Home Aviação de Transporte Gastar 827 milhões na ‘melhor aeronave do mercado’ não é despesa, mas...

Gastar 827 milhões na ‘melhor aeronave do mercado’ não é despesa, mas investimento

14247
90
Embraer KC-390

Ministro da Defesa de Portugal defende aquisição de jato de transporte da Embraer

Manuel de Almeida / Lusa

O ministro da Defesa Nacional, João Gomes Cravinho, realça que a aeronave KC-390 é “a melhor do mercado” e argumenta que a compra de cinco destes aviões por Portugal é “um investimento” e não “uma simples despesa”.

A assinatura dos contratos relativos à aquisição de cinco aeronaves KC-390 e de um simulador de voo ocorreu nesta quinta-feira, em Évora, nas instalações da construtora aeronáutica brasileira Embraer.

Na cerimónia, presidida pelo primeiro-ministro, António Costa, João Gomes Cravinho frisou que “os 827 milhões que serão investidos nos próximos 12 anos incluem a aquisição das aeronaves, o simulador, os equipamentos, mas também os custos de manutenção, da aquisição de sistemas complementares ou ainda a construção e adaptação de infraestruturas necessárias à sua operação, a partir da Base Aérea n.º 6 no Montijo”.

“Isto significa que futuros orçamentos não serão onerados com despesas necessárias, mas de difícil enquadramento, como aconteceu no caso de algumas das capacidades actualmente ao dispor da Força Aérea”, acrescentou o ministro.

Com o KC-390 da Embraer, que conta com participação nacional, “Portugal está a adquirir a melhor aeronave do mercado para os requisitos operacionais e logísticos específicos” do país, afiançou ainda Gomes Cravinho.

“A participação nacional na edificação e dinamização do programa do KC-390 revela bem a actual capacidade competitiva da indústria aeronáutica nacional, incluindo aquela que está instalada em Évora, e que garante um retorno económico, financeiro e de conhecimento” para Portugal, defendeu o ministro.

“É por isso” que “o processo de aquisição do KC-390” por Portugal, “muito mais do que uma simples despesa, é um grande investimento para o país“, segundo Gomes Cravinho.

O ‘cluster’ aeronáutico português “representa já cerca de 1% do PIB (Produto Interno Bruto) nacional” e o que se espera é que “possa vir a duplicar num horizonte próximo”, assinalou o ministro.

“Esta indústria representa 3,3% das exportações nacionais” e regista “uma tendência crescente nos últimos 10 anos”, indicou ainda, argumentando que esta “grande competitividade nacional” se estende ao plano europeu, o que permite a Portugal “liderar projectos no âmbito da cooperação estruturada permanente da União Europeia nesta área”.

Com o KC-390, cuja primeira aeronave está prevista ser entregue a Portugal em 2023, as Forças Armadas portuguesas “ficam melhor equipadas”, com uma aeronave “com alcance intercontinental” e com capacidade para executar diversas missões e operações “estratégicas, tácticas, civis e militares”, de acordo com o governante.

“Permitirá reforçar as actuais capacidades de transporte aéreo, busca e salvamento, evacuações sanitárias e de apoio a cidadãos nacionais, nomeadamente entre o continente e os arquipélagos ou na diáspora, entre outras missões”, indicou ainda.

Embraer já exporta mais de 300 milhões/ano a partir de Portugal
As empresas Embraer em Portugal exportam mais de 300 milhões de euros por ano e prevêem crescer para os 400 milhões em 2020, no conjunto das duas fábricas de Évora e da OGMA, em Alverca, revelou o presidente e CEO da Embraer Defesa & Segurança, Jackson Schneider.

O responsável, que falava na cerimónia com Costa e Gomes Cravinho, afirmou ainda que, “em valor acumulado”, considerando o período de 2015 a 2024, as empresas da construtora aeronáutica brasileira em Portugal “exportarão mais de 3.500 milhões de euros”.

FONTE: ZAP

90
Deixe um comentário

avatar
17 Comment threads
73 Thread replies
2 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
52 Comment authors
JonasCarlos FrancoRui librettiCarlos BernardoDodo Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Ícaro Gabriel
Visitante
Ícaro Gabriel

O Brasil poderia elevar as encomendas destas aeronaves dos atuais 28 para 50, visto que muitos especialistas elogiam as suas capacidades.

Joao Argolo
Visitante
Joao Argolo

Acho que não é bem assim. Muitas avaliações são levadas em conta, inclusive a própria disponibilidade/necessidade/prontidão. Para o que 50? Ficar nos angares? Acho que não. Se fosse os EUA sim, muito mais de 50.

Felipe
Visitante
Felipe

Tinha uma idéia uns anos atrás de os correios comprarem umas 15 a 20 unidades da aeronave, isto já se aproxima do número de 50 e seria uma utilidade diferente de ficar nos angares.

https://www.aereo.jor.br/2011/05/24/empresa-aerea-dos-correios-custara-r-800-milhoes-ou-mais/

p.s.: Estes dias estava uma grande discussão a respeito da pintura do Gripen, e esta pintura azul e amarela do KC-390 “Correios Edition” o que acham?

ghutoz
Visitante
ghutoz

o futuro dono dos correios que definirá isso….

Camargoer
Visitante

Caro Ghutoz. Eu ia falar isso mesmo… não tem mais “risco” dos correios pintarem o KC390 (free willy) de azul-amarelo-sedex. Caso a privatização siga o modelo da telefonia e das distribuidoras de energia elétrica, a empresa privatizada (com outro nome.. talvez Correx) irá terceirizar o transporte para empresas que usarão uns celtinhas ou uninhos com um adesivo na porta “à serviços do Correx”.

Flanker
Visitante
Flanker

E fazer o que, com 50 KC-390??? Pra que tudo isso?? Não há demanda na FAB pra tantas aeronaves desse porte!

marcus
Visitante
marcus

Deveria sim. Mais 20 ajudariam a combater incêndios florestais e queimadas criminosas no Brasil inteiro.

Alfredo Araujo
Visitante
Alfredo Araujo

Adoro meu Honda Civic… o acho confortável, potente e econômico… além de bonito. Acho q vou comprar mais três !!!
.
Se eu preciso ? Não interessa…

JS666
Visitante
JS666

Se vc fosse o dono da Honda talvez faria isso mesmo, pelo menos de propaganda serve. rs

Fernando Turatti
Visitante
Fernando Turatti

lol
teríamos mais aviões de carga/tanque do que caças!

Mauricio R.
Visitante

Os russos estão com um concorrência para um substituto do An-12 “Cub”, a SVTS, russifica o “+ um”; quem sabe vai que cola.
Quem sabe assim, não serão somente 35 células vendidas.

filipe
Visitante
filipe

Bem visto Ministro, bem visto, tem toda a razão.

Chris
Visitante
Chris

A melhor aeronave ! É um elogio daqueles… Mas diante de tanta explicação…. Acho que tem gente contra a aquisição, lá por aqueles lados… heheh

O que, alias, é bem normal, é uma democracia… E quase sempre escondem é outros motivos (políticos) por tras ! Como os vermelhinhos torcendo para o nosso governo atual dar errado !

Mauro
Visitante
Mauro

Verdade. Mas o problema também, é um pouco de complexo de inferioridade: Como pode a colônia exportar aviões e ter uma fábrica de aviões em sua metrópole?? passa um pouco por aí também, nem que seja apenas subliminar, mas passa.
Acho que se sentem inferiorizados…

luis gomes
Visitante
luis gomes

Que ideia absurda..para a maior parte da população essa aquisição é vista como uma grande mais valia…não interessa para nada se é do Brasil ou de qualquer outro país. A Embraer têm muito prestígio tanto aqui como em qualquer parte do mundo.
E sem dúvida, o kc390 neste momento é a melhor aeronave de transporte médio táctico do mundo .

Jonas
Visitante
Jonas

Coisa mais ridicula, Portugal dá 10 – 0 no brasil em todos os departamentos. Continua a viver nesse mundo paralelo… na twilight zone.
Vê se cresce rapaz, conversa de gente com falta de auto-estima, isso sim.

João Moro
Visitante
João Moro

Como é que tem gente que acha que é uma despesa desnecessária ou burra??? Só uns tapados mentais para não perceber as vantagens do KC-390 para Portugal.

Dudu
Visitante
Dudu

Bacana!
Imaginem só,daqui a alguns anos,a exportação de KC-390 e Gripens,em um belo pacotão?
Sonhar não custa nada…

Entusiasta Militar
Visitante
Entusiasta Militar

a compra de cinco destes aviões por Portugal é “um investimento” e não “uma simples despesa”.

Seria ótimo que figuras como paulo guedes e outros dentro do governo e na mídia e influentes na sociedade, tivessem esse tipo de visão estratégica.

Afinal, quantos empregos poderiam ser gerados com mais investimentos na área de defesa, com a construção dos 20 NPa 500 ou de 250 Carros de Combate Médio nacional ou de 50 aeronaves LIFT ou com as diversas modernizações em equipamentos terreste e meios aéreos e navais.

Camargoer
Visitante

Caro Entusiasta. Alguns dos colegas aqui do blog acham que não cabe às forças armadas criar empregos…. Que seria melhor comprar material importado…etc… Eu sempre discordei deles.

Jadson Cabral
Visitante
Jadson Cabral

Seria ótimo sim. Só falta o dinheiro. O Governo acabou de anunciar 7 estatais a serem privatizadas as pressas até o fim do ano porque não tem mais dinheiro em caixa pra nada. Todos os ministérios com a corda no pescoço e você achando que é o Paulo Guedes querer…
Quanta infantilidade!

Camargoer
Visitante

Caro Jadson. Existem 3 motivos para privatizar uma Estatal. 1) A empresa dá prejuízo e não atende uma demanda social.. 2) A empresa dá lucro mas o serviço prestado não atende o interesse social. 3) O governo precisa de dinheiro para pagar as contas. Os Correios por exemplo, presta um serviço social importante, é lucrativo e tem uma infraestrutura logísitica que atende todo o país que dá uma vantagem competitiva para a entrega de mercadorias de compras online. Portanto temos duas hipóteses para privatiza-la: O governo precisa de dinheiro para pagar as despesas correntes ou o “Tio Patinhas” está esperando… Read more »

Jefferson Ferreira
Visitante
Jefferson Ferreira

Para haver tal investimento precisa ter uma reforma nas estruturas militares, da forma que é atualmente, não tem como fazer nada do tipo! Problema não é falta de dinheiro, a receita das forças armadas são uma das maiores do mundo o problema é onde a maior parte dessa receita é gasta! Não é uma decisão do Paulo Guedes que cabe ao Paulo Guedes é mais as forças armadas em quais são suas prioridades!!!

Fernando Turatti
Visitante
Fernando Turatti

Todo santo dia tem um gênio diferente reinventando a roda e criando o moto perpétuo…
Governo não cria recurso, governo GASTA recurso. Pra cada emprego ser gerado pelo governo, um ou vários outros são dificultados ou mesmo cortados devido as altas cargas tributárias para bancar essa farra.

Camargoer
Visitante

Caro Fernando. O Estado é anterior ao capitalismo, por isso parece ser um erro medi-lo essencialmente como seria feito por uma empresa privada capitalista. O Estado não gera lucro, mas gera riqueza ao realizar trabalho (principalmente nas etapas coletivas geralmente ignoradas pelo setor privado). Um exemplo simples seriam as campanhas de vacinação. O Estado usa recursos dos impostos para realizar uma despesa coletiva (a vacinação) que não seria (e não é) realizada pelo setor privado, mas que resulta em ganhos reais ao longo de décadas e gerações (foi a ação do Estado que erradicou a poliomielite no Brasil e a… Read more »

Fernando Turatti
Visitante
Fernando Turatti

Camargoer, o Estado é na melhor hipótese um mal necessário. Bem necessário, contudo, existe uma diferença entre gastar bem os recursos e gerá-los de fato. A atividade estatal é imperativa em questões indiscutivelmente inviáveis para a livre iniciativa como no caso citado das vacinas, uma vez que a eficácia das mesmas depende não apenas do indivíduo como também de toda uma cobertura vacinal para cobrir as falhas imunológicas. Dito isso, vacinas não deveriam meramente serem “gratuitas” como também deveriam ser obrigatórias, algo que infelizmente não são. Quanto a pesquisa, essa é uma parte que tranquilamente pode ser e é gerida… Read more »

Camargoer
Visitante

Caro Fernando. Essa é um ótima discussão porque podemos trazer argumentos bem fundamentados para os dois lados. Às vezes um.ou outro argumento mais popular pode ser questionado. Por exemplo a ideia que a iniciativa privada financiaria pesquisa básica. Não financia. Algumas empresas financiam pesquisa aplicada ou tecnológica, mas desconheço casos no mundo que exista pesquisa básica financiada por empresas privadas, nem na área farmacêutica.

Fernando Turatti
Visitante
Fernando Turatti

Camargoer, na verdade depende. Até existe de fato iniciativa privada em ciência de base, mas a própria existência do Estado e investimento do mesmo desincentivam isso, o que é normal e até aceitável, desde que o Estado seja no mínimo sócio nas patentes aplicadas. Já na área farmacêutica, estamos vendo uma corrida sendo perdida para os antibióticos por vários motivos, como o custo de iniciar um do zero e seu uso extremamente restrito. Outros tipos de remédios tem problemas ao redor do mundo com o desrespeito a patentes. Uma empresa vai, gasta uma fortuna numa aposta, consegue atingir o resultado… Read more »

Tadeu Mendes
Visitante
Tadeu Mendes

Eu gostaria muito e’ que a nomeclatura ou matricula dos avioes mudassem de PT + numero para qualquer outra coisa.

Nos Estados Unidos a matricula comeca com a letra N + numero.

Por favor mudem para BR + numero…….mas pelo amor de Deus tirem esse PT das asas das aeronaves brasileiras.

Julio Maronhas
Visitante
Julio Maronhas

Os indicativos de chamada das aeronaves são resultados de acordos internacionais assinados pelo Brasil e controlados pela ICAO (sigla em inglês da Organização Internacional da Aviação Civil) sendo que cada País tem um grupo de letras a ele assinalado: Para o Brasil foram atribuídos os grupos ZVA-ZYZ e PPA-PYZ atribuidos pela União Internacional de Telecomunicações. As letras BR não estão dentro deste grupo. No Brasil cada serviço de Radiocomunicação utiliza diferentes combinações letras/números.
Obs.: PT no alfabeto fonético internacional ICAO se fala Papa Tango e não tem absolutamente nenhuma conotação politica.

Tadeu Mendes
Visitante
Tadeu Mendes

Eu sei que não tem nada a ver com politica, mas que azar o nosso ter que ver essa sigla nas asas brasileiras

Camargoer
Visitante

Caro Tadeu. Acho que você se esquece dos colegas que têm uma opinião política diferente da sua. Há um enorme esforço de pacificação para que o país enfrente uma enorme crise, talvez em escala mundial. Há anos participando aqui no blog, nunca vi um comentário sobre a coincidência do nome do A29 com partido político. De modo algum isso significa concordar ou discordar com os programas políticos desse ou daquele partido, mas a comunidade de entusiastas é bem diversificada. Um grande abraço.

Rbd
Visitante
Rbd

Sabemos! O problema é que no Brasil a combinação dessas duas letras é sinônimo de tudo que não presta!

Camargoer
Visitante

Caro Colega. O alfabeto é cheio de surpresas. Eu por exemplo uso outras duas letras como sinônimo daquilo que não presta.

Walfrido Strobel
Visitante
Walfrido Strobel

Não é o Brasil que escolhe a matricula, as duas letras iniciais que podem ser PT, PR, PP ou PU no Brasil são distribuídas pela OACI para evitar que dois países ueem a mesma matricula.
Agora o Brasil solicitou a OACI o uso da PS para os novos aviões, as antigas estão esgotadas.
Vc não acha que isso é uma homenagem ao partido político, o uso do PT é muito anterior a criação do partido.
. https://aeromagazine.uol.com.br/artigo/matricula-de-avioes-no-brasil-ganha-nova-sequencia-com-serie-ps_4453.html

Walfrido Strobel
Visitante
Walfrido Strobel

Um exemplo das matriculas do grupo de língua portuguesa.
Cabo Verde
O prefixo aeronáutico utilizado em Cabo Verde é D4.

Brasil
Os prefixos aeronáuticos utilizados no Brasil são: PP, PR, PS, PT ou PU. Dentre os pares citados, “PS” é o único que ainda não era utilizado.

Guiné-Bissau
O prefixo aeronáutico utilizado em Guiné-Bissau é J5.

Macau
O prefixo aeronáutico utilizado em Macau é B.

Moçambique
O prefixo aeronáutico utilizado em Moçambique é C9.

Portugal
Os prefixos aeronáuticos utilizados em Portugal são CR e CS .

São Tome e Príncipe
O prefixo aeronáutico utilizado em São Tomé e Príncipe é S9.

Timor-Leste
O prefixo aeronáutico utilizado no Timor-Leste é 4W.

Tadeu Mendes
Visitante
Tadeu Mendes

Eu me lembro de ver êsse prefixo nos T-6 da Esquadrilha da Fumaça nos anos 60.

Eu sei que é antigo. Eu só preferiria que fosse diferente.

Camargoer
Visitante

Caro Tadeu. Os prefixos PT e PP., PR e PU são de aeronaves civis. As aeronaves militares tem apenas numeros. Acho que 4 sai caças, 2 são transporte… 8 helicópteros ou coisa assim.

Caravaggio
Visitante
Caravaggio

Q comentário mais ridiculo rs

Nilton Reis Jr
Visitante
Nilton Reis Jr

Às vezes eu acho que já li de tudo. Só às vezes.

Marcio Cosentino
Visitante
Marcio Cosentino

Pois é, sempre tem algo que nos surpreende.

BILL27
Visitante
BILL27

Encanar com a matricula da aeronave por ser a sigla de um partido é o fim da picada

Welt
Visitante
Welt

Pra ver o “nívi” de desinformação que assola o setor de comentários.
Isso num país alfabetizado, inserido na era da informação, em um site especializado.
Ta difícil ser sensato hoje em dia.
A histeria lá no Forte esses dias foi pesada.

Nilton L Junior
Visitante
Nilton L Junior

Poderia PP o antigo arena

Joao Argolo
Visitante
Joao Argolo

“Considerando o período de 2015 a 2024, as empresas da construtora aeronáutica brasileira em Portugal “exportarão mais de 3.500 milhões de euros”

Acho que queriam dizer bilhões né?

Fernando "Nunão" De Martini
Visitante
Fernando "Nunão" De Martini

O texto é de origem portuguesa, e em Portugal não se usa o termo bilhões.

Alexandre Pessoa
Visitante
Alexandre Pessoa

Teoricamente no PT-PT té se usa, mas como indicativo do nosso “trilhões”. Em .pt é assim: Mil, Milhões, Mil Milhões (o nosso bilhão), Bilhões (trilhão), Mil Bilhões, etc.

Joao Argolo
Visitante
Joao Argolo

Ah tah. Obrigado pela dica. Achei que foi erro do editor.

Comanf
Visitante

Encontra-se facilmente online o link para o canal RTP-Radio Televisao Portuguesa. Assim pode-se acostumar-se com o vocabulario usado pelos portugueses natos.

Tadeu Mendes
Visitante
Tadeu Mendes

Alguem poderia me explicar o porque a EMBRAER tem duas instalacoes em Portugal?

Porque nao e’ tudo montado em Gaviao Peixoto? Tirando emprego do trabalhador brasileiro para dar aos portugueses.

Os brasileiros sao muito perseguidos e discriminados e perseguidos em Portugal.

Que absurdo.

Ou sera’ que a EMBRAER fez isso para garantir que Portugal comprasse os KC-390?

No meu dicionario issso se chama: suborno.

Fernando "Nunão" De Martini
Visitante
Fernando "Nunão" De Martini

Tadeu, empresas com clientes em todo o globo precisam de presença global. A Embraer tem linhas de montagem nos Estados Unidos e fábricas de componentes em Portugal, sejam elas unidades próprias ou em parceria com empresas locais, por esse motivo. Já teve linha de montagem na China, também. E os componentes fabricados não se limitam ao KC-390, pois são usados em outras aeronaves da empresa, desde antes de começar a produção desse novo avião. Além disso, a empresa continua a gerar empregos em São José dos Campos, Botucatu e Gavião Peixoto, produzindo componentes e tendo linhas de montagem final nessas… Read more »

João Souza
Visitante
João Souza

Xenofobia existe em todo lugar! Os ignorantes estão por todo o mundo! Portugueses no geral gostam do Brasil.

Tadeu Mendes
Visitante
Tadeu Mendes

Segundo as reportagens sobre a vida dos imigrantes brasileiros em Portugal, a xenofobia lá é bastante comum e intensa.

Eu já vivi isso aqui nos EUA, por parte da comunidade portuguesa.

Os europeus são xenófobos , em geral.

Fernando Pereira
Visitante
Fernando Pereira

Caro Tadeu, se os emigrantes Brasileiros (e não refugiados pois esses não têm escolha) são tão mal tratados em Portugal, não entendo como vêm cada vez mais, e os que vivem e trabalham em Portugal não querem sair daqui, realmente devem ser muito mal tratados, essas reportagens são da Bolsonaro TV? Ou da Fox News? Se calhar são da CM TV, como diz o Trump original, são fake News, grande abraço e fique bem

Carlos Gil
Visitante
Carlos Gil

Desconheço o número de brasileiros que residem actualmente em Portugal. Aqui na zona de Lisboa são milhares certamente; alguns deles estão por cá há mais de uma década, a maior parte chegados nos últimos três/quatro anos. É fácil perceber que os brasileiros que têm chegado nos anos mais recentes são, geralmente, de estratos sociais mais elevados do que os que chegaram há mais tempo. Com o conhecimento que entretanto a comunidade brasileira acumulou sobre a sua vida em Portugal, os brasileiros não iriam continuar a escolher este país, se viver aqui fosse a “desgraça” que refere. Os milhões de turistas,… Read more »

André Bueno
Visitante
André Bueno

Grato, amigo.

Carlos Bernardo
Visitante
Carlos Bernardo

Caro Tadeu vejo que é um completo ignorante no que se refere a Portugal e apenas lhe digo que é bem vindo quem vier por bem mas isto não é o seu caso, passe bem

Carlos
Visitante
Carlos

Caro Tadeu, este avião só foi comprado por questões meramente políticas nada mais, a Embraer para o vender tinha que ter cá fábrica e mesmo assim teve benefício fiscal, caso contrário ZERO, sou ex-militar da FAP sei de fonte próxima que ninguém queria este avião, por esse valor enorme, tinhamos soluções mas lá está política meteu se. ainda por cima num avião que nem sequer é Brasileiro, componentes vem de fábricas de pelo menos 3 países.

Dodo
Visitante
Dodo

Falou muito, mas falou besteira Carlos…Se é que este é mesmo seu nome…

Carlos
Visitante
Carlos

Deves saber muito tu para dizeres isso.

Carlos Franco
Visitante
Carlos Franco

As fábricas da Embraer em Portugal tiveram incentivos fiscais e financeiros de Portugal e da União Europeia na ordem dos 70%.
As fábricas da Embraer em Portugal são um ótimo negócio pra a empresa, e ainda bem.
O objetivo de qualquer empresa é dar lucro, espero que ganhem muito dinheiro.
Abraços e deixem-se de xenofobia, isso é conversa de dar em lado nenhum.

Carlos
Visitante
Carlos

Uma pergunta, tu achas que, se a escolha fosse outro avião eles da Embraer ficavam cá, não vejo isso, a questão aqui não é se a empresa ganha muito ou pouco, escolher um avião que basicamente é um protótipo por um valor em excesso, mas enfim…

Marcos R.
Visitante
Marcos R.

Esses incendios na Amazônia são uma ótima oportunidade da Embraer mostrar a capacidade de combate a incêndios florestais da aeronave, resta saber se irão aproveitar a repercussão mundial que teriam.

Walfrido Strobel
Visitante
Walfrido Strobel

O avião nem tem ainda equipamento desenvolvido e certificado para combate a incêndio florestal, de porte maior no Brasil só o C-130 por enquanto com o equipamento MAFFS(Modular Airborne FireFighting System).
. https://www.fab.mil.br/sis/enoticias/imagens/pub/20077/i1412014545653750.jpg

Marcos R.
Visitante
Marcos R.

Sendo modular, esse mesmo equipamento não seria compatível com o KC390?

Mauricio R.
Visitante

Falta algo básico, em se tratando de aviação: Homologação
Além do que o Power Point do “+ um” que circula por ai, configurado para combate a incêndios, trás o MAFFS I, em que a aeronave opera com rampa aberta e despressurizada.
O que restringe a performance, além do barulho dentro do ac.
Seria de bom tom portanto providenciarem um equipamento MAFFS II, em que a aeronave opera fechada e pressurizada.
No C-130 as portas de salto são trocadas e os bocais de dispersão são montados ali.

Walfrido Strobel
Visitante
Walfrido Strobel

Maurício, o MAFFS II só tem um dispersor grande na porta traseira esquerda.
. https://www.maffs.com/files/6614/0238/6580/air-drop-1.jpg

Walfrido Strobel
Visitante
Walfrido Strobel

Tem que ver a questão dos bocais que no modelo atual do MAFFS I foram feitos sob medida para a rampa do C-130. Não é só questão de caber dentro do KC-390.apesar de ser modular.
.comment image

Walfrido Strobel
Visitante
Walfrido Strobel

Se forem usar um MAFFS II o caso é mais complicado a Embraer tem que desenvolver uma nova porta reforçada para ser trocada quando o MAFFS II for instalado no avião.
Não é a toa que praticamente todos os clientes do MAFFS preferem o MAFFS I.
.comment image

JT8D
Visitante
JT8D

Então qual seria a vantagem do MAFFS II? Se o avião estará a baixa altura sobre o incêndio, pra que operar pressurizado? Quando lança paraquedistas ou carga o avião também está despressurizado

Welt
Visitante
Welt

Imagino que deva ter algum ganho na dispersão por conta das pressões aerodinâmicas.
Não sou especialista mas imagino que seja algo do tipo.

Ademir
Visitante
Ademir

O Brasil poderia tentar negociar com o governo luzitano a compra e transferência de tecnologia dos ” terríveis” drones portugueses uma arma de destruição jamais vista no planeta. .

Fernando Pereira
Visitante
Fernando Pereira

Ademir, os Drones Portugueses são de vigilância, marítima e terrestre além de aérea claro, não estão armados pois essa não é a sua função, deve estar a confundir com os Drones Americanos, Russos Chineses etc, se calhar antes de mandar piadas devia investigar melhor, fique bem

RENAN
Visitante
RENAN

Parabéns pela declaração
Gostaria muito de ver as autoridades do país fazendo um comentário em rede nacional da importância desta venda.
A propaganda é a alma do negócio

Rommelqe
Visitante
Rommelqe

Impressionante : 3.500.000.000,00 EUROS!!!!!!!!!!!!!! Quem não quer fabricas e empresas assim em seu território? Mesmo não sendo “nacionais”? E não esquecer que grande parte da EMBRAER não foi vendida e continua aqui mesmo. Não vai fechar pelos mesmos bons motivos.

Jorge Augusto Rodrigues Silvany
Visitante
Jorge Augusto Rodrigues Silvany

Quando está Incrível Aeronave vai Ser Produzida no Brasil para Combater os Incêndios no País, Acredito ser o seu Grande Salto para seu Grande Potencial

Fernando Turatti
Visitante
Fernando Turatti

Blablablá pra variar. É provavelmente um ótimo avião, foi comprado a um preço bom e tudo o mais, mas vamos deixar uma coisa bem clara: CHAMAR ALGO DE INVESTIMENTO NÃO MUDA OS FATOS. Investimento é quando tu pega uma grana e coloca, caso conservador, num fundo de renda fixa onde seu patrimônio irá crescer, ou em algo menos conservador como um fundo imobiliário. Você pode também gastar com suas habilidades para aprimorá-las e depois ganhar mais dinheiro pelo que aprendeu. Se seu gasto não irá gerar MAIS dinheiro do que ele próprio, não é investimento algum, é meramente um gasto.… Read more »

Camargoer
Visitante

Fernando. Acho que existem outros exemplos de investimentos…. Quando um taxista financia um carro novo e adquire uma dívida de 3 ou 4 anos, talvez 10 ou 15% da renda gerada pelo carro novo serve para pagar o próprio financiamento, sendo que nessa conta entra a redução dos custos de manutenção, talvez uma vantagem competitiva de um carro novo contra concorrentes com carros velhos, etc. Quando uma padaria reforma, amplia ou substitui o forno também e investimento mesmo sabendo que a tenda gerada pela simples venda dos pães não cobre o custo da produção e do investimento, mas e o… Read more »

Fernando Turatti
Visitante
Fernando Turatti

Camargoer, note que os seus exemplos são essencialmente gastos para gerar lucro. O Estado tem diversos gastos que geram lucros para a sociedade, como é o caso das vacinas supracitadas, além de questões como investimento em pesquisas e educação para que a mão de obra seja mais qualificada, além de mais apta para inovação. A questão é que forças armadas não dão lucro para a sociedade, sendo seu saldo sempre negativo. Contudo, MUITO mais negativo é arcar com os custos de uma invasão, logo é um gasto bom. Se assemelha não a uma melhoria na padaria mas como um seguro,… Read more »

Bruno
Visitante
Bruno

Bom dia,

A discussão sobre o KC-390 e Portugal já foi parar em política e até alucinações, mas como meu interesse é na aviação tenho uma questão:

O KC-390 pode ser equipado com aquele sistema de reabastecimento em voo do tipo “lança” que a USAF usa? Desculpem a ignorância,mas pergunto porque, se usarem os F-16 ou alguma aeronave com esse tipo de reabastecimento em voo, e é claro se usarem também os KC para REVO, vão precisar né ?

Abraços

Mauricio R.
Visitante

Não. Mas tinha ou tem, um CFT para F-16, com “probe”. Chama-se CARTS.
Chegou a ser ensaiado em voo e exposto em Farnborough 2010.
Ideia da “Trabalhos do Gambá”…

Gabriel BR
Visitante
Gabriel BR

É sempre uma felicidade saber que podemos contribuir e colaborar com os irmãos portugueses.

Rui libretti
Visitante
Rui libretti

A Embraer e um orgulho paratodos os brasileiros! Foi muito dificil convencer os militares na epoca, mas o Comandante Ozires silva, com sua capacidade de dialogo e muito conhecimento na area, colocou em pe essa empresa que parecia ser apenas um sonho! Nao temos na Embraer, cargos de diretores indicados por politicos, nao ha ingerencia na sua conducao e sua estrategia de Mercado serve de referencia para o Mundo!Parabens para toda equipe tecnica da Embraer e a todos os seus funcionarios!