quarta-feira, outubro 27, 2021

Gripen para o Brasil

Alunos pilotos de F-15 Eagle da USAF usam laptop, joystick e óculos de realidade virtual para auxílio no treinamento

Destaques

Redação Forças de Defesa
redacao@fordefesa.com.br

KINGSLEY FIELD, Oregon. – Os aspirantes a pilotos do F-15 Eagle chegam à 173rd Fighter Wing para trabalhar no que muitos chamam de o curso mais desafiador da Força Aérea dos EUA – o B-course.

A única escola de F-15C para a Força Aérea dos EUA, localizada no Kingsley Field em Klamath Falls, Oregon, requer um enorme investimento por parte dos alunos que navegam com sucesso em seu plano de estudos e entram nas fileiras estreitas de pilotos de caça.

Para o quadro de instrutores, o desenvolvimento desses futuros pilotos exige manter um olho constante no papel da tecnologia na formação dos membros mais novos da frota.

O tenente-coronel Julius Romasanta é um piloto instrutor de F-15 que também é piloto comercial de linha aérea, quando não está usando seu uniforme militar na ala. Ele explica que os pilotos se preparam para uma missão visualizando o processo do início ao fim, antes mesmo de entrar na aeronave.

“Todos nós ‘voamos de cadeira’”, disse ele. “É a coisa mais importante que fazemos para nos prepararmos para qualquer missão.”

Ele continua dizendo que “voar de cadeira” é o processo de usar a imaginação para se preparar mentalmente, visualizando cada passo do táxi até o pouso. Embora esse processo de visualização seja importante, ele tem suas desvantagens, principalmente o fato de que a visualização não é real, mas é a melhor estimativa de como uma determinada situação será.

Por exemplo, imaginar como seria a aproximação de um avião-tanque para a primeira tentativa de reabastecimento ar-ar de um aluno é geralmente muito diferente da realidade.

Romasanta aborda esse desenho de seu treinamento militar e civil. Ele está trazendo uma nova ferramenta para os pilotos estudantes na ala que ele chama de voo de cadeira aprimorado. Com um laptop padrão, joystick, throttle e alguns óculos de realidade virtual, que estão disponíveis em lojas de eletrônicos ou jogos, cada aluno pode assistir a missões de voo reais gravadas ou voar missões simuladas de sua mesa ou em casa.

“Quando digo ‘voar de cadeira’, normalmente quero dizer que você pode imaginar como será sua missão”, disse ele. “Bem, agora você pode realmente voar a missão e vivenciá-la, enquanto controla a aeronave por si mesmo.”

Os alunos podem praticar dogfighting e voo em formação, depois de ligar o computador portátil e colocar óculos de realidade virtual, bem como lutar contra outro aluno conectando dois computadores, acrescentou.

“O treinamento de Realidade Virtual é uma ótima ferramenta para ver as imagens da visão enquanto aprende as Manobras Básicas de Caça”, disse o aluno piloto 1º Tenente Martin Sipe. “Aprender os conceitos e ver imediatamente como deve ser da perspectiva do jato é muito importante para se preparar para voar nessa luta.”

Quando os pilotos estudantes colocam seus óculos de realidade virtual padrão, eles veem o Kingsley Field da cabine do piloto, desde o início até a decolagem para a missão no espaço da área de treinamento. Romasanta conseguiu isso capturando vídeo durante suas missões de treinamento, que fornecem a maior parte do conteúdo.

A fim de garantir que o aplicativo de RV fosse adequado para uso doméstico, ele pediu ao pessoal aprovado do Comando de Combate Aéreo para revisar sua filmagem e liberar o produto.

“Este é o uso perfeito dessa tecnologia de RV para realmente mostrar às pessoas onde você está indo, como é e quanto tempo vai demorar.”

Os alunos pilotos também contam com os simuladores de última geração alojados na base, que proporcionam uma experiência totalmente envolvente, porém essa facilidade não está disponível fora do expediente.

“Minha tarefa inicial era ‘fornecer algo que os alunos pudessem levar para casa’”, disse Romasanta.

Este voo de cadeira aprimorado não substitui o valioso tempo do aluno no simulador, mas adiciona outra camada a ele. É uma camada que encontra um provável lugar para futuras aulas de alunos com sua combinação de baixo custo e treinamento realista.

FONTE: USAF

- Advertisement -

22 Comments

Subscribe
Notify of
guest
22 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Matheus S

Esse modo de treinamento está realmente entrando em definitivo no programa “Pilot Training Transformation”, antes esse procedimento era aplicado apenas ao T-6, agora o software comporta também o F-15. Impressionante.

Leandro Costa

Acho que é o futuro. Jamais vai substituir o treinamento de vôo, por motivos mais que óbvios, mas certamente é uma grande ajuda na conversão operacional. Solução simples e relativamente barata de ser implementada quando comparada com simuladores dedicados.

Matheus S

Exatamente.

Teropode

Um brinquedinho deste não demora estar no mercado , repare que na primeira foto o aluno tá puxando uns Gs , show !

Diego Tarses Cardoso

Já tem viu, procure pelo DCS ou IL2.

Antoniokings

Tá arriscado o meu filho ganhar deles nesse vídeo game.
kkkkkkkkkk

Saldanha da Gama

É a evolução natural da espécie….E pensar que meu 1o video game era o paredão da philips eu lá pelos 5 ou 6 anos de idade….Não demora, os pilotos de caça, drones, tanques etc…. serão crianças na faixa dos 10 aos 12 anos…. Abraços Saudações tricolores

Last edited 12 dias atrás by Saldanha da Gama
Antoniokings

kkkkk
Devo ser ‘um pouco’ mais velho que vc.
Lembro de ir ao Shopping Venâncio em Brasília para jogar ‘ping-pong’.
Aquele jogo que era um ‘ponto’ que ia pra lá e pra cá e vc tinha que rebater com um ‘´traço’.
E a gente gastava dinheiro com ficha para jogar isso.

Forte abraço.

SDS tricolores.

Saldanha da Gama

Meu caro, este era o paredão da philips…..era retangular e um botão de cada lado redondo para vc controlar o ” traço” este, veio ao BRASIL se não me engano no início da década de 1970….Dervemos ter idades bem próximas…. Abração

Saldanha da Gama

Ahhh , não era nos fliperamas não, era particular….No Rio nesta época, tinha a feira das crianças ( se não me engano) no pavilhão de são cristovão…. Ali tinha máquinas de submarino, tanques e bombardeios…. Foi inesquecível…. Abração

Flanker

Eu conheço esse pelo nome de Tele-Jogo. Um console do tamanho de uma caixa de sapato, com os botões de controle nas extremidades. Controlava-se os jogadores/traços aprnas no sentido vertical. Joguei bastante esse avô dos videogames.

João da Lua

Saudações do DF!

Antoniokings

SDS

Saldanha da Gama

Na realidade, eu deveria ter uns 12 ou 13 anos….

Antoniokings

Devemos ter mais ou menos a mesma idade.
Ainda pegamos a ‘Máquina Tricolor’
rsrsrs

SDS.

M.@.K

Se não me engano, o uso de games começou a ser massificado nos treinamentos do EUA com o jogo Delta Force na década de 90.

Leandro Costa

America’s Army.

E eu gostei muito do Delta Force 1. Era muito bom para a época. E jogar em rede com os amigos significava uma multiplicação no número de inimigos hehehehe

JCuritiba

Nossa… investi muitas horas nos Delta Force: 1, 2, Dagger, Spear, Extreme e o ótimo Black Hawk Down. Eram muito divertidos!

Victor Filipe

como já foi dito aqui, não vai substituir voo real, mas se o cara pegar um DCS pra aprender o básico, ele consegue, vai conseguir realizar todo o procedimento de pré decolagem, e ter uma representação realista do cockpit (dependendo de qual versão do F-15 ele for pilotar na vida real…)

Rodrigo Martins Ferreira

Os americanos há anos já usam o VBS ( um derivado do Arma da BIS) no treinamento.. Hoje os franceses usam o DCS World com os Mirage e Rafale. É uma maneira boa e barata de treinar.. Com as impressoras 3D hoje até para fazer painéis está cada vez mais barato. Procurem home cockpit no Facebook e Youtube..tem cada um, mais legal que o outro.. A outra alternativa é usar os óculos 3D, com o módulo que rastreia o movimento das mãos e clicar no “painel” com as mãos. Para Forças sem muitos recursos como as do Brasil, seriam uma… Read more »

Rinaldo Nery

A AFA está implantando essas ferramentas em Pirassununga. Estive lá e vi.

Emerson

Também sou piloto de caça, tenho mais de 3 mil horas no ace combate 🤗🤭😂

Últimas Notícias

Saab iniciará a fase de entrega do Gripen E

Em novembro, a Saab dará início a fase de entrega de aeronaves operacionais, com quatro aeronaves Gripen E para...
- Advertisement -
- Advertisement -