sexta-feira, maio 27, 2022

Gripen para o Brasil

Boeing transfere o primeiro C-17 para a Força Aérea Indiana

Destaques

Fernando "Nunão" De Martini
Pesquisador de História da Ciência, Técnica e Tecnologia, membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

C

Na terça-feira, 11 de junho, decolou para a Índia o primeiro jato de transporte Boeing C-17 Globemaster III destinado à Força Aérea Indiana (IAF), que se tornou o mais novo operador da aeronave. As informações são da Boeing.

O vice-marechal do ar SRK Nair da IAF, da divisão responsável por operações de aviões de transporte e helicópteros, afirmou na ocasião: “O C-17 vai equipar a Força Aérea Indiana com algumas das mais avançadas capacidades humanitárias e estratégicas no mundo. Estávamos ansiosos por esse dia, quando nossa Força Aérea voou seu primeiro C-17 para sua nova casa, na Índia.”

Segundo a Boeing, o cronograma está em dia para a entrega de mais quatro jatos C-17 à IAF neste ano e cinco outros em 2014. O avião transferido na terça-feira passou antes por um programa de testes de voo na Base Aérea de Edwards (Califórnia), iniciado após a entrega, realizada em 22 de janeiro.

Tommy Dunehew, vice-presidente da Boeing para desenvolvimento de negócios em mobilidade, vigilância e engajamento, congratulou a Força Aérea Indiana por esse marco em se juntar à comunidade mundial de operadores do C-17, afirmando também que os países escolhem o C-17 devido à sua “capacidade de realizar uma grande gama de operações, desde manutenção da paz e ajuda em desastres até movimentos de tropas a partir de pistas semipreparadas.”

A Boeing deverá apoiar a frota indiana de C-17 por meio do GISP, que é o programa integrado de apoio (Integrated Sustainment Program) Globemaster III, num contrato de logística baseado em desempenho. A configuração do tipo “frota virtual” do GISP, segundo a empresa, garante prontidão para as missões por permitir acesso a todos os clientes de C-17 a uma extensa rede de apoio para disponibilidade mundial de peças, com economia de escala.

C-17 - testes formação 7 aviões - foto 2 USAF

Até o momento, a empresa já entregou 254 exemplares do C-17, sendo 222 para a Força Aérea dos EUA (USAF) e outros 32 para a Austrália, Canadá, Emirados Árabes Unidos, Índia, Qatar, Reino Unido, o que inclui entregas para países que formam parte da iniciativa de 12 membros denominada “Capacidade de Transporte Aéreo Estratégico” (Strategic Airlift Capability) da OTAN (Organização do Tratado do Atlântico Norte) e “Parceria para a Paz” (Partnership for Peace).

C-17 - testes formação 7 aviões - foto USAF

FONTE / FOTOS: Boeing e USAF (tradução e edição do Poder Aéreo a partir de original em inglês)

VEJA TAMBÉM:

- Advertisement -

1 Comment

Subscribe
Notify of
guest
1 Comentário
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Baschera

Alguns dias atrás eu comentei que a Boeing já havia entregue 218 aeronaves C-17….. o que obviamente está errado.

Esta quantidade foi somente para a USAF, seu maior operador.

Sds.

Últimas Notícias

Japão permitirá exportações de caças e mísseis para 12 países

Índia, Austrália, Vietnã, Tailândia, Malásia, Filipinas entre destinos TÓQUIO - O governo japonês planeja permitir a exportação de caças, mísseis...
- Advertisement -
- Advertisement -