Home Aviação de Caça Caças A-1 lançam pela primeira vez bombas guiadas a laser

Caças A-1 lançam pela primeira vez bombas guiadas a laser

1041
23

A-1 lança bomba laser - cena vídeo FAB

Pela primeira vez, a FAB realizou o lançamento de bombas guiadas a laser com munição real. Nesta quinta-feira (3/10), caças A-1 decolaram da Base Aérea de Santa Maria (RS) carregando bombas BAFG 230 e MK82, sendo seis inertes e três reais, todas equipadas com o kit Lizard, que as transformam em “bombas inteligentes”.

A-1 com bomba laser - foto FAB

O lançamento foi realizado no estande de tiro de Saicã, a 120 km de Santa Maria. A utilização dessa tecnologia permite atingir o alvo com muito mais precisão e de uma distância maior, minimizando os riscos ao piloto e a possibilidade de danos colaterais que afetem a população e os bens civis na área de conflito.

Impacto de bomba laser lançada de A-1 -  foto FAB

A Aeronave Remotamente Pilotada (ARP) RQ-450 do Esquadrão Hórus (1°/12° GAV) gravou toda ação.

“A missão executada hoje é resultado de aproximadamente quatro anos de trabalho”, afirma o Tenente-Coronel Clauco Fernando Vieira Rosseto, comandante Esquadrão Centauro (3°/10° GAV), pioneiro no uso da tecnologia. A unidade aérea desenvolve a doutrina de emprego deste armamento em conjunto com o Esquadrão Poker (1°/10° GAV) e o Esquadrão Adelphi (1º/16º GAV), todos equipados com caças A-1.

FONTE / FOTOS / VÍDEO: FAB (cena de vídeo capturada pelo Poder Aéreo, a partir do original da FAB, para abrir a matéria)

VEJA TAMBÉM:

Subscribe
Notify of
guest
23 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
joao.filho
joao.filho
6 anos atrás

Bacana. Pouco a pouco, a FAB entra na decada de 90…

costamarques
costamarques
6 anos atrás

Excelente, no cenário atual é de suma importância esse equipamento, pois podemos destruir laboratórios do narcotráfico de maneira eficaz! FARC que se cuide!

Baschera
Baschera
6 anos atrás

Meu simulador de EF-2000 já me permite fazer isto desde a década de 90…. mas o que gosto mesmo é de lançar os AMRAAM e destruir os Hind 24 do iminigo….

SDs.

Marcos
Marcos
6 anos atrás

A Govrnanta autorizou?

Anderson
Anderson
6 anos atrás

Interessante notar a onda de choque gerada na imagem da última explosão.

eduardo pereira
eduardo pereira
6 anos atrás

Isto é a FAB se aperfeiçoando com o que tem, vai chover dessas bombas pelas asas dos Super Tucanos na cabeça dos narco-traficantes !!

clsaraujo
clsaraujo
6 anos atrás

Acredito eu nesta nova era que entra a FAB seja toda uma preparação para um futuro que vem adentro a nossa força aérea que em breve em solo brasileiro em cooperação com alguma outra nação que detenha tecnologia aéreo especial para a engenharia/construção dos futuros vetores de ponta para os nossos pilotos parabéns a FAB que continuem a evolução que o governo olhe para forças armadas como um bem extremamente necessário para a defesa de nossa nação, nosso povo.

Gilberto Rezende
Gilberto Rezende
6 anos atrás

Primeiro lançamento operacional pena que com kit Lizard importado.

Vamos ver quando (e se) ocorrerá o primeiro lançamento operacional de bomba inteligente com um kit de guiagem NACIONAL como o SMBK-Britanite ou o Kit Friulli…

Rogério
Rogério
6 anos atrás

Esse eu gravei 😀

andersonrodrigues1979
andersonrodrigues1979
6 anos atrás

Gostaria de ver o missil AGM-65 Maverick e AGM-114 Hellfire integrado ao A1-M, isso seria muito bom !!!!

Santana Denis
Santana Denis
6 anos atrás

Parabéns a FAB, apesar de alguns companheiros veteranos de FORUM ironizarem, é um passo importante, positivismo é disso que precisamos, como dizia Roberto Shinyashiki “Às vezes os problemas são sinais de que chegou a hora de o guerreiro iniciar uma nova batalha.”

Soyuz
Soyuz
6 anos atrás

Se iguala aos AMX da AMI que há 20 anos atrás já possuíam esta capacidade, inclusive já empregando-as em cenários reais (Bálcãs). No cenário sul americano se iguala depois de 18 anos ao Peru com os M-2000 e a Venezuela com os F-16 que no começo dos anos de 1990 possuíam esta capacidade. Quando puder lançar um AAM, e este AAM for de terceira geração, como o MAA-1A (primeira versão do Piranha), ai terá igualado os seus pares Italianos que já operam o AIM-9L/M há 24 anos. Quando tiver um radar e poder lançar um míssil anti navio, irá se… Read more »

Grifo
Grifo
6 anos atrás

Senhores, só lembrando esta não é a primeira vez que a FAB usa bombas guiadas a laser, apenas é a primeira vez elas são “reais” e não inertes.

Caro Soyuz, ao que eu saiba os AMX italianos não empregaram bombas guiadas a laser na campanha dos balcãs, somente guiadas via IR.

Soyuz
Soyuz
6 anos atrás

Grifo,

Salvo engano houve lançamentos de bombas guiadas por laser, porem com designação pelos Tornados da AMI (estou confiando na memória).

Alguém confirma?

joseboscojr
joseboscojr
6 anos atrás

Andersonrodrigues,
Há um impedimento do uso de mísseis Hellfire (incluindo o Longbow) para caças de alto desempenho que é relativo ao motor foguete não suportar as condições de voo variadas e severas desse tipo de aeronave.
Já o Brimstone, por ser um míssil parecido mas completamente diferente do Hellfire, não tem essa restrição.
Igualmente não terá o JAGM, que poderá ser lançado tanto de helicópteros quanto de aeronaves de alto desempenho.

DrCockroach
DrCockroach
6 anos atrás

Algum dos colegas (Bosco?) saberia dizer o que eh um sistema “semi-active” de bombas guiadas a laser?

Me refiro especificamente ao kit “Al-Tariq” da Denel (que tem parceria com o Brasil no A-Darter) e Tawazun. O Al-Tariq pode usar MK81,82 e 83.

[]s!

juarezmartinez
juarezmartinez
6 anos atrás

Este não foi primeiro lançamento de bombas guiadas a laser reais, a FAB feito isto anteriormente como ST no Cachimbo e com F 5 em Saicã, apenas não aconteceu a divulgação.
Esta campanha prescede a um anúncio de uma compra de um lote maior de kits Lizard que serão fabricados pela Elbit em POA, anúncio este que poderá sair até o final do ano.

Grande abraço

Fighting Falcon
Fighting Falcon
6 anos atrás

Um grande passo para a FAB.
Considerando que não temos armamento a contento para um conflito, já é uma evolução.
Que não fique somente nos testes e que seja multiplicado o estoque.

joseboscojr
joseboscojr
6 anos atrás

DrCockroach, Como sabe os sistemas de orientação terminal de armas autoguiadas podem ser classificados em ativos, passivos e semi-ativos. Os sistemas ativos usam um radar próprio (ex: Exocet), um sonar ativo (Mk-48 operando no modo ativo) e mais recentemente um LADAR, onde um laser emitido pelo próprio míssil varre uma área a procura de um alvo. Os sistemas passivos apenas recebem a energia emitida pelo alvo, seja ela no espectro RF (MAR-1), seja no espectro IR (Piranha), seja no espectro visual (Maverick K), ou um sonar passivo (Mk-48 operando no modo passivo). Já os sistemas semi-ativos possuem sensores passivos sensíveis… Read more »

Wagner
Wagner
6 anos atrás

este é mais um passo na evolução da FAB.

Parabéns a todos os envolvidos !

DrCockroach
DrCockroach
6 anos atrás

Fantastico Bosco, muito obrigado pela explicacao!

O comentario do Juarez, de que haverah a fabricacao do Lizard em PoA tb eh relevante.

[]s!