Home Aviação de Caça Após acidente, estão suspensos os voos da frota de Su-30 da Índia

Após acidente, estão suspensos os voos da frota de Su-30 da Índia

287
7

Su-30MKI com paraquedas de parada acionado - foto Força Aérea Indiana

A Força Aérea Indiana “groundeou” (suspendeu as operações de voo) toda a sua frota de caças Su-30MKI após acidente recente, para não colocar seus pilotos em risco. Os jatos não têm voado há uma semana desde que um exemplar caiu próximo a Pune em 14 de outubro, levantando questões sobre os índices de segurança do caça.

Cerca de 200 exemplares de bimotores bipostos Su-30 são operados pela Força Aérea Indiana (IAF), representando quase um terço da frota de caças do país. Ainda deverão ser incorporados mais 72 aviões desse modelo, num momento em que a IAF possui apenas 34 esquadrões de combate equipados com vários modelos, frente a uma necessidade de 44 (cada esquadrão tem até 18 aviões).

Su-30 indiano acidentado - foto via Hindustan Times

Checagens em andamento, com foco especial nos assentos ejetores, estão sendo realizados e os caças só voltarão às operações de voo após cada aeronave ser liberada. Uma fonte do jornal, próxima aos fatos, disse que os pilotos da aeronave que se acidentou no dia 14 reportaram “ejeção automática do assento”. Um dos dois pilotos já esteve envolvido em um acidente com Su-30.

Cinco caças Su-30MKI foram perdidos nos últimos cinco anos, e isso soou o alarme na IAF, que já precisou suspender os voos da frota pelo menos duas outras vezes. A decisão de “groundear” uma frota é tomada quando não se tem pistas do que fez o avião cair, o que é considerado algo sério, na opinião de um ex-comandante da Força Aérea Indiana, o marechal do ar Fali Major. Perguntado se o Su-30 foi uma escolha duvidosa para a Índia, Major disse que os aviões eram esplêndidos, mas que a IAF precisa chegar à raiz do problema. As aeronaves são montadas e reparadas na Índia pela HAL – Hindustan Aeronautics Limited.

O atual comandante da IAF, marechal do ar Arup Raha, disse em 4 de outubro (ou seja, antes do acidente), que a frota de Su-30 estava passando por certos problemas, embora não tenha detalhado. Uma fonte informou que a frota tem enfrentado um alto índice de falhas de motor em voo, nos últimos dois anos.

FONTE / FOTO DE BAIXO: Hindustan Times (tradução e edição do Poder Aéreo a partir de original em inglês)

FOTO DO ALTO (em caráter meramente ilustrativo): IAF

VEJA TAMBÉM:

Subscribe
Notify of
guest
7 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Marcelo Pamplona
Marcelo Pamplona
6 anos atrás

“Após acidente, estão suspensos os VÔOS da frota de Su-30 da Índia”

Vejamos pelo lado positivo: as quedas, não!

🙂

Joner
Joner
6 anos atrás

Eu aposto minhas fichas que eles não estão cuidando direito dos caças, os indianos perdem muitos!!!!!

Carlos
6 anos atrás

kkkk rsrsrs

Ejetaram sozinhos ?

Groundeou ?

O Paquistão deveria fazer “uns testes” (rs).

Já precisou suspender os voos da frota pelo menos duas outras vezes ?

Uma fonte informou que a frota tem enfrentado um alto índice de falhas de motor em voo, nos últimos dois anos. ?

Hummmm

http://www.aereo.jor.br/2013/03/12/esquadrao-de-f-15-da-usaf-foi-o-top-em-superioridade-aerea-de-2012/

juarezmartinez
juarezmartinez
6 anos atrás

Quando um comandante usa a expressão”certos problemas”, independente da força aérea, deve-se entender varios problemas e sérios, porque se não fosse, ele não falaria desta forma.
Equipamento militar russo, muito obrigado, recem jantei, ainda mais depois do que ouvi de um membro d o2º do 8º sobre a manutenção do MI 35, Jesuixxx avisou.

Grande abraço

Júlio Costa
Júlio Costa
6 anos atrás

O agravante nesse caso é que estamos de aviões que foram montados pela Índia. Teoricamente a HAL deve conhecer bem o hardware desse vetor. Mas, para a situação chegar a esse ponto… “Uma fonte informou que a frota tem enfrentado um alto índice de falhas de motor em voo, nos últimos dois anos” Os equipamentos militares russos são bons, para os russos. Qualquer outro usuário terá, invariavelmente, sérios problemas dos mais diversos tipos. “…na opinião de um ex-comandante da Força Aérea Indiana, o marechal do ar Fali Major. Perguntado se o Su-30 foi uma escolha duvidosa para a Índia, Major… Read more »

Almeida
Almeida
6 anos atrás

Aparentemente a HAL tá acabando com a IAF. A mesma precisa urgentemente trocar seus vetores mais antigos mas: 1. os Su-30MKI montados pela HAL vivem com problemas; 2. o Tejas tá atrasado mais de 10 anos e; 3. o contrato do Rafale não sai porque a Dassault não quer garantir os aviões montados por eles, com razão. O tempo passa e a Força Aérea Indiana vai ficando pra trás, graças à incompetência da HAL. Se continuar assim, só vão ter 50 Mirage 2000-5 modernizados pra se defender. É o que dá o Estado querer fazer o que não lhe compete,… Read more »

Carlos
6 anos atrás

Sukhoi Su-30 –

HelpCenter24hours :

http://www.iurd.ru/

🙂