Home Aviação de Caça Marinha Francesa testa Rafale no padrão F3R, com mísseis Meteor

Marinha Francesa testa Rafale no padrão F3R, com mísseis Meteor

414
14

Rafale M - dois mísseis Meteor - quatro mísseis Mica - um míssil Scalp - dois tanques - foto Marinha Francesa

Segundo nota divulgada pela Marinha Francesa na segunda-feira, 8 de dezembro, pilotos do centro de experimentações práticas da Aviação Naval (centre d’expérimentations pratiques de l’aéronautique navale – CEPA) participaram de uma campanha de avaliação do padrão F3R do caça Rafale. Na campanha realizada entre os dias 1 e 4 de dezembro, a primeira do tipo para revisão da aptidão de emprego desse novo padrão do caça, foi avaliado em especial o míssil ar-ar Meteor, em voos para testar o sistema de direção de tiro em contexto operacional, visando propor aprimoramentos.

A n0ta foi acompanhada da foto acima, que mostra um caça Rafale M (variante da aeronave para emprego em navios-aeródromos) equipado com dois mísseis ar-ar Meteor, quatro mísseis ar-ar Mica, um míssil de cruzeiro Scalp e dois tanques subalares de 2.000 litros cada um.

Graças ao maior alcance do míssil Meteor em conjunto com a capacidade de detecção do radar de varredura eletrônica ativa (AESA) do caça, o Rafale F3R vai dispor de uma capacidade de interceptação única. Além dos equipamentos utilizados pelo padrão F3 atualmente em serviço, o F3R empregará o novo casulo (pod) de designação de alvos por laser, para missões ar-solo, e um novo casulo para reabastecimento em voo, indispensável nas operações do grupo aeronaval. A previsão de entrada em operação na Marinha Francesa é 2020.

FONTE / FOTO: Marinha Francesa (tradução e edição do Poder Aéreo a partir de original em francês)

VEJA TAMBÉM:

14
Deixe um comentário

avatar
12 Comment threads
2 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
8 Comment authors
Fernando "Nunão" De MartiniVaderPanglossGuizmoAugusto Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Clésio Luiz
Visitante
Active Member
Clésio Luiz

O FBW mais os canards operaram milagres nos caças delta: Se antes um Mirage III ou MiG-21 precisava de longas pistas para decolar, voava mal à baixas velocidades e passava longe de um porta-aviões, agora foi tudo resolvido.

Iväny Junior
Visitante
Member

O Rafale M é o caça naval.

Marcelo
Visitante
Member
Marcelo

configuração “de respeito” para decolar de um NAe…

Augusto
Visitante
Augusto

Isto sim é um caça de respeito!

Augusto
Visitante
Augusto

Aliás, este vídeo recente da simulação de um ataque nuclear pelo Rafale é show: https://www.youtube.com/watch?v=Acxj1DNBqe0

Vader
Visitante
Member

Rafale-M RF3-plus ++/12*15%25$@… 🙂

Os franceses acrescentam um pod na configuração da aeronave e “mudam” o padrão dela, pra dizer que estão evoluindo o caça…

Depois reclamam que essa bicheira não vende, rsrsrs… Tratam todo mundo como idiota, hehehehe…

Mudando de assunto, o SCALP-EG é uma das poucas armas francesas que realmente são de admirar, em ora tenha participação inglesa no projeto.

Lembrando que a proposta da Dassault ao Brasil NÃO contemplava tal arma…

Guizmo
Visitante
Member
Guizmo

ótimo vídeo Augusto

Pangloss
Visitante
Member
Pangloss

Vader, o novo padrão também incorpora um radar AESA, inexistente nas especificações anteriores do Rafale M.

Assim, creio que é válido noticiar que é um novo padrão.

E, já que alguns colegas deixaram suas impressões pessoais sobre o Rafale, devo dizer que, quando a 5ª geração de caças for o padrão dominante nos céus, eu sentirei muitas saudades da estética impecável do Rafale.

Aparência pode não ganhar guerra, mas ajuda bastante a criar interesse sobre a aviação.

Vader
Visitante
Member

Caro Pangloss, o Rafale F3 já incorporava radar AESA. Esse “novo” padrão incorporou um pod.

Sds.

Pangloss
Visitante
Member
Pangloss

Vader e Nunão,

A menos que a memória (ou a falta dela) esteja me traindo, eu só me recordo de notícias dando conta da operação de Rafale F3 AESA na Armée de l’Air, e não na Marine Nationale.

Aliás, se a Força Aérea Francesa é a Armée de l’Air, e o Exército Francês é a Armée de Terre, por que razões a Marinha Francesa não se chama Armée de la Mer? Será apenas para evitar o cacófato?

Pangloss
Visitante
Member
Pangloss

Nunão,

Corrija-me se eu estiver errado, mas “armée” em francês, significa “armada” (particípio passado do verbo “armar”, no gênero feminino), ou, derivando um pouco, “exército”.

Assim, “Armée de Terre” é a “armada/exército de terra”.

“Armée de l’Air” é a “armada/exército do ar”.

E “Armée de la Mer” seria a “armada/exército do mar”, ou de qualquer outro parônimo.