Home Estratégia Rafale e Tyhpoon voando juntos sobre a Escócia, com altos oficiais

Rafale e Tyhpoon voando juntos sobre a Escócia, com altos oficiais

369
14

Em meio ao show aéreo de Leuchars e à ativação do quarto esquadrão de linha de frente da RAF equipado com o Typhoon (veja matéria abaixo), no dia 14 de setembro foi realizado um voo conjunto do Eurofighter Typhoon e do Dassault Rafale sobre a Escócia, numa demonstração dos fortes laços da RAF (Força Aérea Real Britânica) e do Armée de l’air (Força Aérea Francesa). Ambas as forças fizeram um acordo para operarem mais em conjunto, maximizando suas capacidades e economizando dinheiro.

No posto traseiro do Rafale B, estava o vice-marechal Stuart Atha da RAF e, no posto traseiro do Tyhpoon T3, o tenente general Guillaume Gelée da Força Aérea Francesa. A surtida durou 90 minutos, com as duas aeronaves voando a baixa e média altitudes sobre a parte Oeste da Escócia.

O alto oficial britânico, que foi responsável pela segurança aérea dos jogos Olímpicos de Londres, disse ao pousar: “Os dois aviões operaram juntos todo o tempo. Rafale e Typhoon são uma combinação de classe mundial.” Já o tenente general francês, que já foi piloto de provas, afirmou: “Foi um dia fantástico, e uma aeronave fantástica. Minha opinião é que esses dois aviões e nossas duas Forças Aéreas são duras de bater.”

O comodoro do ar Gavin Parker (veja mais declarações deste oficial na matéria abaixo), comandante da base de Leuchars e que estava pilotando o Typhoon, disse: “Coalizões sempre têm sido muito importantes para operações militares aéreas, como foi demonstrado durante a campanha líbia do ano passado. Como uma das atividades do Esquadrão 1 (F), que vai incluir um piloto da Força Aérea Francesa em intercâmbio, estamos procurando cimentar esses laços com a Força Aérea Francesa e continuar a desenvolver a relação próxima de trabalho que já temos.”

Esse piloto francês que fará o intercâmbio é o capitão Marc-Antoine Gerard, um experimentado piloto de Rafale, que afirmou: “Para mim, voar com a RAF será muito prestigioso, e também estarei honrado em usar as bolachas da RAF. Será fantástico.” O piloto britânico que voará o Rafale por dois anos, no sul da França, será o tenente aviador Matt Johnstone, piloto de Typhoon que recentemente deixou o Esquadrão 11 (F), baseado em Coningsby. Johnstone disse: “Eu me inscrevi para (voar) o Rafale pela experiência. É uma posição privilegiada poder voar o Rafale, mas também será um desafio voar um avião diferente num país diferente. Certamente isso irá ampliar meus horizontes tanto como um piloto de caça quanto como um oficial.”

Os pilotos em intercâmbio estarão totalmente integrados aos seus novos esquadrões e participarão de operações. O informe da RAF sobre o voo conjunto acrescentou que, em novembro de 2011, o tentente aviador Ian Abson da RAF recebeu a “Croix De La Valeur” (Cruz de Valor Militar) do Primeiro Ministro francês por ações no Afeganistão em que, num jato Mirage, ajudou tropas no solo que estavam sob ataque do Talibã.

FONTE / FOTOS: RAF (Força Aérea Real Britânica)

VEJA TAMBÉM:

14
Deixe um comentário

avatar
11 Comment threads
3 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
8 Comment authors
NickjuarezmartinezBascheraedcreekMarcos Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Clésio Luiz
Visitante
Active Member
Clésio Luiz

Poxa, a RAF podia ter soltado umas fotos em resolução maior…

Giordani
Visitante
Member

Por um lado foi bom os franceses terem abandonado o projeto Eurofighter! Só assim dois belíssimos aviões poderam existir!!! Mas o Rafa é mais belo!

Marcos
Visitante
Member
Marcos

Alguém tem mais alguma informação sobre o boato de que vamos de Eurofighter Tranche 1?????

edcreek
Visitante
Member
edcreek

OLá,

Sem duvida o projeto era unico, as linhas são muito proximas e sem duvida o RAFA é mais belo!!!

Abraços,

Baschera
Visitante
Member
Baschera

Nunão…..

Seu comentário é perfeito e resume as incompatibilidades dos “zero-uno” (tranche 01) com a FAB.

Mas…… se eles viessem com um preçinho muito camarada, de tio para sobrinho….. ficariam bonitinhos como tampão… até que a FAB mais para diante adquirisse um quinta geração.

Afinal, qual o melhor tampão : Os M-2000 C/D atuais quase cegos e sem dentes ou o Typhoon zero-uno ??

Mas, repito, o preço teria que ser até mesmo inferior a, por exemplo, um F-16 MLU….

Sds.

juarezmartinez
Visitante
Member
juarezmartinez

Impossível Baschera, e a turma do “e que é que eu levo nisto?

Como vai ficar???

Não sai negócio, esqueceu em que país estamos….

Grande abraço

Baschera
Visitante
Member
Baschera

Juarez,

Achei que as “cuecas” já estavam cheias…. e também que a coisa está mais “degavar”…. pois agora o STF julga como as cortes yankes…. rssss.

Sds.

Baschera
Visitante
Member
Baschera

“Nunão”…

Vc está sem tempo ?? Imagina se estivesse com tempo…. para uma brincadeira minha, deu uma aula……rsssss.

Eu mais ou menos tinha de cabeça os números de padaria que você coloca…. por isto eu escrevi que os preços teriam que ser muito baixos, só esqueci de dizer que os equipamentos e armamentos teriam que ser também baixos….

Estamos, obviamente, versando sobre uma hipótese remotíssima, se não impossível, mas válida sob o contexto de um blog de discussões.

Esta hipótese teria que contar com muito boa vontade de santíssima trindade ou seja o fabricante, o atual operador (UK ou A

Baschera
Visitante
Member
Baschera

Desculpe-me….. estes tecladinhos de notebook são um inferno….

Continuando…..

….. ou seja: o fabricante, o atual operador (UK, Alemanha ou Itália ??) e a FAB/MD… de modo a fechar esta equação com resultado zero.

Ou seja, teria que ser bom para todos….. inclusive para a “turma” que o Juarez mencionou….. que infelizmente haje nas sombras.

Sds.

Nick
Visitante
Member
Nick

Typhoon e Rafale apesar de parecidos tem diferenças, que mostram exatamente as diferenças entre os interesses franceses e o restante do consórcio. Typhoon, basicamente um interceptador puro, de alto desempenho, inclusive na capacidade do seu radar mecânico e manobrabilidade em alto regime supersônico. Rafale, um multi-role, onde se destaca mais sua capacidade de ataque a solo. Hoje nas suas versões T.3 e F-3, as diferenças vão sendo diminuídas com a adição de capacidades tanto para o Typhoon quanto para o Rafale. Foi realmente um oportunidade perdida os franceses e o restante da turma não terem conseguido conciliar as necessidades de… Read more »