sábado, maio 28, 2022

Gripen para o Brasil

Colômbia estuda aquisição de seis caças F-16 da Força Aérea Real da Dinamarca

Destaques

Redação Forças de Defesa
redacao@fordefesa.com.br

Segundo o site Infodefensa.com, a Força Aérea Colombiana (FAC) estuda a aquisição de aeronaves Lockheed Martin F-16 da Força Aérea Real da Dinamarca (Flyvevåbnet) recentemente colocadas à venda pelo país europeu, por valores unitários de 15 milhões de dólares.

Dada a necessidade da renovação da sua frota de caças, a Colômbia pretende determinar as possibilidades de aquisição dessas aeronaves, bem como seu status, condições e capacidades.

Nesse sentido, a FAC estaria interessada em poder adquirir pelo menos seis unidades, baseando-se em uma das opções oferecidas ao país pela Diretoria de Cooperação e Assistência em Segurança da Força Aérea dos Estados Unidos, diante das declarações de seu diretor, general Brian Bruckbauer, que no ano passado expressou a possibilidade de que a Colômbia recebesse aeronaves de um terceiro país usuário do F-16.

O plano da FAC consistiria em aumentar a disponibilidade operacional com um novo modelo de aeronave de combate, neste caso o F-16, adquirindo novas unidades ano após ano na medida do possível.

No entanto, independentemente das intenções da Força Aérea Colombiana, a FAC não possui atualmente um orçamento aprovado para um processo dessa natureza previsto nas contas públicas para 2022, segundo o Infodefensa.com.

- Advertisement -

114 Comments

Subscribe
Notify of
guest
114 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Sequim

Veja como se move o tabuleiro estratégico, mesmo em uma região pacífica como a América do Sul: o Brasil foi de Gripen; daí a Argentina já se movimentou em tentar ( consguir é outra coisa) adquirir novas aeronaves ; daí Chile adquiriu aeronaves de alerta antecipado; agora a Colômbia anuncia a intenção de adquirir F-16 mais modernos. Será que com o início da construção das Tamandarés haverá uma corrida naval?

Felipe Maia

Rapaz, realmente, faz sentido o seu pensamento. Todavia, acredito que não esteja diretamente relacionado. A substituição dos Kfir na Colômbia é uma novela que vem se arrastando. Na Argentina, mesma coisa. Eles aposentaram os Mirage III em 2015, desde então vêm tentando encontrar alguma solução para isso.
A surpresa mesmo fica por conta do Chile.

Reinaldo Deprera
Kemen

Colombia estuda a compra de 6 (seis) F-16 A MLU usados, é muito pouco avião para considerar corrida armamentista. E ainda nem compraram.

glasquis 7

Olá Glasquis KKK

Kemen

How are you? Best regards.

glasquis 7

I am Ok!

Fabio Araujo

Alguns Kfir não estão operacionais então esses F-16 MLU seriam uma solução temporária para reforçar os Kfir’s até a definição da compra de caças mais novos. Não querem fazer como a Argentina que estão sem caças supersônicos!

Hellen

Esse movimento todos já sabiam (avioes americanos ),só não sabia a quando seria e a quantidade de aviões adquiridas !!!

Emmanuel

Não. É porque as forças armadas latinas americanas estão caindo aos pedaços mesmo. Com exceção do Chile e Venezuela, tá osso para todo mundo.

Carlos Gallani

Mais ou menos, a Venezuela tem equipamento mas a disponibilidade é um senhor mistério, considerando a proporção do orçamento só o Chile faz a lição de casa mesmo!

Emmanuel

Isso é verdade.

Fabio Araujo

Não sabemos da disponibilidade dos F-16 da Venezuela, não creio que tenham facilidade para comprar sobressalentes para eles, mas em relação aos SU-30 pelo que se fala estão todos operacionais graças ao apoio dos russos que conseguiram recolocar todos em condições!

Emmanuel

Latino americanas*

Carlos Campos

Venezuela tendo apagões, duvido que metade da frota de SU30 esteja pronta para voar.

Fabio Araujo

Essas ditaduras preferem deixar o povo sofrendo com falta de tudo, mas dinheiro para armas não falta!

José de Souza

Aqui também tem apagão, fome e desemprego, e o pessoal (pessoal mesmo) tá comprando armas. Qual a diferença?

Sensato

Excetuando esses dois porque? Por acaso estão bem equipados? Especialmente a Venezuela? Se quiser elaborar esse pensamento vai ser interessante.

Vitor Hugo

Como diz o ditado, ‘se queres a paz, prepara_te para a guerra’.

Sensato

Não entendo como uma corrida armamentista pois todos os países tinham uma lista de compras gigante e uma verba inversamente proporcional nas últimas décadas. É algo constante em nosso continente.

Tutu

Muito baratos

Pelo F-16.net provavelmente são F-16 Block 15 MLU, não achei exatamente qual patamar do programa MLU, porém acredito que estão no standard M6.

Tutu

Se os colombianos comprarem seriam essas versões do F-16 operando na América Latina:

Block 15 – FAV
Block 15 MLU M6 – FAC
Block 20 MLU M4 – Fach
Block 52 – FACh

Palpiteiro

Só 1 país terá os “matador de Sukhois”

Tutu

Numa matéria de outro site se diz que os colombianos querem esses F-16 MLU como tampão para depois partir para os Block 70 Viper.

glasquis 7

E do jeito que a coisa vai, será só um mesmo e no mundo inteiro, além do país fabricante é claro.

rui mendes

Santard equivalente ao BLQ 50.

Kemen

Segue a relação das compras originais.

comment image

Last edited 4 meses atrás by Kemen
Rodrigo LD

Pelo que parece, seremos de longe a melhor Força Aérea da América Latina, além de sermos a única com capacidade de produzir nossas aeronaves. Demora, sai caro, mas um dia faz a diferença….

Last edited 4 meses atrás by Rodrigo LD
Felipe Maia

Podemos considerar então que o Gripen não levou essa na Colômbia.
Vamos acabar sendo os únicos operadores do modelo E fora da Suécia. Sem escala, talvez o custo de operação não venha a ser tão baixo assim como foi propagandeado.

Flanker

Penso bem por aí. Vendas de muitas unidades do Gripen E/F, além daquelas já encomendadas pelo Brasil e Suécia, são obrigatórias!! Caso contrário, será um AMX 2…..

pampapoker

A vantagem que não virão cegos e sem dentes.

pampapoker

Já vi que quem me negativou não conhece como os amx foram entregues….

Emmanuel

Foram entregues dentro da realidade orçamentária da FAB.
A FAB não é a força aérea italiana, nem tem os seus recursos ou vizinhos que demandam atenção.

pampapoker

Sim, sem radar ,cablagem para mísseis. …

J R

Foi é mal planejamento, isso sim, foram entregues desdentados, o radar só foi instalado nessa modernização, embora tenha sido um saldo tecnológico, foi o salto de quem tinha corcel I pra um chevette 86.

Flanker

São aeronaves completamente diferentes e com configurações completamente diferentes, mas o risco de terem o mesmo fim existe.

Sensato

A Suécia nunca teve escala nos caças a jato que construiu apesar de serem bons vetores. O Gripen ainda não entrou em operação pra poder mostrar o que oferece. Mesmo o cenário atual não sendo favorável pra sua venda, acho muito cedo pra cravar que não venderá.

Allan Lemos

Melhor assim, torço pelo Gripen mundo a fora mais não quero vê-los operando na América Latina, além dos brasileiros obviamente, para que não percamos nossa vantagem.

Emmanuel

A FAB não comprou o Gripen pensando nas forças aéreas vizinhas. A FAB não é inocente pensando que ganharia algo com a aquisição desse vetor. Uma notícia dessas é boa para político que adora uma maracutaia e acha que vai levar algum por fora.
A FAB comprou o Gripen para atender suas necessidades. Se vier algo mais, ótimo. Se não, vida que segue.

Flanker

Se tu for uma Força Aérea com dinheiro sobrando, para pagar o que for preciso daqui ims 15, 20 anos, por sobressalentes dimensionados para uma frota pequena de unidades construídas, não tem problema. Mas, o AMX teve ao redor de 200 unidades produzidas e os seus problemas de suprimentos não são poucos. Mas, espero estar errado.

Jadson S. Cabral

Aeronaves totalmente diferentes, em contextos e épocas diferentes. A SAAB tem histórico de deixar cliente na mão? A principal aeronave da Suécia vai ter problemas com suprimentos de peças?

Alex.cg

Não acho que vai almentar tanto o custo de manutenção se tiver poucos operadores pq o gripen C e D tb não passa de 400 unidades produzidas

Jadson S. Cabral

Pensavam a mesma coisa do Rafale até pouco tempo atrás. Olha o sucesso que a jaca tá fazendo… vocês são muito apressados, Deem tempo ao tempo. Não é porque três países totalmente dependentes dos EUA não resolveram comprar que outros países não comprarão no futuro.

Rogério Loureiro Dhiério

Quantidade muito abaixo do mínimo necessário para uma país como a Colômbia.
Não da pra formar sequer um esquadrão completo com 12 unidades.

Acredito que em se concretizando esta aquisição, eles não vão aposentar os Kfir’s. Vão canabalizar meia duzia para deixarem outras 6 unidades em condições de vôo ao mesmo tempo que operam os F-16.

Flanker

Pelo que está no texto, a ideia é comprar poucas unidades de cada vez, anos a ano, portanto não seriam apenas essas 6 unidades.

Rogério Loureiro Dhiério

Exatamente por isso. Essa compra faseada a meu ver não tem sentido.
Um cadim aqui, outro cadim ali, para defender tanto território e ainda mais com a Venezuela ali no cangote com Sukhoys.

Deveriam no mínimo comprarem um esquadrão com 12 unidades e manterem 12 Kfir’s. Ambos com AESA se possível.

glasquis7

Lembrando que os Kfir da Colômbia são atualmente, os únicos caças com AESA na região.

Rogério Loureiro Dhiério

Então. No meu modo de ver os F-16 em uma quantidade de 12 unidades com radar AESA somariam e muito aos Kfir’s.

Flanker

Segundo andei lendo, esses F-16MLU seriam apenas um tampão. O objetivo dos colombianos é o F-16V.

glasquis 7

É mas tem que ver que os “dentes” dos Kfirs não acompanham os radares. Tal vez, com F 16, possam agregar distância de alcance efetivo com alguns AIM 120C7.

PauloOsk

Nossa.. os SU30 da Venezuela nao tem radar AESA? Essa eu nao sabia.

Flanker

Que ei saiba, o Su-30MK2 venezuelano usa radar PESA.

glasquis 7

Posso estar enganado mas tenho entendido que apenas a Colômbia usa AESA nos seus caças. O próximo será o Brasil só que no caso da FAB, o vetor e seus “dentes” acompanha e muito bem o AESA.

Kemen

O próximo não, já tem F-39 aqui. Entregaram mais 4 em novembro, e melhor que os AIM são os Meteor

Last edited 4 meses atrás by Kemen
glasquis 7

Mas não na FAB… Ainda.

Kemen

Cara, você precisa se atualizar, tem 1 F-39 aqui. Na FAB ALA 2.

comment image

glasquis 7

Chegaram quando esses 4 na FAB?

Kemen

Chegou um a tempos, mais quatro previstos em janeiro ou inicio de fevereiro.

glasquis7

Esse não está a disposição da FAB, está a disposição da SAAB pra testes.

Os Primeiros 4 ( e únicos) Gripen que foram entregues pra FAB ainda não estão em solo brasileiro.

https://www.fab.mil.br/noticias/mostra/38254/INSTITUCIONAL%20-%20For%C3%A7a%20A%C3%A9rea%20Brasileira%20(FAB)%20recebe%20quatro%20aeronaves%20F-39%20Gripen,%20na%20Su%C3%A9cia

Veja que a própria FAB diz que estas são as PRIMEIRAS 4 UNIDADES ENTREGUES Á FAB .

O Gripen que está no Brasil ainda está em poder da SAAB pra testes e não foi entregue à FAB.

Andre

Nem os su35 que iriam para o Egito têm radar aesa.

Filipe Prestes

Correção: Os únicos plenamente operativos já que o Gripen também tem radar AESA.

glasquis7

Leia o meu comentário:

O próximo será o Brasil só que no caso da FAB, o vetor e seus “dentes” acompanha e muito bem o AESA.”

Kemen

Ops! Os F-39 do Brasil com o mais moderno AESA da região não conta? Apesar de não ser caça, o poderoso radar AESA dos E-99 com alcance de 750 Km para RCS de 7 metros não conta?
Precisa se atualizar, as coisas mudam muito rapidamente.

Last edited 4 meses atrás by Kemen
glasquis 7

Me referia aos caças e especificamente, aos que estão operativos nas suas forças.

Rinaldo Nery

Não entendi. O 1° GDA funcionou c 12 Mirage 2000.

glasquis7

Deu a lógica.

Fabio Araujo

6 F-16 são das versões A/B com upgrade para o padrão MLU! Apesar da quantidade pequena dá uma melhorada na FAC!

Alex Rocha

A Colômbia esta parecendo a Argentina, essa novela de substituição dos Kfir esta demorando se desenrolar. Se demorarem muito ficarão sem nada.

Emmanuel

Falta plata.

Fabio Araujo

Os colombianos ao contrário da Argentina podem levar um pouco mais de tempo na escolha pois os Kfirs sofreram um upgrade e ainda estão em uso ao contrário dos argentinos que não possuem nenhum caça supersônico em uso! Tá certo que se demorar muito os Kfirs vão ser aposentados, mas enquanto eles estiverem em operação não estão desprotegidos!

Adriano madureira

Quem não tem grana para carro novo,compra carro usados amigos?‼️

Eu não sei porquê a preocupação com o Gripen-E e suas vendas?…

Quanto tempo demorou para o Rafale fazer sua primeira venda internacional?! Quanto demorou o Eurofighter⁉️

Welington S.

Pois é. O imediatismo é assim mesmo.

Flanker

Eu sou um dos que se preocupa com as vendas do Gripen E/F. Ele perdeu todas as que participou. No Canadá continua na briga, mas duvido que leve. Poderíamos dizer que as vendas em bom volume poderiam aguardar até daqui uns 15 anos, mas nessa época, a maioria dos países grandes e médios vai estar operando caças 5g. Torço para que venda muito, mas….

Silvano

Chile e Colômbia disputando quem compra mais velharia… páreo duro. Só a título de curiosidade, aquele C-130H que o Chile recebeu não tem muito tempo, que veio muito bem pintado e era bafejado por aqui como algo grandioso – parecia novo – foi o que se acidentou sobre a Antártida, com as asas se desintegrando e gerando a tragédia. Aquele aparelho muito elogiado aqui, voou pela primeira vez em 1978, deu no que deu. O primeiro voo do E-3 Sentry foi em 1977. Argentina dizendo: “Vocês serão eu amanhã”. Espero que o banco ejetor esteja nos trinques. Em tempo: Essa… Read more »

glasquis 7

“aquele C-130H que o Chile recebeu não tem muito tempo, que veio muito bem pintado e era bafejado por aqui como algo grandioso – parecia novo – foi o que se acidentou sobre a Antártida” Vc deve estar enganado, a FACh perdeu um Hercules entre o Cabo Hornes e o mar de Drake mas não foi o que o Chile recebeu a pouco tempo. Nenhum Hercules da FACh se acidentou na Antártica. Tem um Hercules que deu uma barrigada numa base Chilena na Antártica mas não era da FACh, era de outra força aérea. Aqui os Hercules que o Chile… Read more »

glasquis 7

Vc está enganado mas sobre o Hercules da FACh que caiu na antártica mas a moderação não libera meus comentários

glasquis 7

Aqui

Hercules FACH.jpg
ZEUS

Apesar de mais antigos estes Block-15 que receberam MLU são mais versáteis e um pouco menos caros de operar que os Thypoon Tranche 1 que estavam no páreo. Para a Colômbia que efetua com frequência missões e ataque ao solo com o A-29, e tem atrito com a Venezuela um jato com esta capacidade é bem vindo. Porém não se enganem, de acordo com os equipamentos que receberam na MLU, estão abaixo das capacidades dos SU-30 MK venezuelanos. Resumindo: está aberta temporada de caça aos brechós. Com as roupas descartadas pelos ricos os pobres vão ostentar no baile do subúrbio… Read more »

Emmanuel

Até positivei. Bem explicado.
Melhor comentário sobre realidade orçamentária das forças aéreas latino americanas.
Acrescento só o seguinte, o Brasil, futuramente, será o único país que realmente fará frente a Venezuela. E se adquirirmos um segundo lote, eles estarão em dificuldade.
E pensar que para a Venezuela ser uma ameaça precisa de pouco mais de 30 su-30.
O que se tornou nosso continente.

Sensato

Que ameaça a Venezuela pode apresentar com esses Sukhoi? Quantos eles tem no total, destes, quantos estão disponíveis? As armas que vieram com eles estão disponíveis? Qual o nível de treinamento dos pilotos? Qual é sua estrutura de C2? Quais suas capacidades de inteligência e guerra eletrônica?

Mesmo hoje com um vetor melhor nas mãos, a vida deles seria dura, a partir do momento que a FAB tiver pelo menos parte do primeiro lote operacional, se eles começarem alguma aventura (acho improvável) a tendência é de que quebrem a cara.

Elias

“Com as roupas descartadas pelos ricos os pobres vão ostentar no baile do subúrbio AL”.…kkkkkk

GFC_RJ

Eu costumo dizer que pobre não troca de roupa, mas é a roupa que troca de pobre…

Sabe aquele mulequinho de 5 anos no máximo no ano passado, com aquela camisa “Carnaval Muriqui 96”. É mais ou menos por aí…

Maurício.

América do Sul é fod@, tirando o Brasil que comprou os Gripen novos, o Chile que comprou pouquíssimos F-16 novos e a Venezuela que comprou os Su-30 novos, o resto só compra refugo usado dos outros, o Gripen E seria uma boa opção para a Colômbia e ainda ajudaria o Brasil por tabela, mas preferem comprar aviões na capa da gaita, vai entender…

glasquis 7

América do Sul é fod@”

Disse e repito. A mentalidade Sul Americana:
A classe pobre acha que é classe média
A classe média Acha que é rica
e a classe rica, acha que não Sul-americana.

America do Sul não é Fod@, é pobre e sub desenvolvida. Tem prioridades entre todas essas prioridades a defesa não é a única.

Maurício.

Glasquis7, tenho que concordar com você em quase todo, só discordo um pouco desse trecho: “Tem prioridades entre todas essas prioridades a defesa não é a única”.
Na minha opinião, a maior prioridade dos governos da América do Sul são as roubalheiras com o dinheiro do povo, é fundão eleitoral, emendas parlamentares, auxílio moradia, auxílio gasolina, auxílio transporte, dinheiro em cueca, mala e até no r@bo! Enfim, é muita “prioridade” com o dinheiro do povo que infelizmente nunca acaba voltando para o povo em forma de infraestrutura, segurança e saúde.

José de Souza

As FFAA latinoamericanas não dão a mínima para defesa, gostam mesmo é de golpe de estado e enfiar a mamona na população (pobre) interna, brinquedinhos e fardas e uma boa mamata.
Qual defesa, contra quem? Com esse território, fronteiras enormes no meio do nada, vão defender o quê, e, principalmente, contra quem?
Deixem os batalhões profissionais das forças terrestres localizados de forma estratégica, invistam em suas marinhas, equipem as FAs para combate ao tráfico (exatamente como fazem Colômbia e Brasil) e alguns caças para desfile no dia da independência.

E vamos gastar esses recursos em saneamento e pesquisa!

Andrey

Olhando para as Forças Aéreas da AL vem na mente aquele ditado”existem dois tipos de força aérea as de desfile e as de combate.
Infelizmente ,a grande maioria está na primeira categoria e pouquissimas na segunda.

Teropode

Que bom , que venham 3 lotes de 6 F16 e que recebam a pintura grafite fosca , sinistra e eficiente quando se voa com a floresta no plano de fundo. ou com horizonte anuviado .. GripenEF ? Esqueçam , só terá 2 usuários , ainda mais agora com F16 usados inundando o mercado e o F35 virando arroz de festa , Sorry Gripen , nasceu numa época errada , erro que foi acentuado pela decisão de lanca-lo como um caça novo ao invés de ser considerado como uma versão plus do GripenC/D , perderam uns 10 anos neste puxadinho… Read more »

ZEUS

Como eu já compartilhei aqui, o Saito era 100% pró F-18 e trabalhou na surdina para isto.

Correspondências reunião entre ele e diplomatas dos EUA foram divulgadas pelo Wikileaks:
https://www1.folha.uol.com.br/fsp/poder/po0512201012.htm

Kemen

Tu tá de brincadeira… MLU ? KKKKKK. America Latina virou cemiterio de F-16 ultrapassados.

glasquis 7

Sempre foi.

Fabio Araujo

Segundo o site pucara.org a oferta seria via EUA usando o FMS e além dos 6 caças para Colômbia envolveria 12 caças para a Argentina!
https://www.pucara.org/post/colombia-y-argentina-negocian-f-16-de-dinamarca

RPiletti

En el caso de la Argentina, se trataría de doce aviones y la Fuerza Aérea Argentina ha solicitado que se incluya otra oferta por armamento aire-aire y aire-superficie, así como al menos un Boeing KC-135R Stratotanker de reabastecimiento en vuelo, para que se pueda contar con dicha capacidad.”
Interessante, querem um KC…

glasquis7

No início do ano a Argentina estava na China negociando caças. Com certeza está é uma pressão americana para evitar ter mais influencia chinesa na região

Kemen

La primera prioridad árgentina és disponer de supersonicos. Los SUE aun no vuelan.

Fabio Mayer

A Colômbia está nitidamente procurando substitutos pros K-fir mais antigos, solução provisória até decidir que caça será o substituto definitivo.

glasquis7

A OTAN está precisando fazer Caixa pra se reaparelhar. Estão pegando tudo o que tem parado e fazendo um saldão pra levantar uma graninha pra novos equipamentos.

Sensato

Eles precisam manter a indústria deles rodando então vendem o que não tem mais tanta efetividade e produzem o que precisam. Ganha a defesa, ganha a indústria e ganha o país.

Kemen

Não concordo, tendo em vista que os paises mais significativos da OTAN compram primeiro antes de vender, isso se houver comprador interesado. Se algum pais quiser pode comprar os que foram desativados. No caso de qualquer avião ou caça norte americano, precisa da aprovação previa dos E.U.A.N para a venda inclusive das armas.

glasquis 7

 tendo em vista que os paises mais significativos da OTAN …”

E a Dinamarca faz parte desses “Países mais significativos”?

Kemen

A posição geografica da Dinamarca é sim significativamente estratégica não acha? A Dinamarca pode junto com a Suecia fechar a saida ou a entrada no mar Baltico.

Darth Sith

A melhor opção seria pegar de Israel, cuja aviônica é compatível com os Kfirs que eles já usam. Velho por velho, melhor ficar com aquele mais versátil e moderno.

Sensato

Desde que Israel tenha disponíveis pra venda e os EUA assinem o end user licence.

J R

Vão comprar caças que foram usados até o talo, dos anos 80, modelo A/B, dos primeiros ainda, esse pessoal não aprendeu com a lição do Kfir?

Luiz Trindade

Eu posso estar redondamente enganado o que não seria nenhuma novidade aqui no grupo mas não seria melhor o Gripen novo para eles?!? Pegar F-16 usado?!? Tá que nem aquele cara… Tem dinheiro para comprar um carro popular zero mas vive a ilusão de ter um carro de luxo e compra um usado?!? E esclarecendo logo… Não estou afirmando que eles já tem esse dinheiro!

RPiletti

15mi de doletas, 90mi por 6un, não paga 1 Gripen.

Funcionário da Petrobras

Qual seria os custos de operacionalizar somente estes 6 F-16 antigos, mesmo que passem por um MLU?
Devido à baixa escala, será que valeria mesmo a pena?

Guilherme Poggio
Emmanuel

Só nove anos de atraso.
Tudo normal na América Latina.
kkkkkkkkkkk

Gabriel BR

São vão aprender quando levarem uma taca da Venezuela

Willber Rodrigues

Caso se concretize:

E lá se vai um mercado a menos pro Gripen…

Fabio Araujo

Segundo o site notícias caracol, além destes 6 F-16 MLU que seriam entregues mais rapidamente a Colômbia estaria acertando a compra de 24 F-16 Block 70. Esses MLU seriam só para que a Colômbia mantenha capacidade até a chegada dos Blocks 70!
https://noticias.caracoltv.com/colombia/gobierno-parece-haber-decidido-la-compra-de-nuevos-aviones-caza-lo-que-provoco-polemica-en-colombia

Kemen

Vamos ver com o tempo se esses 6 F-16 são apenas para repor alguns Kfir que não estão operacionais (falta de peças) ou são mesmo para uma futura compra de Block 70.
A midia colombiana pode estar seguindo o modêlo argentino de divulgação para acalmar interesses varios. Aguardemos então pelo futuro, eu estranho que queiram treinar com Pulse Doppler e sistemas antiquados para depois operar sistemas mais atuais e AESA, tendo em vista que poderiam treinar nos E.U.A.N. nos Block 70 norte americanos, pois uma entrega ainda levaria algum tempo.

Kemen

Pode comprar, somente o F-16 sem armas e com o seu cata poeira tradicional. Oferta especial para paises latino americanos, US $ 15 milhões cada. Oferta de ocasião black January.

comment image

Last edited 4 meses atrás by Kemen

Últimas Notícias

Ucrânia diz ter derrubado mais um caça Su-35 da Rússia sobre a região de Kherson

“Hoje, 27 de maio, por volta das 14h00, um caça MiG-29 da Força Aérea das Forças Armadas da Ucrânia...
- Advertisement -
- Advertisement -