Home Aviação Militar Aeronave do Comando Nuclear da Marinha dos EUA é danificada em incidente...

Aeronave do Comando Nuclear da Marinha dos EUA é danificada em incidente no hangar

4652
19
E-6B Mercury
E-6B Mercury

No dia 7 de fevereiro, o estabilizador vertical na parte traseira de uma aeronave do comando e controle da Marinha dos EUA atingiu parte de seu hangar quando estava sendo rebocada, exigindo milhões de dólares em reparos, de acordo com um porta-voz das Forças Aéreas Navais dos EUA.

A aeronave, um E-6B Mercury, estava sendo movida na base da Força Aérea Tinker em Oklahoma durante operações regulares quando o estabilizador vertical da aeronave atingiu o hangar, o Tenente Travis Callaghan, um porta-voz das Forças Aéreas Navais, disse ao military.com.

Uma pessoa estava dentro da aeronave durante o incidente, já que é um procedimento padrão ter um “piloto de freio” a bordo sempre que a aeronave for rebocada de um hangar, acrescentou Callaghan.

Fotos do incidente compartilhadas na mídia social mostram o estabilizador vertical quebrado do avião.

De acordo com o centro de segurança naval, o incidente foi rotulado como um sendo de classe A, que é definido como um incidente que custa US$ 2 milhões ou mais para ser consertado. O incidente está sob investigação, após o qual as decisões serão tomadas “sobre quais reparos serão necessários para a aeronave”, observou Callaghan.

 

O E-6B Mercury, é baseado no avião comercial Boeing 707, e faz parte da missão “Take Charge and Move Out” da Marinha.

O avião é responsavel por ligações de comunicação seguras para serem usadas em guerra nuclear assegurando um link entre a Autoridade Nacional de Comando e o sistema estratégico de lançamento de armas nucleares, incluindo submarinos americanos, bombardeiros e silos de mísseis. O centro de comando nacional se reporta ao presidente dos EUA e ao Secretário de Defesa em conjunto.

De acordo com dados do Centro de Segurança Naval, este incidente é o quinto de aviação Classe A da Marinha nos últimos cinco meses. O número médio de incidentes entre os anos fiscais de 2009 e 2018 é de cerca de 12.

E-6B Mercury

FONTE: military.com

Subscribe
Notify of
guest
19 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Mosczynski
Mosczynski
1 ano atrás

Ops, my bad.

Firefox
Firefox
1 ano atrás

Sabotagem do Putin rsrsrs

Walfrido Strobel
Walfrido Strobel
1 ano atrás

Nos anos 90 eu vi ao vivo um acidente igual com um Lear Jet 35 do 1°/6° em um hangar do PAMA-RF.

Rui chapéu
Rui chapéu
1 ano atrás

Qual será o avião base que vai substituir todos esses 707 que ainda voam mundo afora no mundo militar?
Seria o 737 mesmo que foi baseado o P-8 ou vão usar o 777 ou 787 dreamliner?

Fligth_Falcon
Fligth_Falcon
Reply to  Rui chapéu
1 ano atrás

767-200 e -300

Cicero Pavei
Cicero Pavei
1 ano atrás

Que bom, deveria ter explodido com algumas dezenas de bombas atômicas pra ver o que ia acontecer, juro que a China e a Rússia ia adorar a adorar

teropode
Reply to  Cicero Pavei
1 ano atrás

esta magoa vai te fazer mal cara kkkkkkkk , vai levar um deslike por causa do odiozinho kkkkkkk

BILL27
BILL27
1 ano atrás

Pra mim é bem simples esta escolha …. Os bimotores da nova geração vão ser mais economicos e no conjunto da obra, as empresas vão economizar mais ,mesmo o A380 levando mais pax.

CB Vicente
CB Vicente
1 ano atrás

que preju em…mas é a usnavy ne rsrsr
nem chega a ser prejuízo para os donos da bala $$$$$$$$

Brunow Basillio
Reply to  CB Vicente
1 ano atrás

Sei…vai pensando , aquela dívida de 22 tri não pensa assim..

teropode
Reply to  Brunow Basillio
1 ano atrás

Dívidas só são problemas de fato se o credor tiver culhoes para cobra-la , neste caso , quem vai cobrar esta divida? China ? Já presenciou o abraço de afogandos ?

Brunow Basillio
Reply to  teropode
1 ano atrás

No mundo de hoje nem é problema o credor querer cobrar a dívida, só o boato de vc estar no vermelho já deixa a situação meio alarmante..

teropode
Reply to  Brunow Basillio
1 ano atrás

Sei não viu , pois mesmo com esta divida enorme eles continuam mais atrativos para investimentos do que muitos países sem dívidas, como o Brasil por exemplo , basta falarem em aumentar os juros internos que o mundo fica desesperado , assim fica fácil continuar devendo.

Nilson
Nilson
Reply to  teropode
1 ano atrás

Só não entendi o Brasil ser usado como exemplo de país sem dívidas…

teropode
Reply to  Nilson
1 ano atrás

Modus irônicos cara .

Rafael Coimbra
Rafael Coimbra
1 ano atrás

Estão tão preocupados com os chineses que não conseguem nem manobrar um avião… rsrsr

Luiz Trindade
Luiz Trindade
1 ano atrás

Não deixa de ser uma orelhada. Tem de investigar para descobrir as causas para evitar que isso aconteça de novo.

Sergio Peixoto
Sergio Peixoto
1 ano atrás

Eu conheço o Zé. O lanterneiro do meu fusca que deu jeito no mesmo quado eu bati!!!!
Acho que ele cobraria uns R$ 500,00 para passar plastic nisto….

Chris
Chris
1 ano atrás

Pela foto… Parece uma barbeiragem feia do piloto..

Desse jeito, vao ter que contratar motoristas… heheh