domingo, maio 16, 2021

Gripen para o Brasil

China lança módulo principal da sua 1ª estação espacial permanente

Destaques

Redação Forças de Defesa
redacao@fordefesa.com.br

A China lançou hoje (29) o módulo principal da sua primeira estação espacial permanente, que visa a hospedar astronautas a longo prazo.

O módulo Tianhe, ou “Harmonia Celestial”, foi lançado ao espaço recorrendo ao foguete Longa Marcha 5B, a partir do Centro de Lançamento de Wenchang, na ilha de Hainan, extremo sul do país.

Este é o primeiro lançamento de 11 missões necessárias para construir e abastecer a estação e enviar uma tripulação de três pessoas até o fim do próximo ano.

O programa espacial da China também trouxe de volta as primeiras amostras lunares em mais de 40 anos e espera pousar uma sonda e um rover (veículo de exploração espacial) na superfície de Marte no próximo mês.

O primeiro-ministro chinês, Li Keqiang, junto com outros líderes civis e militares, assistiu ao lançamento, do centro de controle, em Pequim.

O módulo central é a secção da estação, onde os astronautas podem viver por um período de até seis meses. Mais dez lançamentos vão enviar ainda dois módulos, usados pelas futuras tripulações para fazer experiências, suprimentos de carga e quatro missões com tripulação.

Pelo menos 12 astronautas estão em treinamento para viver na estação, incluindo veteranos de missões anteriores. A primeira missão tripulada, a Shenzhou-12, está prevista para junho.

Quando concluída, no fim de 2022, a Estação Espacial Chinesa deverá pesar cerca de 66 toneladas, consideravelmente menor do que a Estação Espacial Internacional, que lançou o seu primeiro módulo em 1998 e pesará cerca de 450 toneladas.

Teoricamente, a Tianhe pode ser expandida para até seis módulos. A estação foi projetada para operar por pelo menos dez anos. Ela tem aproximadamente o tamanho da estação espacial americana Skylab, da década de 1970, e da antiga Mir, da União Soviética, que operou por mais de 14 anos, após o lançamento, em 1986.

O módulo principal vai fornecer espaço para viverem até seis astronautas, durante as trocas de tripulação, enquanto os outros dois módulos, Wentian e Mengtian, vão fornecer espaço para experiências científicas, inclusive das propriedades do ambiente no espaço sideral.

A China começou a projetar a estação em 1992, quando as ambições espaciais do país se concretizavam.

A necessidade de operar sozinha tornou-se mais urgente, depois de ter sido excluída da Estação Espacial Internacional, em grande parte devido às objeções dos Estados Unidos (EUA) sobre a natureza secreta e os laços militares do programa chinês.

A China colocou o seu primeiro astronauta no espaço em outubro de 2003, tornando-se o terceiro país a fazê-lo de forma independente, depois da antiga União Soviética e dos EUA.

Junto com mais missões tripuladas, a China lançou duas estações espaciais experimentais de módulo único. A tripulação Tiangong-2 permaneceu a bordo por 33 dias.

O lançamento de hoje ocorre no momento em que a China também avança em missões sem tripulação, especialmente na exploração lunar. O país pousou já um rover no lado oculto da Lua.

Em dezembro passado, a sonda Chang`e 5 trouxe rochas lunares de volta à Terra, pela primeira vez, desde as missões realizadas pelos EUA na década de 70.

Outro programa chinês visa a coletar solo de um asteroide, um dos principais focos do programa espacial japonês.

A China planeja outra missão para 2024, visando a recolher amostras lunares, e disse que quer levar pessoas e possivelmente construir uma base científica na Lua.

Nenhum cronograma foi proposto para esses projetos. Um avião espacial altamente secreto também está em desenvolvimento.

* Com informações da RTP – Rádio e Televisão de Portugal

Concepção da Estação Espacial Chinesa
Concepção da Estação Espacial Chinesa

FONTE: Agência Brasil

- Advertisement -

65 Comments

Subscribe
Notify of
guest
65 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Faver

Amigos, isto não pode ser verdade… Afinal produto xing-ling deve se deteriorar no espaço sideral. Pensando bem que até os Emirados Árabes enviam sonda para o espaço.
Brincadeiras a parte, fica a pergunta… Quando é que a força aeronáutica brasileira vai se tornar força aeronáutica e aeroespacial? Pelo menos pensar em um setor ou braço para o futuro. USA e França já incorporaram o conceito.

Willber Rodrigues

Já ví esse filme antes;
Seria criado uma Nova Força ( ou uma Força subordinada a FAB ), cada uma delas com sua própria estrutura burocrática, centenas de funcionários públicos, coronéis, tenente-coronéis, etc, etc. Apenas para onerar ainda mais o pagador de impostos.
Seríamos o primeiro país do mundo a criar uma Força Espacial sem dominar a tecnologia de mísseis de cruzeiro ou foguetes, e sem conseguir lançar seus próprios satélites.

Luiz Trindade

Não tá dificil não…

Mauro Cambuquira

E também um departamento somente para operações de envios e recebimentos de FAX SÍMILE, logística de toner para xerox, bobina de papel para fax entre outros armarinhos.

FABIO MAX MARSCHNER MAYER

Mas pense na quantidade de oficiais que poderia ter!

Allan Lemos

Cara, a FAB não terá nem aviões em número suficiente para proteger o espaço aéreo brasileiro de forma eficaz e você quer que ela seja uma força aeroespacial?

No dia em que o Brasil conseguir colocar um satélite em órbita por meios próprios – daqui a uns 300 anos – ai sim a FAB deveria se preocupar com o espaço.

Faver

Concordo com você Allan, e demais foristas. Eu vejo a ida ao espaço como algo similar a Antártida. Quem não participar vai ficar sem poder requisitar seu pedaço no continente gelado. No espaço serão novos territórios (extraterrestres)… Logo os países vão fazer isto.

Last edited 16 dias atrás by Faver
Joli Le Chat

Aliás, a base brasileira na Antártica foi construída por uma empresa chinesa.

Marcelo Baptista

Só complementando, o Projeto da EACF é de um escritório brasileiro, estudio41, de Curitiba.

Agressor's

Todos temem o potencial do Brasil ! O Brasil só não é umas das 5 maiores potências militares e econômicas porque nossa classe dirigente/política nos sabotam pra que isso não se realize! O Brasil sempre foi “castrado” em termos de progresso. Nosso país só não é mais evoluído por causa de maus brazileirus…

FABIO MAX MARSCHNER MAYER

Sinceramente? O brasileiro culpava Portugal por não ter progresso, saiu da esfera portuguesa, passou a culpar a Inglaterra, saiu da esfera inglesa, passou a culpar os EUA, vai sair da esfera americana e se atrelar aos chineses, e em pouco tempo, culpará a China pelo fato de que não vai pra frente. O problema do Brasil (e dos brasileiros) é que ele acha que medidas fáceis resolvem problemas complexos. Não assumimos o ônus de querer sermos grandes e poderosos, achamos que vamos ser grandes e poderosos se nos associarmos a nações grandes e poderosas, sem fazer as coisas por nós… Read more »

Agressor's

Por que o crescimento do Brasil assusta os outros países?

https://www.youtube.com/watch?v=WAqoNiIip_0

Last edited 16 dias atrás by Agressor's
Mk48

Mais uma da China.
.
Aliás, parece até que a Trilogia virou sucursal do China Times.
.
Só dá notícia da China!
.
Alô Galante! 🤣🤣

Kings , vamos montar um curso de mandarim ? 🤣🤣🤣

Last edited 17 dias atrás by Mk48
Antoniokings

Prezado Mk48

Excelente ideia.
Tenho quase certeza que meus trabalharão em uma empresa chinesa.

SDS Tricolores

Antoniokings

Digo, meus filhos.

MMerlin

Existem várias vantagens, além de fomentar discussões inúteis e aumentar o acesso, em publicar notícias com temas chineses, principalmente militares. Boa parte delas focadas em ferramentas de indexação e publicidade. E isto se dá devido ao maior investidor em marketing na internet, que é a RPC. Existem alguns artigos que explicam bem como funciona o trabalho, principalmente do segundo item.

Mk48

MMerlin, sim.
.
Certamente é isso mesmo.
.
Os blogs internacionais bombando com notícias de vários países, mas….aqui é China, Argentina e cia ltda..
.
Como se nada mais acontecesse no mundo.

Tiago Gimenes

Cria um blog pra ti mano, simples ^^
Ninguém é obrigado e ler só o Trilogia.

Mgtow

aceita que dói menos. China é que há em todos campos, tecnologico, cientifico e militar. Vc quer o quê?

Allan Lemos

O Brasil deveria pensar em ampliar a parceria com a China na área espacial,

Mk48

Allan,
.
Ok, mas com o que entrariamos nessa parceria ?
.
O que temos que seria de interesse dos chineses ?
.
A principio me parece que seria uma parceria tipo CARACU.
.
Eles entrariam com a CARA……

Last edited 17 dias atrás by Mk48
Allan Lemos

Nós já temos uma parceria para a construção dos satélites CBERS. 4 já foram construídos em conjunto pelos dois países, o que beneficiou ambos. É uma boa parceria. O que eu queria é que ela fosse ampliada, talvez ela poderia viabilizar o VLM ou o VLS.

Mk48

Blz Allan.
.
Entendi.

Spitfire

Concordo Allan… realmente a parceria no campo de satélites foi uma das poucas que me lembro no campo de tecnologia que de fato deu bom resultado… de governo a governo me lembro dessa.. se alguem lembrar de outras…tece o amx que trouxe grande ganho tecnologico entre a embraer e empresa italiana (acho que Alenia e Aermacchi) mas foi entre empresas privadas. E agora o Gripen tb né

FABIO MAX MARSCHNER MAYER

Nós temos Alcântara, considerada a melhor localização do mundo para lançamentos espaciais… começa por isso!

Antoniokings

Na verdade, ampliar a parceria em todos os setores.
Já escrevi aqui que o futuro do Brasil (e da América Latina) está no trabalho conjunto com os chineses.

Mk48

Sigo o relator, com saudações do meu grande campeão, Flamengo !!!!.
Abs prezado Kings.

Antoniokings

Calma aí que a decisão está chegando.
Se passarmos pela Portuguesa, é claro.
rsrs

SDS

Cláudio

Os americanos, ao final da II Guerra, colocaram em ação a Operação Paperclip. O “paizinho” da URSS resgatou do gulag o gênio Korolev para analisar uma fábrica de V.2. Foram parcerias indiretas com os alemães. A China, além de mandar um grande número de jovens para estudarem no exterior, firmou parceria com a antiga URSS, chegando a adquirir uma Soyuz. A Europa se uniu para cooperar e forma sua agência espacial. A Índia coopera em vários setores com a Rússia. Israel cooperou muito com os franceses, e mantem cooperação com vários países, principalmente os EUA. O Brasil tentou cooperar com… Read more »

Nilton L Junior

Pois é tem gente que ainda pensa China no século 20, a RF também ja esta construindo seu modulo espacial e ja esta em andamento a missão Luna-25, isso significa que depois da confirmação de agua na Lua as perspectiva de uma estação permanente ficaram mais próxima da realidade.

Antoniokings

E isso, sem a ajuda técnica e financeira de outro país.
Não é uma estação internacional. É chinesa.
Os chineses estão realmente impressionando o Mundo.

Nilton L Junior

Kings é uma questão de tempo, hoje os Chineses estão colocando o primeiro módulo da sua estação espacial em óribita a proxima etapa vai ser a estação lunar permanente, arrisco a palpitar que eles façam uma parceria com os Russos, além é claro dos EUA e seus parceiros estratégicos.

Matheus S

Não precisa palpitar não, já é uma realidade: https://tecnoblog.net/meiobit/434734/russia-china-acordo-base-lunar/

Nilton L Junior

Mas bah nem deu tempo

Spitfire

Em pensar que nosso país estava nos anos 60 e 70 em paridade no campo espacial com a China e a India!!! Dá vontade de chorar!!! Onde erramos???

RenanZ

“Onde erramos???”…..

…nas urnas, constantemente

Luiz Trindade

A gente ainda fica procurando um salvador da pátria ao invés de um projeto de país… Dá nisso que estamos hoje!

Thiago A.

Concordo com você Luiz.

Chico Tripa

Onde erramos???”…..

…nas urnas, constantemente. Ahahahah….bela resposta!

Thiago A.

Será só as urnas? Vou responsabilizar só o eleitor quando o sistema inteiro não fornece nem educação/ formação digna para formar um Cidadão, muito pelo contrário, parece fazer de tudo para manter a massa sem consciência e desinformada . Até as igrejas ou boa parte delas, que antes eram de certa forma uma âncora de salvação para uma parcela da sociedade, viraram um antro de alienação que visa o enriquecimento e poder política . O Estado pode cobrar do indivíduo que ele seja um Cidadão quando nunca forneceu as ferramentas para ele se elevar ? Ai só sobra a boa… Read more »

Rene Dos Reis

Já decidi que não votarei em mais ninguém, chutei o balde.

Tutu

A ISS está chegando ao fim da sua vida útil, e os Estados Unidos (o maior financiador da estação) não tem interesse nem em ampliar ainda mais a sua utilização, ou construir outra na órbita terrestre (Eles querem focar na Lua e em Marte), por isso outros países que ainda tem interesse nesse tipo de experimento, principalmente a Rússia e China estão buscando outras alternativas.

Felipe Augusto Batista

Os EUA querem deixar as operações em LEO cada vez mais para a iniciativa privada, é por isso que eles já assinaram um contrato para a “substituta” da ISS com a Axiom. O conceito é interessante, a Axiom irá contruir uma estação usando a ISS como base e depois separar as duas para continuar a expansão da sua.

Paulo Sollo

Admirável sem dúvidas.
Enquanto alguns infelizes ainda insistem em depreciá-los, eles realizam o que está no ápice das tecnologias, e sozinhos.

Por curiosidade, a NASA divulgou que o último lançamento do Space X quase se chocou com um OVNI.

Luiz Trindade

Realmente eu estou curioso de saber o que eles, EUA, irão divulgar o que sabem sobre OVNI… Mas provável que irão tentar convencer o público que objetos que aceleram muito mais que centenas de quilômetros do zero ocasionando uma força G descomunal seja um improvável drone de país inimigo da democracia!

Dart

esperando o primeiro ignorante falar “solta pecinha” ou “copiou a MIR ou a ISS” kkkkkkkkkk
No mais, comprova o avanço do Long March 5B.

Leonardo Bastos

Esse veículo espacial é produzido sob licença da Rússia ou é copia do Soyuz mesmo…??

Claudino

boa pergunta! também tenho curiosidade, sempre que os chineses lançam algo, me pergunto o quanto que tem de russo naquele projeto, sendo autorizado ou copiado mesmo.

sub urbano

Na prática tudo é cópia da V-2.

São tecnologias que já estão aí há mto tempo mas poucos tem competência para replicar. É igual relógio mecânico ou submarinos, só uma meia duzia de países é capaz de fazer. Brasil não está entre eles kkk

Cláudio

Os chineses firmaram parceria com a antiga URSS. Chegaram a comprar uma Soyuz. Sim.

Gustavo

Nem um nem outro. O long March é absolutamente diferente do Soyuz.

Leonardo Bastos

Não se trata do “long march” (propulsor), mas do Shenzhou:
https://en.wikipedia.org/wiki/Shenzhou_(spacecraft)

cerberosph

chamar viajantes espaciais de “astronautas” é tecnicamente correto, independentemente de seu país de origem, uma vez que todos os termos próprios acabam significando a mesma coisa, semanticamente falando. No entanto, por questão de respeito às diferenças culturais e políticas de cada nação, bem como a seu histórico na exploração espacial, é de bom tom chamar russos de cosmonautas e chineses de taikonautas.

Gabriel BR

Bravo!

Matheus S

Apenas para comparação dos principais módulos.

modulo principal comparação espacial.jpg
Matheus S

.

modulo principal espacial lançamento.jpg
Segatto

Muito parecido com o módulo principal da Mir

Sincero Brasileiro da Silva

Parabéns a China! E alguém já perguntou ao Marcos Pontes quando o Brasil fará igual? Abraços!

LUIZ BELO

Ele não tem autonomia pra falar a respeito. O sol do planalto tem sempre que brilhar mais que as estrelas que o rodeiam.

Yuri Dogkove

China, país que investe pesado em tecnologia! Nenhuma surpresa.

Spitfire

Lançador com a mesma concepção de nosso VLS….só que nós paramos o projeto… talvez o erro foi ter começado pelo mais complexo ao invés de amadurecer o conhecimento em projetos menos complexos

André Bueno

Faleceu em 28 de abril pp. Michael Collins. Mais conhecido pelo seu papel na missão Apollo 11, em que foi o piloto do Módulo de Comando, Collins também tripulou a missão Gemini X como piloto, tendo como comandante John Young [Gemini III e X, Apollo 10 e 16, STS 1 e 9]. Formou-se pela Academia de West Point mas ingressou na USAF. Serviu em um esquadrão e, mais tarde, ingressou na Escola de Pilotos de Testes da USAF, em Edwards. Após, foi admitido na NASA, no terceiro grupo de astronautas. Além de seu grande papel na missão Apollo 11, Collins… Read more »

Last edited 16 dias atrás by André Bueno
Ander

Enquanto isso o Brasil aluga sua única base de lançamento e enterra de vez seu programa espacial, dizem os expexialistas que agora o Brasil avança na área espacial, mau sabem eles que ninguém passa tecnologia de lançamento de foguetes isso é programa de estado e secreto. Agora só vai ficar mais fácil sabotarem nosso programa por estarem localizados na vizinhança só de “Zoi”.

solipsi rai

chega de, bla! bla! bla..!! temos que construir o lançador para a ogiva de megatons; se não a coisa vai ficar feia aqui em baixo, a pressão esta aumentando..!
e tenho dito.

Ayron

Cadê a matéria sobre esta porcaria fora de controle

Reportagens especiais

Além do Gripen – parte 2: conversa com piloto de provas da Saab e atualizações sobre o programa

Em 9 de maio, o Poder Aéreo cobriu a apresentação das instalações da Saab Aeronáutica Montagens – SAM –  ...
- Advertisement -
- Advertisement -