domingo, maio 22, 2022

Gripen para o Brasil

Indústria russa teme competição da China

Destaques

Alexandre Galante
Jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

Os fabricantes de aeronaves russos MiG e Sukhoi manifestaram-se contra a venda de motores a jato para a China, citando a ameaça de forte competição dos modelos mais baratos de caças chineses.

A Rosoboronexport planejou assinar um contrato com a China para a venda de 100 motores RD-93 para os caças FC-1, que são competidores diretos do MiG-29 Fulcrum no mercado de exportação.

Mikhail Pogosyan, chefe das corporações MiG e Sukhoi, disse que a reexportação de tecnologias precisa ser aprovada pelos fabricantes originais para evitar a competição desleal.

O FC-1 Xiaolong (Dragão Feroz) é um caça multifunção monomotor desenvolvido conjuntamente pela China e Paquistão. Ele é designado JF-17 pelos paquistaneses.

Uma fonte da indústria aeronáutica russa disse que o FC-1 é inferior ao MiG-29 em performance, mas custa apenas US$ 10 milhões, ao passo que o MiG-29 é de US$ 35 milhões.

O MiG-29 atualmente concorre com o FC-1 no Egito para a entrega de 32 caças. Além disso, o Egito iniciou negociações com o Paquistão para produção sob licença do FC-1.

O Serviço Federal Russo para Cooperação Técnico-Militar aprovou a reexportação dos motores RD-93 para o Egito como parte do pacote do FC-1 em novembro de 2007.

A Rosoboronexport disse que a decisão de reexportação de tecnologia é feita pelo Governo e que os fabricantes nunca foram consultados sobre a questão.

Os fabricantes de armas russos também estão enfrentando uma competição crescente da China em outros mercados de armas.

O sistema russo S-300 e o chinês HQ-9 de defesa antiaérea estão competindo na Turquia desde 2007. Veículos blindados de transporte estão competindo na Indonésia.
Em 2009, Myanmar escolheu o MiG-29 no lugar dos J-10 e FC-1 chineses.

A Rússia acusa a China de produzir cópias piratas dos seus sistemas de armas, incluindo o caça Su-27SK, em violação aos acordos de propriedade intelectual.

FONTE: RIA Novosti

SAIBA MAIS:

- Advertisement -

19 Comments

Subscribe
Notify of
guest
19 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Rogério

Demoraram a acordar hein!!!!!!

[]s

rique

Espionagem agora se chama ,também, de pirataria.Mudam os métodos e a nomenclatura só, os propósitos são os mesmos.

osorio

É para evitar esse tipo de coisas que us americanus evitam ao máximo de exportar tec sensível,mesmo para países aliados e “de confiança”

Francoorp

Demorou, a história se repete, lembram quando eram os Japoneses a copiar tudo que era inventado no Ocidente? O lema era: Copiar e melhorar… daqui pra frente são os Chinas a seguir forte neste lema, Copiar e Exportar do jeito que tà mesmo… até que comecem a melhorar também, ai é um novo drama que começa no Ocidente!

E o Brasil tudo em paz, tudo nos conformes… e tem gente dizendo que esta coisa de engenharia reversa é coisa de cinema, que não existe, ou que não temos capacidade de engenharia para tal… eu sou a favor disso !! 👿

Francoorp

Disso de copiar se entende, escrevi com pressa e ficou ambíguo.

Mauricio Veiga

Caça superssônico por 10 milhões de dólares!!!
Esse é o preço do SUPER TUCANO ( se não me engano)!!!
Por esse preço podemos comprar duzias deste caça, seriam literalmente descartáveis e com certeza serão infinitamente superiores aos nossos F5-M, por esse preço não vale a pena gastar tempo e dinheiro em engenharia reversa, ficaria mais caro produzi-lo aqui.
Creio que essa seria uma boa opção para a FAB, e viria a complementar o FX-2 , servindo de ¨lead in fighter¨.

Abraço

sergio ribamar ferreira

Amigos internautas.É um prazer poder compartilhar o “Poder Aéreo com vocês.Fico triste.Temos pessoal qualificado nas três Forças,Possuímos,sim,tecnologia. A curto e médioprazos,(cinco a sete) ,sugiro adquirirmos um bom número de caças,(3ª ou 4ª geração) estudá-los e fabricá-los em série.Precisamos de pelo menos 200,(100 para o nosso litoral e 100 para as fronteiras . Uma força considerável tende a dissuadir qualquer investida”de fora”..quanto à MB,uns trinta submarinos,(U214),mais duas dezenas entre corvetas e fragatas. Podem ser construídos em nossos estaleiros e com parcerias..Ao Exército,.Aperfeiçoamento e modernização da artilharia antiaérea e de Costa,(Sistemas Astros) e Helicópteros de ataque.Infelizmente,nossos governantes (anteriores e atual) não se… Read more »

Antonio M

Esses produtos talvez não tenham maturidade necessária para se afirmar que são bons e baratos.

Só tempo dirá….

E uma coisa é copiar e fazer melhor, menor e mais barato como os japoneses. Outra coisa é piratear……….

Antonio M

E não esqueçamos que a China por causa de sua estrutura sindical e total liberdade de expressão e greves, permite que os trabalhadores tenham altos salários, horas-extras e etc o que contribui para o baixo valor de seus produtos e matérias-primas.

É ironia…..

Vader

É, não são só “uzamericanu” que tem medo da concorrência desleal chinesa. Com 1,5 bilhão de escravos para trabalhar de graça, fica fácil ser potência. Karl Marx deve dar pulinhos de raiva lá do Tártaro (onde decerto se encontra): o “socialismo” chinês, ao invés de fazer com que os meios de produção servissem ao proletário, escravizou o proletário aos meios de produção, no melhor estilo “capitalismo selvagem”. O mundo errou em admitir a China na OMC. Foi ingênuo. E há de pagar um preço amargo por sua ingenuidade. E o pior é que a partir de um determinado ponto do… Read more »

Ivan

“Indústria russa teme competição da China.”

Um reparo ao título, para ser justo com os criativos e pragmáticos russos. O correto seria, no meu entendimento, o seguinte:

“Indústria russa teme competição DESLEAL da China.”

Neste ponto, não apenas os russos devem temer, mas o mundo, pois os chineses jogam pelas suas regras, escritas em mandarim e mutáveis ao gosto da cúpula de Beijing…

O Dragão acordou e está com fome.

Abç,
Ivan.

Francoorp

Isso mesmo, pelo menos os escravos chineses compram mais automóveis em um ano do que o inteiro continente americano(USA incluso) consiga produzir no mesmo período… E isso sem falar nas casas dos escravos chineses, que sò nos últimos 2 anos foram vendidos 180 milhões de apartamentos… alguns arquitetos e construtoras da Itália diziam que eram mais de 230-240 milhões, mas eu não acredito neles, deve ser especulação imobiliária isso ai… E pensar que na ditadura brasileira os livres trabalhadores sob o regime militar tinham o direito de estrutura sindical e total liberdade de expressão e greves… sindicato era sò nome,… Read more »

Rodrigo Marques

A China apenas segue a linha adotada por Japão e Coreia do Sul, copiar o produto ocidental e aos poucos superá-lo. O problema apenas é o gigantesco mercado interno chines, que será capaz de absorver qualquer forma de embargo/retaliação, algo que deveria ser feito agora, enquanto a qualidade de seus produtos ainda é mais que duvidosa…

curvo

Os russos poderão retardar mas nunca bloquear totalmente o crescimento econômico da China, com um mercado de mais de 1 Bilhão de pessoas que vivem ou viviam numa linha muito baixa de pobreza, 200 ~250 milhões de moradias ainda é pouco !!! Mas na teoria Econômica ou na história, ainda não vi um povo ser atingido duas vêzes por surtos de desenvolvimento, senão a Grécia seria potência mubndial, Itália, mesmo a França ou Inglaterra, Ok, nãio tem o mercado chinês, muito menos a espoliação que há por lá, mas daí a ser uma potência mundial e termos de aprender mandarim,vai… Read more »

Antonio M

“…Isso mesmo, pelo menos os escravos chineses compram mais automóveis em um ano do que o inteiro continente americano …” Os tais “escravos chineses# a que se refere, ou classe-média, são muita gente mas, correspondem a apenas 3% da populaçãp chinesa. “…Lula mesmo foi preso varias vezes…” Preso mesmo, foi uma vez dó e nem por 30 dias mas, o suficiente para lhe garantir uma aposentadoria companheira por “perseguição política” atualmente acima dos R$ 6.000,00 que é acima do teto máximo e pelo menos 10X mais do que ganham a grande maioria dos trabalhadores que tiveram de trabalhar 30 anos… Read more »

Antonio M

“…Hoje temos o homem que mais desobedeceu o regime na presidência do nosso país, por dois mandatos…” LuLLa era contava com a atenção de Golbery e Figueiredo pois pensaram que seria uma renovação, que não seria o continuismo da mentalidade do partidão (PCB) et caterva mas, ao perceberem que se unia a eles, simplemente deixaram-no de lado, era farinha do mesmo saco. Basta procurar na internet a declaração de LuLLA onde ele diz que a CLT (Consolidação da Leis do Trabalho) era o AI-5 do trabalhador. NOTA DOS EDITORES: ANTONIO M, O LEITOR FRANCOORP JÁ FOI AVISADO PARA ABANDONAR ESSA… Read more »

Antonio M

Correto.

Obrigado pelo direito de resposta.

Mauricio Veiga

VALEU ANTONIO!!!

Voltando ao tema, acredito que a tecnologia militar Chinesa vem amadurecendo de forma constante e linear e em breve será um concorrente de peso para as grandes potências, principalmente
nos mercados com menor poder aquisitivo.

Abraço.

kwhvelasco

Em época de política todo mundo transpira opinião… 1) A Rússia anda dando sorte. Os chinas não conseguiram copiar decentemente o SU-27 e a própria PLAAF defenestrou o J (de Jenérico)-11B como equipamento operacional. Mas de onde vem os caras da RSP que ainda pensam em vender qualquer coisa pra china? 2) Na boa, um FC-1 destes daí a 10 contos? Não vale. Pelo aborrecimento que vai ser lidar com o “pós-venda” chino, esquece. Melhor comprar Mirage F1 C ou F-16 e mandar a Elbit modernizar. Porque se nem o motor eles fabricam? tá maluco. 3) Na china, nao é… Read more »

Últimas Notícias

Operação Rimon 20: Caçadores israelenses versus caçadores soviéticos

Sérgio Santana O fim da Guerra dos Seis Dias de 1967 deixou as forças israelenses no lado leste do Canal...
- Advertisement -
- Advertisement -