quinta-feira, agosto 5, 2021

Gripen para o Brasil

Thales recebe contrato de apoio logístico para o Watchkeeper

Destaques

Fernando "Nunão" De Martini
Pesquisador de História da Ciência, Técnica e Tecnologia, membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

Watchkeeper - foto Thales

A Thales UK informou, no primeiro dia do mês, que o Ministério da Defesa do Reino Unido concedeu à empresa um contrato de três anos para o UAS (Unmanned Air System – UAS, ou sistema aéreo não tripulado) Watchkeeper. A Thales UK é o principal integrador de sistemas do programa.

O contrato é do tipo CLS (Contractor Logistics Support), sendo uma solução de apoio logístico baseada em desempenho. AThales deverá prover peças sobressalentes e reparos, suporte técnico e disponibilidade de treinamento, com o apoio de seus parceiros e cadeia logística, estabelecidos durante o desenvolvimento e produção do programa Watchkeeper. O contrato cobre todo o sistema, que inclui 160 elementos (os veículos aéreos não tripulados, as estações de controle de terra e veículos de apoio, incluindo treinamento de usuário / operador. Para a empresa, é o primeiro passo para prover suporte ao longo de toda a vida útil do sistema.

O Watchkeeper é, segundo a Thales, o maior programa UAS da Europa, com capacidade para operação em qualquer condição de tempo e em múltiplas missões, empregando dois sensores para adquirir e disseminar imagens para as forças armadas do Reino Unido.

Inicialmente, o sistema Watchkeeper vai operar de maneira paralela ao programa H-450 UAS, também liderado pela Thales, que desde junho de 2007 provê às forças armadas britânicas capacidade de inteligência, vivilância, aquisição de alvos e reconhecimento (ISTAR – Intelligence, Surveillance, Target Acquisition and Reconnaissance), e que já voou mais de 30.000 horas operacionalmente.

Além desse contrato de apoio ao Watchkeeper, a Thales também tem outros contratos de apoio no Reino Unido, referentes aos helicópteros Sea King (Sea King Integrated Operational Support – SKIOS), Merlin (Integrated Merlin Operational Support – IMOS) e apoio baseado em disponibilidade para os sistemas de armas de toda a frota britânica de navios de superfície e submarinos.

FONTE / FOTO: Thales

VEJA TAMBÉM:

- Advertisement -

5 Comments

Subscribe
Notify of
guest
5 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Roberto

Bonito aeromodelo!
Tem quantos canais? O radio é Futaba?
E o motor, OS Max?

Carlos Augusto

Os ingleses e os americanos, estão se aproximando da França, e as transferências de tecnologias dos franceses para o Brasil, como vai ficar? O FX-2 tá melando não é a toa não. Precisamos de um parceiro fora da influência dos EUA.

Humberto

Tem gente aqui que é JEDI e sabe sobre UAV na região e tá bem quieto…
[]

Mauricio R.

“Os ingleses e os americanos, estão se aproximando da França,…”

O uav em questão, é um modelo israelense.

Matheusts

parece um daqueles boeing antigos só que pequeno

Últimas Notícias

Embraer assina contrato de Serviços e Suporte com a Porter Airlines

São José dos Campos, SP, 5 de agosto de 2021 – Após divulgar seus planos para uma grande expansão...
- Advertisement -
- Advertisement -