Home Indústria Aeroespacial Vídeo: primeiro voo do T-Xc

Vídeo: primeiro voo do T-Xc

558
28

primeiro voo do T-Xc - foto interna painel

Vídeo produzido pela companhia NOVAER sobre o primeiro voo do protótipo do T-Xc, ocorrido no dia 22/8. Uma aeronave modelo K-51 (aeronave cujo projeto foi base para o T-Xc) atuou como “paquera” neste primeiro voo.



VEJA TAMBÉM:

28
Deixe um comentário

avatar
27 Comment threads
1 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
14 Comment authors
asderadsfRinaldo NeryIväny JuniorMauricio SilvaMauricio R. Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Marcos
Visitante
Member
Marcos

Parabéns!

Marcos
Visitante
Member
Marcos

PP-ZKV, a assinatura de um dos engenheiros.

rommelqe
Visitante
rommelqe

Parabéns também! (precisa falar mais alguma coisa?)
Haverá uma versão para o FS? Similar?

Joner
Visitante
Joner

Muito bom, estão de parabéns, uma bela iniciativa e ficou bonito.

Edgar
Admin
Member

Onde eu encomendo? 😀

Gilberto Rezende
Visitante
Gilberto Rezende

Tomara que corra logo os dois anos da campanha de certificação e que o governo federal e o Comando da Aeronáutica tratem a empresa como REALMENTE estratégica. Assim encomendar de 50 a 100 aeronaves para a AFA e ao Comando da Aeronáutica (ou para as Armas aéreas das outras forças) e elabore um PAC para a aviação Geral para permitir financiar/doar centenas destas aeronaves para aeroclubes, empresas de táxi-aéreo, prefeituras e serviços diversos, polícia, polícia florestal/bombeiros, ambulância hospitalar/resgate e etc. De modo que a Novaer se instale e crie FORTES raízes. E de PREFERÊNCIA o governo crie no prazo máximo… Read more »

desastreBR
Visitante
Member
desastreBR

Muito bom. Esperamos pela versão civil.

Vida longa e prospera para a nova empresa.

Vader
Visitante
Member

Quanto ao TX da Novaer, reproduzo comentário do meu amigo HMS Tireless em outro blog, ao qual me filio na íntegra: “HMS_TIRELESS 26/08/2014 de 9:41 AM O TX-c da Novaercraft, projetado por Joseph Kovacs (o mesmo que projetou o T-27) é um avião de instrução primária. Ao mesmo tempo os T-25 da AFA já estão com quase 40 anos de serviço ativo. O lógico seria substituir o veterano da Neiva pelo produto da Novaercraft certo? ERRADO senhores! Por mais absurdo e bizarro que seja, em que pese uma nova indústria nacional ter projetado um aparelho competitivo, não será isso que… Read more »

Mauricio Silva
Visitante
Mauricio Silva

Olá.

Aparentemente, o T-Xc é menor que o IA-73 (Unasur 1). Ou seja, o T-Xc estaria mais para um Neiva T-25 Universal enquanto o IA-73 correspondeira ao T-27 Tucano.
De qualquer forma, apesar de ter sido o principal financiador do modelo argentino, aparentemente o Brasil não pretende adquirir o IA-73. Dessa forma, receberia uma porcentagem do valor de venda de cada aparelho.
Pode não ser um mal negócio. E não “elimina” do T-Xc a possibilidade de ser o substituto do T-25.
SDS.

Fernando "Nunão" De Martini
Editor
Famed Member

“Aparentemente, o T-Xc é menor que o IA-73 (Unasur 1). Ou seja, o T-Xc estaria mais para um Neiva T-25 Universal enquanto o IA-73 correspondeira ao T-27 Tucano.” Maurício Silva, isso depende da versão do Unasul I / IA-73, isso porque este último deverá ter versões com motor a pistão e turboélice. Publicamos na revista Forças de Defesa 8 uma matéria sobre o Unasul I e, no caso da motorização a pistão (que é a do T-Xc), as dimensões / pesos etc são bastante semelhantes às do T-Xc, com a principal diferença por conta do comprimento menor deste último (talvez… Read more »

Mauricio R.
Visitante
Mauricio R.

E segue a ladainha de que se o T-CX não for o substituto ungido do “Universal”, outro ac simplesmente não pode…
Coitada a FAB.

Mauricio Silva
Visitante
Mauricio Silva

Olá Nunão.

Realmente, eu comparei o IA-73 turboélice com o T-Xc pistão.
De qualquer forma, aparentemente, o Brasil ainda não manifestou expressamente a intenção de adquirir o IA-73 em qualquer uma de suas versões.

“E segue a ladainha de que se o T-CX não for o substituto ungido do “Universal”, outro ac simplesmente não pode…”

Qual modelo seria, então, mais adequado a FAB?

SDS.

Gilberto Rezende
Visitante
Gilberto Rezende

Estranho o peso do T-Xc umvez que tem dimensão menor e ter sua estrutura construída em fibra de carbono, esperava que a diferença fosse ainda maior. Com 15 HP a mais, peso a menos e um projeto aerodinâmico muito mais aprimorado e capacidade acrobática plena (o Unasur I será na melhor hipótese semi-acrobático) creio que resta pouca dúvida que a aeronave da Novaer será SIGNIFICATIVAMENTE superior ao Unasur I até que pelos aviônicos o T-Xc tem o que de melhor há para esta classe de aeronave. Vader já coloquei o link aqui mesmo do Poder Aéreo onde um Coronel da… Read more »

Fernando "Nunão" De Martini
Editor
Famed Member

“3) Escolha da nova aeronave que substituirá o Super Tucano na instrução de conversão operacional em Natal. “ Gilberto, só uma correção: o Super Tucano não faz “instrução de conversão operacional” em Natal, a não ser que você se refira ao treinamento de instrutores do 2º/5º GAV para darem o curso de conversão operacional do T-27 para o A-29 (ou seja, que vão ensinar egressos da AFA a voar o próprio Super Tucano). O Super Tucano faz, no 2º/5º GAV de Natal, a formação de pilotos de caça (que saem de lá como alas), que mais pra frente continuam a… Read more »

Gilberto Rezende
Visitante
Gilberto Rezende

Super Tucano em Natal=Gambiarra provisória Xavante em Natal=Substituto a jato= Yak-130/M-346/outro A sistemática que você descreve é a massaroca atual onde a função do Xavante foi desdobrada em parte em Natal para o que dá para suprir com o super Tucano e o que não dá será feita no osso do peito nos próprios esquadrões. Uma situação que não acho correta e sobrecarrega os esquadrões. Os jatos que citei, principalmente o Yak-130, tem uma classe acima ESPECIAL podendo cumprir tanto a parte de instrução a jato avançada emulando os jatos de primeira linha como ALÉM da atividade de treinamento de… Read more »

Fernando "Nunão" De Martini
Editor
Famed Member

Gilberto, A função é a mesma, e a “maçaroca” que você descreve não era assim tão diferente antes, com o Xavante. Já era “desdobrada” como você descreve. Fazia-se o curso de piloto de caça no Xavante, em Natal, e depois o curso de liderança também no Xavante, em Fortaleza (no Pacau) e, durante algum tempo, isso também era feito em Santa Maria (no Centauro). Mudou apenas que o Pacau (e o Centauro desde que se reequipou com o A-1) não dá mais o curso de liderança, que passou para os terceiros. Depois os pilotos que haviam se formado líderes de… Read more »

Vader
Visitante
Member

Giltiger, é A-29 Super Tucano, pelo amor de Deus…

Quanto ao UNASUR acho ótimo que A FAB não pretenda usar esse lixo.

Mas antes de bater palminha, sugiro “combinar com os russos”, ou seja, seu adorado Megalonanico e o resto da PeTralha, que continua a apregoar que o UNASUR será comprado pela FAB.

Iväny Junior
Visitante
Member

O Novaer deve ser comprado. O unasur deve ser avaliado (afinal tem nosso dinheiro lá também). Se fosse pra investir, que abrissem uma linha de crédito para que a embraer abrisse a linha do t-27 de novo. Como já fizeram a besteira de investir na FMA, comprá-lo pode ser uma forma de recuperar um pouco do investimento. O avião tem, no papel, características interessantes para um treinador. O que me preocupa na área de treinamento, é, justamente, a passagem para a primeira linha. O A-29 não é adequado, na minha opinião e na de um bocado de gente. Se quisessem… Read more »

Fernando "Nunão" De Martini
Editor
Famed Member

Ivany, O A-29 não faz a passagem da segunda linha para a primeira linha. A passagem é direta, ou seja, o A-29 não é um meio de passagem. Ele é, simplesmente, a segunda linha. Assim como o jato Xavante era a segunda linha, antigamente, e não havia um avião intermediário de passagem dele para a primeira. A diferença é que, antigamente, a segunda linha era um jato treinador para a formação de pilotos de caça, que iniciavam nele as suas carreiras na segunda linha, e usado também como avião de ataque. Já hoje, a segunda linha é um turboélice de… Read more »

Iväny Junior
Visitante
Member

Se o piloto sai do A-29 um caçador-ala, ele é a passagem Nunão. Claro que a disponibilidade do Pampa não chega perto da que temos no A-29, mas, o pampa produz simulações muito mais adequadas da arena de combate supersônico (inclusive a puxada de ‘gs’ na preparação física) do que o Super Tucano. Acredito que a “venda para a Alemanha” foi um ufanismo argentino por causa das asas Dornier do pampa. Ele usa um bom turbofan também, aquele do Scorpion. Fraquinho, mas robusto. Me parece algo que a FAB poderia manter. Claro que o M-346, como seu irmão M-345 e… Read more »

Fernando "Nunão" De Martini
Editor
Famed Member

“Se o piloto sai do A-29 um caçador-ala, ele é a passagem Nunão.” Ivany, O piloto sai do esquadrão Joker, voando A-29, como ala. Depois de passar pelos terceiros, voando A-29, sai como líder de esquadrilha. Conceitualmente, o que eu considero passagem é algo intermediário, entre uma coisa e outra. Ou seja, o que quis dizer é que o A-29 não é um avião de passagem para a primeira linha. Ele é a segunda linha. A passagem é direta. Não há avião de passagem, no caso da FAB. Você pode considerar, isso sim, o A-29 como avião intermediário entre os… Read more »

Iväny Junior
Visitante
Member

Eu acredito que daria um salto em qualidade, como já falamos antes. Embora isso não apareça em um horizonte próximo. Aliás, só acredito que isso poderia vir a ser discutido novamente se os contratos do Gripen forem assinados, se o investimento em dois P.A. ligeiros for confirmado e os Sea Gripen efetivamente desenvolvidos. Aí pode-se pensar em uma escola de caça com um volume relativamente grande de alunos, pra fazer uma escala interessante de vetores, formando aviadores para as duas forças (muitos ex-cadetes como eu tinham mais vontade ainda de serem pilotos de caça em porta-aviões). Mas são muitas variáveis… Read more »

Gilberto Rezende
Visitante
Gilberto Rezende

Vader tá legal é A-29, as vezes ao teclar no intervalo do almoço a gente erra e não revisa e aqui clicou “submit comment”, babau não dá mais para corrigir. Tu passas logo para o lado político PRESUMINDO muita coisas que as evidências mostram que não vai para este lado, mas tu insiste. Para todo brasicano como tu, a UNASUL é bolivarianismo, enquanto eu encaro as iniciativas UNASUL como uma política de Estado onde um governo AGE como o líder regional que sempre deveria ter sido e fora do cabresto de força auxiliar do Tio Sam. NADA nos impede de… Read more »

Mauricio Silva
Visitante
Mauricio Silva

Olá.

Com a introdução do Gripen E/F e a efetiva adoção das estratégias multimissão nos esquadrões de caça da FAB, o processo de treinamento/formação de pilotos deve ser aprimorado.
O Super Tucano não é um avião de treinamento (pelo menos na sua atual configuração), os Tucanos vão precisar de atualizações e os T-25 de substituição. Há espaço (necessidade?) para novos aparelhos e novas doutrinas.
Resta saber o que o orçamento permitirá fazer.
SDS.

Fernando "Nunão" De Martini
Editor
Famed Member

“Mais isso é só uma ilação onde se SONHA com um ambiente mais próximo de uma “perfeição operacional”.” Gilberto, Longe de mim criticar o sonho alheio! Tuas ideias nesse sentido são interessantes. Só acho que, para um jato como esse operar em Natal, seria interessante ser um outro esquadrão que não o 2º/5º, que é equipado com o A-29 e é responsável por um degrau anterior do treinamento de pilotos de caças. Um jato desse tipo que você sonha seria o degrau mais alto antes desse treinamento, a meu ver. Eu mesmo já pensei na possibilidade (apenas como possibilidade, elucubração)… Read more »

Rinaldo Nery
Visitante
Member
Rinaldo Nery

Os T-27 estão mais cansados sim, e sua vida fadiga é só de 6.000h. Seria bem interessante um MLU com remotorização., O T-x será, sim, o substituto do T-25. Quando o A-29 foi introduzido em Natal, o Xavante já estava, há muito tempo, um bagaço. É óbvio que um LIFT a jato seria bom, principalmente nos Terceiros, não no JOKER. O Curso de Caça está sendo bem ministrado com o A-29. M-346 ou YAK-130? Esqueçam. São muito caros pra FAB. Comprar meia dúzia não resolve nada. Pelo menos, foram 99 aeronaves A-29 adquiridas, permitindo formar mais caçadores. A FAB forma… Read more »

asderadsf
Visitante

Êóïèòü çàêëàäêó Êîêàèí (Êîêñ), Ìàðèõóàíà, Ãàøèø, Àìôåòàìèí, Ãåðîèí, Mdma, Ýêñòàçè, ñêîðîñòü, Ìåôåäðîí, Ìåòàìôåòàìèí Êóïèòü çàêëàäêó Êîêàèí (Êîêñ), Ìàðèõóàíà, Ãàøèø, Àìôåòàìèí, Ãåðîèí, Mdma, Ýêñòàçè, ñêîðîñòü, Ìåôåäðîí, Ìåòàìôåòàìèí Êóïèòü çàêëàäêó Êîêàèí (Êîêñ), Ìàðèõóàíà, Ãàøèø, Àìôåòàìèí, Ãåðîèí, Mdma, Ýêñòàçè, ñêîðîñòü, Ìåôåäðîí, Ìåòàìôåòàìèí Êóïèòü çàêëàäêó Êîêàèí (Êîêñ), Ìàðèõóàíà, Ãàøèø, Àìôåòàìèí, Ãåðîèí, Mdma, Ýêñòàçè, ñêîðîñòü, Ìåôåäðîí, Ìåòàìôåòàìèí Êóïèòü çàêëàäêó Êîêàèí (Êîêñ), Ìàðèõóàíà, Ãàøèø, Àìôåòàìèí, Ãåðîèí, Mdma, Ýêñòàçè, ñêîðîñòü, Ìåôåäðîí, Ìåòàìôåòàìèí Êóïèòü çàêëàäêó Êîêàèí (Êîêñ), Ìàðèõóàíà, Ãàøèø, Àìôåòàìèí, Ãåðîèí, Mdma, Ýêñòàçè, ñêîðîñòü, Ìåôåäðîí, Ìåòàìôåòàìèí Êóïèòü çàêëàäêó Êîêàèí (Êîêñ), Ìàðèõóàíà, Ãàøèø, Àìôåòàìèí, Ãåðîèí, Mdma, Ýêñòàçè, ñêîðîñòü, Ìåôåäðîí, Ìåòàìôåòàìèí Êóïèòü çàêëàäêó Êîêàèí (Êîêñ), Ìàðèõóàíà, Ãàøèø, Àìôåòàìèí, Ãåðîèí, Mdma,… Read more »