Home Aviação de Ataque Saab oferece ao Chile caças Gripen C/D com sistema MS20

Saab oferece ao Chile caças Gripen C/D com sistema MS20

8572
69
Saab JAS 39C com MS20, dotado de SDBs, Meteor e IRIS-T

Segundo o site Infodefensa, a Saab teria oferecido ao Chile um lote de caças Gripen C/D com a atualização de sistema MS20.

Conforme uma publicação da Lei do Lobby do Governo do Chile, em 12 de junho, uma equipe de executivos e especialistas da empresa se reuniu com o comandante do Comando Logístico da FACh, General de Aviação Rafael Carrère.

A audiência foi realizada no Comando de Logística em Santiago e, como indicado pela publicação do governo, tratou do “desenho, implementação e avaliação de políticas, planos e programas realizados pelos contribuintes, onde uma oferta econômica não solicitada foi submetida sobre um lote de aeronaves Gripen C/D MS20”.

A atualização MS20 (Material System) do JAS 39 Gripen C/D incluiu melhorias de hardware e software, fornecendo novas funcionalidades tanto em termos de aeronave quanto de sistemas auxiliares de suporte e treinamento.

Os novos recursos foram incorporados pela primeira vez à Força Aérea Sueca em 2016.

A característica mais importante do sistema foi a adaptação do míssil ar-ar além do alcance visual MBDA Meteor. Em termos de escopo, o desempenho do Meteor foi significativamente melhorado em comparação com os sistemas de armas
anteriores e pode interceptar alvos aéreos a longas distâncias. Além de um pacote básico, cada cliente pode personalizar seu pedido com atualizações opcionais de acordo com seus requisitos específicos.

Outras atualizações incluíram o link 16, e os links de alerta aéreo antecipado e controlador aéreo avançado.

GlobalEye

GlobalEye AEW&C
GlobalEye AEW&C

Ainda segundo o Infodefensa, a Saab também oferece o GlobalEye baseado na plataforma Bombardier Global 6000, sistema de vigilância aérea com capacidade multi-missão que pode ser usada para operações ou missões militares e civis.

O GlobalEye fornece um sofisticado sistema de alta capacidade que pode realizar a detecção simultânea com grande alcance, rastreamento e monitoramento nos espaços aéreo, terrestre e marítimo, a partir de uma única plataforma.

A aeronave com autonomia superior a 11 horas, integra um conjunto completo de sensores, incluindo inteligência de sinais e equipamentos avançados de autoproteção com um sistema de comando, controle e comunicação.

69
Deixe um comentário

avatar
17 Comment threads
52 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
40 Comment authors
Antonio PalharesRaphaelM.@.KJoão MoroRafael Oliveira Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Fabio Araujo
Visitante
Fabio Araujo

Seria uma boa, e quem sabe depois de conhecerem o Gripen não possam adquirir uns Gripens E/F feitos no Brasil!

DOUGLAS TARGINO
Visitante
DOUGLAS TARGINO

Acho que o Chile não vai comprar avião nem tão cedo. Pode por ai uns 10 ou 15 anos para uma compra.

Fernando "Nunão" De Martini
Visitante
Fernando "Nunão" De Martini

Talvez a demanda seja para substituição do esquadrão equipado com F-5 que opera no extremo sul do Chile, onde optaram por não operar continuamente o F-16.

Se for essa a intenção, então seria algo para antes de 10 anos.

JT8D
Visitante
JT8D

Nunão, você sabe se eles não operam F-16 continuamente no sul por causa de problemas de FOD?

Fernando "Nunão" De Martini
Visitante
Fernando "Nunão" De Martini

JT8D, Que eu me lembre, é uma das razões. O F-16 é um pouco mais susceptível a FOD por conta da posição da entrada de ar, mas isso normalmente se resolve com equipamentos e pessoal limpando a pista, o que pode ser feito tanto em Punta Arenas quanto em qualquer outro lugar. Pelo que sei, porém, em Punta Arenas isso é mais difícil devido aos ventos fortes que voltam a “sujar” a pista com detritos naturais mais rapidamente. Isso não impede operar F-16, mas dá mais trabalho no caso de serem permanentemente baseados lá, e aumenta os riscos, então o… Read more »

Space Jockey
Visitante
Space Jockey

Haha, o meu antigo orientador de TCC era recruta argentino e contou que estavam pronto para serem mandados para a fronteira do Chile em 78, na última hora o papa conseguiu costurar um acordo.

Fabio Araujo
Visitante
Fabio Araujo

As versões mais recentes dos F16 ,compradas se não me engano da Holanda, são atuais, mas as versões mais antigas já precisam de atualizações e os F5 deles logo vão ter que ser substituídos. Se a SAAB ofereceu é que perceberam que os chilenos estão pensando em novos aviões caças!

Fernando "Nunão" De Martini
Visitante
Fernando "Nunão" De Martini

Os F-16 A/B MLU do Chile foram todos comprados da Holanda, e foram fabricados nos anos 80. São bem atualizados em sistemas, disparam mísseis modernos, tiveram revisão estrutural, mas já passaram da meia-vida. Cerca de três dúzias de caças.

Já os F-16 C/D foram comprados novos, são da primeira década do século XXI, e têm muito tempo pela frente. Mas são apenas 10.

Os caças mais velhos são menos de uma dúzia de F-5 dos anos 70, bastante modernizados nos anos 90, mas que estão fazendo hora extra, como os da FAB.

Flanker
Visitante
Flanker

Li há pouco tempo, não lembro onde, que o Chile vai de potencializar as estruturas das células dos seus F-5, visando mantê-los em serviço até 2030, pelo menos.

João Moro
Visitante
João Moro

Provavelmente não farão a aquisição, mas o Brasil pode pensar no chile como parceiro de um novo caça Latinoamericano no futuro.

Leandro Costa
Visitante
Leandro Costa

Espero que a oferta seja bem aceita pelos Chilenos. Seria bom ter outro cliente de Gripen por aqui, e serviria de forte propaganda do Gripen E/F e aumentaria a interoperabilidade com o Chile. Isso já pensando em pedidos de peças e manutenções profundas no Brasil. Seriam mais dividendos. Também seria uma oportunidade interessante de conversar com os Chilenos sobre o radar sueco, mas na plataforma brasileira.

Mauricio R.
Visitante

Isso foi combinado com a Saab????

Hugo Vigneron
Visitante
Hugo Vigneron

Alguém poderia me informar se os nossos E-99M modernizados
são melhores que o GlobalEye ?

Adriano Madureira
Visitante
Adriano Madureira

Acredito que no quesito tecnológico não tenha uma lacuna tão grande, mas na autonomia o Globaleye dá de lavada…

Talvez um embraer E-190 ou Lineage 1000 é oque mais pode se aproximar em autonomia de voo

Luís Henrique
Visitante
Luís Henrique

Muito difícil. O Chile se comprar algum caça será 10 unidades ou 12. Uma compra muito pequena para justificar uma linha de montagem ou grandes contratos de Tots, o que poderia ser uma vantagem da SAAB em uma proposta. Como eles já operam F-16, se eles quiserem a capacidade oferecida pelo Gripen, é mais lógico adquirir Mais F-16 e ficar com a frota toda padronizada. Agora, se eles quiserem uma capacidade superior ao F-16 eles irão de F-35. A operação é mais cara, mas serão poucos caças. Eles podem pagar. E terão uma vantagem decisiva na região. Já o Global… Read more »

Fernando Turatti
Visitante
Fernando Turatti

Só tem um detalhe: os Gripen C/D são usados mas com atualizações interessantes, logo o preço pode ser mais competitivo do que o de outros F-16.
Ah e o gripen não tem histórico de aspirar sujeira, algo interessante se pensar no sul do Chile.

Sérgio Luís
Visitante
Sérgio Luís

Se já existe o “E” porque vou querer um “C”?!?!

nonato
Visitante
nonato

Ou usado ou uma versão anterior um pouco meus barata.
Igual Tucson e ix 35 da Hyundai.
Mantém as duas versões.
C/D motor menor, autonomia menor…

Felipe Morais
Visitante
Felipe Morais

Falta de Dinheiro para o E?

Fernando Turatti
Visitante
Fernando Turatti

Nem precisa ser falta de dinheiro, pode ser só custo-benefício mesmo. Um pouco pior mas muito mais barato em geral é melhor do que pouco melhor e muito mais caro.

Fabio Araujo
Visitante
Fabio Araujo

Depende do preço e da pressa, os Gripens C seriam quase que uma solução de pratilheira, praticamente uma solução de pronta entrega e chegando com Meteor seriam muito superiores aos Mig’s 29 Peruanos!

Leandro Costa
Visitante
Leandro Costa

Se considerar que a oferta é para provável substituição de F-5 Tiger III dos Chilenos, a oferta de Gripens C/D com sistemas atualizados pode ser algo difícil de recusar, mas que obviamente, e os Chilenos sabem disso, é um anzol para eventualmente tentar fisgar pedidos dos E/F. Aeronave barata, moderna, pouco voada, com capacidades atualizadas… se forem ofertadas à preços inferiores à F-16A/B MLU ou F-16C/D de blocks mais antigos e atualizadas, podem muito bem vir à calhar. Se comparadas com a provável manutenção cada vez mais cara dos F-5 e o fato de que essas aeronaves estão chegando em… Read more »

Ricardo Bigliazzi
Visitante
Ricardo Bigliazzi

Emprego imediato?

Bardini
Visitante
Bardini

A verdade é que, assim que os 60 novos Gripens forem entrando em serviço, pode passar a existir uma oferta de aeronaves usadas no mercado, por parte dos Suecos.

Flanker
Visitante
Flanker

Talvez sim, talvez não. Já li que os suecos queriam, quando encomendaram os E, colocar células de C na reserva, mas isso teria mudado mais recentemente, por força da atual postura russa. Portanto, os suecos pretenderiam manter em operação todos os C/D Que possuem hoje e acrescentando os 60 novos E.

rommelqe
Visitante
rommelqe

Caro Nunão, para mim não ficou claro se os Gripens seriam novos de fabrica (ja que a linha dos C/D ainda está ativa) ou se seriam aeronaves em uso que receberiam atualizações e transferidas para o comprador.

rommelqe
Visitante
rommelqe

Esqueci de acrescentar: o Meteor não é operável pelo F-16….I am so sorry falcon´s fanboys!!!!!!

Fabio Araujo
Visitante
Fabio Araujo

Não sei se os F35’s dos países europeus vão usar o Meteor, pois parece que só iria vender o Meteor para aviões fabricados na Europa!

Tutu
Visitante

O meteor está sendo integrado aos F-35B da Inglaterra.

Mauricio R.
Visitante

Anos atrás a própria MBDA afirmou que modificaria o míssil o tanto que fosse necessário, para este caber no F-35.

Mauricio R.
Visitante

Nossa, que pecado!!!! Mas nada que havendo interessados, um processo de integração não resolva. Basta pagar.

Sérgio Luís
Visitante
Sérgio Luís

Por falar em Gripen e o Macron afirmando que a Amazônia ñ é do Brasil, penso que os números de gripen na FAB vão aumentar e muito!

Wellington
Visitante
Wellington

Pensei a mesma coisa, gato escaldado…

Fernando Turatti
Visitante
Fernando Turatti

Só falta combinar com as forças armadas que gastam seu dinheiro com… ah, todo mundo já sabe.
Não existe orçamento pra mais caças, nem pra mais escoltas navais, nem pra um guarani 8×8 e blablabla.

Mfs
Visitante
Mfs

Discordo. O Brasil pode negociar um segundo lote de Gripen E/F com financiamento de longo prazo e juros baixos como foi feito com o primeiro. Além disso , um segundo lote seria integralmente produzido no país gerando empregos e divisas aqui, além de mais offset e será mais barato com certeza pois já temos toda estrutura instalada e a tela WAD nacional integrada. Na verdade é quase certo um segundo lote até 2022, pois até 2030 não teremos mais nenhum F-5M voando, sua desativação já começa em 2025. O segundo lote deverá ser maior e com mais bipostos , algo… Read more »

Mauricio R.
Visitante

Eis o por que da SAM, os suecos não iriam sem mais nem menos, dar esse ponto sem um nó.

Carlos Gallani
Visitante
Carlos Gallani

Polemica ou não, tem que mandar o Macron e sua turma cuidarem da propria vida!

JT8D
Visitante
JT8D

O Brasil teve sorte em escolher o Gripen. O governo sueco não disse uma palavra sobre a Amazônia até agora. Já os franceses …

Fernando Turatti
Visitante
Fernando Turatti

Isso aí é pro país aprender com quem fazer negócio. Meteram bilhões e mais bilhões em contrato com a França e agora sabemos quem, na primeira chance vai meter a mão no assunto alheio.
A França que ganhou bilhões conosco agora quer nos fo#$@ com a União Europeia pra proteger seus agrícolas… Que nós passemos então a fechar as portas para algo que lhes é tão importante: sua indústria de defesa, que sem exportações não se sustenta nem por uma geração sequer.

Renato de Mello Machado
Visitante
Renato de Mello Machado

Concordo.Furada qualquer negócio com os franceses,mas foram lá e fizeram.

Space Jockey
Visitante
Space Jockey

Exato, temos de não mais comprar material de defesa da França pra eles aprenderem.

sergio ribamar ferreira
Visitante

Concordo com o Sr. Fernando Turatti.

RENAN
Visitante
RENAN

Mas ei h225? E o prosub?

Sérgio Luís
Visitante
Sérgio Luís

Dizem por aí que a única vantagem do submarino nuclear é que ele torna a marinha do Brasil detentora do mar azul!
Até agora somos mar marrom e verde!
Opiniões à parte

Space Jockey
Visitante
Space Jockey

Esses ja estão em andamento, conclui eles e não volta nunca mais, igual quando descobre que a meretriz é feia.

rommelqe
Visitante
rommelqe

O h225? aquele da MGB cujos prejuizos economico e estratégicos nunca foram devidamente ressarcidos?

Gil
Visitante
Gil

BOICOTE A PRODUTOS FRANCESES.

Leandro Costa
Visitante
Leandro Costa

Isso aí, boicote à produtos franceses. Começa devolvendo o São Paulo que é peso morto mesmo, o submarino pronto e a carcaça dos outros. Pode ir devolvendo todos os exocet no inventário atualmente, e cancela todos os contratos que temos com os franceses. Quero ver assinar contrato com algum país qualquer depois.

Marcelo
Visitante
Marcelo

Alguns anos atrás a França teve um entrevero com os EUA. Os donos de mercados passaram a abrir e derramar vinho francês no meio da rua, chamando todos a boicotar produtos da França.

Raphael
Visitante
Raphael

Pensei na mesma coisa, mas penso seriamente nisso. Macron passou dos limites e não faria isso sem o aval do restante

francisco F.
Visitante
francisco F.

Bomba atômica é a solução para respeitarem o Brasil. Só 200 gripens não vão impor medo em quem tem armas nucleares.

Leandro Costa
Visitante
Leandro Costa

Ainda insistem com essa loucura de bomba atômica para o Brasil. O país simplesmente NÃO TEM MATURIDADE ou ESTABILIDADE POLÍTICA para ter armamento nuclear. Atualmente é um tiro no pé. Não é por ter armamento nuclear que se impõe respeito.

Marcelo
Visitante
Marcelo

Fala isso pra koreia do Norte

Sérgio Luís
Visitante
Sérgio Luís

Francisco
Concordo plenamente!
Mas desenvolver uma bomba sem briga com outras potências se torna impossível!
Mas!!
Ouvi dizer que a Arábia Saudita está sondando o Paquistão por umas ogivas nucleares para fazer frente ao Irã que está pra ter a sua bomba!
Se for verdade ñ vejo outra solução para dissuasão melhor do que o Brasil adquirir umas ogivas também!
É uma questão de tempo o assédio sobre a Amazônia aumentar!

João Moro
Visitante
João Moro

Se for para ter Bomba Nuclear, que seja desenvolvimento nacional. Precisamos ter a capacidade de fazer novas. Assim a dissuasão será maior.

Antonio Palhares
Visitante
Antonio Palhares

o Macron não é amigo do Bolsonaro ?

RENAN
Visitante
RENAN

Como os colegas comentaram terá logo disponível no mercado gripen C/D usados, seria interessante cotar o custo de aquisição com 12 anos de manutenção incluso, assim seria uma opção para substituir os F5 brasileiro com menor investimentos.
E aguarda um futuro bem futuro lote de E/F.
Minha opinião é que vale a pena ter 36 C/D e 36 E/F.
Abraço

Nilton L Junior
Visitante
Nilton L Junior

Bem seria uma situação interessante do ponto de vista de fornecedores, quebrando o histórico de compras made usa e russo.

Luiz Floriano Alves
Visitante

Se esta opção existe no mercado seria o mais recomendável para a FAB. Na atual situação, estamos com F-5 na função de caças. Mas, será que o F-5 pode desempenhar essa função contra outro caça de geração três, ou mais?? O tempo de entrega parece ser melhor, só revisar itens críticos. E adiantaríamos o treino e doutrina dos pilotos para receber os modelos E, quando ficarem prontos. 20 exemplares fica de bom tamanho. Na ´época da concorrência se especulou que receberíamos aviões usados da SAAB como parte do pacote. Obama tinha prometido aviões usados para a MB se o SH… Read more »

Kemen
Visitante
Kemen

A oferta tecnicamente é boa, o preço desconheço, mas acho dificil eles sairem da linha F-16, ainda mais com as possiveis investidas de ofertas norte americanas no caso de uma REAL possivel nova compra de mais caças pelo Chile.

MGNVS
Visitante
MGNVS

Essa seria uma opcao interessante para o Chile e tbm para nós aqui no Cone Sul.
Agora fica uma pergunta de leigo, haveria uma opcao de venda conjunta do Grippen para um grupo de paises? Tipo o Brasil com os primeiros 36 caças (108 no total) e se for o caso alem do Chile comprando mais uns 12 caças tbm entrariam nessa compra conjunta o Uruguay e o Paraguay com mais 12 caças cada um? Isso poderia baratear os custos de producao?

Rafael Oliveira
Visitante
Rafael Oliveira

Uruguai e Paraguai não compram nem 6 SuperTucanos e você sonhando com 12 Gripens?

Gustavo
Visitante
Gustavo

dificilmente deve sair negócio… as operações rotativas do F-16 por lá são mais que suficientes. Não existe mais ameça ao extremo sul chileno e na época dos F-5 Tiger III, eles já sobravam. Levando em conta que seria essa a missão principal e em substituição aos F-5.

Flanker
Visitante
Flanker

Gustavo, o Grupo 12 da FACh opera 12 F-5 Tiger III em Punta Arenas e está em vias de repotencializá-los estruturalmente, visando operá-los até 2030, no mínimo. Os F-16 dos 3 outros Grupos, operam em Punta Arenas de forma sazonal, com finalidades de treinamento, mas quem opera baseado lá permanentemente é o Grupo 12, com seus F-5.

Bardini
Visitante
Bardini

Mas os F-5 e F-16 ex-Holanda não vão durar pra sempre. No mundo real, eles só tem 10 (muito) bons caças. O resto é só isso, resto. Fazem número…
.
Duro vai ser ver eles comprando coisa nova, pois tem os Escoltas pra trocar, blindados pra comprar/modernizar, submarinos na conta e por aí vai a lista.

Marcos10
Visitante
Marcos10

Pergunta: o F104 tem como especificação um teto de serviço de 50.000 ft, porém o mesmo superou 100.000 ft, com o piloto devidamente equipado.
Seria possível para um Gripen.atngir tal altitude?

Entusiasta Militar
Visitante
Entusiasta Militar

Meu palpite,

O melhor para o chile é mais F-16 versões mais moderna.

João Moro
Visitante
João Moro

Acredito que o Chile não fará a aquisição, mas entendo que seria interessante ao Brasil oferecer os gripen NG quando o Chile precisar renovar suas aeronaves.

M.@.K
Visitante
M.@.K

Por falar em Gripen, hoje foi o voo do nosso futuro avião brasileiro…. parabéns!!!!