Home Aviação de Caça Jane’s confirma interesse argentino pelo Kfir

Jane’s confirma interesse argentino pelo Kfir

270
17

Kfir C12 a

A Força Aérea Argentina (FAA) está interessada em comprar 14 caças Israel Aircraft Industries (IAI) Kfir C.10 que possuem aproximadamente 40 anos de serviço, mas seriam atualizados com tecnologia moderna e um preço entre US$ 200 a 280 milhoes, informaram fontes do Ministério da Defesa ao IHS Jane’s.

O Ministério deverá decidir nos próximos meses se comprará estas aeronaves ou continuará a buscar outras opções no mercado, uma vez que o ministro da Defesa, Agustin Rossi, está analisando os preços de outros países.

No entanto, o país está trabalhando contra o tempo, uma vez que poderia ficar sem um avião de caça a partir de dezembro de 2015, quando seu último Dassault Mirage III e V deverão ser aposentados.

FONTE: IHS Jane’s (tradução e edição do Poder Aéreo a partir do original em inglês)

FOTO:
meramente ilustrativa

VEJA TAMBÉM:

Subscribe
Notify of
guest
17 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Mayuan
Mayuan
6 anos atrás

Interesse por interesse eu tô interessadão num Porsche só que a grana só ta dando pra andar de Mercedes. Aquele grande sabe? Com 52 lugares…

Iväny Junior
6 anos atrás

Bom negocio para argentina e uruguay. O radar dele é ótimo para todos os caças que necessitem de atualização e não seja FBW, como também para os FBW que dispõem do codigo fonte.

Corsario137
Corsario137
6 anos atrás

Tranquera por tranquera, sou mais os Kfir modernizados que os Mirage F1 espanhóis.

Nick
Nick
6 anos atrás

Os colombianos ficariam felizes em repassar os deles. 🙂

[]’s

thomas_dw
thomas_dw
6 anos atrás

foi por causa da ótima atuação dos Kfir Colombianos na Red Flag que os Argentinos se interessaram pelos Kfir Block 60 – aparentemente nao só eles. Quanto a serem ´tranquera´ – que ignorância … – o Kfir Block60 tem aviônica de ultima geração incluindo radar AESA, e Israel usou pouco os Kfir (algo como 15 anos) por causa da disponibilidade dos F-16 , portanto sao aparelhos com poucas horas de uso. os Mirage F-1 da Espanha, estes sim estao muito desgastados. Os Gripen que a FAB vai receber por leasing, modelo C e D sao inferiores em performance e o… Read more »

Iväny Junior
6 anos atrás

thomas_dw

Performance, voce diz em velocidade final né? O kfir é uma gambiarra de mirage 5 com motor j79. Ele voa torto e não deve manobrar muito bem, porque o novo motor mudou o centro de gravidade da aeronave.

Estabilidade, manobrabilidade e equipamentos, o Gripen C é infinitamente superior.

Vader
6 anos atrás

Pelamordedeus, eu li mesmo que o Gripen C/D seria “inferior” a essa gambiarra franco-israelense dos anos 70, que nem fly by wire tem?

Jesus tá vendo…

thomas_dw
thomas_dw
6 anos atrás

que gambiarra Israel voa caças F-15A que foram entregues em 1976 ou 1977 até hoje, os EUA e Arabia Saudita F-15C entregues em 1984. A idade é hoje irrelevante, o que importa é a avionica. Os Gripen C usam tecnologia de dez ou quinze anos atras, o Kfir Block 60 usa tecnologia de hoje, incluindo o radar AESA e ECM made in Israel, sem descontar a integração com Derby e Python 4 ou 5. O Kfir vem de uma linha de projetos bem sucedida que tem uma ótima reputação, alias, os F-5M da FAB usam o mesmo modelo de integração… Read more »

Justin Case
6 anos atrás

Amigos, Embora ambas sejam empresas israelenses, ELTA e Elbit são diferentes, tanto na sua filosofia como na linha de produtos. IAI-ELTA é estatal e Elbit é empresa de capital aberto. Elbit é focada principalmente em produção e integração de equipamentos eletrônicos, embora também tenha atuação em outras áreas. Além dos displays, tem HMD, eletroóptica, autodefesa… Não fabrica aeronaves convencionais, mas produz VANT. A IAI, na área aeronáutica, é fabricante de aeronaves, tendo desenvolvido todas as versões do Kfir e também o Lavi. Produziu algumas aeronaves também para o mercado civil.Tem seu braço eletrônico ELTA, produtor de radares e outros eletrônicos.… Read more »

Nautilus
Nautilus
6 anos atrás

Jane’s confirmar algo e esse algo acontecer de verdade vão milhas e milhas de distância…

Vader
6 anos atrás

Caro Thomas, você pode colocar um motor 4.0, rodas de liga leve, cortar as molas e colocar um computador de bordo num Fuscão: ele jamais deixará de ser um Fuscão… Nem vou discutir muito: só o fato de não ter sequer fly by wire, sendo um caça de estabilidade natural, enquanto que o Gripen possui estabilidade relaxada, já o impede de ter melhor “performance”, como você chamou. E segue por aí: não tem FADEC nos motores, não possui canards, etc… O trabalho da IAI foi excelente, e este KFIR é digno de se comparar com os melhores “tunnings” do mercado,… Read more »

jairo boppre sobrinho
jairo boppre sobrinho
6 anos atrás

Comentario perfeito do Vader

Soldat
Soldat
6 anos atrás

Na boa duvido que os Ingleses vão deixar que Israel vendam esses Caças??????

Leonardo Pessoa Dias
Leonardo Pessoa Dias
6 anos atrás

Mas essa foto da “charanga” ficou muito boa… Dá vontade de deixar de fundo de tela, se tivesse resolução maior (fica a pergunta, Editores!) Mas como sabiamente disse o Vader, continua sendo um “fuscão”. Agora, mudando de tópico: chega a saltar aos olhos a defasagem que a Argentina está do resto da AL. Como não há mal que sempre dure, uma hora eles saem dessa pindaíba, pra bem ou pra mal. E saindo, quais vocês acham que seriam os preferidos pela FAA? Será que manteriam a arrogância e tentariam na cara de pau o F-35, ou comprariam o Gripen NG… Read more »

Lyw
Lyw
6 anos atrás

Dizer que o Kfir (em qualquer versão) possui “performance” melhor que a de um Gripen C/D é uma forçação de barra das grandes. Em manobrabilidade são simplesmente incomáráveis, o Gripen C/D é MUITO superior em todos os envelopes! Pode até perder em radar, mas com sua baixa assinatura de radar, como já foi citado, o jogo pende a favor do sueco. “… não possui canards, etc…” Na verdade o Kfir possui canards sim, só que são fixos e não móveis como nos Gripen. O desenpenho em Vôo do Kfir é muito bom, mas se comparado aos caças de sua geração.… Read more »

Lyw
Lyw
6 anos atrás

Correção, onde se Lê “incomaráveis” Lêia-se “incomparáveis”.

Iväny Junior
6 anos atrás

Pois é, o Vader explicou bem o assunto. O FBW que mencionei antes (fly-by-wire) é determinante na performance além da própria aerodinamica do avião. E aí você está de volta aos anos 60/70 nesse caso, pois, os controles do kfir, f-5m e a-4q são hidráulicos, exigem um esforço maior do piloto para manter o vetor na direção que ele deseja. Quanto ao radar, não é apenas ser AESA que o faz superior a um PESA ou até mesmo um de varredura mecânica. Existem outras variáveis como alcance e potência do radar, que fazem por exemplo, o Captor-M do Typhoon T1… Read more »