional para estarem operacionais em 2020/2022 coincidindo com o prazo dos suecos e suíços.

A França tem que se contentar com os projetos da Marinha que já estão sendo muito bem remunerados.

Observador
Visitante
Observador

Senhores,

Até ela pode ter a boa vontade de ouvir uma nova proposta a respeito do Rafale, mas os franceses não tem como melhorar o que já foi oferecido sem gerar prejuízos ao contribuinte francês.

Eles só podem fazer o que fizeram até agora: prometer, prometer, prometer…

A única coisa que pode sair de concreto nesta visita é a substituição dos Mirage 2000 da FAB que saem de cena em 2013 por outros doze Mirage menos usados.

Quem sabe, até uns “-5″…

DrCockroach
Visitante
DrCockroach

meio off-topic,

O MinDef tinha um assessor (ateh dois dias atras), nomeado pelo NJ (que tentou intermediar uma interferencia do nosso Ex-Guia junto a um Ministro do STF), que tb tratou do FX-2 e ateh recebeu medalha (!?) da FAB.

Ganha um doce quem adivinhar o nome, enquanto isso o DrCockroach lembrou de uma musica:

http://www.youtube.com/watch?v=on9TXY8kYyk

[]s!
P.S.: “Bad boy, bad boy, what you gonna do when they (cops) come for you…”