Home Tecnologia Sukhoi fora do FX-2

Sukhoi fora do FX-2

508
214

A Aeronáutica anuncia hoje os três finalistas do projeto FX-2, de renovação da frota de combate da FAB. São o F/A-18 Super Hornet, da Boeing (EUA), o Rafale, da Dassault (França), e o Gripen, da Saab/BAe (Suécia).
Surpreendentemente o Sukhoi Su-35 foi alijado da concorrência. A escolha do vencedor final será feita em 2009, do qual será adquirido um lote inicial de 36 aeronaves.

214 COMMENTS

  1. pelo jeito o tio sam esta trabalhando duro nos bastidores….
    sera que a FAB nao aprende ??? classificar o F18 para a segunda fase sabemdo que nao sera transferida nenhuma tecnologia caso o mesmo seja o escolhido.
    a historia nos conta isso…
    quanto ao Gripen, espero que seja o NG… mas batemos na mesma tecla, masi da metade dos equipamentos do Gripen vem do tio sam…
    acho que vamos de rafale, se eles cumprirem o que disseram, transferencia dos mais de 9 milhoes de cogigos fontes de todo o aviao…

  2. pelo jeito o tio sam esta trabalhando duro nos bastidores….
    sera que a FAB nao aprende ??? classificar o F18 para a segunda fase sabemdo que nao sera transferida nenhuma tecnologia caso o mesmo seja o escolhido.
    a historia nos conta isso…
    quanto ao Gripen, espero que seja o NG… mas batemos na mesma tecla, masi da metade dos equipamentos do Gripen vem do tio sam…
    acho que vamos de rafale, se eles cumprirem o que disseram, transferencia dos mais de 9 milhoes de cogigos fontes de todo o aviao…

  3. Apesar de ser um avião extraordinário, acredito que não seria mesmo a melhor opção ao Brasil. Os russos tem tido muitos problemas em cumprir contratos com os indianos que são parceiros a mais de 50 anos e são os maiores compradores de armas da Russia. A Russia nunca repassou tecnologia de ponta e sempre vendeu aos indianos aviões com tecnologia inferior a usada pela sua própria força aérea. Não são minhas alegações, são as dos indianos. Ninguém repassa tecnologia, sei lá se franceses, americanos ou suecos iriam fazer o mesmo, mas em geral eles cumprem acordos. Outra coisa é o fato dos russos estarem novamamente flexionando seus músculos, mostrando a face verdadeira e escolhendo como parceiro o nosso vizinho encrenqueiro, Chaves. Temos que levar em conta sim a política e interesses na compra do avião. O melhor avião é aquele que está disponível quando percisamos. Depender de peças de reposição de russos inexperientes em fornecer suporte ou repassar tecnologia para dominarmos a operação dessas máquinas com certeza influenciou a decisão da FAB. Só tenho que acreditar que os profissionais que lá estão tomaram a decisão que sria melhor para o NOSSO país.

  4. Apesar de ser um avião extraordinário, acredito que não seria mesmo a melhor opção ao Brasil. Os russos tem tido muitos problemas em cumprir contratos com os indianos que são parceiros a mais de 50 anos e são os maiores compradores de armas da Russia. A Russia nunca repassou tecnologia de ponta e sempre vendeu aos indianos aviões com tecnologia inferior a usada pela sua própria força aérea. Não são minhas alegações, são as dos indianos. Ninguém repassa tecnologia, sei lá se franceses, americanos ou suecos iriam fazer o mesmo, mas em geral eles cumprem acordos. Outra coisa é o fato dos russos estarem novamamente flexionando seus músculos, mostrando a face verdadeira e escolhendo como parceiro o nosso vizinho encrenqueiro, Chaves. Temos que levar em conta sim a política e interesses na compra do avião. O melhor avião é aquele que está disponível quando percisamos. Depender de peças de reposição de russos inexperientes em fornecer suporte ou repassar tecnologia para dominarmos a operação dessas máquinas com certeza influenciou a decisão da FAB. Só tenho que acreditar que os profissionais que lá estão tomaram a decisão que sria melhor para o NOSSO país.

  5. Fernando_SP , pelo q tenho lido aqui no Blog e em outros foruns, a FAB olhava com bom olhos o SU-35… não sei,posso estar enganado, mas acho q a decisão de deixar o sukhoi de fora foi puramente política.

  6. Fernando_SP , pelo q tenho lido aqui no Blog e em outros foruns, a FAB olhava com bom olhos o SU-35… não sei,posso estar enganado, mas acho q a decisão de deixar o sukhoi de fora foi puramente política.

  7. Oficial:
    OFICIAL

    01/10/2008 – 09h11
    Comando da Aeronáutica Pré-seleciona candidatos do Projeto F-X2

    O Comando da Aeronáutica informa que, em obediência ao cronograma de renovação da frota das aeronaves de combate da Força Aérea Brasileira – FAB, completou mais uma etapa do processo de seleção dos novos caças multi-emprego a ser incorporados ao seu acervo.
    A Comissão Gerencial do Projeto F-X2 (CGPF-X2), instituída em 15 de maio de 2008, conduziu os estudos de avaliação das aeronaves pré-selecionadas (Boeing F-18E/F Super Hornet, Dassault Rafale, Eurofighter Typhoon, Lockheed Martin F-16 Adv, Saab Gripen NG e Sukhoi SU-35), de forma a elaborar uma lista reduzida (short list) nesta etapa do processo.
    A concretização desta short list visou a garantir o atendimento aos requisitos operacionais para aeronave de caça multi-emprego estabelecidos pelo Estado-Maior da Aeronáutica e permitir o aprofundamento das avaliações dos sistemas de armas candidatos que foram selecionados nesta fase.
    Os estudos tiveram por base as informações fornecidas pelas empresas em resposta aos pedidos de informações (do inglês Request For Information – RFI), emitidos em Junho de 2008. Os dados provenientes das empresas participantes foram avaliados de forma sistêmica, considerando aspectos referentes às áreas operacional, logística, técnica, Compensação Comercial (offset) e transferência de tecnologia para a Indústria Nacional de Defesa.
    A partir de agora, na nova etapa do processo de seleção, as avaliações irão concentrar-se nas seguintes aeronaves componentes da short list (listadas aqui em ordem alfabética dos respectivos fabricantes): BOEING (F-18 E/F SUPER HORNET), DASSAULT (RAFALE) e SAAB (GRIPEN NG).
    As 36 aeronaves, que integrarão o 1º lote, deverão ser entregues a partir de 2014, com expectativa de vida útil de, no mínimo, 30 anos. Assim, ao longo dos próximos anos, haverá a substituição, gradativamente, dos atuais caças Mirage 2000, F-5M e A-1M. O conjunto de conhecimentos e capacitação tecnológica adquiridos nesta aquisição irá contribuir para que o Brasil tenha condições de produzir ou participar da produção de caças de 5ª geração em um futuro de médio e longo prazo.
    Por fim, o Comando da Aeronáutica ressalta que este processo representa um importante avanço para sua Indústria de Defesa com reflexos duradouros, possibilitando parcerias estratégicas de longa duração. No correr do próximo ano, deverá ser conhecido o vetor selecionado, tão logo as fases subseqüentes sejam concluídas.

    CENTRO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL DA AERONÁUTICA

    Fonte: CECOMSAER

  8. Oficial:
    OFICIAL

    01/10/2008 – 09h11
    Comando da Aeronáutica Pré-seleciona candidatos do Projeto F-X2

    O Comando da Aeronáutica informa que, em obediência ao cronograma de renovação da frota das aeronaves de combate da Força Aérea Brasileira – FAB, completou mais uma etapa do processo de seleção dos novos caças multi-emprego a ser incorporados ao seu acervo.
    A Comissão Gerencial do Projeto F-X2 (CGPF-X2), instituída em 15 de maio de 2008, conduziu os estudos de avaliação das aeronaves pré-selecionadas (Boeing F-18E/F Super Hornet, Dassault Rafale, Eurofighter Typhoon, Lockheed Martin F-16 Adv, Saab Gripen NG e Sukhoi SU-35), de forma a elaborar uma lista reduzida (short list) nesta etapa do processo.
    A concretização desta short list visou a garantir o atendimento aos requisitos operacionais para aeronave de caça multi-emprego estabelecidos pelo Estado-Maior da Aeronáutica e permitir o aprofundamento das avaliações dos sistemas de armas candidatos que foram selecionados nesta fase.
    Os estudos tiveram por base as informações fornecidas pelas empresas em resposta aos pedidos de informações (do inglês Request For Information – RFI), emitidos em Junho de 2008. Os dados provenientes das empresas participantes foram avaliados de forma sistêmica, considerando aspectos referentes às áreas operacional, logística, técnica, Compensação Comercial (offset) e transferência de tecnologia para a Indústria Nacional de Defesa.
    A partir de agora, na nova etapa do processo de seleção, as avaliações irão concentrar-se nas seguintes aeronaves componentes da short list (listadas aqui em ordem alfabética dos respectivos fabricantes): BOEING (F-18 E/F SUPER HORNET), DASSAULT (RAFALE) e SAAB (GRIPEN NG).
    As 36 aeronaves, que integrarão o 1º lote, deverão ser entregues a partir de 2014, com expectativa de vida útil de, no mínimo, 30 anos. Assim, ao longo dos próximos anos, haverá a substituição, gradativamente, dos atuais caças Mirage 2000, F-5M e A-1M. O conjunto de conhecimentos e capacitação tecnológica adquiridos nesta aquisição irá contribuir para que o Brasil tenha condições de produzir ou participar da produção de caças de 5ª geração em um futuro de médio e longo prazo.
    Por fim, o Comando da Aeronáutica ressalta que este processo representa um importante avanço para sua Indústria de Defesa com reflexos duradouros, possibilitando parcerias estratégicas de longa duração. No correr do próximo ano, deverá ser conhecido o vetor selecionado, tão logo as fases subseqüentes sejam concluídas.

    CENTRO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL DA AERONÁUTICA

    Fonte: CECOMSAER

  9. Respondendo ao Pablo. Prezado, não defendo os americanos e sim aos brasileiros, antes que me acusem disso, mas porque essa cisma? Os americanos, ou qualquer cidadão de outra nacionalidade, defende os interesses de SEU país. Assim não repassar tecnologia conseguida a duras penas e investimentos não é nada demais. Mas os americanos repassam tecnologia sim, desde que negociada e se for de seu interesse. Assim NÓS devemos procurar nossos interesses, negociar e pressionar, eles pelo lado deles vão ver os interesses deles. Pronto. Negócio fechado, contrato pronto? Os americanos cumprem o que acordaram. Eles repassaram tecnologia dos F5 para a FAB e Embraer. A Embraer absorveu tecnologia que hoje usa em seus E-Jets. Nada de fantasia. Negócios e contrato. O que o Brasil busca é tecnologia para dominar os softwares de controle do avião e radar. Os americanos já tiraram (eles tiraram) o F-35 do páreo porque não vão repassar tecnologia stealth ao Brasil (e a ninguém diga-se de passagem), mas a tecnologia dos softwares, essa é de domínio dos russos, franceses e suecos. Porque eles não iriam nos liberar? Se estiver contratado, eles passarão sim. E não é verdade que o que você disse. Nunca deixaram de cumprir os acordos feitos com o Brasil. O mesmo não se pode dizer dos russos. Veja os exemplos com os chineses, indianos, vietnamitas e peruanos. Abraços.

  10. Respondendo ao Pablo. Prezado, não defendo os americanos e sim aos brasileiros, antes que me acusem disso, mas porque essa cisma? Os americanos, ou qualquer cidadão de outra nacionalidade, defende os interesses de SEU país. Assim não repassar tecnologia conseguida a duras penas e investimentos não é nada demais. Mas os americanos repassam tecnologia sim, desde que negociada e se for de seu interesse. Assim NÓS devemos procurar nossos interesses, negociar e pressionar, eles pelo lado deles vão ver os interesses deles. Pronto. Negócio fechado, contrato pronto? Os americanos cumprem o que acordaram. Eles repassaram tecnologia dos F5 para a FAB e Embraer. A Embraer absorveu tecnologia que hoje usa em seus E-Jets. Nada de fantasia. Negócios e contrato. O que o Brasil busca é tecnologia para dominar os softwares de controle do avião e radar. Os americanos já tiraram (eles tiraram) o F-35 do páreo porque não vão repassar tecnologia stealth ao Brasil (e a ninguém diga-se de passagem), mas a tecnologia dos softwares, essa é de domínio dos russos, franceses e suecos. Porque eles não iriam nos liberar? Se estiver contratado, eles passarão sim. E não é verdade que o que você disse. Nunca deixaram de cumprir os acordos feitos com o Brasil. O mesmo não se pode dizer dos russos. Veja os exemplos com os chineses, indianos, vietnamitas e peruanos. Abraços.

  11. Pablo,
    será o NG, sim. Concordo contigo. Não entendi a presença do F-18. Deve ser do tipo “a esperança é a última que morre”. Mas um dia morre.

    Fernando_SP,
    isso não é privilégio russo. O Tio Sam faz isso sempre. Todos os F-35 a serem repassados para os “aliados” serão inferiores de alguma forma que os a serem usados por ele. Americano sempre fez e sempre fará isso.
    Um abraço a todos. Só espero que dessa vez não ganhei o cavalo azarão.

  12. Pablo,
    será o NG, sim. Concordo contigo. Não entendi a presença do F-18. Deve ser do tipo “a esperança é a última que morre”. Mas um dia morre.

    Fernando_SP,
    isso não é privilégio russo. O Tio Sam faz isso sempre. Todos os F-35 a serem repassados para os “aliados” serão inferiores de alguma forma que os a serem usados por ele. Americano sempre fez e sempre fará isso.
    Um abraço a todos. Só espero que dessa vez não ganhei o cavalo azarão.

  13. Eu acho que teremos um radar AESA que funciona e já está testado no lugar de 2 que ainda estão na fase de homologação.
    E acho tb que a FAB, a despeito do NG ser moderninho, irá optar por 2 motores.

  14. Eu acho que teremos um radar AESA que funciona e já está testado no lugar de 2 que ainda estão na fase de homologação.
    E acho tb que a FAB, a despeito do NG ser moderninho, irá optar por 2 motores.

  15. Ao JP. Prezado JP, alguns pilotos da FAB voaram o SU-27 e ficaram encantados com a manobrabilidade e alcance do avião. Sim, é um avião extraordinário. E a decisão foi política. Sim, acredito que sim. Mas foi técnica também. Quando vc compra um carro zero e sabe que vai usar aquele carro por 30 anos e vai depender dele para viver o que vc leva em conta? Só se o carro é veloz e bonito? Não claro, vc compra pensando no suporte, nas peças de reposição, se as peças podem ser fabricadas nos país. Foi técnica, porque os aviões são muito semelhantes, o SU-35 é grandão e vistoso, mas tem projeto contemporâneo do F-16 (ou F18) por exemplo, os Rafale e Gripen foram projetados para vencer os F-16 (tanto em manobrabilidade, quanto em sistemas). Se vencer um dos dois, teremos uma vião superior ao SU-35, tenham CERTEZA disso. Se vencer o F-18, teremos um projeto da mesma época do SU, mas com aviônica e RADAR superior. O radar russo é um ESA e o F18 tem o melhor radar da atualidade um AESA (ativo!). O radar russo no futuro se inagualará ao americano? é claro que sim, mas ninguém espera rapado isso acontecer não é? Os aviões devem durar 30 anos e a FAB vai ataualizá-los com certeza. Assim JP, foi política sim, mas técnica também. Não devemos nos deixar levar pela beleza do avião russo. Ele parece um ótimo candidato (e é),mas não desconsidere os outros aviões não! O Eurofighter e o Rafale são tão (se não forem mais) manobraveis que o SU, o Gripen tem tecnologia superior, foi projetado para ser modernizado várias vezes, seu alcance é maior que o F5 da FAB e no NG é ainda maior. Abraços!

  16. Ao JP. Prezado JP, alguns pilotos da FAB voaram o SU-27 e ficaram encantados com a manobrabilidade e alcance do avião. Sim, é um avião extraordinário. E a decisão foi política. Sim, acredito que sim. Mas foi técnica também. Quando vc compra um carro zero e sabe que vai usar aquele carro por 30 anos e vai depender dele para viver o que vc leva em conta? Só se o carro é veloz e bonito? Não claro, vc compra pensando no suporte, nas peças de reposição, se as peças podem ser fabricadas nos país. Foi técnica, porque os aviões são muito semelhantes, o SU-35 é grandão e vistoso, mas tem projeto contemporâneo do F-16 (ou F18) por exemplo, os Rafale e Gripen foram projetados para vencer os F-16 (tanto em manobrabilidade, quanto em sistemas). Se vencer um dos dois, teremos uma vião superior ao SU-35, tenham CERTEZA disso. Se vencer o F-18, teremos um projeto da mesma época do SU, mas com aviônica e RADAR superior. O radar russo é um ESA e o F18 tem o melhor radar da atualidade um AESA (ativo!). O radar russo no futuro se inagualará ao americano? é claro que sim, mas ninguém espera rapado isso acontecer não é? Os aviões devem durar 30 anos e a FAB vai ataualizá-los com certeza. Assim JP, foi política sim, mas técnica também. Não devemos nos deixar levar pela beleza do avião russo. Ele parece um ótimo candidato (e é),mas não desconsidere os outros aviões não! O Eurofighter e o Rafale são tão (se não forem mais) manobraveis que o SU, o Gripen tem tecnologia superior, foi projetado para ser modernizado várias vezes, seu alcance é maior que o F5 da FAB e no NG é ainda maior. Abraços!

  17. Fernando_SP

    veja o caso do Chile que e muito mais simples, eles compraram o F16 com os armamentos top lhes prometido. O aviao chegou, as armas estao estocados nos EUA, os yankes disseram que os misseis ficariam com eles… vai entender.
    agora imagine, eles prometerem liberarem os codigos fontes do radar… ai, como sempre nos caimos no conto do vigario e compramos o F18… qnd o mesmo comeca a chegar, percebemos que o radar nao foi o prometido… e por ai vai…
    e depois daquele caso em que a BOING vendeu um Jumbo pro Governo Chines com escutas escondidas nas poltronas e em outros lugares… a historia e bem clara e simples…
    nao confio em americano.

  18. Fernando_SP

    veja o caso do Chile que e muito mais simples, eles compraram o F16 com os armamentos top lhes prometido. O aviao chegou, as armas estao estocados nos EUA, os yankes disseram que os misseis ficariam com eles… vai entender.
    agora imagine, eles prometerem liberarem os codigos fontes do radar… ai, como sempre nos caimos no conto do vigario e compramos o F18… qnd o mesmo comeca a chegar, percebemos que o radar nao foi o prometido… e por ai vai…
    e depois daquele caso em que a BOING vendeu um Jumbo pro Governo Chines com escutas escondidas nas poltronas e em outros lugares… a historia e bem clara e simples…
    nao confio em americano.

  19. Ao Wanderson. Prezado, o Tio Sam faz isso, é claro, vendem material com tecnologia já disponivel!!! Mass é como eu disse, o que vale é o que foi contratado. Os compradores dos russos se queixam que compram gato por lebre. Recentemente (10 anos atrás) os chineses compraram SU-30 novinhos em folha! E o que descobriram? Que os SU novinhos eram SU-27 reformados!!! Foi um pega para capar e uma dificuldade para devolver e receber os aviões contratados! Nós temos que nos cuidar com TODO mundo, mas também ficar dizendo que é melhor comprar de Russos, porque todo mundo faz isso não é verdade.

  20. Ao Wanderson. Prezado, o Tio Sam faz isso, é claro, vendem material com tecnologia já disponivel!!! Mass é como eu disse, o que vale é o que foi contratado. Os compradores dos russos se queixam que compram gato por lebre. Recentemente (10 anos atrás) os chineses compraram SU-30 novinhos em folha! E o que descobriram? Que os SU novinhos eram SU-27 reformados!!! Foi um pega para capar e uma dificuldade para devolver e receber os aviões contratados! Nós temos que nos cuidar com TODO mundo, mas também ficar dizendo que é melhor comprar de Russos, porque todo mundo faz isso não é verdade.

  21. Pablo, não confia nos americanos, mas confia em russos, franceses, italianos, suecos ou quem quer que seja? Acho que não! Os americanos foram bem claros com os chilenos, quem fez muito barulho por isso foram os esquerdistas do Brasil e Chile claro. Os misseis 120, não seriam liberados para serem estocados no Chile, fizeram isso com outros paises e AVISARAM antes! Tanto que os chilenos, compraram o Derby israelense com antecedência! A força aérea chilena é a MAIS profissional e competente da América Latina, se quer saber a acho mais letal que a força aérea de Israel e os códigos foram liberados sim, tanto que os chilenos integraram armamentos sem ajuda de americanos. Sem os códigos não dá para fazer isso.

  22. Pablo, não confia nos americanos, mas confia em russos, franceses, italianos, suecos ou quem quer que seja? Acho que não! Os americanos foram bem claros com os chilenos, quem fez muito barulho por isso foram os esquerdistas do Brasil e Chile claro. Os misseis 120, não seriam liberados para serem estocados no Chile, fizeram isso com outros paises e AVISARAM antes! Tanto que os chilenos, compraram o Derby israelense com antecedência! A força aérea chilena é a MAIS profissional e competente da América Latina, se quer saber a acho mais letal que a força aérea de Israel e os códigos foram liberados sim, tanto que os chilenos integraram armamentos sem ajuda de americanos. Sem os códigos não dá para fazer isso.

  23. Chorem fãs russos chorem! uahauhauahuahauahuahauha

    Quando eu parar de rir posto mais alguma coisa.

    auhauhauahuahauhauahuahauha

  24. Chorem fãs russos chorem! uahauhauahuahauahuahauha

    Quando eu parar de rir posto mais alguma coisa.

    auhauhauahuahauhauahuahauha

  25. Fernando… muito bons seus comentarios acima…

    Só nao concordo com a parte q vc compara a FA de Israel, um país em guerra desde 1950, com a FA do Chile, que nunca viu ação!!

  26. Fernando… muito bons seus comentarios acima…

    Só nao concordo com a parte q vc compara a FA de Israel, um país em guerra desde 1950, com a FA do Chile, que nunca viu ação!!

  27. O melhor mesmo é produzir um novo, pelo q se vê!
    (Quem nos dera!)
    Todos esses já tem um tempo.
    Muitos lembram q dificil será ter a tecnologia para trabalha-los, pois, será passada?
    Desde o começo os americanos ñ deveriam estar na lista, pela tecnologia aplicada.
    Sukhoi, Mig, Dassault, Eurofighter e Saab, tem suas condições a + q os americanos.
    Com certeza pontos negativos e positivos.
    Vamos ver no q vai dar!!!!

  28. O melhor mesmo é produzir um novo, pelo q se vê!
    (Quem nos dera!)
    Todos esses já tem um tempo.
    Muitos lembram q dificil será ter a tecnologia para trabalha-los, pois, será passada?
    Desde o começo os americanos ñ deveriam estar na lista, pela tecnologia aplicada.
    Sukhoi, Mig, Dassault, Eurofighter e Saab, tem suas condições a + q os americanos.
    Com certeza pontos negativos e positivos.
    Vamos ver no q vai dar!!!!

  29. Com ceteza, a FAB já decidiu que o caça é o RAFALE C, uma vez que a história nos diz que não haverá transferência tecnológica do HORNET e quanto ao GRIPEN NG, além de ser um motor, está sujeito ao veto estadunidense devido ao conteúdo tecnológico do “tio Sam”, por outro lado, o RAFALE, além de ser um excelente caça de 5a. geração, teria assimilação tecnológica bastante facilitada para o Brasil e que está bastante familiarizado com a technologia francesa, isso sem contar com o acôrdo estratégico envolvendo também a transferência de tecnologia na construção do casco do submarino nuclear. Parabéns à FAB e à todos nós, pela feliz escolha, vamos de RAFALES C, SUBS. NUCLEARES fundamentados no casco do Scorpène e SOLDADOS BRASILEIROS DO FUTURO com sotaque francês, muito xique!!! Bon jour ??…rs..rs..
    Sds.

  30. Com ceteza, a FAB já decidiu que o caça é o RAFALE C, uma vez que a história nos diz que não haverá transferência tecnológica do HORNET e quanto ao GRIPEN NG, além de ser um motor, está sujeito ao veto estadunidense devido ao conteúdo tecnológico do “tio Sam”, por outro lado, o RAFALE, além de ser um excelente caça de 5a. geração, teria assimilação tecnológica bastante facilitada para o Brasil e que está bastante familiarizado com a technologia francesa, isso sem contar com o acôrdo estratégico envolvendo também a transferência de tecnologia na construção do casco do submarino nuclear. Parabéns à FAB e à todos nós, pela feliz escolha, vamos de RAFALES C, SUBS. NUCLEARES fundamentados no casco do Scorpène e SOLDADOS BRASILEIROS DO FUTURO com sotaque francês, muito xique!!! Bon jour ??…rs..rs..
    Sds.

  31. A logística Russa pesou muito na decisão, completamente diferente da adotada pela FAB. Pensando em longo prazo, 30 anos, os 3 candidatos são excelentes escolhas!

  32. A logística Russa pesou muito na decisão, completamente diferente da adotada pela FAB. Pensando em longo prazo, 30 anos, os 3 candidatos são excelentes escolhas!

  33. walderson
    quanto a resposta que vc deu ao fernando, só pra complementar,
    lembra dos F-14 que os estadunidenses venderam ao irã?
    que os processadores do radar e dos misseis eram + lentos q os estadunidenses, como tambem o iff,que eram bloqueadas as frequencias de alguns aviões da otan
    sds

  34. walderson
    quanto a resposta que vc deu ao fernando, só pra complementar,
    lembra dos F-14 que os estadunidenses venderam ao irã?
    que os processadores do radar e dos misseis eram + lentos q os estadunidenses, como tambem o iff,que eram bloqueadas as frequencias de alguns aviões da otan
    sds

  35. Só completando, mais uma dica, os caças são para 2014, é o tempo necessário para os RAFALES entrarem em serviço no Brasil.
    Sds.

  36. Só completando, mais uma dica, os caças são para 2014, é o tempo necessário para os RAFALES entrarem em serviço no Brasil.
    Sds.

  37. sera que esta decisao nao tem haver com a nova politica russa e uma volta da guerra fria.

    podemos estar sinalizando o lado que vamos escolher

  38. sera que esta decisao nao tem haver com a nova politica russa e uma volta da guerra fria.

    podemos estar sinalizando o lado que vamos escolher

  39. brasilian eagle
    desde quando o rafale é um avião de quinta geração?
    vc deve estar equivocado
    o unico de quinta geração operacional é o F-22 estadunidense, enquanto em desenvolvimento estão o F-35 tbm estadunidense, o T-50 russo, o J-14 chines…

  40. brasilian eagle
    desde quando o rafale é um avião de quinta geração?
    vc deve estar equivocado
    o unico de quinta geração operacional é o F-22 estadunidense, enquanto em desenvolvimento estão o F-35 tbm estadunidense, o T-50 russo, o J-14 chines…

  41. Não colocaria o Rafale assim como vencedor não.

    Não esqueçam que fechamos subs, helis e soldado do fuituro com os franceses e o MD não quer que fiquemos dependentes de apenas uma fonte.
    A entrada do F18 no short list tras muita coisa por trás e é bom terem calma nas analises.

    Os chilenos estão com todas as armas que eles compraram para os F16. Quem diz o contrário, está desinformado. Mavericks e AMRAM já estão lá faz tempo, com fotos na internet e tudo. Basta pesquisar um pouquinho. OK?

  42. Não colocaria o Rafale assim como vencedor não.

    Não esqueçam que fechamos subs, helis e soldado do fuituro com os franceses e o MD não quer que fiquemos dependentes de apenas uma fonte.
    A entrada do F18 no short list tras muita coisa por trás e é bom terem calma nas analises.

    Os chilenos estão com todas as armas que eles compraram para os F16. Quem diz o contrário, está desinformado. Mavericks e AMRAM já estão lá faz tempo, com fotos na internet e tudo. Basta pesquisar um pouquinho. OK?

  43. (Chorem fãs russos chorem! uahauhauahuahauahuahauha

    Quando eu parar de rir posto mais alguma coisa.

    auhauhauahuahauhauahuahauha)²

  44. (Chorem fãs russos chorem! uahauhauahuahauahuahauha

    Quando eu parar de rir posto mais alguma coisa.

    auhauhauahuahauhauahuahauha)²

  45. Agora já recomposto, parabéns à FAB que mostrou maturidade.

    Apesar do esforço monstruoso de propaganda por parte dos russos, quando a decisão sai do terreno das possibilidades e entra na realidade, a coisa muda de figura.

    Como dizem às garotas super-produzidas: bate uma água para ver o que fica…………

  46. Agora já recomposto, parabéns à FAB que mostrou maturidade.

    Apesar do esforço monstruoso de propaganda por parte dos russos, quando a decisão sai do terreno das possibilidades e entra na realidade, a coisa muda de figura.

    Como dizem às garotas super-produzidas: bate uma água para ver o que fica…………

  47. Resumindo: NÃO TERÁ NENHUMA TRANSFERÊNCIA DE TECNOLOGIA PARA O BRASIL!!!
    Da onde os EUA vão soltar os códigos fontes? Nunca!!! Nem pros Israelenses!!! Agora será que os franceses vão estar dispostos a isso? Tenho dúvidas até do Sub Nuclear… Vamos esperar pra ver, mas com a força do Lobby do Tio Sam estou com medo do Rafale também vá para o ralo… É triste, uma decisão mais política do que técnica. Mais uma lástima em nossa triste história. Sds.

  48. Resumindo: NÃO TERÁ NENHUMA TRANSFERÊNCIA DE TECNOLOGIA PARA O BRASIL!!!
    Da onde os EUA vão soltar os códigos fontes? Nunca!!! Nem pros Israelenses!!! Agora será que os franceses vão estar dispostos a isso? Tenho dúvidas até do Sub Nuclear… Vamos esperar pra ver, mas com a força do Lobby do Tio Sam estou com medo do Rafale também vá para o ralo… É triste, uma decisão mais política do que técnica. Mais uma lástima em nossa triste história. Sds.

  49. Fico impressionado como o pessoal veste a camisa russa.

    O que nós temos de concreto sobre o desempenho das aeronaves, dos off-sets, das condições do negócio???? Beira o nada a resposta a estas perguntas.

    Mas um pessoal fica aqui falando que o Su-35 e semi-stealth, que lança mísseis com alcance beirando o infinito, que o Gripen é uma pulga, que o Rafale não funciona, que os russos dão tudo em off-set, e tudo mais. Opiniões pessoais? Sim, e assim devem ser respeitadas, mas querer que isto condiga com a realidade vai uma longa distância.

    A FAB que tem as informações em mãos ponderou as variáveis e decidiu que F-16 e SU-35 não atendem seus requisitos. Isto é fato.

    Infelizmente para alguns os fatos não corroboram suas opiniões pessoais.

  50. Fico impressionado como o pessoal veste a camisa russa.

    O que nós temos de concreto sobre o desempenho das aeronaves, dos off-sets, das condições do negócio???? Beira o nada a resposta a estas perguntas.

    Mas um pessoal fica aqui falando que o Su-35 e semi-stealth, que lança mísseis com alcance beirando o infinito, que o Gripen é uma pulga, que o Rafale não funciona, que os russos dão tudo em off-set, e tudo mais. Opiniões pessoais? Sim, e assim devem ser respeitadas, mas querer que isto condiga com a realidade vai uma longa distância.

    A FAB que tem as informações em mãos ponderou as variáveis e decidiu que F-16 e SU-35 não atendem seus requisitos. Isto é fato.

    Infelizmente para alguns os fatos não corroboram suas opiniões pessoais.

  51. Uma decisão deste vulto será sempre política.

    Não que eu concorde ou discorde, isto não vem ao caso, mas negócios deste volume transcendem a esfera “técnica”. Assim foi, é, e será.

  52. Uma decisão deste vulto será sempre política.

    Não que eu concorde ou discorde, isto não vem ao caso, mas negócios deste volume transcendem a esfera “técnica”. Assim foi, é, e será.

  53. Airacobra…

    Se vc ler sobre os F-14 iranianos, a diferença deles e o dos americanos é q eles nao identificavam o iff de aeronaves ocidentais e os processadores eram 0,0001% mais lentos q o dos americanos!!
    Quando o Xá tomou o poder, isso deu um ruido do caramba no congresso americano, pois eles venderam um caça com as mesmas capacidades a um aliado duvidoso….

  54. Airacobra…

    Se vc ler sobre os F-14 iranianos, a diferença deles e o dos americanos é q eles nao identificavam o iff de aeronaves ocidentais e os processadores eram 0,0001% mais lentos q o dos americanos!!
    Quando o Xá tomou o poder, isso deu um ruido do caramba no congresso americano, pois eles venderam um caça com as mesmas capacidades a um aliado duvidoso….

  55. Também acredito no Rafale. Final de agosto nosso ministro da defesa, sr. Jobim já teria declarado o Rafale como vencedor, inclusive afirmando que já viria um primeiro lote de 12 caças e que seria fabricado/montado aqui no Brasil o complemento do lote. Creio também que por o Brasil, agora para mim mais do que confirmado, estar negociando os sub e fragatas com a França, já seria mais fácil a França repassar a tecnologia do Rafale.já o F18E é um super caça, mas não teremos o repasse de tecnologia, no máximo uma autorização para colocarmos o Derby e a-darter como mísseis.

    []s

  56. Também acredito no Rafale. Final de agosto nosso ministro da defesa, sr. Jobim já teria declarado o Rafale como vencedor, inclusive afirmando que já viria um primeiro lote de 12 caças e que seria fabricado/montado aqui no Brasil o complemento do lote. Creio também que por o Brasil, agora para mim mais do que confirmado, estar negociando os sub e fragatas com a França, já seria mais fácil a França repassar a tecnologia do Rafale.já o F18E é um super caça, mas não teremos o repasse de tecnologia, no máximo uma autorização para colocarmos o Derby e a-darter como mísseis.

    []s

  57. Como pode os F/A-18 Super Hornet, da Boeing (EUA), esta na proxima fase, a boeing foi a ultima a entra nesse FX-2 do brasil.
    Os USA nao vao passa tecnologia nenhuma para o brasil, mais uma vez o jogo de politica ganha, que pais e esse nunca vai cresce assim, nem economicamente e militamente.

  58. Como pode os F/A-18 Super Hornet, da Boeing (EUA), esta na proxima fase, a boeing foi a ultima a entra nesse FX-2 do brasil.
    Os USA nao vao passa tecnologia nenhuma para o brasil, mais uma vez o jogo de politica ganha, que pais e esse nunca vai cresce assim, nem economicamente e militamente.

  59. Estou desapontado o su-35 BM era superior a todos os concorrentes e tinha com certeza a melhor transferência tecnológica devido aos russos já nos ajudarem no programa VLS. Essa decisão não teve nada de técnica foi política estou desapontado.

  60. Estou desapontado o su-35 BM era superior a todos os concorrentes e tinha com certeza a melhor transferência tecnológica devido aos russos já nos ajudarem no programa VLS. Essa decisão não teve nada de técnica foi política estou desapontado.

  61. Com as escolhas definidas pela Venezuela em apoiar a Russia, juntamente com os exercicios com os TU-160, os EUA precisam de um aliado forte na região, lembremos da ação dos A-29 colombianos com tecnologia Raytheon e miras flir(americanas) ao ataque ao lider terrorista das Farcs Raul Reyes, com apoio de R-99A não oficialmente comfirmado, ao resgate de Ingrid Bitencourt com apoio de aviões radares americamos; aviões R-99A??; somos bem visto por Sarkosy e Bush, ficamos numa posição politica bem vista como nunca ficamos com EUA e França, em nota recem publicada a venda ao Brasil de 15 und S-60 Black hawk, quando falamos que a transferencia de tecnologia não é clara pelos americanos temos que ter cautela, não esqueçamos que a FAB participu este ano do Red Flag, com excelentes resultados, por isto acredito que com bom senso pode-se efetuar mesmo dentro destas 3 opções restantes uma excelente escolha para a FAB.

  62. Com as escolhas definidas pela Venezuela em apoiar a Russia, juntamente com os exercicios com os TU-160, os EUA precisam de um aliado forte na região, lembremos da ação dos A-29 colombianos com tecnologia Raytheon e miras flir(americanas) ao ataque ao lider terrorista das Farcs Raul Reyes, com apoio de R-99A não oficialmente comfirmado, ao resgate de Ingrid Bitencourt com apoio de aviões radares americamos; aviões R-99A??; somos bem visto por Sarkosy e Bush, ficamos numa posição politica bem vista como nunca ficamos com EUA e França, em nota recem publicada a venda ao Brasil de 15 und S-60 Black hawk, quando falamos que a transferencia de tecnologia não é clara pelos americanos temos que ter cautela, não esqueçamos que a FAB participu este ano do Red Flag, com excelentes resultados, por isto acredito que com bom senso pode-se efetuar mesmo dentro destas 3 opções restantes uma excelente escolha para a FAB.

  63. Muito bom os comentário do Henrique Souza e Alfredo_Araujo. Acreditava que só eu não achava o SU 35 esse avião milagroso que tanto alardeiam.

  64. Muito bom os comentário do Henrique Souza e Alfredo_Araujo. Acreditava que só eu não achava o SU 35 esse avião milagroso que tanto alardeiam.

  65. há de se levar em conta que no cenário atual dos combates aéreos
    um caça, por melhor que seja, é um mero vetor de armas, dependente do suporte de aeronaves AEW para ser realmente eficiente.
    Partindo deste ponto de vista a FAB, com base na tríade R99,F5EM e Derby está um patamar acima de qualquer FA latino-americana, ainda que Chile e Venezuela possuam vetores/armas mais avançados, entretanto, sem o domínio da arena que só é possível por meio de um AEW.

    A escolha do Rafale( pelo que tudo indica)é coerente, e para chegar-se a uma escolha coerente há de levar-se conta vários fatores, como:

    -POLÍTICO- a França sempre manteve uma linha política um tanto quanto independente em relação aos EUA e até mesmo a U.E, o que influencia na negociação para transferência de tecnologia.

    -LOGÍSTICO E DOUTRINÁRIO- a FAB está familiarizada com aeronaves francesas, a estrutura física das bases não precisarão ser modificadas para operar o Rafale, e o Rafale poderá ser comprado pela marinha para operação no NAe SÃO PAULO (desde que sejam trocadas as catapultas)se algum dia ele voltar a ser realmente operacional.
    A doutrina da FAB (em caso de conflito com uma potência bélica)prevê a dispersão da frota, utilizando-se de pistas de pouso improvisadas rodovias, o que seria muito difícil em se tratando de um avião enorme como o SU-35.

  66. há de se levar em conta que no cenário atual dos combates aéreos
    um caça, por melhor que seja, é um mero vetor de armas, dependente do suporte de aeronaves AEW para ser realmente eficiente.
    Partindo deste ponto de vista a FAB, com base na tríade R99,F5EM e Derby está um patamar acima de qualquer FA latino-americana, ainda que Chile e Venezuela possuam vetores/armas mais avançados, entretanto, sem o domínio da arena que só é possível por meio de um AEW.

    A escolha do Rafale( pelo que tudo indica)é coerente, e para chegar-se a uma escolha coerente há de levar-se conta vários fatores, como:

    -POLÍTICO- a França sempre manteve uma linha política um tanto quanto independente em relação aos EUA e até mesmo a U.E, o que influencia na negociação para transferência de tecnologia.

    -LOGÍSTICO E DOUTRINÁRIO- a FAB está familiarizada com aeronaves francesas, a estrutura física das bases não precisarão ser modificadas para operar o Rafale, e o Rafale poderá ser comprado pela marinha para operação no NAe SÃO PAULO (desde que sejam trocadas as catapultas)se algum dia ele voltar a ser realmente operacional.
    A doutrina da FAB (em caso de conflito com uma potência bélica)prevê a dispersão da frota, utilizando-se de pistas de pouso improvisadas rodovias, o que seria muito difícil em se tratando de um avião enorme como o SU-35.

  67. Se o F18 for o escolido os puxa-sacos dos amerianos farão a festa especialmente os que tem feses na cabeça que parecem não saber que que com os EUA ou Suecia jamais teremos caças de 5º Geração ou superior Coisa que os Russos estão trabalhando com os indianos e os Franceses parecem que querem pular a 5º geração e ir para sexta.

    Mas o F18 não sera nenhuma vantagem para nos a nãoser que os EUA ofereçam algo como fizeram para o japão mas a diferença de aeronaves vendidas ao japão é grande ja aqui se passar dos 136 parece muito.
    Se os EUA forem nos apoiar podiam começar mandando uns Black Hawk e etc a Colombia por exemplo opera cerca de 70 deles.

    Saudações

  68. Se o F18 for o escolido os puxa-sacos dos amerianos farão a festa especialmente os que tem feses na cabeça que parecem não saber que que com os EUA ou Suecia jamais teremos caças de 5º Geração ou superior Coisa que os Russos estão trabalhando com os indianos e os Franceses parecem que querem pular a 5º geração e ir para sexta.

    Mas o F18 não sera nenhuma vantagem para nos a nãoser que os EUA ofereçam algo como fizeram para o japão mas a diferença de aeronaves vendidas ao japão é grande ja aqui se passar dos 136 parece muito.
    Se os EUA forem nos apoiar podiam começar mandando uns Black Hawk e etc a Colombia por exemplo opera cerca de 70 deles.

    Saudações

  69. Airacobra, realmente pode não ser, mas inicialmente é mais do que o suficiente para as nossas necessidades e tudo indica que o RAFALE C é o escolhido, infelizmente vamos ter que conferir isso somente à partir do ano que vem, embora alguma nota pode ainda vazar. De minha parte, sendo o RAFALE C, o Brasil estará muito bem servido, em todos os aspectos!!!
    Um abraço à todos.

  70. Airacobra, realmente pode não ser, mas inicialmente é mais do que o suficiente para as nossas necessidades e tudo indica que o RAFALE C é o escolhido, infelizmente vamos ter que conferir isso somente à partir do ano que vem, embora alguma nota pode ainda vazar. De minha parte, sendo o RAFALE C, o Brasil estará muito bem servido, em todos os aspectos!!!
    Um abraço à todos.

  71. Os caças de hoje em dia são quase que meros “carregadores de mísseis”. Ganha aquele que puder ver o inimigo primeiro, e atirar, dentro do alcance do missil. Para isto, alcance, radar, confiabilidade/integração dos misseis, data-link e a ajuda de um AWACS (como o R-99) é imprescindível. Por isto até o Gripen-NG passou de fase. Quem imagina que com o super-manobrável Sukhoi iremos enfrentar inimigos num DOGFIGHT está viajando (literalmente). A FAB aprendeu a lição na Cruzex, os combates aconteceram a 100 km de distancia – além do horizonte.

    Imaginem este cenário: o Chavez manda os Su30 deles contra nossos vetores (qualquer um dos 3) com datalink, misseis BVR e R-99. Qual seria o resultado? Se adquirirmos SU35 SEM a integração que pretendiamos, não teriamos vantagens nenhuma sobreeles nem ninguem na AL.

    A decisão foi claramente baseada na INTEGRAÇÃO dos sistems.

  72. Os caças de hoje em dia são quase que meros “carregadores de mísseis”. Ganha aquele que puder ver o inimigo primeiro, e atirar, dentro do alcance do missil. Para isto, alcance, radar, confiabilidade/integração dos misseis, data-link e a ajuda de um AWACS (como o R-99) é imprescindível. Por isto até o Gripen-NG passou de fase. Quem imagina que com o super-manobrável Sukhoi iremos enfrentar inimigos num DOGFIGHT está viajando (literalmente). A FAB aprendeu a lição na Cruzex, os combates aconteceram a 100 km de distancia – além do horizonte.

    Imaginem este cenário: o Chavez manda os Su30 deles contra nossos vetores (qualquer um dos 3) com datalink, misseis BVR e R-99. Qual seria o resultado? Se adquirirmos SU35 SEM a integração que pretendiamos, não teriamos vantagens nenhuma sobreeles nem ninguem na AL.

    A decisão foi claramente baseada na INTEGRAÇÃO dos sistems.

  73. Ah que pena, sou flanker de carteirinha! Nem finalista… Que venha o f3, para eu rir da cara dos american boys! Prefiro um forncedor (francÊs) do que 2, sendo um deles o Estados Unidos da América. Espero que o rafale ganhe, o grande irmão do norte não irá tranferir tecnologia, nem com aquela conversa de “governo para governo”.
    Até +!

  74. Ah que pena, sou flanker de carteirinha! Nem finalista… Que venha o f3, para eu rir da cara dos american boys! Prefiro um forncedor (francÊs) do que 2, sendo um deles o Estados Unidos da América. Espero que o rafale ganhe, o grande irmão do norte não irá tranferir tecnologia, nem com aquela conversa de “governo para governo”.
    Até +!

  75. (faltou o resto do ultimo paragrafo)
    A decisão foi claramente baseada na INTEGRAÇÃO dos sistemas. Se for o F-18E, a FAB não vai querê-lo com os misseis, vai sim integrar o que temos. O mesmo com o Gripen. Já o Rafale vamos ter que ver se vem o MICA ou não… Isto poderia criar um problema logistico, com muitos misseis de tipos diferentes. Já sabemos que o de curto alcance será o A-Darter, parceria com a Africa do Sul, tecnologia nossa. O BVR é o Derby, de Israel. Só precisaríamos integrá-los aos nossos caças.

  76. (faltou o resto do ultimo paragrafo)
    A decisão foi claramente baseada na INTEGRAÇÃO dos sistemas. Se for o F-18E, a FAB não vai querê-lo com os misseis, vai sim integrar o que temos. O mesmo com o Gripen. Já o Rafale vamos ter que ver se vem o MICA ou não… Isto poderia criar um problema logistico, com muitos misseis de tipos diferentes. Já sabemos que o de curto alcance será o A-Darter, parceria com a Africa do Sul, tecnologia nossa. O BVR é o Derby, de Israel. Só precisaríamos integrá-los aos nossos caças.

  77. Pra finalizar, podemos fazer o que os Espanhois fizeram com os F-18 deles integrando os Python 5 (tem uma foto na revista Força Aerea, numero 52, pagina 72).

  78. Pra finalizar, podemos fazer o que os Espanhois fizeram com os F-18 deles integrando os Python 5 (tem uma foto na revista Força Aerea, numero 52, pagina 72).

  79. E incrível a miopia de alguns.

    Se o Su-35 estivesse nesta short-list (um adendo aqui, esta lista restrita e o que de mais concreto saiu de opinião da FAB para a população desde que iniciou o FX, de resto só especulação que ajudaram na construção de verdadeiras “lendas urbanas” que muitos tomam como verdades sacramentadas) eu estaria com certeza aqui comemorando dizendo: putz que massa, tanto as capacidades operacionais da aeronave como os off-sets com os russos são possibilidades exeqüíveis para o Brasil, e não só conjectura. Mas não foi isto que aconteceu.

    A FAB e o Ministério da Defesa sabem de suas necessidades, e sabem de fato o que os candidatos oferecem, e tanto o F-16 como o SU-35 não atenderam a estas necessidades.

    Não morro de amores pelos EUA, mas só um cínico ou hipócrita nega a capacidade de desenvolvimento que advém de acordos bem trabalhados com eles. Japão, Coréia do Sul e Israel mostram possibilidades disto.

  80. E incrível a miopia de alguns.

    Se o Su-35 estivesse nesta short-list (um adendo aqui, esta lista restrita e o que de mais concreto saiu de opinião da FAB para a população desde que iniciou o FX, de resto só especulação que ajudaram na construção de verdadeiras “lendas urbanas” que muitos tomam como verdades sacramentadas) eu estaria com certeza aqui comemorando dizendo: putz que massa, tanto as capacidades operacionais da aeronave como os off-sets com os russos são possibilidades exeqüíveis para o Brasil, e não só conjectura. Mas não foi isto que aconteceu.

    A FAB e o Ministério da Defesa sabem de suas necessidades, e sabem de fato o que os candidatos oferecem, e tanto o F-16 como o SU-35 não atenderam a estas necessidades.

    Não morro de amores pelos EUA, mas só um cínico ou hipócrita nega a capacidade de desenvolvimento que advém de acordos bem trabalhados com eles. Japão, Coréia do Sul e Israel mostram possibilidades disto.

  81. Gente, era obvio que o SU-35 ia pra vala…avião russo, logistica russa duvidosa; os prazos seriam respeitados? E se não fossem…como iriamos ficar? cancelar a compra e fazer outra licitação?? Obvio que a escolha foi politica, mas o MD deve ter pensado nesses argumentos para escluir os russos.O SU e um puta avião? SIM!!, mas como disse o Henrique, é da mesma geração que o f -16/f-18, e alem do mais os escolhidos são excelentes avioes de combate e totalmente preparados pra o futuro da guerra aerea(vide que o f-18 tem o melhor radar do mundo hj). Acho que a FAB acertou e tb acertaria se mantivesse os SU, foi so uma questão, digamos, de “oportunidade”

  82. Gente, era obvio que o SU-35 ia pra vala…avião russo, logistica russa duvidosa; os prazos seriam respeitados? E se não fossem…como iriamos ficar? cancelar a compra e fazer outra licitação?? Obvio que a escolha foi politica, mas o MD deve ter pensado nesses argumentos para escluir os russos.O SU e um puta avião? SIM!!, mas como disse o Henrique, é da mesma geração que o f -16/f-18, e alem do mais os escolhidos são excelentes avioes de combate e totalmente preparados pra o futuro da guerra aerea(vide que o f-18 tem o melhor radar do mundo hj). Acho que a FAB acertou e tb acertaria se mantivesse os SU, foi so uma questão, digamos, de “oportunidade”

  83. Além disso, o futuro caça da FAB ja esta escolhido neh…Chama-se RAFALE, assim como nossas futuras escoltas são as FREMM!
    Quem trouxe essa noticias não fui eu..foram os 4 Scorpené e os 50 EC-725!! So faltou o Tiger no lugar dos Mi-35!!!!!

  84. Além disso, o futuro caça da FAB ja esta escolhido neh…Chama-se RAFALE, assim como nossas futuras escoltas são as FREMM!
    Quem trouxe essa noticias não fui eu..foram os 4 Scorpené e os 50 EC-725!! So faltou o Tiger no lugar dos Mi-35!!!!!

  85. Coitados do Konner e do Konig ficaram orfãos, agora eles vão se mudar pra venezuela e bater no peito “No temos o Su-30!” uahuahauhauha.

    Para os incredulos que não acreditam na transferência de tecnologia do F-18E/F Hornet vejam um trecho da entrevista com Bob Gower vice-presidente para a linha de produtos F-18 dentro da divisão Global Strike Systems da Boeingpara o ALIDE.

    “Alide: Os caças americanos têm sido repetidamente percebidos no Brasil como “propostas inviáveis”, especialmente, devido às restrições impostas pelo Departamento de Estado para a transferência de tecnologia militar avançada. Esta proposta do Super Hornet para a FAB poderá atender, por completo, às exigências de acesso aos códigos fontes dos sistemas embarcados?

    BG: Sim, ela poderá. A relação política entre os EUA e o Brasil, duas potências econômicas de grande importância no mundo, segue numa tendência de melhora contínua. Embora a Boeing esteja aqui apresentando o produto e esclarecendo dúvidas, caso ele venha a ser concluído, este negócio será realizado como venda “governo a governo”, ofertado dentro do formato Foreign Military Sales (FMS). Caberá ao governo americano a compra destes aviões da Boeing para sua posterior revenda ao Brasil. Sem o apoio absoluto e completo do governo americano, nós não teríamos nada o que fazer aqui agora.

    Alide: O Congresso dos Estados Unidos já autorizou a venda dos F-18E/F e de seu armamento para o Brasil?

    BG: Como falamos antes, como esta será uma venda via o programa FMS, o fato de que o governo americano já nos autorizou para a venda do Super Hornet Block 2 ao Brasil é prova clara do conforto do governo americano com este negócio e com o Brasil como parceiro na esfera militar.”

    Além do que se comprarmos os Hornet podemos ter o EA-18G Growler. Mas ainda prefiro o Rafale.

    Sds.

  86. Coitados do Konner e do Konig ficaram orfãos, agora eles vão se mudar pra venezuela e bater no peito “No temos o Su-30!” uahuahauhauha.

    Para os incredulos que não acreditam na transferência de tecnologia do F-18E/F Hornet vejam um trecho da entrevista com Bob Gower vice-presidente para a linha de produtos F-18 dentro da divisão Global Strike Systems da Boeingpara o ALIDE.

    “Alide: Os caças americanos têm sido repetidamente percebidos no Brasil como “propostas inviáveis”, especialmente, devido às restrições impostas pelo Departamento de Estado para a transferência de tecnologia militar avançada. Esta proposta do Super Hornet para a FAB poderá atender, por completo, às exigências de acesso aos códigos fontes dos sistemas embarcados?

    BG: Sim, ela poderá. A relação política entre os EUA e o Brasil, duas potências econômicas de grande importância no mundo, segue numa tendência de melhora contínua. Embora a Boeing esteja aqui apresentando o produto e esclarecendo dúvidas, caso ele venha a ser concluído, este negócio será realizado como venda “governo a governo”, ofertado dentro do formato Foreign Military Sales (FMS). Caberá ao governo americano a compra destes aviões da Boeing para sua posterior revenda ao Brasil. Sem o apoio absoluto e completo do governo americano, nós não teríamos nada o que fazer aqui agora.

    Alide: O Congresso dos Estados Unidos já autorizou a venda dos F-18E/F e de seu armamento para o Brasil?

    BG: Como falamos antes, como esta será uma venda via o programa FMS, o fato de que o governo americano já nos autorizou para a venda do Super Hornet Block 2 ao Brasil é prova clara do conforto do governo americano com este negócio e com o Brasil como parceiro na esfera militar.”

    Além do que se comprarmos os Hornet podemos ter o EA-18G Growler. Mas ainda prefiro o Rafale.

    Sds.

  87. doce ilusao da mocada ai vo grava o nome de vcs ai depois de uns 10 anos a gente volta a comenta aqui ai eu vejo se vcs acham a mesma coisa esse projeto e ridiculo e o brasil naum vai ter uma industria partido de bases alheias

  88. doce ilusao da mocada ai vo grava o nome de vcs ai depois de uns 10 anos a gente volta a comenta aqui ai eu vejo se vcs acham a mesma coisa esse projeto e ridiculo e o brasil naum vai ter uma industria partido de bases alheias

  89. Ihhh a carapuça serviu pro Thiago Jeronimo, que charope!Fui reto demais haha
    Imagino que ele acredite no coelinho da pascoa e no papai noel mas fica frio eu quando era criança acreditava tambem!
    saudações

  90. Ihhh a carapuça serviu pro Thiago Jeronimo, que charope!Fui reto demais haha
    Imagino que ele acredite no coelinho da pascoa e no papai noel mas fica frio eu quando era criança acreditava tambem!
    saudações

  91. “Sukhoi fora do F-X”

    Que merd#%@! Que decepção.Não deu nem pro começo.Poderia ao menos nos dar o prazer de participar da etapa final.
    Pode ter sido por fatores políticos,mas com certeza foi pela tremenda falta de profissionalismo,assistência técnica,promessas não cumpridas dos fdp dos russos,que não estão nada confiáveis ultimamente.
    Não sou fã de russo,sim de alguns de seus equipamentos militares, principalmente dos seus sistemas antiaereo mais recentes.
    Uma pena,pois eles fabricam exelentes equipamentos,poderia ser fortes concorrentes,oa nível dos ocidentais,mas pecam no quesito de garantia de prazo de entrega,manutenção,garantias de peças de reposição, exigências presentes em concursos internacionais.Ou seja a FAB apresentou exigências de primeira e os russos responderam de forma evasiva,não sendo suficiente para convencer a FAB.Só pode ter sido isso,pois perder uma grande oportunidade dessas…Su-35BM + PAF-T-50…

    Obs.Como tem puxa-saco de americano aqui,hein?

    Sds.

  92. “Sukhoi fora do F-X”

    Que merd#%@! Que decepção.Não deu nem pro começo.Poderia ao menos nos dar o prazer de participar da etapa final.
    Pode ter sido por fatores políticos,mas com certeza foi pela tremenda falta de profissionalismo,assistência técnica,promessas não cumpridas dos fdp dos russos,que não estão nada confiáveis ultimamente.
    Não sou fã de russo,sim de alguns de seus equipamentos militares, principalmente dos seus sistemas antiaereo mais recentes.
    Uma pena,pois eles fabricam exelentes equipamentos,poderia ser fortes concorrentes,oa nível dos ocidentais,mas pecam no quesito de garantia de prazo de entrega,manutenção,garantias de peças de reposição, exigências presentes em concursos internacionais.Ou seja a FAB apresentou exigências de primeira e os russos responderam de forma evasiva,não sendo suficiente para convencer a FAB.Só pode ter sido isso,pois perder uma grande oportunidade dessas…Su-35BM + PAF-T-50…

    Obs.Como tem puxa-saco de americano aqui,hein?

    Sds.

  93. Já li que a única coisa infinita no universo e a estupidez humana.

    Esta lenga-lenga de alguns aficionados pelo Su-35 só reforça isto.

    A FAB e o Min. Def. de posse da documentação de cada participante, e sabedores como ninguém de suas necessidades, limitações e potencialidades, analisou as propostas e viu que o Typhoon, F-16 e SU-35 não cumpriam os requisitos.

    Isto e FATO, o mais concreto que surgiu desde que iniciou o FX, não especulações ou achismos.

    Agora acreditar em papai-noel, bicho-papão, coelho da páscoa, mula-sem-cabeça, gnomo, fadinha, monstro do lago Ness, Pé-Grande, He-man e o escambau, todos juntos no disco voador do ET de Varginha, e acreditar que os russos conseguiriam cumprir o que prometem. A FAB analisou a proposta deles e viu que não dá.

  94. Já li que a única coisa infinita no universo e a estupidez humana.

    Esta lenga-lenga de alguns aficionados pelo Su-35 só reforça isto.

    A FAB e o Min. Def. de posse da documentação de cada participante, e sabedores como ninguém de suas necessidades, limitações e potencialidades, analisou as propostas e viu que o Typhoon, F-16 e SU-35 não cumpriam os requisitos.

    Isto e FATO, o mais concreto que surgiu desde que iniciou o FX, não especulações ou achismos.

    Agora acreditar em papai-noel, bicho-papão, coelho da páscoa, mula-sem-cabeça, gnomo, fadinha, monstro do lago Ness, Pé-Grande, He-man e o escambau, todos juntos no disco voador do ET de Varginha, e acreditar que os russos conseguiriam cumprir o que prometem. A FAB analisou a proposta deles e viu que não dá.

  95. Entrando no campo da baixaria de alguns aqui, se quem argumenta a respeito do F-18 ou Gripen e puxa-saco dos EUA, quem argumenta sobre o SU-35 e puxa-saco dos Russos tb? Ou não?? Só e puxa-saco quem argumenta diferente????

    Desculpe aos entusiastas do SU-35 conscientes, mas a grande maioria do grupo e de um nível de argumentação baixíssimo.

  96. Entrando no campo da baixaria de alguns aqui, se quem argumenta a respeito do F-18 ou Gripen e puxa-saco dos EUA, quem argumenta sobre o SU-35 e puxa-saco dos Russos tb? Ou não?? Só e puxa-saco quem argumenta diferente????

    Desculpe aos entusiastas do SU-35 conscientes, mas a grande maioria do grupo e de um nível de argumentação baixíssimo.

  97. Concordo Henrique, sou fã do SU35, acho ele um senhor avião mas o comando da Aeronáutica não é feito de ‘entusiastas’, são pessoas sérias, inteligentes, conhecedoras das capacidades e limites orçamentários do nosso país… sabe-se que os russos não são muito chegados a cumprir prazos e acordos (os indianos mantém uma parceria de mais de 50 anos e ainda assim tem problemas).
    Qualquer avião que venha a ser o escolhido será, com certeza, o melhor para as nossas necessidades e desenvolvimentos futuros.

  98. Concordo Henrique, sou fã do SU35, acho ele um senhor avião mas o comando da Aeronáutica não é feito de ‘entusiastas’, são pessoas sérias, inteligentes, conhecedoras das capacidades e limites orçamentários do nosso país… sabe-se que os russos não são muito chegados a cumprir prazos e acordos (os indianos mantém uma parceria de mais de 50 anos e ainda assim tem problemas).
    Qualquer avião que venha a ser o escolhido será, com certeza, o melhor para as nossas necessidades e desenvolvimentos futuros.

  99. A FAB tomou sua decisão baseadas em fatos. E as respostas ao RFI e o conhecimento acumulado desde o F-X1, com certeza foram analisados.
    Se duvidarmos da honestidade, da competência técnica e do patriotismo do pessoal da nossa Força Aérea, então tudo estará perdido e nenhum avião do mundo, por melhor que seja, nos salvará.

  100. A FAB tomou sua decisão baseadas em fatos. E as respostas ao RFI e o conhecimento acumulado desde o F-X1, com certeza foram analisados.
    Se duvidarmos da honestidade, da competência técnica e do patriotismo do pessoal da nossa Força Aérea, então tudo estará perdido e nenhum avião do mundo, por melhor que seja, nos salvará.

  101. po o problema naum e tirar o su 35 e deixar na lista f18 se os russos tem prloblemas com logistica o primeiro conflito de interesses com os eua vamos ficar sem peca tb essa e a discussao

  102. po o problema naum e tirar o su 35 e deixar na lista f18 se os russos tem prloblemas com logistica o primeiro conflito de interesses com os eua vamos ficar sem peca tb essa e a discussao

  103. e mesmo os nocos brigadeiros e generais sendo mtuu inteligentes ja mostraram varios equivocos no passado e com certeza mostraram tb no futuro pois como existem pessoas q amam o pais ainda ha mtuu intreguista no comando

  104. e mesmo os nocos brigadeiros e generais sendo mtuu inteligentes ja mostraram varios equivocos no passado e com certeza mostraram tb no futuro pois como existem pessoas q amam o pais ainda ha mtuu intreguista no comando

  105. Ninguem duvida que o melhor avião É o Flanker (em variadas versões). Porém a Russia anda sendo o noticiario no mundo: invasão da Georgia, exercicios militares com a Venezuela na fronteira do Brasil com bombardeiros nucleares, entrega de aviões velhos no lugar de novos, escalada na espionagem (bombardeiros Bears sobrevoando Alaska e Europa), anuncio de construção de mais navios de guerra e submarinos, e a possivel instalação de base naval na Venezuela. Tudo isto foi levado em consideração, e mais a falta de confiabilidade na entrega de peças. Com toda as ações acima citadas, a Russia pode simplesmente vetar entrega de peças num eventual confronto com outro país (leia-se Venezuela). Os EUA podem fazer o mesmo, sim, mas se a hipotese que acabei de citar acontecer, os gringos estarão do nosso lado. Convenhamos que a única ameaça (e real mesmo) é o Chavez. Não é o Chile, o Peru, ou a Argentina. É a razão da NOSSA militarização. A Russia está do outro lado. Se ela estiver dos dois, ela pode decidir quem vai ganhar.

    O ideal, claro, seria ir com a França.

    Faço agora um pedido para que os foristas não abaixem o nivel aqui, pois é uma discussão livre e saudável de opiniões diversas, e só vai durar até o dia da escolha. Vamos aproveitar pra botar tudo na mesa! Tem moderador aí?

  106. Ninguem duvida que o melhor avião É o Flanker (em variadas versões). Porém a Russia anda sendo o noticiario no mundo: invasão da Georgia, exercicios militares com a Venezuela na fronteira do Brasil com bombardeiros nucleares, entrega de aviões velhos no lugar de novos, escalada na espionagem (bombardeiros Bears sobrevoando Alaska e Europa), anuncio de construção de mais navios de guerra e submarinos, e a possivel instalação de base naval na Venezuela. Tudo isto foi levado em consideração, e mais a falta de confiabilidade na entrega de peças. Com toda as ações acima citadas, a Russia pode simplesmente vetar entrega de peças num eventual confronto com outro país (leia-se Venezuela). Os EUA podem fazer o mesmo, sim, mas se a hipotese que acabei de citar acontecer, os gringos estarão do nosso lado. Convenhamos que a única ameaça (e real mesmo) é o Chavez. Não é o Chile, o Peru, ou a Argentina. É a razão da NOSSA militarização. A Russia está do outro lado. Se ela estiver dos dois, ela pode decidir quem vai ganhar.

    O ideal, claro, seria ir com a França.

    Faço agora um pedido para que os foristas não abaixem o nivel aqui, pois é uma discussão livre e saudável de opiniões diversas, e só vai durar até o dia da escolha. Vamos aproveitar pra botar tudo na mesa! Tem moderador aí?

  107. conflito com a venezuela essa e boa agora eu so queria saber qual o motivo seria para essa guerra vejo tanta gente amedrontada com o chaves e esquece da quarta frota

  108. conflito com a venezuela essa e boa agora eu so queria saber qual o motivo seria para essa guerra vejo tanta gente amedrontada com o chaves e esquece da quarta frota

  109. rodrigo rauta, suas observações foram bastante precisas e vc captou bem as informações que estão chegando, estratègicamente, em doses homeopaticas e mais detalhadas, sobre a implementação do Plano Estratégico de Defesa Nacional. Realmente, tudo indica que, felizmente, o RAFALE será o novo caça da FAB e irá evoluir à 5a. geração aqui no Brasil, satisfazendo as nossas necessidades daí para a frente. Os outros dois estão entre os três selecionados, meramente para cumprirem tabela e “prestigiarem” os fabricantes desses aviões, uma vez que os NGs da Gripen empregam componentes tecnologicos relevantes estadounidenses e, portanto, sujeitos ao veto norteamericano, que sem dúvida traria sérios transtornos para o Brasil, no futuro, exatamente como a Embraer se encontra hoje, quando quer vender seus aviões militares com componentes tecnológicos estadunidenses. Além disso, os NGs estão num estágio relativamente incipiente e muita água ainda teria que passar pela ponte, por assim dizer, em relação aos RAFALES. Ademais, certas exigências da FAB, com relação ao tempo de entrada em serviço, poderiam não ser atendidas, satisfatòriamente. A tecnologia estadunidense simplesmente não vem para o Brasil – Ao contrário do que alguns ingênuos pensam, o Brasil, cada vez mais concorre com os EUA, pelos escassos e ricos recursos sulamericanos, nossos verdadeiros interesses, em muitos aspectos são antagônicos e divergentes, necessàriamente – embora sejam excelentes caças: a história se repetiria daqui à algumas décadas, quando estariamos na mesma situação de hoje, com os F – 5, no maior sufoco, reformando-os e embarcando no FX – 3, 4, 5…e assim vai… numa situação idêntica à de hoje.
    Um abraço

  110. rodrigo rauta, suas observações foram bastante precisas e vc captou bem as informações que estão chegando, estratègicamente, em doses homeopaticas e mais detalhadas, sobre a implementação do Plano Estratégico de Defesa Nacional. Realmente, tudo indica que, felizmente, o RAFALE será o novo caça da FAB e irá evoluir à 5a. geração aqui no Brasil, satisfazendo as nossas necessidades daí para a frente. Os outros dois estão entre os três selecionados, meramente para cumprirem tabela e “prestigiarem” os fabricantes desses aviões, uma vez que os NGs da Gripen empregam componentes tecnologicos relevantes estadounidenses e, portanto, sujeitos ao veto norteamericano, que sem dúvida traria sérios transtornos para o Brasil, no futuro, exatamente como a Embraer se encontra hoje, quando quer vender seus aviões militares com componentes tecnológicos estadunidenses. Além disso, os NGs estão num estágio relativamente incipiente e muita água ainda teria que passar pela ponte, por assim dizer, em relação aos RAFALES. Ademais, certas exigências da FAB, com relação ao tempo de entrada em serviço, poderiam não ser atendidas, satisfatòriamente. A tecnologia estadunidense simplesmente não vem para o Brasil – Ao contrário do que alguns ingênuos pensam, o Brasil, cada vez mais concorre com os EUA, pelos escassos e ricos recursos sulamericanos, nossos verdadeiros interesses, em muitos aspectos são antagônicos e divergentes, necessàriamente – embora sejam excelentes caças: a história se repetiria daqui à algumas décadas, quando estariamos na mesma situação de hoje, com os F – 5, no maior sufoco, reformando-os e embarcando no FX – 3, 4, 5…e assim vai… numa situação idêntica à de hoje.
    Um abraço

  111. esse comnetario foi um dos mais sensatos. claro q entre os q estao ai o melhor seria o rafaele .porem ha pessoas q ainda tem esperanca nos eua. naum basta o nosso osorio ter desaparecido em parte por causa dos eua e o nosso programa espacial conjunto com a china sofrer dificuldades gracas de novo ao tio sam ainda assim ha de aparecer sonhadores

  112. esse comnetario foi um dos mais sensatos. claro q entre os q estao ai o melhor seria o rafaele .porem ha pessoas q ainda tem esperanca nos eua. naum basta o nosso osorio ter desaparecido em parte por causa dos eua e o nosso programa espacial conjunto com a china sofrer dificuldades gracas de novo ao tio sam ainda assim ha de aparecer sonhadores

  113. outra questao q deve ser observada e em um possivel conflito venezuela e eua .esse sim eu acredito q possa ocorrer. o brasil naum deve virar uma marionete america por isso a importancia de compra o caca frances e ter algum tipo de independencia quando essa questao ocorrer tantos dos russos com su35 como dos americanos com o f18

  114. Grande William,

    A quarta frota não nos invadiriam nem nos sonhos mais loucos. Louco é o Chavez, que é um falastrão e mandou até tanques pra divisa da Colombia na época do ataque ao acampamento às FARC. Os tanques ficaram atolados na lama montanhosa e ele mesmo sabia que não teriam como subir os morros. O cara é maluco. Tenho amigos venezuelanos e eles me dizem que o cara é um psicopata, e está sendo o novo Fidel Castro, que foi uma ameaça REAL aos EUA e o mundo fazendo igualzinho.

    A quarta frota foi ativada por causa do Chavez, não por nossos campos de petróleo. Os EUA defendem os países autônomos e democráticos, eles agem como a policia do mundo porque podem, financeiramente e militarmente (e politicamente). Imaginem, tem país sul americanos achando o mesmo do Brasil, e francamente, isto é porque a GENTE pode.

    Será que aqui só eu penso assim? Aceito críticas (construtivas, claro).

  115. outra questao q deve ser observada e em um possivel conflito venezuela e eua .esse sim eu acredito q possa ocorrer. o brasil naum deve virar uma marionete america por isso a importancia de compra o caca frances e ter algum tipo de independencia quando essa questao ocorrer tantos dos russos com su35 como dos americanos com o f18

  116. Grande William,

    A quarta frota não nos invadiriam nem nos sonhos mais loucos. Louco é o Chavez, que é um falastrão e mandou até tanques pra divisa da Colombia na época do ataque ao acampamento às FARC. Os tanques ficaram atolados na lama montanhosa e ele mesmo sabia que não teriam como subir os morros. O cara é maluco. Tenho amigos venezuelanos e eles me dizem que o cara é um psicopata, e está sendo o novo Fidel Castro, que foi uma ameaça REAL aos EUA e o mundo fazendo igualzinho.

    A quarta frota foi ativada por causa do Chavez, não por nossos campos de petróleo. Os EUA defendem os países autônomos e democráticos, eles agem como a policia do mundo porque podem, financeiramente e militarmente (e politicamente). Imaginem, tem país sul americanos achando o mesmo do Brasil, e francamente, isto é porque a GENTE pode.

    Será que aqui só eu penso assim? Aceito críticas (construtivas, claro).

  117. Agora sim, concordo plenamente com o William, a escolha de um caça Francês, numa medida politica pra afastar dos causadores de confusão EUA-Russia-Venezuela. Infelizmente, não vai ser na base técnica e de performance, e sim politica.

  118. Agora sim, concordo plenamente com o William, a escolha de um caça Francês, numa medida politica pra afastar dos causadores de confusão EUA-Russia-Venezuela. Infelizmente, não vai ser na base técnica e de performance, e sim politica.

  119. ee nos temos visoes bem opostas naum vejo por que os eua tem q ser os chefes do mundo naum vejo pq os paises naum possam ter liberdade de escolha dos tipos de governo q preferem sejam socialistas sejam chavistas sejam democraticos ou teocratas como alguns paises do oriente medio. vc disse bem ameaca real aos eua naum ao brasil a naum ser q queiramos virar marionetes como cuba foi da uniao sovietica em epocas mais interessantes

  120. ee nos temos visoes bem opostas naum vejo por que os eua tem q ser os chefes do mundo naum vejo pq os paises naum possam ter liberdade de escolha dos tipos de governo q preferem sejam socialistas sejam chavistas sejam democraticos ou teocratas como alguns paises do oriente medio. vc disse bem ameaca real aos eua naum ao brasil a naum ser q queiramos virar marionetes como cuba foi da uniao sovietica em epocas mais interessantes

  121. e tomara tb q vc naum acredite totalmente na democracia americana ou ate mesmo a q a gente vive hoje no brasil, pois ela realmente de democracia naum tem nada

  122. e tomara tb q vc naum acredite totalmente na democracia americana ou ate mesmo a q a gente vive hoje no brasil, pois ela realmente de democracia naum tem nada

  123. Como disse, os EUA se fazem de chefe por que podem. Na AL (America Latina), o Brasil pode. O único impedimento é o Chavez. Cuba fez o quesmo que ele, se alinhou a URSS, e deu no que deu, estão alienados do mundo até hoje. O Brasil não aceita e nunca vai ser marionete dos EUA. Nem Cuba nem Venezuela (mesmo com Petroleo) não tem cacife politico pra aspirar uma vaga no Conselho de Segurança da ONU como o Brasil. OK, esta vaga não vale nada, o BUSHO atropelou o conselho pra invadir o Iraque. Mas, o Brasil tem a chance de ser parte do G8 (ou G9 ou G10), perpetuamente. Isto é, ninguém vai mandar na gente.

    Nenhum país é 100% democrático. Existem leis, mas elas são atropeladas também. E no Brasil acontece muuuuitoooo, todos sabemos.

  124. Como disse, os EUA se fazem de chefe por que podem. Na AL (America Latina), o Brasil pode. O único impedimento é o Chavez. Cuba fez o quesmo que ele, se alinhou a URSS, e deu no que deu, estão alienados do mundo até hoje. O Brasil não aceita e nunca vai ser marionete dos EUA. Nem Cuba nem Venezuela (mesmo com Petroleo) não tem cacife politico pra aspirar uma vaga no Conselho de Segurança da ONU como o Brasil. OK, esta vaga não vale nada, o BUSHO atropelou o conselho pra invadir o Iraque. Mas, o Brasil tem a chance de ser parte do G8 (ou G9 ou G10), perpetuamente. Isto é, ninguém vai mandar na gente.

    Nenhum país é 100% democrático. Existem leis, mas elas são atropeladas também. E no Brasil acontece muuuuitoooo, todos sabemos.

  125. naum so mtuu fa dessas organizacoes internacionais o brasil tem mtus problemas basicos a resolver antes de entra nessa historinha toda e naum tenha tanta certeza de q o eua vao ganhar essa bricadeira de pseudo bipolaridade q parece se formar novamente o forte q e a economia ja esta no seu estagio final e como em 29 essa crise deve da guerra daqui a alguns anos se ela se agrava mais

  126. naum so mtuu fa dessas organizacoes internacionais o brasil tem mtus problemas basicos a resolver antes de entra nessa historinha toda e naum tenha tanta certeza de q o eua vao ganhar essa bricadeira de pseudo bipolaridade q parece se formar novamente o forte q e a economia ja esta no seu estagio final e como em 29 essa crise deve da guerra daqui a alguns anos se ela se agrava mais

  127. Concordo, William, quanto mais independente melhor pra gente. Mas, quando a gente não tem a tecnologia, seremos refens de outras nações que possuem a tecnologia. Até lá quem sabe construiremos submarinos nucleares, porta-aviões, o escambal. Por enquanto, só tomar cuidado pra não nos enfiar em outra enrascada. E, claro limpar a casa, que está toda suja de corruptos, imcompetentes, etc. Um dever de casa que quem tem aspiração de ser um lider mundial.

    Um amigo meu me diz que o Brasil vai ser o país do futuro… e sempre será!! He he

  128. Concordo, William, quanto mais independente melhor pra gente. Mas, quando a gente não tem a tecnologia, seremos refens de outras nações que possuem a tecnologia. Até lá quem sabe construiremos submarinos nucleares, porta-aviões, o escambal. Por enquanto, só tomar cuidado pra não nos enfiar em outra enrascada. E, claro limpar a casa, que está toda suja de corruptos, imcompetentes, etc. Um dever de casa que quem tem aspiração de ser um lider mundial.

    Um amigo meu me diz que o Brasil vai ser o país do futuro… e sempre será!! He he

  129. É, gostaria de acreditar que tinhamos alguma coisa, mas a soberania nacional está muito longe daqui, a FAB não tem autonomia nem para escolher o seu caça, quem escolheu para ela foram os estadounidenses, isso é patético !!! Só resta um consolo, certos males vêm pra bem !!! Se não acreditarem, é só dar uma olhadela no defesa@net. Será que isso um dia vai ter fim???
    Sds.

  130. É, gostaria de acreditar que tinhamos alguma coisa, mas a soberania nacional está muito longe daqui, a FAB não tem autonomia nem para escolher o seu caça, quem escolheu para ela foram os estadounidenses, isso é patético !!! Só resta um consolo, certos males vêm pra bem !!! Se não acreditarem, é só dar uma olhadela no defesa@net. Será que isso um dia vai ter fim???
    Sds.

  131. Completando, independentemente disso, com certeza estaremos melhor servidos, em termos de aliados, estando com os franceses, teremos muito mais a ganhar com isso, com certeza!!! Que venham os RAFALES, OS SCORPÈNES OS E-725, OS SOLDADOS DO FUTURO, que um dia a liberdade abra as asas sobre nós e a França é a nossa grande esperança!!!
    Sds.

  132. Completando, independentemente disso, com certeza estaremos melhor servidos, em termos de aliados, estando com os franceses, teremos muito mais a ganhar com isso, com certeza!!! Que venham os RAFALES, OS SCORPÈNES OS E-725, OS SOLDADOS DO FUTURO, que um dia a liberdade abra as asas sobre nós e a França é a nossa grande esperança!!!
    Sds.

  133. Henrique Sousa
    Se você defende o Thiago Jeronimo é problema seu se vocês dois não aguentam a brincadeira NÃO BRINQUEM, se quer respeito aprenda a respeitar entendeu como funciona?
    Saudações

  134. Henrique Sousa
    Se você defende o Thiago Jeronimo é problema seu se vocês dois não aguentam a brincadeira NÃO BRINQUEM, se quer respeito aprenda a respeitar entendeu como funciona?
    Saudações

  135. Esta questão é muito simples de resolver…

    1 – Qual o nome dos técnicos militares que fizeram à tal avalição

    2 – Quais os métodos aplicados e resultados para cada caça

    3 – Deveria haver uma votação nacional para à escolha do caça, porque afinal de contas é dos impostos que nos são tirados à força que são usados para dar lucro a uns poucos.

    4 – Não se assustem o mundo mudou !

  136. Esta questão é muito simples de resolver…

    1 – Qual o nome dos técnicos militares que fizeram à tal avalição

    2 – Quais os métodos aplicados e resultados para cada caça

    3 – Deveria haver uma votação nacional para à escolha do caça, porque afinal de contas é dos impostos que nos são tirados à força que são usados para dar lucro a uns poucos.

    4 – Não se assustem o mundo mudou !

  137. König, eu defendendo alguém? Eu me importanto com sua opinião se eu sei brincar ou não?? Você me dizendo como comportar aqui no blog????

    Cara, sinceramente não te conheço, e vc muito menos a mim, não te julgo e se vc quiser me julgar não tenho nada com isso. Mas não venha me dando lições pq não desrespeitei ninguém aqui, brinquei num tom muito mais ameno do que brincaram comigo, e sei muito bem como as coisas funcionam aqui. Pode interpretar como uma “carteirada” mas frequento a lista do Poder Naval Online a 10 anos, e sempre me relacionei bem com o pessoal.

    Saudações

  138. König, eu defendendo alguém? Eu me importanto com sua opinião se eu sei brincar ou não?? Você me dizendo como comportar aqui no blog????

    Cara, sinceramente não te conheço, e vc muito menos a mim, não te julgo e se vc quiser me julgar não tenho nada com isso. Mas não venha me dando lições pq não desrespeitei ninguém aqui, brinquei num tom muito mais ameno do que brincaram comigo, e sei muito bem como as coisas funcionam aqui. Pode interpretar como uma “carteirada” mas frequento a lista do Poder Naval Online a 10 anos, e sempre me relacionei bem com o pessoal.

    Saudações

  139. Gente, cadê o moderador??
    Existe uma diferença entre EXPOR a opinião própria e, ENVOLVER os outros foristas que defendem um ou outro avião. Por favor, cada um tem o direito de defender a sua escolha e opinião sobre seu favorito, e também democracia, politica, etc, mas sem ofender os outros. Assim ninguém vai querer participar deste fórum.
    Aos que defendem os Russos, sinto muito pela derrota. Também fiquei surpreso com a debandada.
    Aos que defendem o Rafale, boa sorte. Se for escolhido, estaremos em boas mãos. Não será pela França, mas sim pelo avião.
    Aos que defendem o Gripen, o mesmo. Não será pela Suécia, até porque nem faz sentido.
    Aos que defendem o S.Hornet, também estaremos bem, pois é um excelente caça, e com a tecnologia transferida, mais ainda. Eu particularmente prefiro este (o avião), e não estou nem aí pros EUA, ou a democracia deles, ou o presidente, somente o avião. Vejam que mesmo o Irã e a Venezuela ainda conseguem colocar os caças americanos deles em vôo, sem nenhum suporte de peças – aliás com BOICOTE mundial de peças pra eles. É sim, possível de ter uma força aérea INDEPENDENTE e CAPAZ com qualquer dos caças na final. E se formos olhar pelos números, há 66.6% de chance de termos um caça com tecnologia americana…

  140. Gente, cadê o moderador??
    Existe uma diferença entre EXPOR a opinião própria e, ENVOLVER os outros foristas que defendem um ou outro avião. Por favor, cada um tem o direito de defender a sua escolha e opinião sobre seu favorito, e também democracia, politica, etc, mas sem ofender os outros. Assim ninguém vai querer participar deste fórum.
    Aos que defendem os Russos, sinto muito pela derrota. Também fiquei surpreso com a debandada.
    Aos que defendem o Rafale, boa sorte. Se for escolhido, estaremos em boas mãos. Não será pela França, mas sim pelo avião.
    Aos que defendem o Gripen, o mesmo. Não será pela Suécia, até porque nem faz sentido.
    Aos que defendem o S.Hornet, também estaremos bem, pois é um excelente caça, e com a tecnologia transferida, mais ainda. Eu particularmente prefiro este (o avião), e não estou nem aí pros EUA, ou a democracia deles, ou o presidente, somente o avião. Vejam que mesmo o Irã e a Venezuela ainda conseguem colocar os caças americanos deles em vôo, sem nenhum suporte de peças – aliás com BOICOTE mundial de peças pra eles. É sim, possível de ter uma força aérea INDEPENDENTE e CAPAZ com qualquer dos caças na final. E se formos olhar pelos números, há 66.6% de chance de termos um caça com tecnologia americana…

  141. a escolha do brasil com certeza foi influenciada e e mtu perigoso entra num projeto q envolve mtuu dinhero publico o nosso dinhero com motivos equivocados espero sinceramente q escolham o rafaele

  142. a escolha do brasil com certeza foi influenciada e e mtu perigoso entra num projeto q envolve mtuu dinhero publico o nosso dinhero com motivos equivocados espero sinceramente q escolham o rafaele

  143. Concordo que a discussão e sadia, importante, fundamental.

    Mas uma coisa e discutir abstratamente sobre opiniões pessoais, gostos e simpatias. Outra e desqualificar o caso concreto da decisão do Min. Def. e FAB, ao elaborarem esta short-list.

    Os órgãos públicos têm posse de todas as informações que julgam pertinentes, e decidem em cima disto, e não de opiniões pessoais, gostos ou simpatias. E nesta análise 3 dos concorrentes foram desqualificados.

    Como um amigo já disse acima, se não confiarmos/acreditarmos nesta decisão, pouca coisa tem-se a fazer.

  144. Concordo que a discussão e sadia, importante, fundamental.

    Mas uma coisa e discutir abstratamente sobre opiniões pessoais, gostos e simpatias. Outra e desqualificar o caso concreto da decisão do Min. Def. e FAB, ao elaborarem esta short-list.

    Os órgãos públicos têm posse de todas as informações que julgam pertinentes, e decidem em cima disto, e não de opiniões pessoais, gostos ou simpatias. E nesta análise 3 dos concorrentes foram desqualificados.

    Como um amigo já disse acima, se não confiarmos/acreditarmos nesta decisão, pouca coisa tem-se a fazer.

  145. e o problema naum e a capacidade intelectual de nossos militares q diga se de passagem e mtuu boa poucos lugares no mundo e tao dificil torna se oficial. mais naum e pq sao tao inteligentes q naum sofrem pressoes e ameacas e cometem erros e comum naum gostar das decisoes do pessoal da fab o unico problema e q a gente naum recebeu os documentos q eles receberam e por isso naum tem mtuu oq discuti nisso eu concordo

  146. e o problema naum e a capacidade intelectual de nossos militares q diga se de passagem e mtuu boa poucos lugares no mundo e tao dificil torna se oficial. mais naum e pq sao tao inteligentes q naum sofrem pressoes e ameacas e cometem erros e comum naum gostar das decisoes do pessoal da fab o unico problema e q a gente naum recebeu os documentos q eles receberam e por isso naum tem mtuu oq discuti nisso eu concordo

  147. Buenas! primeiro vou me apresentar, sou aficcionado e acompanho aviação militar desde os 12 anos de idade, tenho 40, algumas das citações que farei, presenciei em tempo, li na época de sua publicação.
    Sobre o SU-35: alguns comentários, aqui, desfazem o avião, em prol de concordar com os “escolhidos”, cometendo o mesmo erro dos “apaixonados” pelos russos! eu, realmente, não sei qual aviãó, técnicamente, deveria ser o escolhido, mas vou acentuar alguns fatos sobre o SU-27, de onde deriva a família Flanker, dúvidas sempre existiram quanto a capacidade de cumprimento de contrato e lisura dos russos, mas vou falar somente o avião, na verdade lembrar alguns “esquecidos”, também saliento que conheci, recentemente, depois do red-flag, um capitão aviador e um SGt do 14, ao qual forneci um material gráfico, após um convite para conhecer o 14 (tenho fotos desta feliz visita) e troquei umas ,muitas, palavras com ambos. Antes da queda do muro em 89,o SU-27 (como os mísseis AA-11 e AA-12) era tido como inferior ao F-15, este os melhores aviões de superioridade aérea no seu tempo, com a abertura russa, era Gorbachev/Yeltisin, a otan/usa começaram a receber informações ukranianas e de outras ex-repúblicas soviéticas, acerca do SU-27, e por fim, tiveram acesso ao próprio, de onde saiu uma materia no Jane´s Book: SU-27 beat F-15, praticamente em tudo!(procurem detalhes)… ora, pq esta lógica de qualidade do caça seria diminuída nas suas novas e mais modernas versões??? para não me alongar mais, tenho a nítida impressão que o SU-35 é o melhor caça da atualidade, junto ao F-22, porém com uma certa vantagem muito importante: A importância do OVT, ora relegada pelos USA (no caso da nítida capacidade e superioridade dos motores russos) forçou os Americanos a voltarem atrás, mas meio tarde… veja a capacidade de OVT do F-22, com seus bocais movendo-se em um único sentido, em 2 vias (para cima e para baixo) e observem o OVT, do mig-29 OVT, e possivelmento do SU-35, movem-se em qualquer direção, independete um do outro, e em ângulo bem maior… qual a importância disso? aliado ao empuxo brutal, o caça tende a mudar seu envelope de vôo com mais efeciência de com menos sustentação, ele nunca irá estolar e perder o controle, numa manobra brusca e de grande desacelerção, só não vê quem não quer, as feiras pelo mundo mostram bem esta capacidade russa! e denovo a pergunta: e o que importa isso, já que a arena atual já é, em suma, BVR? não esqueçam que o míssel emite sinal, mesmo os mais modernos emitem… deixam algum rastro, exemplo a AMRAM pode chegar a Mach 8, dependendo da altitude a ser lançado, ele calcula a a trajetória do alvo levando em consideração a sua possível mudança de envelope, como a sua velocidade é absura, ele precisa de um tempo substancial para corrigir sua trajetória caso o alvo mude de envelope e faça uma manobra evasiva, caso contrário ele se perderá e, possivelmente, ficará sem combustível…, é o que acontece quando o caça tem capacidade de desacelerar e mudar sua trajetáoria de maneira nunca vista e experimentada antes, os misseis ar-ar hoje, estão defasados para este fim! todos, inclusive os russos! e isto o Capitão me confirmou!, Os únicos caças que possuiam esta capacidade, e que participavam do FX-2 eram os Typhon e o SU-35. Rafale e Gripen tem uma aviônica avançada com radar modesto, que logo se farão obsoletos dentro da realidade dos up-grades, no caso do greepen, com menos impacto, pois sua proposta é de “eterna” atualização, e o F-18E/F é pior, pois, além de tudo é o caça, moderno, de menor manobrabilidade dentre os concorrentes iniciais e ainda perde para o F-15. Segundo este capitão, que trocou confidencias com pilotos de viper (f-16) quando estiveram no Brasil, é que, na ordem de manobrabilidade segue esta colocação (caças de alto desempenho, padrão e operacionais): 1-F-22, 2- Mig-29, 3-SU-27, 4-typhon, 5-rafale, 6 F-16, 7-Mirage 2000E (4,5, 6 e 7 praticamente empatados), 8-Greepen, 9-F-15, 10-F-18. Porém o F-15 salta para cima, considerando seu empuxo, brutal, elevando sua razão de subida! Se, de fato, o OVT (empuxo vetorado) de alta capacidade está fazendo esta revolução na indústria de mísseis, seria sensato o Brasil pensar em um Vetor com esta capacidade! porque depois não adinat modernizar a aviônica, ela só vai ppoder te dizer: “prepare-se par aejetar!” grande abraço, de desculpe a extensão! Francisco

  148. Buenas! primeiro vou me apresentar, sou aficcionado e acompanho aviação militar desde os 12 anos de idade, tenho 40, algumas das citações que farei, presenciei em tempo, li na época de sua publicação.
    Sobre o SU-35: alguns comentários, aqui, desfazem o avião, em prol de concordar com os “escolhidos”, cometendo o mesmo erro dos “apaixonados” pelos russos! eu, realmente, não sei qual aviãó, técnicamente, deveria ser o escolhido, mas vou acentuar alguns fatos sobre o SU-27, de onde deriva a família Flanker, dúvidas sempre existiram quanto a capacidade de cumprimento de contrato e lisura dos russos, mas vou falar somente o avião, na verdade lembrar alguns “esquecidos”, também saliento que conheci, recentemente, depois do red-flag, um capitão aviador e um SGt do 14, ao qual forneci um material gráfico, após um convite para conhecer o 14 (tenho fotos desta feliz visita) e troquei umas ,muitas, palavras com ambos. Antes da queda do muro em 89,o SU-27 (como os mísseis AA-11 e AA-12) era tido como inferior ao F-15, este os melhores aviões de superioridade aérea no seu tempo, com a abertura russa, era Gorbachev/Yeltisin, a otan/usa começaram a receber informações ukranianas e de outras ex-repúblicas soviéticas, acerca do SU-27, e por fim, tiveram acesso ao próprio, de onde saiu uma materia no Jane´s Book: SU-27 beat F-15, praticamente em tudo!(procurem detalhes)… ora, pq esta lógica de qualidade do caça seria diminuída nas suas novas e mais modernas versões??? para não me alongar mais, tenho a nítida impressão que o SU-35 é o melhor caça da atualidade, junto ao F-22, porém com uma certa vantagem muito importante: A importância do OVT, ora relegada pelos USA (no caso da nítida capacidade e superioridade dos motores russos) forçou os Americanos a voltarem atrás, mas meio tarde… veja a capacidade de OVT do F-22, com seus bocais movendo-se em um único sentido, em 2 vias (para cima e para baixo) e observem o OVT, do mig-29 OVT, e possivelmento do SU-35, movem-se em qualquer direção, independete um do outro, e em ângulo bem maior… qual a importância disso? aliado ao empuxo brutal, o caça tende a mudar seu envelope de vôo com mais efeciência de com menos sustentação, ele nunca irá estolar e perder o controle, numa manobra brusca e de grande desacelerção, só não vê quem não quer, as feiras pelo mundo mostram bem esta capacidade russa! e denovo a pergunta: e o que importa isso, já que a arena atual já é, em suma, BVR? não esqueçam que o míssel emite sinal, mesmo os mais modernos emitem… deixam algum rastro, exemplo a AMRAM pode chegar a Mach 8, dependendo da altitude a ser lançado, ele calcula a a trajetória do alvo levando em consideração a sua possível mudança de envelope, como a sua velocidade é absura, ele precisa de um tempo substancial para corrigir sua trajetória caso o alvo mude de envelope e faça uma manobra evasiva, caso contrário ele se perderá e, possivelmente, ficará sem combustível…, é o que acontece quando o caça tem capacidade de desacelerar e mudar sua trajetáoria de maneira nunca vista e experimentada antes, os misseis ar-ar hoje, estão defasados para este fim! todos, inclusive os russos! e isto o Capitão me confirmou!, Os únicos caças que possuiam esta capacidade, e que participavam do FX-2 eram os Typhon e o SU-35. Rafale e Gripen tem uma aviônica avançada com radar modesto, que logo se farão obsoletos dentro da realidade dos up-grades, no caso do greepen, com menos impacto, pois sua proposta é de “eterna” atualização, e o F-18E/F é pior, pois, além de tudo é o caça, moderno, de menor manobrabilidade dentre os concorrentes iniciais e ainda perde para o F-15. Segundo este capitão, que trocou confidencias com pilotos de viper (f-16) quando estiveram no Brasil, é que, na ordem de manobrabilidade segue esta colocação (caças de alto desempenho, padrão e operacionais): 1-F-22, 2- Mig-29, 3-SU-27, 4-typhon, 5-rafale, 6 F-16, 7-Mirage 2000E (4,5, 6 e 7 praticamente empatados), 8-Greepen, 9-F-15, 10-F-18. Porém o F-15 salta para cima, considerando seu empuxo, brutal, elevando sua razão de subida! Se, de fato, o OVT (empuxo vetorado) de alta capacidade está fazendo esta revolução na indústria de mísseis, seria sensato o Brasil pensar em um Vetor com esta capacidade! porque depois não adinat modernizar a aviônica, ela só vai ppoder te dizer: “prepare-se par aejetar!” grande abraço, de desculpe a extensão! Francisco

  149. Eu gostei dos comentarios do Fernando-SP, mas não concordo com ele com relação a FAC ser superior a FA de Israel, eu creio que o único país que tem historico de guerra maior que Israel e o USA, e no meu modo de ver seria um país (Israel) muito bom para fazer parceria com o Brasil e ai poderiamos somar com os franceses também. No FX2 eu creio que vai dar Rafale, mas à alguns meses atrás eu li num foro sobre o interesse dos americanos em que o avião caça do Brasil fosse escolhido o Gripen, isso é um fato que tráz apreensão. Confiar nos Americanos é quase iqual aquele que enfia a mão na toca de uma serpente e não crê que vai ser picado. Essa IV frota não esta descendo aqui a toa não, e acho que o interesse deles não é só Hugo Chaves não, é melhor colocar-mos nossas barba de molho e não dormir com olhos dos outros. Eu não sou anti-americano, mas da pra ficar preocupado quando agente lê num Blog naval a alegria do pessoal quando eles falam da mordenização dos Submarinos pela Lockheed Martin, eu creio que esses submarinos devem voltar todo “chipado” que qualquer americano com o programa adequado vai ser capaz até com um bodoque e bolinha de gude vai conserguir acerta-los no fundo do mar, e assim o F18 e o Gripen se vierem para a FAB lá do Pentagono eles vão ser visto na telinha dos Americanos.

  150. Eu gostei dos comentarios do Fernando-SP, mas não concordo com ele com relação a FAC ser superior a FA de Israel, eu creio que o único país que tem historico de guerra maior que Israel e o USA, e no meu modo de ver seria um país (Israel) muito bom para fazer parceria com o Brasil e ai poderiamos somar com os franceses também. No FX2 eu creio que vai dar Rafale, mas à alguns meses atrás eu li num foro sobre o interesse dos americanos em que o avião caça do Brasil fosse escolhido o Gripen, isso é um fato que tráz apreensão. Confiar nos Americanos é quase iqual aquele que enfia a mão na toca de uma serpente e não crê que vai ser picado. Essa IV frota não esta descendo aqui a toa não, e acho que o interesse deles não é só Hugo Chaves não, é melhor colocar-mos nossas barba de molho e não dormir com olhos dos outros. Eu não sou anti-americano, mas da pra ficar preocupado quando agente lê num Blog naval a alegria do pessoal quando eles falam da mordenização dos Submarinos pela Lockheed Martin, eu creio que esses submarinos devem voltar todo “chipado” que qualquer americano com o programa adequado vai ser capaz até com um bodoque e bolinha de gude vai conserguir acerta-los no fundo do mar, e assim o F18 e o Gripen se vierem para a FAB lá do Pentagono eles vão ser visto na telinha dos Americanos.

  151. Caro Carlos,
    Perfeito o seu comentário, bastante lúcido, se me permite, além disso, se escolhermos os NGs, continuaremos nas mãos dêles – componentes com tecnologia estadunidenses no avião – só os RAFALES podem, atender às necessidades do Brasil, de verdade !!! Se êles não forem escolhidos vai ser “marmelada”, uma vez que os franceses são os melhores parceiros para o Brasil, indiscutivelmente. Parabéns pelo comentário!!!
    Sds.

  152. Caro Carlos,
    Perfeito o seu comentário, bastante lúcido, se me permite, além disso, se escolhermos os NGs, continuaremos nas mãos dêles – componentes com tecnologia estadunidenses no avião – só os RAFALES podem, atender às necessidades do Brasil, de verdade !!! Se êles não forem escolhidos vai ser “marmelada”, uma vez que os franceses são os melhores parceiros para o Brasil, indiscutivelmente. Parabéns pelo comentário!!!
    Sds.

  153. Se não for agora, que seja num futuro próximo, mas o Brasil precisa de um caça com empuxo vetorado, somentes estes poderão sobreviver na arena BVR moderna, é o único jeito eficiente de anular um AMRAM, AA-12, Derby…. Será que o Rafale terá uma versão assim? com supercruise também? assim como os russos colocaram o OVT no Mig-29? falo isso porque é fato que os mísseis atuais tem grande dificuldade para acompanhar uma manobra brusca do alvo, totalmente incompatível com suas capacidades técnicas desde seu projeto…que é o caso dos Mig-29, F-22 e SU-30/35, li em algum lugar na internet sobre a tentativa dos engenheiros em emplementar novos arranjos para que os mísseis BVR, chegando a algumas milhas do alvo, reduza sua velocidade, que pode estar a Mach 4/5 e passe a operar na faixa de mach 2/3, podendo assim corrigir seu curso de forma imbatível já considerando o empuxo vetorado (como o Matra Mica e os “novos” projetos russos), manobrando como um Sidewinder AIM9-L/M/X, caso o alvo mude seu envelope, parece que o problema seria o combustível, que já estaria na bába… se alguém já leu sobre isso ou acha, como eu, de grande fundamento, eu gostaria de saber…abraço!

  154. Se não for agora, que seja num futuro próximo, mas o Brasil precisa de um caça com empuxo vetorado, somentes estes poderão sobreviver na arena BVR moderna, é o único jeito eficiente de anular um AMRAM, AA-12, Derby…. Será que o Rafale terá uma versão assim? com supercruise também? assim como os russos colocaram o OVT no Mig-29? falo isso porque é fato que os mísseis atuais tem grande dificuldade para acompanhar uma manobra brusca do alvo, totalmente incompatível com suas capacidades técnicas desde seu projeto…que é o caso dos Mig-29, F-22 e SU-30/35, li em algum lugar na internet sobre a tentativa dos engenheiros em emplementar novos arranjos para que os mísseis BVR, chegando a algumas milhas do alvo, reduza sua velocidade, que pode estar a Mach 4/5 e passe a operar na faixa de mach 2/3, podendo assim corrigir seu curso de forma imbatível já considerando o empuxo vetorado (como o Matra Mica e os “novos” projetos russos), manobrando como um Sidewinder AIM9-L/M/X, caso o alvo mude seu envelope, parece que o problema seria o combustível, que já estaria na bába… se alguém já leu sobre isso ou acha, como eu, de grande fundamento, eu gostaria de saber…abraço!

  155. [” Francisco M. Xavier em 04 out, 2008 às 14:44 “]

    [” Francisco M. Xavier em 07 out, 2008 às 19:24 “]

    Muito instrutivo e razoável seus comentários Francisco M. Xavier !!!

  156. [” Francisco M. Xavier em 04 out, 2008 às 14:44 “]

    [” Francisco M. Xavier em 07 out, 2008 às 19:24 “]

    Muito instrutivo e razoável seus comentários Francisco M. Xavier !!!

  157. Brazilian Eagle, realmente a França da Dassault Aviation parece ter muito mais a oferecer à FAB (vide hoje defesa@net) do que um bom mas velho caça de prateleira da Boeing, bem como os inviáveis, incipientes e cheio de “red tapes” de tecnologia estadunidense, Gripen NGs.
    Um abraço

  158. Brazilian Eagle, realmente a França da Dassault Aviation parece ter muito mais a oferecer à FAB (vide hoje defesa@net) do que um bom mas velho caça de prateleira da Boeing, bem como os inviáveis, incipientes e cheio de “red tapes” de tecnologia estadunidense, Gripen NGs.
    Um abraço

  159. Obrigado Konner! só teci estes comentários porque não vejo quase ninguém comentar a respeito desta vital, na minha óptica, capacidade para o futuro sucesso de um caça! e também vejo muita lógica nisso, algguns aspectos já comentei em outros blogs, como o Defesanet, mas ninguém se importou em comentar, talvez muitos não concordem ou, simplesmente, não entendem do que estou tentando explanar…, fico muito contente que tem mais gente, como eu, interessada no assunto defesa, e, em particular, aviação militar! grande abraço! ahh! seus comentarios são bem pertinentes tb! sempre aprendemos assim!

  160. Obrigado Konner! só teci estes comentários porque não vejo quase ninguém comentar a respeito desta vital, na minha óptica, capacidade para o futuro sucesso de um caça! e também vejo muita lógica nisso, algguns aspectos já comentei em outros blogs, como o Defesanet, mas ninguém se importou em comentar, talvez muitos não concordem ou, simplesmente, não entendem do que estou tentando explanar…, fico muito contente que tem mais gente, como eu, interessada no assunto defesa, e, em particular, aviação militar! grande abraço! ahh! seus comentarios são bem pertinentes tb! sempre aprendemos assim!

  161. Relembrando nosso amigos que nao vein com bons olhos os Russos
    GOSTARIA de LEMBRA LOS .que no final da segunda guerra mundial so dois paise pegarao os despojos da tecnologia que a luftwaffen tinha coisa de 10 anos na frente dos Russos e yankes .com ese update os russos forao os 2 segundos a terem jets (mig 19 classico) depois naisceria sabre(yanke).ok tempos pasarao chegamos no atual tempo .em que maos esa tecnologia creceu mais?.quando os eagle(F15) forao pra aposentadoria era pq os sukhois ja tavao muito avancado p eles .proprios magazines yankes ja dizia isso .dai vem fracenses que absoverao muito pouco dos conhecimentos que os yankes e russos tiverao(final da II guerra) prova disso ea vasta hestoria de gloria da forca aeria Israelense ok .Brasil por muitos anos e provavelmenti sera eternamenti guiado pelo tio san isso quer dizer nao a nenhum interese in ver os brasileiros com uma ideia tecnologia de ponta igual deles .isso quer dizer esquesa nossa ajuda .Russos vein por muitos anos uma grande oportunidade na America latina coisa que Venezuela ta fazendo . se o Brasil contrariase tio san seria grande oportunidade Russa de ter um aliado nao so em compra mais in conhecimento tcnologico .coisa que ate o momento so os Indianose Chinese sao capazes de auxiliar desenvolvimento Russo.e cmcontra partida os yankes tem spanha franca einglaterra e alemanha.e japao outros.importante lembra que neunhhuuuuuuuuuu deles vai ter o F22 Raptor hehehehehehe,ja os Russos vao compartilha PAK 30 com OS Indianos .ea China baseada nesse projeto vai fazer o deles proprio.Moral da Hestoria em termo de Tecnologia de ultima geracao so existe 2 paises Russia & Yankes.
    fica se aliando com paises que ajudao um deses dois e meio caminho pro desenvolvimento .PERGUNTA qual dois 2 Nao gostaria de ver o NOSSO BRAZILZAO TAO FORTE NO SETOR AERO NAUTICO .COMO NOIS ERAMOS NOS ANOS 70 SENDO O 3 MAIOR SUPERMERCADO DE ARMA DO MUNDO ? caso tenha passado na sua menti com um pouco de duvida os YANKES tera ABSOLUTA RAZAO . por isso analize veja as oportunidades

  162. Relembrando nosso amigos que nao vein com bons olhos os Russos
    GOSTARIA de LEMBRA LOS .que no final da segunda guerra mundial so dois paise pegarao os despojos da tecnologia que a luftwaffen tinha coisa de 10 anos na frente dos Russos e yankes .com ese update os russos forao os 2 segundos a terem jets (mig 19 classico) depois naisceria sabre(yanke).ok tempos pasarao chegamos no atual tempo .em que maos esa tecnologia creceu mais?.quando os eagle(F15) forao pra aposentadoria era pq os sukhois ja tavao muito avancado p eles .proprios magazines yankes ja dizia isso .dai vem fracenses que absoverao muito pouco dos conhecimentos que os yankes e russos tiverao(final da II guerra) prova disso ea vasta hestoria de gloria da forca aeria Israelense ok .Brasil por muitos anos e provavelmenti sera eternamenti guiado pelo tio san isso quer dizer nao a nenhum interese in ver os brasileiros com uma ideia tecnologia de ponta igual deles .isso quer dizer esquesa nossa ajuda .Russos vein por muitos anos uma grande oportunidade na America latina coisa que Venezuela ta fazendo . se o Brasil contrariase tio san seria grande oportunidade Russa de ter um aliado nao so em compra mais in conhecimento tcnologico .coisa que ate o momento so os Indianose Chinese sao capazes de auxiliar desenvolvimento Russo.e cmcontra partida os yankes tem spanha franca einglaterra e alemanha.e japao outros.importante lembra que neunhhuuuuuuuuuu deles vai ter o F22 Raptor hehehehehehe,ja os Russos vao compartilha PAK 30 com OS Indianos .ea China baseada nesse projeto vai fazer o deles proprio.Moral da Hestoria em termo de Tecnologia de ultima geracao so existe 2 paises Russia & Yankes.
    fica se aliando com paises que ajudao um deses dois e meio caminho pro desenvolvimento .PERGUNTA qual dois 2 Nao gostaria de ver o NOSSO BRAZILZAO TAO FORTE NO SETOR AERO NAUTICO .COMO NOIS ERAMOS NOS ANOS 70 SENDO O 3 MAIOR SUPERMERCADO DE ARMA DO MUNDO ? caso tenha passado na sua menti com um pouco de duvida os YANKES tera ABSOLUTA RAZAO . por isso analize veja as oportunidades

  163. Eu na verdade prefiro o “Dassault Rafale C” ou o Saab Gripen NG”.

    Para mim esses dois aviões tem capacidade tecnológica suficiênte para interceptar um “Sukhoi SU-35” ou qualquer outro avião.
    Não basta apenas o “nome do avião” e sim o treinamento e conhecimento do piloto, e se os pilotos Brasileiros tiverem um bom treinamento e conhecimento os “Dassault Rafale C”, ou os “Saab Gripen NG” levará grande vantagem sobre os outros aviões…

  164. Eu na verdade prefiro o “Dassault Rafale C” ou o Saab Gripen NG”.

    Para mim esses dois aviões tem capacidade tecnológica suficiênte para interceptar um “Sukhoi SU-35” ou qualquer outro avião.
    Não basta apenas o “nome do avião” e sim o treinamento e conhecimento do piloto, e se os pilotos Brasileiros tiverem um bom treinamento e conhecimento os “Dassault Rafale C”, ou os “Saab Gripen NG” levará grande vantagem sobre os outros aviões…

  165. Eu na verdade prefiro o “Dassault Rafale C” ou o “Saab Gripen NG”.

    Para mim esses dois aviões tem capacidade tecnológica suficiênte para interceptar um “Sukhoi SU-35” ou qualquer outro avião.
    Não basta apenas o “nome do avião” e sim o treinamento e conhecimento do piloto, e se os pilotos Brasileiros tiverem um bom treinamento e conhecimento os “Dassault Rafale C”, ou os “Saab Gripen NG” levará grande vantagem sobre os outros aviões…
    Ah, e vale lembrar que a transferencia de tecnologia para o nosso pais é muito importante, pois se os Russos não aceitaram então venda os SU-35 para a Venesuela.

  166. Eu na verdade prefiro o “Dassault Rafale C” ou o “Saab Gripen NG”.

    Para mim esses dois aviões tem capacidade tecnológica suficiênte para interceptar um “Sukhoi SU-35” ou qualquer outro avião.
    Não basta apenas o “nome do avião” e sim o treinamento e conhecimento do piloto, e se os pilotos Brasileiros tiverem um bom treinamento e conhecimento os “Dassault Rafale C”, ou os “Saab Gripen NG” levará grande vantagem sobre os outros aviões…
    Ah, e vale lembrar que a transferencia de tecnologia para o nosso pais é muito importante, pois se os Russos não aceitaram então venda os SU-35 para a Venesuela.

  167. Caros Amigos,

    è inacreditavel este avião ficar fora do processo final do programa fx-2, mas infelizmente os critérios adotados e não explicados prevaleceram, alem da influencia do TIO SAM, que manda e desmanda neste região e neste pais, agora sobraram um caça de brinquedo o SAAB, um que nunca foi vendido a ninguem o RAFALE, e o Aposentado F-18, e po SR. Jobim saiu as escondidas para a terra do TIO SAM pra fechar rapidinho esse acordo será que é sério este programa?

  168. Caros Amigos,

    è inacreditavel este avião ficar fora do processo final do programa fx-2, mas infelizmente os critérios adotados e não explicados prevaleceram, alem da influencia do TIO SAM, que manda e desmanda neste região e neste pais, agora sobraram um caça de brinquedo o SAAB, um que nunca foi vendido a ninguem o RAFALE, e o Aposentado F-18, e po SR. Jobim saiu as escondidas para a terra do TIO SAM pra fechar rapidinho esse acordo será que é sério este programa?

  169. A opção pelo caça francês não está relacionada apenas ao preço final do produto, pois este será “pacote” mais caro.

    A opção pelo caça francês é política e estratégica. Este é o único – entre os três caças que chegaram à final da concorrência -, cujo fabricante aceitou transferir tecnologia e direitos de fabricação das peças de reposição, com a possibilidade de negociar os direitos de fabricação e venda na América do Sul. Ou seja, além da tecnologia, que não tem um preço físico mensurável no curto prazo, o Brasil poderá no futuro, fabricar e vender esta aeronave para os vizinhos sul-americanos.

    Entretanto, qualquer que venha a ser o resultado, o Brasil já perdeu, em termos relativos. Isto porque decidiu retirar o Sukhoi Su-35 da concorrência para o FX-2, e incluir em seu lugar o F-18, um avião de projeto muito antigo (dos nos 1970, entrando em operação nos anos 1980), sem transferência tecnológica alguma, que nos manteria dependentes do fornecimento de qualquer peça de reposição vinda dos EUA. É por isso que o F-18 é “mais barato”, pois é daquele tipo de “barato” que vai sair “caro” no longo prazo, sem benefícios secundários como a tecnologia.

    O Sukhoi Su-35 era a melhor opção para o FX-2, tinha as melhores turbinas, os melhores aviônicos, melhor capacidade de autonomia, de carga e de combate. Basta lembrar que o Su-35 foi projetado para ser um “matador” de F-18 em um espaço aéreo continental que é o espaço aéreo russo e áreas próximas, como o Ártico ou Ásia Central.

    A decisão de retirar o Su-35 só pode ser entendido pela ideologia de muitos que no Brasil ainda defendem o alinhamento automático aos EUA, e ainda têm medo dos “terríveis comunistas comedores de criancinhas” da Rússia. Isto pode ser considerado uma fraqueza do governo brasileiro, ou até mesmo do Estado brasileiro, cujas burocracias ainda não sabem enfrentar a diplomacia dos EUA, que simplesmente pressionou o Brasil, e nós, como sempre, cedemos. Está claro que estas pressões vindas dos EUA estão relacionadas à Guerra na Geórgia, em que os russos deram uma surra nas forças armadas da Geórgia, recentemente equipadas e treinadas pela OTAN.

    Entretanto, o recuo no FX-2 não foi a pior parte. Cedendo às pressões dos loobies americanos e da pressão diplomática do governo dos EUA, o governo brasileiro decidiu recusar a proposta de participar do consórcio russo-indiano que levaria à fabricação do caça de 5a geração PAK-FA stealth. Seria o avião perfeito para o “FX-3”, entrando em operação por volta de 2015 e garantindo um caça inteiramente construido para adquirir superioridade aérea em qualquer cenário da próxima década, ou seja, um caça russo-indiano projetado para fazer frente aos melhores aviões americanos, o F-22 e o F-35.

    Agora, na atual circunstância nos restaram 3 opções para o FX-2:
    – um avião antigo dos EUA (tecnologicamente ultrapassado por duas gerações de aeronaves fabricadas peos próprios americanos), sem transferência tecnológica alguma.
    – um avião sueco que não existe. Está em fase de projeto e poderá até ser uma boa aeronave, mas seria um caso muito problemático adquirir uma aeronave que nunca voou, e que ainda depende de peças fabricadas fora da Suécia, como a turbina americana e os aviõnicos europeus e israelenses. Ou seja, a empresa Saab da Suécia não tem como garantir que o preço final será aquele mesmo, pois ela depende de fornecedores de outros países para “montar” o avião. Seria uma aposta feita completamente às cegas.
    -um avião francês, desenvolvido pela Dassault, que, embora não seja de 5a geração, é o melhor avião fabricado pela França, após décadas de desenvolvimento tecnológico autônomo, com garantia de transferência tecnológica completa.

    Nestas circunstâncias, sabendo que nenhuma destas aeronaves nos dará capacidade militar de superioridade aérea contra outras grandes potências, nos resta apenas esperar que a transferência tecnológica nos permita, num futuro próximo, fabricarmos nossos próprios aviões de 4a geração.

    O preço final maior é, obviamente, pequeno, se for considerado o valor desta tecnologia.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here