Home Aviação de Ataque Voo em formação de sete caças J-20 desencadeia especulação

Voo em formação de sete caças J-20 desencadeia especulação

13860
115

Até agora, a Força Aérea do Exército de Libertação Popular da China não divulgou o número total de novos caças furtivos J-20 à sua disposição

A Força Aérea do Exército de Libertação Popular (PLAAF) exibiu pela primeira vez na terça-feira sete caças furtivos J-20, a maior formação já mostrada publicamente, levando especialistas a dizer que os militares da China já estão operando um número considerável de caças J-20 e poderia alcançar a superioridade aérea regional e destruir as instalações estratégicas do inimigo profundamente em território hostil.

Em um vídeo divulgado pela PLAAF nas mídias sociais, pelo 74º aniversário da vitória na Guerra de Resistência à Agressão Japonesa (1931-45), até sete J-20 podem ser vistos voando em formação, informou o Global Times.

O número de J-20s voando em formação aumentou gradualmente de duas para cinco, e agora sete, desde que o avião de caça mais avançado da China fez sua primeira aparição pública no Airshow China em Zhuhai, província de Guangdong, no sul da China, realizada em novembro de 2016.

Cada aumento no número de J-20 atraiu considerável atenção de entusiastas militares, disse Wang Ya’nan, editor-chefe da revista Aerospace Knowledge, ao Global Times na terça-feira, observando que reflete a escala e o nível em que a PLAAF está operando seu avião de combate.

“Um número considerável de unidades provavelmente está pronto para voar o J-20”, disse Wang.

Enquanto isso, a PLAAF não divulgou o número total de J-20 à sua disposição, afirmou a reportagem.

“Se sete J-20 forem enviados simultaneamente para a batalha, eles terão uma capacidade de ataque significativa com suas armas ar-ar e ar-superfície”, disse Wang.

Ele observou que eles poderiam alcançar a superioridade aérea regional e destruir os nós estratégicos inimigos profundamente em território hostil.

“Para realmente alcançar a paz, defender nossa pátria não é suficiente. Não devemos apenas defender, mas atacar”, disse Yang Wei, designer-chefe do J-20, no vídeo.

Wang disse que em aviões de combate furtivos reais como o J-20 não voariam juntos em grandes números, mas em dois ou três para atingir o maior potencial de combate, então os sete vistos no vídeo poderiam estar realizando um ensaio para o próximo desfile do dia nacional.

Em julho, a PLAAF divulgou pela primeira vez uma foto de um caça furtivo J-20 com o número de série de uma unidade de combate, indicando que o avião de combate concluiu a fase de testes.

J-20 com matrícula de unidade de combate

FONTE: Asia Times

Subscribe
Notify of
guest
115 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Space Jockey
Space Jockey
10 meses atrás

Quem não dorme no ponto é assim, admiro essa determinação, vê se o palhaço do Macron vai falar alguma coisa da China. E dizer que tinhamos tudo para estar próximos deles.

Munhoz
Munhoz
Reply to  Space Jockey
10 meses atrás

Resta saber até quando a China vai manter um arsenal nuclear do tamanho do Inglês e Francês?

Gordo
Gordo
Reply to  Munhoz
10 meses atrás

Será que há necessidade de se ter um arsenal muito maior que o francês? Acredito que os chineses querem melhorar a qualidade, principalmente nos lançados de submarino. Convenhamos que mesmo um arsenal francês é dissuasivo o suficiente sem comprometer orçamento.

Renato B.
Renato B.
10 meses atrás

Provavelmente vão evitar o dogfight tanto quanto possível. Seria um desperdício da capacidade furtiva.

Renato B.
Renato B.
Reply to  Renato B.
10 meses atrás

Se existir algum levantamento comparando o número de soldados mortos por baionetas e por armas de fogo eu apostaria no “tarde”.

Não é que seja inútil, mas vai se tornando cada vez menos provável.

Humberto
Humberto
Reply to  Renato B.
10 meses atrás

Renato, vou colocar os meu pitacos baseado no que já li. A baioneta pode ser usado em vários cenários: 1- Para controlar prisioneiros ou manifestações; 2- Cutucar os inimigos que “aparentemente” estão mortos; 3- A baioneta pode servir para cortar cordas, arame, abrir latas, uma chave de fendas improvisadas etc; 4- E finalmente, o treinamento do uso da baioneta, incentiva a agressividade de um soldado, normalmente este treinamento é em grupos, com gritos e na correria, tudo para estimular a descarga de adrenalina. Uma coisa é certa, um grupo correndo para o seu lado, atirando, gritando e com baioneta é… Read more »

Léo Barreiro
Léo Barreiro
Reply to  Renato B.
10 meses atrás

Roberto

Desculpa a minha ignorância… Mas o que é uma m9?

Joao Moita Jr
Joao Moita Jr
Reply to  Léo Barreiro
10 meses atrás

E eu aqui pensando que era a Beretta M9…

Victor Moraes
Victor Moraes
Reply to  Renato B.
10 meses atrás

Meu Deus! Sério? Foi em “ello” de “plojeto”?

Entusiasta Militar
Entusiasta Militar
Reply to  Victor Moraes
10 meses atrás

rindo as pampas com esse … “ello” de “plojeto”

André
André
Reply to  Renato B.
10 meses atrás

A última carga de baioneta foi a the Gettysburg?

Colombelli
Colombelli
Reply to  André
10 meses atrás

Nas Malvinas fora utilizadas a noite em combates a curta distância.

Renato B.
Renato B.
Reply to  Colombelli
10 meses atrás

O último caso que vi foi em 2004 no Iraque, onde uma tropa britânica emboscada e com pouca munição atacou com baionetas. Funcionou, mas só foi feito porque estavam numa situação desesperada.

nflopes
nflopes
Reply to  André
10 meses atrás

Na guerra do Paraguai houve cargas de baioneta(leia Dionísio Cerqueira, Reminescencias …..)

Antoniokings
Antoniokings
10 meses atrás

Virão muitos mais.
Certeza absoluta disso.

Ironcop
Reply to  Antoniokings
10 meses atrás

Suponho, então, que o governo chinês tenha te passado tais informações.

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Ironcop
10 meses atrás

Não precisa supor.
Basta ter uma capacidade mínima de raciocínio para perceber o que está ocorrendo no Mundo.

JBS
JBS
Reply to  Antoniokings
10 meses atrás

Pela primeira vez concordo com o Xings!

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  JBS
10 meses atrás

Opa! Valeu!

Space Jockey
Space Jockey
Reply to  Antoniokings
10 meses atrás

pq vc não muda pra lá ?

gordo
gordo
Reply to  Antoniokings
10 meses atrás

Algo que passa despercebido é que lá nos anos 30 do século passado tropas japonesas andavam sobre a China. É irônico, a China hoje produz seu caça de 5g e pelo andar da coisa terá um segundo modelo de caça 5g em breve enquanto o Japão tem que importar o F 35. Se o caça chinês é bom ou não so o tempo dira.

francisco Farias
francisco Farias
Reply to  gordo
10 meses atrás

Após a guerra o Japão virou colônia norte-americana e como tal não tem independência para ter forças armadas fortes. Assim também acontece com outros vassalos europeus (entre eles Alemanha).
Quem se “alia” com os USA tem que se conformar e obedecer a política de Washington.

Marquês de São Vicente
Marquês de São Vicente
10 meses atrás

Quem estudou a Primeira Guerra Mundial consegue fazer um claro paralelo com o crescente desenvolvimento militar da Alemanha do Kaiser e sua ameaça à potência dominante da Inglaterra. O ambiente político também guarda semelhanças…

Será que veremos algo semelhante nos próximos anos?

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Marquês de São Vicente
10 meses atrás

Não acredito.
Creio que a hegemonia chinesa se dará através do campo econômico.
Sem precisar disparar nenhum tiro.
Talvez só alguns de advertência.

Junior
Junior
Reply to  Antoniokings
10 meses atrás

Discordo, algumas barreiras eles so vão conseguir ultrapassar usando a força. É a velha natureza humana que segue a mesma, eles farão o mesmo que aqueles que vieram antes deles fizeram, simples assim.

Nilton Reis Jr
Nilton Reis Jr
Reply to  Antoniokings
10 meses atrás

A China passa por um período de transição, de meramente exportadora a um mercado interno que rja capaz de consumir o excedente de produção. Se, SE a China superar com tranquilidade esse desafio, é só esperar a inevitável supremacia econômica.
O problema é bretton Woods e contornar o dólar como moeda padrão. Aí a cobra fuma.
Militarmente, basta uma força capaz de dissuadir qualquer vizinho mais empolgado.

marcus
marcus
Reply to  Nilton Reis Jr
10 meses atrás

China e Russia estão acumulando enormes reservas em ouro, que no final das contas é o que garante a solidez financeira de qualquer país desenvolvido. O que vale mais, toneladas de Ouro ou um papel impresso.
A china tem 3 trilhoes de dólares de reserva e 1836 toneladas de Ouro.
Os EUA vão desvalorizar o dólar para prejudicar os Chineses???

Alessandro
Alessandro
Reply to  Antoniokings
10 meses atrás

diga isso para Taiwan que vira e mexe sofrem ameaças veladas da China.

α Tau
α Tau
Reply to  Antoniokings
10 meses atrás

O embate entre as potências do ocidente com as do oriente é inevitável…pois a China ira superar os eua…e eles sabem disso…eles não retrocederão….não irão parar…e os eua não permitirão que a sua hegemonia seja tomada…não permitirão que o seu poder, domínio e status quo sobre o mundo sejam tirados de suas mãos…o confronto entre estas superpotências será inevitável…assim como uma nova guerra mundial…pois o caminho para o inferno é pavimentado pela ganância…e o mundo esta completamente tomado pela ganância e cobiça… Impérios vem e vão..os ingleses, espanhóis, franceses e portugueses duraram 300 anos..o dos romanos 500 anos durou…dos grego-macedônicos… Read more »

JPC3
JPC3
Reply to  α Tau
10 meses atrás

Acho que essas postagens são só para obrigar o pessoal a ficar defendendo os EUA.

Escreve essas coisas mas não vive sem a cultura deles.

Thiago Aiani
Thiago Aiani
Reply to  α Tau
10 meses atrás

“..o dos romanos 500 anos ”
Tau, você periodo monárquico e Republicano, que somados ao período Imperial são mais 1000 anos. O império Bizantino ( Império Romano de Oriente) é uma continuação da civilização grego-romana. Se você considera os 3000 mil anos dos ” imperadores chineses” sem nenhuma distinção e ou separação, então seria justo considerar a civilização grego-romana em toda sua extensão.

Nilo Rodarte
Nilo Rodarte
Reply to  Marquês de São Vicente
10 meses atrás

“eu vejo o futuro repetir o passado, eu vejo um museu de grandes novidades”. Quem não estuda o passado está fadado a sempre cometer os mesmos erros. Desgraçadamente, nós vemos os mesmos problemas da metade do séc XX de repetindo e levando o mundo para o mesmo buraco, enquanto as pessoas entorpecidas estão discutindo o sexo dos anjos. A própria Europa vai, de novo, se afundar na própria frescura. Será que ingleses e americanos vão chegar nas praias francesas de novo a tempo? Quanto ao Brasil, que não perde a oportunidade e perder uma uma oportunidade, será que, de novo,… Read more »

JuggerBR
JuggerBR
Reply to  Nilo Rodarte
10 meses atrás

Cazuza, autoridade em História… hauhauhauah

SardaukaR
SardaukaR
Reply to  Marquês de São Vicente
10 meses atrás

Para quem tiver mais interesse em historia do prelúdio da 1a Guerra Mundial, sugiro o livro “Sleepwalkers: How Europe went to War” –

https://www.amazon.com/Sleepwalkers-How-Europe-Went-1914/dp/0061146668

Concordo com o Marquês quando ele diz que paralelos podem ser traçados entre os dois períodos.

Clésio Luiz
Clésio Luiz
10 meses atrás

O porte dele é semelhante ao do Flanker, em torno de 21m. Com os mísseis IR capazes de curvar 180° em uso em várias forças aérea de hoje, eu ficaria nervoso em fazer dogfight com quem quer que seja, do FA-50 sul-coreano ao Su-30MKI indiano.

Clésio Luiz
Clésio Luiz
Reply to  Clésio Luiz
10 meses atrás

Ele possui a configuração de “loosed-coupled” canard, tal qual o Typhoon. Eu imagino que, como este, sua aerodinâmica seja voltada à agilidade em velocidades supersônicas, com perda de agilidade à baixas velocidades.

andrepoa2002
andrepoa2002
Reply to  Clésio Luiz
10 meses atrás

Curvas “mais” fechadas nos limites inferiores da estratosfera?

carcara_br
carcara_br
Reply to  Clésio Luiz
10 meses atrás

O caça viajando a 1800km/h se virar a 10º/s o piloto já está sentindo pouco mais de 9G no lombo, agilidade em grandes velocidades é isso…

Clésio Luiz
Clésio Luiz
Reply to  Clésio Luiz
10 meses atrás

As taxas de curva instantânea e sustentada em velocidades supersônicas. Por exemplo, o F-15 perde do Su-27 até mais ou menos mach 1, daí em diante até 1,6 (eu acho) ele possui taxas de curva sustentada superiores ao Flanker. O Typhoon é dito voar em supercruise até mach 1,4, então é natural a aerodinâmica dele ter dado ênfase à altas velocidades. Alguns anos atrás a Eurofighter estava desenvolvendo aletas (aquelas abaixo do canopi) e LERX para ajudar em baixa velocidade, pois ele era inferior ao F-16 e o F-18 nessa faixa, segundo a própria Eurofighter. https://www.flightglobal.com/news/articles/eurofighter-new-aerodynamics-set-for-2014-test-flight-400762/ As partes novas em… Read more »

carcara_br
carcara_br
Reply to  Clésio Luiz
10 meses atrás

Clésio nos fóruns de simuladores existem imagem do manual do su-27 com o comparativo entre o su-27 e o F-15 e Su-27 e F16. não com pontinhos num gráficos mas curvas inteiras de performance levando em consideração a altitude e etc. Os amantes do F-16 vão ficar decepcionados, mas o F-15 é outra história. Em termos de curva sustentada os dois são muito equilibrados com zonas intercaladas de velocidade e altitude em que o su-27 e o F-15 são melhores, eu não tenho dúvida que num duelo o melhor piloto leva. porém adianto em curva instantânea o su-27 é imbatível… Read more »

carcara_br
carcara_br
Reply to  Clésio Luiz
10 meses atrás

Nestes mesmo manuais que eu citei ai em cima o auge da manobrabilidade do F-15 aos 3000m se dá justamente a 830km/h então faz muito sentido…

JPC3
JPC3
Reply to  Clésio Luiz
10 meses atrás

Parece ter bem mais volume que um flanker, até por causa do armamento interno inclusive.

Não seria surpresa descobrir que é bem mais pesado.

Alison Lene
Alison Lene
10 meses atrás

Se fosse americana seria mais fácil acreditar né… cada uma

Clésio Luiz
Clésio Luiz
10 meses atrás

Taí uma coisa que não lembro de ter sido mencionada. Olhando rapidamente as fotos dele, não parece haver portas que indiquem um canhão, que no caso chines é o fascinante GSh-23, que estreou no MiG-21 no final da década de 1960 e inclusive está nos nossos Mi-35.

O único local que eu achei plausível são os dois volumes abaixo dos LERX das asas, mas aparentemente são destinados aos pneus do trem principal:

comment image

Clésio Luiz
Clésio Luiz
Reply to  Clésio Luiz
10 meses atrás

E de cima:

comment image

Clésio Luiz
Clésio Luiz
Reply to  Clésio Luiz
10 meses atrás

Eu dei uma olhada rápida no livro do Yefin Gordon sobre o MiG-25, e não lembro de terem mencionado isso. Como foi na década de 70, talvez tenha sido viagem de quem publicou. Ou se existiu mesmo, provavelmente nunca foi usado operacionalmente.

Eu sei que o MiG-31 ganhou um GSh-6-23 (23mm) num casulo do lado direito inferior da fuselagem.

Ricardo Bigliazzi
Ricardo Bigliazzi
10 meses atrás

Pequenininho né? Será que serão testados contra a Tailandia?

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Ricardo Bigliazzi
10 meses atrás

Não. Estão se preparando para a prorrogação contra os EUA.
Empataram o jogo no tempo normal desde 1950.

Alessandro
Alessandro
10 meses atrás

Roberto, o J-20 me passa a impressão de ser um caça mais estilo bombardeiro ou ataque do que multimissão, acredito que os canards sejam para diminuir esse problema e ficar mais manobrável num hipotético dogfight.

Rodrigo Maçolla
Rodrigo Maçolla
10 meses atrás

Acho que hoje não é tão difícil, tecnicamente, assim fazer um caça furtivo (O F-22 começou a ser desenvolvido em 1997 e começou a operar em 2005) então a China fez esse ai, com nome de celular da Sansung…. Ele é com certeza mais uma plataforma de misseis do que um caça puro sangue…. Isso não quer dizer que é ruim ou que os Chineses estão errados em terem desenvolvido, mais é isso , se for atraído para uma “briga de cachorro” com certeza leva desvantagem… Nem canhão tem

Julio
Julio
Reply to  Rodrigo Maçolla
10 meses atrás

O projeto do F22 data do fim da década de 80.

Rodrigo Maçolla
Rodrigo Maçolla
10 meses atrás

Não tem não, só se tiver capacidade de adaptar algum na baía interna, mais não creio pois perderia a capacidade furtiva…

Diogo Luiz Bizatto
Diogo Luiz Bizatto
10 meses atrás

Somente eu, leigo que sou, acho ele extremamente parecido com os equivalentes americanos? Coincidência?

andrepoa2002
andrepoa2002
Reply to  Diogo Luiz Bizatto
10 meses atrás

A desculpa chinesa e russa é que as leis da física são as mesmas em todos os países.

Fila
Fila
Reply to  andrepoa2002
10 meses atrás

Convenhamos, essa desculpa é muito boa!

Fabio Mayer
Fabio Mayer
Reply to  andrepoa2002
10 meses atrás

Isso é que é desculpa boa!

Evgeniy (RF).
Evgeniy (RF).
Reply to  Diogo Luiz Bizatto
10 meses atrás

O que o J-20 tem em comum com o F-35, exceto o circuito de admissão?

RENAN
RENAN
Reply to  Evgeniy (RF).
10 meses atrás

Evgeniy
1° Ele é um avião
2° de uso militar
3° seu princípio de funcionamento é a combustão uma máquina térmica
4° usa tecnologia avançada
5° pode voar
6° pode pousar
7°. Faz curva

9899999999999999999999876999° possui massa.

Sério observando estas características acho que foi fruto da espionagem chinesa.
Abraço

Evgeniy (RF).
Evgeniy (RF).
Reply to  RENAN
10 meses atrás

Bem, exceto que os aviões F-35 e J-20 e o formato da entrada de ar, eles não têm muita semelhança.
O planador é diferente, o design aerodinâmico é diferente, o número de motores é diferente, os compartimentos internos também são diferentes.
Eu realmente não acredito na história da espionagem. Em que é expresso? O planador tem uma clara influência MiG. Os motores são completamente russos. Bem, talvez eu assuma que os chineses roubaram a tecnologia de vidros da cabine. Mas não mais.

Jmgboston
Jmgboston
10 meses atrás

Para realmente alcançar a paz, defender nossa pátria não é suficiente. Não devemos apenas defender, mas atacar”, disse Yang Wei. Se esse cara estivesse falando em nome da China então eles vão estar metidos em uma baita encrenca logo logo. Guerra é ruim para todos mas vai ser pior para eles.

Heitor
Heitor
10 meses atrás

Sei não ein… esses caças estão muito parecidos… muito certinhos, sei lá… sabe aquelas propagandas?

MCruel
MCruel
10 meses atrás

Será que solta pecinha?

α Tau
α Tau
Reply to  MCruel
10 meses atrás

Melhor que qualquer caça de quarta geração com certeza o J-20 será !!!…só pela tecnologia das curvas e armas levadas internamente dará a ele maior furtividade e vantagem sobre qualquer caça de quarta geração…alias os eua anunciaram que iriam encomendar mais f-15s e que iriam estender ainda mais a vida útil/uso deles…além de fazer upgrades em seus f-16s e f-18s para estender a vida deles também…o que significa que os caças de quarta geração ainda serão a espinha dorsal dos eua por muitas décadas…

Tadeu Mendes
Tadeu Mendes
Reply to  α Tau
10 meses atrás

Duvido. Eu apostaria que o Gripen levaria vantagem em cima do J-20, que além de não sêr furtivo é lento de pouca manobrabilidade.

Nilton L Junior
Nilton L Junior
Reply to  Tadeu Mendes
10 meses atrás

Tadeu não viaja

α Tau
α Tau
Reply to  α Tau
10 meses atrás

O J-20 é de uma categoria superior ao do Gripen/f-35…pois trata-se de uma caça pesado bimotor que carrega mais armas e tem mais desempenho…sem contar com maior alcance e autonomia…não pode haver comparação entre ambos…seguindo a sua lógica então caças de superioridade aérea como o f-15 ou f-22 não trazem vantagem alguma e não compensam… um caça nunca irá enfrentar um outro de maneira solitária…hoje um caça trabalha dentro de um rede de informações “linkado” a centenas de outros componentes que multiplicam suas capacidades dentre eles radares, SAMs, satélites, etc…um J-20 operando dentro da rede Chinesa de comunicação e defesa… Read more »

Leopoldo
Reply to  MCruel
10 meses atrás

Pergunta para os Americanos que investem pesado na modernização de sua força aérea e marinha.

MCruel
MCruel
Reply to  Leopoldo
10 meses atrás

Pra saber se o J-20 solta pecinha, não seria melhor pedir pros chineses? O que tem os americanos com isso?

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  MCruel
10 meses atrás

O que os americanos têm com isso?
Medo!

Flanker
Flanker
Reply to  Antoniokings
10 meses atrás

Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Tadeu Mendes
Tadeu Mendes
Reply to  Antoniokings
10 meses atrás

Mêdo dessa porcaria e de uma força aéreaque não tem experiência em combate.

Fala sério Kings. Vai contar essa para as suas nêga s lá do grêmio estudantil .

Rprosa
Rprosa
Reply to  Tadeu Mendes
10 meses atrás

“Porcaria” este não é um predicado usado para o J-20, pois como afirmam alguns especialistas o J-20 pode guardar diversas surpresas no seu desenvolvimento, principalmente quando se percebe que no projeto os motores são o WS-15 e não os ALF31 usados hoje, o que garantiriam ao J-20 23% a mais de potência e 30% a mais de economia, aumentando a velocidade final, a capacidade de manobra e o alcance. Alguns especialistas preveem que caso a furtividade continue a ser desenvolvida e aplicada, num futuro não muito distante caças 5G e 6G se enfrentariam numa arena de combate de no máximo… Read more »

Alex Stelio
Alex Stelio
Reply to  Antoniokings
10 meses atrás

Medo do que exatamente? Os chineses não pretendem e talvez nunca pretendam atacar os EUA, pois isso decretaria o fim do mundo. Não vai ter guerra entre esses dois países porque não teria vencedores. Apesar de alguns torcerem para ter. Vai ver que são os jogadores de vídeo game de plantão.

Leo Neves
Leo Neves
Reply to  MCruel
10 meses atrás
Fabio Mayer
Fabio Mayer
10 meses atrás

“…e poderia alcançar a superioridade aérea regional e destruir as instalações estratégicas do inimigo profundamente em território hostil…”

Eu tenho nítida impressão que a China pretende o J-20 como um caça-bombardeiro, para se infiltrar profundamente em território inimigo, evitando o dog fight ou o confronto com outros caças, embora enfrentando-os, se necessário.

Flanker
Flanker
Reply to  Fabio Mayer
10 meses atrás

Fabio, frase mais generica que essa é difícil. Qual inimigo, em qual território, qual alvo estratégico? Frase de propaganda…..e, como sempre, não se tem notícia (não porque nào existam, mas sim porque não é divulgado) sobre os problemas dessa aeronave. Se alguém disser que esses problemas não existem, é burro ou mentiroso.

Fabio Mayer
Fabio Mayer
Reply to  Flanker
10 meses atrás

Bem, Flanker, eu não tenho a menor ideia de quais sejam ou possam ser os defeitos desta aeronave, se é que ela os tem. Mas o tamanho da aeronave leva à crer que não se trata de um caça puro para combate ar-ar, se bem que pode fazê-lo. O “inimigo” pode ser quem for, os vizinhos, as bases dos EUA, a Índia, etc… é aquela questão de estar preparado para um eventual conflito, sendo que, claro, os altos comandantes chineses têm em vista um conflito com quem pode lhes vencer, no caso: EUA e Rússia, talvez (muito, talvez) a Índia.… Read more »

Luís Henrique
Luís Henrique
10 meses atrás

Roberto, o F-22 e o F-15 também são grandes e pesados e ótimos em agilidade. Assim como o Su-27 e suas derivações são mundialmente reconhecidos como super-manobráveis. E, podemos esquecer o combate dog fight como no filme Top Gun. Isso não existe mais, talvez em alguns exercícios. Mas na prática um míssil WVR de nova geração consegue atingir o alvo mesmo estando bem fora de ângulo. Até atrás da aeronave lançadora. Portanto não precisa mais ficar manobranco que nem louco para travar e disparar ou para ganhar com o canhão, a menos que tenha acabado os mísseis. Hoje o mais… Read more »

TJLopes
TJLopes
10 meses atrás

Os chineses são muito burros, vários “IXPECIALISTAS” que comentam aqui no site dizem há anos que aeronaves stealth é uma tecnologia ultrapassada, derrotada na Guerra do Kosovo. Além disso os “IXPECIALISTAS” sempre advertiram que fazer manobras acrobáticas é muito mais importante que a baixa observabilidade. Sem contar no fato que qualquer chuva derrota esses aviões “invisíveis”, como qualquer “IXPECIALISTA” sabe faz tempo. A China primeiro errou em construir e possuir Porta-Aviões, belonave que qualquer “IXPECIALISTA” pode afirmar com propriedade que não passa de um alvo, agora com esses aviões stealth erram novamente. Não ouvir os “IXPECIALISTAS” será o grande erro… Read more »

Peter nine-nine
Peter nine-nine
Reply to  TJLopes
10 meses atrás

heheheheh

Dr. Telêmaco
Dr. Telêmaco
Reply to  TJLopes
10 meses atrás

Tudo tem o outro lado.
São os mesmos ixpecialixtas que, apenas olhando as fotos do blog, sentenciam de modo inapelável que “não é stealth”, “não tem cobertura RAM”, “a usinagem chinesa é ruim, ele é cheio de rebarbas e parafusos”, “solta pecinha”, “o motor é ruim” e etc.

Nilton L Junior
Nilton L Junior
10 meses atrás

Eu sei que beleza não é quesito que define superioridade aérea, mas esse caça é muito elegante, uma beleza que mata.

Flanker
Flanker
Reply to  Nilton L Junior
10 meses atrás

Beleza é algo muito pessoal…..cada um tem seu conceito de beleza….respeito o seu. Mas, para mim, esse avião é feio pra caramba! Não pssui harmonia alguma.

Peter nine-nine
Peter nine-nine
Reply to  Nilton L Junior
10 meses atrás

Também gosto muito do J20

João Correia
João Correia
10 meses atrás

Infelizmente a 3.a Guerra Mundial será o fim desta Humanidade.

Victor Moraes
Victor Moraes
Reply to  João Correia
10 meses atrás

Depende de como você vê as coisas. Eu, particularmente, já vejo que nós estamos na terceira guerra mundial. Uma “Guerra Silenciosa”. Após uma guerra quente, a Segunda Guerra Mundial, veio a Guerra Fria, e agora vivemos a “Guerra Morna”. Não há uma declaração de guerra oficial de nenhum dos envolvidos, nem exatamente combates sangrentos entre as potências, mas há todos os atos típicos de um guerra, como ameaças, desenvolvimento de armas, apoio a que outros países menores lutem contra as potências (EUA apoiam Ucrânia – Russia apoia os Sírios – China apóia os Norte-Coreanos) bem como sanções econômicas, dentre outros… Read more »

Victor Moraes
Victor Moraes
Reply to  Victor Moraes
10 meses atrás

Nós poderíamos também chamar de “Guerra Cínica”, pois os envolvidos, os líderes dos envolvidos, se encontram apertam as mãos, sorriem uns para os outros, mas por trás desta fachada, estão um querendo destruir o outro. Há um cinismo nesta guerra como nunca antes. Há uma guerra entre eles, que nenhum dos envolvidos, ao menos as potências, admitem. Mas há uma guerra. E a nível mundial.

Victor Moraes
Victor Moraes
Reply to  Victor Moraes
10 meses atrás

Aliás, talvez não se deva falar “Terceira Guerra Mundial” mas sim “Guerra Mundial Terceirizada”.

Mario
Mario
10 meses atrás

Essa caças não provaram pra que vieram, são inferiores às F35 e com certeza desses tomaram uma surra. Voar voam mas será que sabem combater. Dúvido muito.

Sujismundo
Sujismundo
Reply to  Mario
10 meses atrás

Subestimar o inimigo é dar meia vitória para ele…

Nilton L Junior
Nilton L Junior
Reply to  Mario
10 meses atrás

É são inferiores que até trem de pouso quebra

Bardini
Bardini
10 meses atrás

OFF> https://www.portaledifesa.it/index~phppag,3_id,3197.html
.
Itália deve entrar no programa TEMPEST!
.
Alguém nos coloque nessa joga, por favor!!!

Satyricon
Satyricon
Reply to  Bardini
10 meses atrás

Bardini,

Seria realmente uma boa
Melhor ainda se os ingleses abandonassem esse desenho medonho, e adotassem o do FS-2020 da SAAB (que tem um quê de YF-23)

Alessandro
Alessandro
Reply to  Bardini
10 meses atrás

2

Thiago Aiani
Thiago Aiani
Reply to  Bardini
10 meses atrás

O esperado , não só pela participação no programa da Leonardo MW, que apesar de ser italiana e gerar lucros para a empresa Mãe, as duas possuem governance separadas e a subsidiária mantém a propriedade sobre o que desenvolve, produz e vende em solo britânico. Simplesmente por oportunidade política. E quando falo de política entendo política com a P maiúscula, política de estado e não política partidária . A Itália repetidas vezes, em diferentes situações, procurou o UK, para diluir o peso do eixo franco-alemão. Em matéria de defesa e industrial mais uma vez os franceses se mostraram ávidos e… Read more »

Thiago Aiani
Thiago Aiani
Reply to  Thiago Aiani
10 meses atrás

Em período de Brexit e de vacas magras será difícil arcar com os custos desse programa, mas os britânicos poderiam ter um às na manga já que a BAE mantêm relações tanto com TF-X turco quanto com os japoneses . Quem sabe um desses programas possa confluir no Tempest britânico.
Lightning, Tornado, Typhoon, Taranis( Deus do trovão) … e agora oTempest . Os caras não curtem céu de brigadeiro rsrrs

Entusiasta Militar
Entusiasta Militar
10 meses atrás

nao importa quantos zeros estao a esquerda da virgula, seja 07 ou 70 não vale nada …

Esse caça/copia/frankenstein chines é inferior tanto ao F-22 e ao SU-57 com certeza.

Antunes 1980
Antunes 1980
10 meses atrás

Este caça chinês já possui versão para exportação?
Ahh não, espera um pouco. Os únicos países alinhados com a China e possíveis “compradores “ são o Vietnã, Coreia do Norte, Venezuela, Síria, Bolívia e Cuba.

Thiago Aiani
Thiago Aiani
Reply to  Antunes 1980
10 meses atrás

Acredito seja um sistema sofisticado e caro demais para esses ” parceiros “. Nem Paquistão, Irã, Myanmar, Camboja, ou nações do continente africano , mesmo estando em um esfera de influência mais próxima de Pequim, poderiam adquirir e manter uma aeronave dessa… acredito que Pequim terá que se virar com seu mercado interno mesmo – pode até ser que eles mesmos não queiram exportar . Vale lembrar porém que os chineses começaram exportar seus próprios drones para países do Golfo persico, tradicionais clientes do ocidente. Melhor não dar tudo como óbvio, tudo pode acontecer, mudanças repentinas que até então seriam… Read more »

Joanderson
Joanderson
10 meses atrás

Na frente do j20,f22 e f35 o su 57 parece um brinquedo,tipo não sou especialista em nd e sei qui a Rússia é muito boa em fazer armas,mas em materia de caças de 5 geração os deles parecem muito menos capaz e sobre a aparência parece n ter tanta tecnologia como o chinês e o americano.

Victor Moraes
Victor Moraes
10 meses atrás

Antecipadamente eu quero pedir desculpas aos editores por fazer uma “off topic” tão forçoso, mas em se tratando de aviação, há que se fazer uma paralelo com turismo, bem como com financiamento da aviação nacional, e defesa, que inclui defesa econômica, eu gostaria de mencionar que o governo precisa tomar uma providência urgente em relação aos gastos de turistas Brasileiros no exterior. No ano de 2017 foram mais de “19 bilhões de dólares” gastos no exterior!. Em 2018, um pouco menos. Se pelo menos “a metade” deste valor estivesse circulando dentro do nosso país, com um turismo interno, estaria movimentando… Read more »

Victor Moraes
Victor Moraes
Reply to  Victor Moraes
10 meses atrás

Eu disse impostos de 9 bilhões de dólares, mas eu queria dizer 3 bilhões de dólares ou 12 bilhões de reais. Por ano! Só a metade!

Victor Moraes
Victor Moraes
Reply to  Victor Moraes
10 meses atrás

Apenas a título de comparação, o PIB brasileiro de 2018 foi de 6,8 trilhões de dólares. Os gastos com turismo no exterior foram de cerca de 19 bilhões de dólares. Ou seja cerca de 0,40% do PIB foi gasto com coisas supérfluas, luxo, viagem ao exterior. E eu te pergunto: O que rende 0,40%? Qual negócio mágico que dá um lucro líquido de 0,40% nestes dias de hoje? Há exceções, mas a maioria do povo, das indústrias e do comércio, principalmente do ramo de turismo, estão tendo prejuízo. O que eu quero dizer é que todo o “lucro” do PIB,… Read more »

Victor Moraes
Victor Moraes
Reply to  Victor Moraes
10 meses atrás

Nos Estados Unidos da América, o país mais rico do mundo, cujo PIB é de cerca de 19,44 trilhões de dólares, gastaram com turismo no exterior 156 bilhões de dólares. Ou seja, menos de 0,1% do PIB. Algo em torno de 0,075%. E eles são ricos. E curtem a vida! Mas são menos caipiras, eu acredito. E mais patriotas. https://www.ustravel.org/system/files/media_root/document/Research_Fact-Sheet_US-Travel-and-Tourism-Overview.pdf

RENAN
RENAN
10 meses atrás

Vamos ver daqui a 10 anos qual será a espinha dorsal da China
Eu acredito que será de Su35, Su57 e J20 e J31
Na seguinte proporção
10 su35
5 Su57
3 j20
1 j31

Evgeniy (RF).
Evgeniy (RF).
Reply to  RENAN
10 meses atrás

Su-57 pode ser excluído com segurança.
A base da Força Aérea Chinesa será naturalmente o J-20. E uma certa quantidade de J-10. Haverá uma compra em massa do J-31, a questão está aberta.

RENAN
RENAN
Reply to  Evgeniy (RF).
10 meses atrás

Mas não tem como ser o j20 a espinha dorsal da China, pois não tem características de lutador, este não consegue ser um caça de superioridade aérea. Impossível.
No combate visual o j20 não tem relevância, a China obrigatoriamente terá que ter caça de geração 4++ para garantir a proteção do espaço contestado.
Su35 ou Su57
Isso é claro se os bilhões de dólares chineses não comprar os gripen NG que pode ser um salto enorme as capacidades chinesas. Uns 500 ao menos. Não duvido de nada

Vinicius Momesso
Vinicius Momesso
Reply to  RENAN
10 meses atrás

Su57 4++??? Malditos Russos!!!

Evgeniy (RF).
Evgeniy (RF).
Reply to  RENAN
10 meses atrás

J-20 tem as capacidades de um lutador. Tem. No nível do F-35. Na verdade, ele aparentemente pe
nsou assim, como um F-35 bimotor.
A China parece ter algum tipo de variante J-11 com o AFAR (AESA).
Além de um J-10 modernizado. Bem, talvez o J-31, embora aqui tudo seja muito mais complicado.
Não acredito firmemente no fornecimento de Su-57 à China.
E, ao contrário do raciocínio do fórum F-16, Su-57, este é um caça de quinta geração, pois possui todos os sinais de um caça de quinta geração.

Maurício.
Maurício.
10 meses atrás

Eu vou falar por mim, eu não acho que os chineses estão no mesmo nível dos americanos e dos russos em matéria de aviões de combate, entre esse J-20 e o Su-57 eu prefiro o Su-57, mas eu não subestimo os chineses, achar que a China é um “cachorro morto” e que seus armamentos/equipamentos são porcarias aí na minha opinião já é muita ingenuidade ou muita cegueira ideológica, para dizer o mínimo.

Colombelli
Colombelli
10 meses atrás

Furtivo chinês? Sei….ate prova em contrario é apenas um embuste melhor que os do Irã. EUA e Rissia tem decadas pesquisando e construindo. Nem a espionagem e a cara de pau de copiar suprem.isso.

Jorge F
Jorge F
10 meses atrás

Creio que a aeronave agregue furtividade, velocidade e armamento. Vislumbro que para o combate BVR estas seriam boas qualidades. Entretanto concordo com o comentário no sentido de que este projeto pode não ser tão ágil quanto suas contrapartes americanas e russas. Não sei se já resolveram o problema relacionado à definição dos motores da plataforma. Caso afirmativo considero-o mais adequado a sua função do que o F35, projeto que aparentemente sacrificou a velocidade, a agilidade e o preço do projeto em favor da furtividade.

Leo Neves
Leo Neves
10 meses atrás

Será que solta pecinha? Kkkkkk o J-20 não sei ,mas o Drone Chinês sim.
Um drone militar quebrado por crianças.
https://www.defesa.tv.br/uav-wing-long-ii-chines-quebrado-por-criancas-russas-no-maks/

Sérgio Luís
Sérgio Luís
10 meses atrás

Os caras tem bala na agulha então podem fazer !

Luiz Trindade
Luiz Trindade
10 meses atrás

Por isso que a China não abandona o SU-27 produzido localmente… Ele é feito para um dogfight bem cachorro louco mesmo.