Home Aviação Militar CRUZEX 2018: Começam a chegar as primeiras aeronaves

CRUZEX 2018: Começam a chegar as primeiras aeronaves

20745
63

Começaram ao Brasil as primeiras aeronaves que vão participar do exercício operacional multinacional CRUZEX 2018.

Nas imagens deste post, uma aeronave C-17 da USAF que chegou a Natal-RN trazendo equipamentos para as forças americanas.

Nas imagens abaixo, jatos A-37 Dragonfly da Força Aérea Uruguaia em Iguaçu, a caminho de Natal, com aviões de apoio.

O Cruzeiro do Sul Exercise (CRUZEX) é um exercício promovido pela Força Aérea Brasileira (FAB) desde 2002, que visa ao treinamento conjunto de cenários de conflito, promovendo trocas de experiências entre os países participantes.

A edição de 2018, que acontece entre os dias 18 a 30 de novembro, na Ala 10, em Natal (RN), vai reunir 13 países, além do Brasil, em torno de cem aeronaves militares brasileiras e estrangeiras.

Trata-se do maior treinamento conjunto e multinacional promovido pela FAB – pois também reúne Marinha e Exército. O total previsto é entre 1.200 a 1.300 horas voadas.

A principal novidade do CRUZEX 2018 é o cenário de guerra não convencional, em que o combate é contra forças insurgentes ou paramilitares e não entre dois Estados constituídos. É o perfil encontrado em missões de paz da ONU.

Nesta edição, Brasil, Canadá, Chile, Estados Unidos, França, Peru e Uruguai vão participar com militares e aviões; Alemanha, Bolívia, Índia, Portugal, Suécia, Reino Unido e Venezuela, com militares.

FOTOS: Grupo de Plastimodelismo / Roberto Lúcio / Spotters de Iguaçu, via Valter Andrade

Subscribe
Notify of
guest
63 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
DOUGLAS TARGINO
DOUGLAS TARGINO
2 anos atrás

Como queria tá lá para ver tudo isso!

BILL27
BILL27
2 anos atrás
João
João
2 anos atrás

O brigadeiro da reserva, Carlos Eduardo da Costa Almeida, cedeu entrevista para o nosso programa, onde falou sobre a Cruzex que inicia próximo dia 18 em Natal, sobre o futuro das Forças Armadas e a possibilidade do Brasil entrar para a OTAN

https://youtu.be/jFie3-C_WEk

Delfim
Delfim
Reply to  João
2 anos atrás

Ex-embaixador dos EUA tb propôs mas reservista e ex apitam menos.
Aí não rola o convite e acaba-se com a auto-estima em baixa, como foi com a questão da cadeira fixa no Conselho de Segurança da ONU.

Maurício.
Maurício.
2 anos atrás

A força aérea uruguaia dá uma lição nas forças aéreas de Argentina e Venezuela, mesmo com uma força aérea bem modesta eles estão sempre presentes com seus Dragonfly, pena que eles não tem uma aeronave de caça de verdade, seus pilotos mereciam nem que fosse um KAI FA-50.

Eduardo von Tongel
Eduardo von Tongel
Reply to  Maurício.
2 anos atrás

País pequeno, para eles os Gripen produzidos aqui cairiam bem. 6 unidades monoposto e uma biposta para treinamento.

Humberto
Humberto
Reply to  Maurício.
2 anos atrás

Eles estão a anos tentando conseguir alguns F-5 e agora o foco parece ser o L-15 Chinês.
O Gripen não é factível para o Uruguai.

Pablo Martinez
Pablo Martinez
Reply to  Humberto
2 anos atrás

Y ahora con nuevos asientos eyectables, que están siendo colocados. Martin Baker MK8.

Alejandro Perez
Alejandro Perez
Reply to  Pablo Martinez
2 anos atrás

6 Gripen??? L15 ou Alca 159 com muita reza. Boa missão pra nossa FAU!

Dod
Dod
2 anos atrás

RA-1 é o AMX ? Qual a diferença ?

Daglian
Daglian
Reply to  Dod
2 anos atrás

O RA-1 é uma versão do AMX voltada para reconhecimento. Segundo a própria FAB: “A aeronave RA-1, além de amplo alcance e penetração, possui capacidade de coletar imagens a qualquer hora do dia ou da noite, através de modernos sensores aeroembarcados óticos e infravermelhos”.

BILL27
BILL27
Reply to  Daglian
2 anos atrás

Achho que a unica mudança são os pods que pode carregar

Dod
Dod
Reply to  Daglian
2 anos atrás

Muito bom saber vlw vlw !!!!

Marcos
Marcos
Reply to  Dod
2 anos atrás

https://twitter.com/portalfab/status/1062465128447193088

Esse vídeo mostra bem a capacidade dos AMX RA-1

Flight
Flight
Reply to  Marcos
2 anos atrás

Interessante como fica a aeronave após o lançamento das bombas perto dos 50 segundos do vídeo

Rommelqe
Rommelqe
Reply to  Marcos
2 anos atrás

A melhor opção para a FAB: aceleração imediata do programa de modernização dos A1, upgrade para a versão RA-1 de todos os disponíveis o mais breve possível!
Pelo menos nas missões ar solo teríamos o melhor tampão possível no momento…

CESAR FLORIANO
2 anos atrás

Quando eu vi q Venezuela vai ter observador, parei de ler a matéria.

Sydnei
Sydnei
2 anos atrás

Sou leigo por isso pergunto: qual a vantagem do Brasil entrar na OTAN?

Rinaldo Nery
Rinaldo Nery
Reply to  Sydnei
2 anos atrás

Aprendizado. Atualização doutrinária. Acesso aos documentos e treinamentos.

Carlos Eduardo Gasperin
Reply to  Sydnei
2 anos atrás

E a possibilidade de termos terrorismo por aqui. Quem entra para a OTAN tem que seguir na guerra que os americanos arrumarem…. Até agora fomos um país pacífico.

LBacelar
LBacelar
Reply to  Carlos Eduardo Gasperin
2 anos atrás

Já temos amigo… Há tempos as células do Hezbollaz, Hamas e AQ agem impunemente na troca de favores com o crime organizado.

Sem contar que com quase 70.000 mortos anualmente, o nosso terrorismo interno é o mais eficiente do mundo.

Carlos Eduardo Broglio Gasperin
Reply to  LBacelar
2 anos atrás

Verdade. De um outro modo mas temos. Mas não precisamos piorar. Nosso terrorismo ainda não explode bombas em cafeterias e sabemos quem devemos extirpar. Falta mais efetividade. Abraço

Ronaldo de souza gonçalves
Ronaldo de souza gonçalves
2 anos atrás

È um bom exercício,a suécia deveria participar gostaria de ver uns grispen participando,e mesmo a Bolívia com o k-8 .Vamos ver como se dará esse cruzex para vermos aonde podemos melhorar.

Andre
Andre
Reply to  Ronaldo de souza gonçalves
2 anos atrás

grispen……………………………..QUE RAIVA.

BILL27
BILL27
Reply to  Andre
2 anos atrás

kkkkkkkkk

Cangaceiro
Cangaceiro
2 anos atrás

Pena que não será um exercício convencional estilo Red vs Blue. Eu gostaria de ver como os nossos F-5 + E-99 se sairiam contra os F-16 Chilenos ou até mesmo americanos.
Pelo que eu vi numa matéria anterior será um cenário contra forças insurgentes, então imagino que será muito mais uma cooperação em ataques ao solo. Alguém tem mais informações como serão os exercícios?

Ah apesar de bem antigos, sempre gosto de ver os Dragonfly!

Maurício.
Maurício.
Reply to  Cangaceiro
2 anos atrás

Cangaceiro, geralmente antes do exercício propriamente dito ocorre alguns combates dissimilares entre as aeronaves e provavelmente terá um lado “agressor” no exercício, esse normalmente é com aeronaves da FAB, se esse lado agressor tiver o E-99 aí sim haverá F-5 + E-99 vs F-16.
Também gosto dos dragonfly, lembro que entre 2001 e 2002 eles eram bastante usados contra as FARC.

Rinaldo Nery
Rinaldo Nery
Reply to  Maurício.
2 anos atrás

A primeira semana chama-se FAM/FIT (Familiarization Integration Training). Primeiro circuitos de navegação a baixa altura pros gringos conhecerem o terreno. Depois os dissimilares controlados pelo E-99 (Argus). A OPFOR (Opposite Force) não possui AEW.
Dois E-99 controlam os pacotes da manhã, durante a fase LIVE (segunda e terceira semanas), e dois na parte da tarde, com rendição em vôo. Aproximadamente 6 horas de missão. Primeiro a chegar no campo de batalha, e último a sair.

Matheus
Matheus
Reply to  Rinaldo Nery
2 anos atrás

Vou ficar de olho no Fligth Radar.

BILL27
BILL27
Reply to  Matheus
2 anos atrás

nao aparece no fr .

BILL27
BILL27
Reply to  Matheus
2 anos atrás

https://www.flightradar24.com/C130/1e9360ad

https://www.flightradar24.com/1e936230

Caças geralmente não aparece ,mas o C130 ja esta em ação e o R 99 tbm

Maurício.
Maurício.
Reply to  Rinaldo Nery
2 anos atrás

Rinaldo, na parte dos dissimilares o E-99 fica “apenas” como controlador, não tomando lado algum?
Na Cruzex lll o lado vermelho também contou com aeronaves AEW, o esquadrão agressor foi o Pampa, foi onde o F-5 “utilizou” a primeira vez um BVR, abatendo Migare francês e Skyhawk argentino, nas outras Cruzex, confesso que não lembro se o lado vermelho tinha aeronaves AEW.

Klesson Nascimento
Klesson Nascimento
Reply to  Rinaldo Nery
2 anos atrás

Olá Comandante,
Existe algum equipamento ou programação prévia para o E99 comunicar-se com as aeronaves dos outros países?

Rinaldo Nery
Rinaldo Nery
Reply to  Klesson Nascimento
2 anos atrás

Sim. Rádios V/UHF. ????

Rui chapéu
Rui chapéu
2 anos atrás

Perae… Que Iguaçu a força do Uruguai está?

Foz do Iguaçu – PR? Pq não vi nada por aqui

Gilmar
Gilmar
Reply to  Rui chapéu
2 anos atrás

Tem razão, Rui. Eles NÃO passaram por aqui, Foz do Iguaçu.

Flanker
Flanker
Reply to  Gilmar
2 anos atrás

Pois é….mas pelas fotos dos A-37 o local se parece muito com o aeroporto de Foz do Iguaçu.

Rui Chapéu
Rui Chapéu
Reply to  Flanker
2 anos atrás

eu não achei parecido. Tb não achei no site desses spotter do iguaçu essas fotos.

Não acho informação nenhuma a respeito.

Gostaria de ver se vieram por foz se na volta eu teria oportunidade de ir ver.

Mas tá difícill de saber.

Delfim
Delfim
2 anos atrás

Hoje em dia a maioria dos confrontos se dá contra forças assimétricas. Então que o exercício seja assim.
Ademais, com os F-5M não tem mais o que avançar em termos de exercício em confronto aéreo. É esperar os F-39.

Adriano RA
Adriano RA
Reply to  Delfim
2 anos atrás

Ainda assim, é uma ótima oportunidade para o treinamento das tripulações, em especial os mais jovens. Abraços.

sergio
2 anos atrás

Achei que era uma exposição de aviões antigos .

Rommelqe
Rommelqe
Reply to  sergio
2 anos atrás

Humor maligno esse hein?

Jagderband#44
Jagderband#44
Reply to  sergio
2 anos atrás

hahahahahaha excelente!

Alejandro Perez
Alejandro Perez
Reply to  sergio
2 anos atrás

Típico da América do Sul…é o que se tem.

Ronaldo de souza gonçalves
Ronaldo de souza gonçalves
2 anos atrás

A Bolívia vai comprar 4 a 6 aeronaves yas-130 para substituir os velhos t-33 e junto com os seus 6 k-8 se posicionará melhor nas medianas forças aéreas latino américas.Espero que o Uruguai compre os f-5 suíços para se fortalecer no rank,e reformem seus púcaras.No restante o cruzex vai ser um sucesso.

Rommelqe
Rommelqe
Reply to  Ronaldo de souza gonçalves
2 anos atrás

Ronaldo, já que você gosta tanto deste modelo, mande eles comprarem o tal do Gri pen, (sem s, por favor). Ele é baratinho por que não ecsiste, e aí vc fica sem repetir a mesma piadinha de sempre!!!!

Jagderband#44
Jagderband#44
2 anos atrás

Incrível ver os A-37 Dragonfly voando ainda.

Alejandro Perez
Alejandro Perez
Reply to  Jagderband#44
2 anos atrás

Ate 2020é o que teremos….

Carlos Alberto Soares
Carlos Alberto Soares
2 anos atrás

T 33 na Bolívia não voam á muito tempo.

Mal conseguem manter os K 8.

_____________________________________

Uruguay e Argies, o melhor:

Fácil Manut, baixo custo h/voo, ótima relação custo x benefício etc …..

https://www.youtube.com/watch?v=IDKdrkeRieg

Vale a pena assistir o vídeo todo.

Leandro
Leandro
2 anos atrás

Será que vão abrir os portões para ver as aeronaves?

Rinaldo Nery
Rinaldo Nery
Reply to  Leandro
2 anos atrás

A OPFOR nunca teve AEW. Eu estava na CRUZEX III. Uma aeronave (ou elemento) pode ser controlada pelo COPM 3, enquanto outra controlada pelo Argus. Ou as duas pelo Argus. Tanto faz.

Rinaldo Nery
Rinaldo Nery
Reply to  Rinaldo Nery
2 anos atrás

Resposta ao Maurício, post das 12:03h.

Maurício.
Maurício.
Reply to  Rinaldo Nery
2 anos atrás

Rinaldo, então essa matéria deve estar errada, aqui diz que o lado azul contou com o E-3 e o lado vermelho F-5 e E-99.
A matéria está em PDF, pode baixar sem medo.
https://www.google.com.br/url?sa=t&source=web&rct=j&url=http://www.ecsbdefesa.com.br/fts/CRUZEXIII.pdf&ved=2ahUKEwic5P61zdneAhVBWpAKHZ4UDf0QFjAAegQIARAB&usg=AOvVaw04Z1NNLvJO79eqnpcol-md

Rinaldo Nery
Rinaldo Nery
Reply to  Maurício.
2 anos atrás

Eu era o A-2 Deputy da Force Air Component, sediado em Anápolis. Não me recordo da presença de um E-99 em Campo Grande. Posso estar enganado.
Lembrei-me de um fato engraçado : escalaram o venezuelano como Mission Commander de um pacote, mas o Mirage 5 deles não possuía autonomia para ir a Campo Grande e voltar. E é por isso que um helicóptero C-SAR necessita possuir capacidade REVO.

Bruno
Bruno
2 anos atrás

Espero que essa CRUZEX me renda umas boas fotos, vídeos e que depois apareçam uns bordados a venda na internet kkkkk… Vou deixar aqui uma pergunta pro Cel. Nery, qual é o callsign dos OPFOR, AEW e reabastecedores? Se puder responder eu agradeço, se souber o callsign de todos e quiser dizer também não tem problema, quanto mais melhor!
Abraço.

Rinaldo Nery
Rinaldo Nery
Reply to  Bruno
2 anos atrás

As UAE usam seus call signs originais. Desconheço os call signs dos gringos. O AEW é Guardião. Se a OPFOR for o 1°/4° será PACAU.

Deivid Anderson
2 anos atrás

Moro há 3,9 km da Base Aérea de Natal e sou bastante privilegiado com relação a pouso e decolagem de aviões na Base,e os aviões da FAB começaram a chegar desde o inicio do mês e os primeiros aviões estrangeiros no última quarta
Muito legal mesmo o lugar onde eu moro tanto no localização e posição e é por causa da base de Natal que eu desde pequeno sou admirador da aviação militar,pois desde criança acompanho o exercício.

Carlos Eduardo Broglio Gasperin
Reply to  Deivid Anderson
2 anos atrás

Manda umas fotos!!! Abs

Rogerfer
Rogerfer
Reply to  Deivid Anderson
2 anos atrás

Aproveita e envia videos também. Se for de Smartphone não esqueça de posicionar na horizontal. Algo como 10 videos já está bom. Brincadeirinha! Abs

Alejandro Perez
Alejandro Perez
2 anos atrás

800 km/h. Carregado.

Daniela
Daniela
2 anos atrás

Não vai ter o evento portões abertos esse ano não? Primeiro ano que vou levar meu filho mais parece que não vai ter.

Agnaldo Silva
2 anos atrás

Olá
Não sei se tem algum colecionador de bolachas aqui, mas alguém teria uma bolacha extra da Cruzex 2002? Faz um tempo que procuro.

Obrigado

CELSIUS
CELSIUS
2 anos atrás

Seria otimo o Peru e venezuela trazer seus melhores vetores! o Peru com su-25 e mig -29 e venezuela com SU-30