Home Indústria Aeroespacial Voa segundo exemplar de testes do AT-6

Voa segundo exemplar de testes do AT-6

213
67

AT-6 foto Hawker

A Hawker Beechcraft Corporation e a Pratt & Whitney Canada informaram que, no dia 5 de abril (segunda-feira) foi realizado com sucesso o primeiro voo do segundo “veículo de testes representativo de produção” (production representative test vehicle – PRTV) do Beechcraft AT-6 . Esta segunda aeronave é equipada com um motor P&WC PT6A-68D com 1600 shp (shaft horsepower). Segundo o informe, a nova motorização melhora enormemente a performance geral do AT-6, complementando o desempenho dos aviônicos de classe mundial do sistema de missão da Lockheed Martin.

O AT-6 é derivado do treinador T-6A/B empregado pela USAF (Força Aérea dos EUA) e USN (Marinha dos EUA), tendo sua estrutura reforçada para atender aos requisitos de missão da USAF para uma aeronave de ataque leve e reconhecimento armado  Light Attack and Armed Reconnaissance – LAAR). Ainda segundo o informe, a USAF deverá lançar um programa de aquisição neste ano.

A integração do motor PT6A-68D, cujo objetivo é melhorar o desempenho em relação ao primeiro AT-6 PRTV, foi realizada em nove meses, paralelamente à atualização dos aviônicos de missão daquela aeronave, baseados nos aviônicos do A-10. O AT-6 também tem maior capacidade de geração de energia elétrica para cumprir os requisitos de missões LAAR, e retém aproximadamente 95% de comunalidade (no geral) com o T-6B básico. O AT-6 foi projetado para fazer, rapidamente, a transição de pilotos vindos do treinamento básico de voo para as complexas missões LAAF centradas em rede. O informe lembra, também, que hoje todos os pilotos da USAF e USN treinam em aeronaves T-6.

AT-6 imagem Hawker

FONTE / IMAGENS: Hawker Beechcraft

VEJA TAMBÉM:

67
Deixe um comentário

avatar
66 Comment threads
1 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
46 Comment authors
RaphaelGiupponiluis albertoChallengerPaulo Taubaté Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Vader
Visitante
Member
Vader

Taí a maior ameaça à venda de Embraer STs à USAF, US Navy e USMC. E tenho cá para mim que já levou…

Sds.

Pedro
Visitante
Pedro

Concordo contigo.

Roy Focker
Visitante

Vader, Pedro é isso ai; A muito tempo os americanos “cresceram os olhos” no Super Tucano e agora já desenvolveram o seu concorrente; A integração de um novo motor em 9 meses é a prova da urgência em desenvolver este avião.

Com isso fica muito difícil a USAF ou a USN vir um dia comprar o Super Tucano, pra quem acreditava; Ai esta a resposta.

Alexandre Galante
Visitante
Member

Vejam que eles penduraram um Sidewinder na asa do AT-6 também, mas vimos pelo artigo do aviador da FAB que é só jogada de marketing, pelo menos fica bonito.

Fabio Mayer
Visitante
Fabio Mayer

A EMBRAER deve concentrar-se em vender o ST para países latino americanos, africanos e asiáticos que não tenham dissensos com os EUA. A Indonésia é um bom exemplo, assim como o México, o Peru, o Uruguai, a Colombia, a África do Sul, Angola, Moçambique, Malásia, etc… Querer competir com empresas americanas dentro dos EUA é burrice, é chamar a concorrência para a sua arena. E também há ´países cuja defesa depende dos EUA, em que não é bom nem discutir, tais como Canadá, Iraque, Afeganistão, Israel, etc… A estratégia da EMBRAER deu certo ate agora. Vendeu aviões para a Colombia,… Read more »

RodrigoBR
Visitante
RodrigoBR
RodrigoBR
Visitante
RodrigoBR

Apagaram os outros comentários???

Alexandre Galante
Visitante
Member

Prezado Rodrigo e demais leitores: tivemos um problema na tabela de comentários e perdemos alguns mais recentes. Pedimos desculpas pelo ocorrido.

Mauricio R.
Visitante
Mauricio R.

“A estratégia da EMBRAER deu certo ate agora. Vendeu aviões para a Colombia, Equador, Chile, República Dominicana, não entrou em mercados dominados por empresas americanas…”

Mas os gringos não tinham produto p/ concorrer, agora tem e isso deve influênciar e mto o mercado daqui p/ frente.
Só falta a versão coreana de reconhecimento armado do Wong Bee e o “sossego” da embraer acaba de vez.

robert
Visitante
robert

mas galante… eu fico pensando… pq q os helis carregam sidewinder?

naqela materia ele fala da velocidade do vetor… sendo que acho que um heli eh mais lento que um avião desse.

eu vi que os heli usam tipo um sistema propulsor a mais nos sidewinder, que poderia ser usado nesse avião tb.

“O Helicopter-Launched Sidewinder foi testado no AH-64 Apache em novembro de 1987 com dois disparos. Os testes foram bancados pela Raytheon para um missil de auto-defesa. Um disparo foi pairado e outro a 150 km/g.”

Nick
Visitante
Nick

Em outras fotos desse AT-6 fica a impressão que é inferior em termos de capacidade ao SuperTucano.
Mas politicamente é obviamente mais forte que o nosso ST.

[]’s

moises
Visitante

É praticamete uma cópia do tucano da Embraer.
E depois reclamam dos chineses…

José Maria Bravo
Visitante
José Maria Bravo

Os comentários tocaram no ponto correto: a maior ameaça ao mercado do ST, o que já se desenhava no impedimento às vendas para a Venezuela. Dúvida técnica: com tão alta comunalidade com o avião de treinamento, e o motor “-68Delta” (alguém sabe a diferença para o “-68Charlie” do ST? Ambos tem Fadec, mas se distinguem em que?), será que a estrutura foi reforçada o bastante para os maiores esforços (motor mais pesado, mais potência e torque, maior carga bélica…)? O ST é uma aeronave nova, com a estrutura redimensionada para suas tarefas, embora derivado do Tucano. Creio que essa garça… Read more »

JZG_edro
Visitante
JZG_edro

Esse avião não tem armamento fixo interno, como as .50 do ST ?? Acho que vi dois pods carregando armas fixas… o que é lamentável, para quem quer competir com os ST.

Rodrigo
Visitante
Rodrigo

Esquenta não, Galante! Acontece!

Computador é um lixo! rsssss

O ST só não vai para os EUA se o GF continuar com este papo de dar muito apoio a tudo que tem de ruim neste mundo: Irã, Venezuela, Cuba e outras ditaduras que eu não me lembro agora.

Outro dia o Baschera mandou uma foto de um ST voando em Nellis em março deste ano.

Se a EMBRAER fizer um bom acordo, montando parte lá por causa da legislação dele, já era está ganho!

Roberto
Visitante
Roberto

O AT-6 é muito bonito.

brazilwolfpack
Visitante
brazilwolfpack

Rodrigo falou muito bem!!! Negocios com os americanos sao sempre feitos para o ganho deles. Por que nao o Sukhoi? Devemos acabar de uma vez com essa mentalidade de 1980,aonde tudo que sai da Russia vem do Imperio Do Mal. Enquanto muitos paises pelo mundo,e ate na AL se equipam com seus Sukhois,avioes modernissiomos de primeira linha,o Brasil fica se iludindo com os antigos F-5,Xavantes que mais bem deveriam estar espetados,e AMX sub-sonico e uma duzia de Mirages. Se algum dia ocorrer algum pequeno confronto territorial com a Venezuela,por exemplo,o Brasil vai levar uma surra!!! Vai ter que encarar Sukhoi… Read more »

Leandro
Visitante
Leandro

Pessoal, numa hipotética vitória do SH, tem como incluir uma venda de Super Tucano para os EUA? Estilo toma lá da cá?

Top Gun
Visitante
Top Gun

JZG_edro disse:
7 de abril de 2010 às 13:17

“Esse avião não tem armamento fixo interno, como as .50 do ST ?? Acho que vi dois pods carregando armas fixas… o que é lamentável, para quem quer competir com os ST.”

– Concordo contigo, da pra ver na primeira foto. Além de aumentar o arrasto, ainda tira os pontos fixos da aeronave.

vlw

brazilwolfpack
Visitante
brazilwolfpack

Ha. Boa,Leandro. So que eles proporiam mais F-5,ou talvez algums F-15 do estoque do deserto de Arizona.

D'Almeida
Visitante
D'Almeida

Puxa.. logo o meu subiu no telhado!! Dinooovo..

Calma lá moçada!
Alguem sabe a que preço esse recém criado, porém não nascido, vai custar? Lembrem-se que o F-35 da Lockheed, ia custar X e mal saiu do forno já tá custando 2X.

Acho que a EMBRAER é muito competitiva, nossa maior preocupação deve continuar sendo a reserva de mercado (protecionismo e lobby) que os EUA praticam em prol de sua companias, além de um eventual embargo de componente do nosso bravo ST.

JClaudio
Visitante
JClaudio

num hipotético conflito com a Venezuela, me corrijam os experts, pois não sou técnico no assunto, acho que os caças do Chaves conseguiriam penetrar em nosso território até as principais capitais, além de decretarem exclusão aerea em toda amazonia, não temos um avião de combate a altura, nem defesa antiaerea capaz de deter os Sukhoi. temos bons pilotos, mas apenas isto não basta, o melhor piloto do mundo não terá meios de enfrentar um caça de primeiro nível com os atuais aviões velhos de segunda e terceira mão. Apenas citei a Venezuela como exemplo, nada tenho contra esse país, pelo… Read more »

Genivaldo
Visitante
Genivaldo

Amigos! Um país que não tem tecnologia de fazer um foguete a combustivel liquido, um supertucano que o motor é de origem USA, não sabe fabricar turbina para aviões supersônicos, não utiliza turbina para supertucano para teste supersônico, quando vejo a Coreia, India, Irã, Israel e outros que pesquisam e poem em pratica é uma tristeza. O porta aviões Minas Gerais seria um porta helicoptero,com o São Paulo, mais os líderes só pensão neles e em suas riquezas pessoais. Viva a demora só para o seculo 22.

Patrick Borrigueiro
Visitante
Patrick Borrigueiro

Acho q a Embraer deveria desenvolver um “Hiper Tucano” para continuar a ter vantagem absoluta nas concorrências. Acho que maior precisão como os ST da Colômbia, maior capacidade bélica, aviônicos e sensores mais modernos possíveis seria algo interessante ao ST.

Patrick Silva
Visitante
Patrick Silva

Vish… Digitei errado, é Patrick Silva.

emerson
Visitante
emerson

bem, volto a recolocar o comentário. Acho que o F18-SH subiu no telhado. Lembrando da entrevista do Jobim, que tanta confusão causou em outro post, a escolha do FX2 também considerará contratos casados, como o KC390 (que ele mencionou) ou o AT29 (que ele não mencionou, mas eu subentendi). Se as forças armadas americanas estivessem interessadas no ST, eles já teriam aberto o processo de escolha, mas ao darem tempo para o desenvolvimento do AT6, fica evidente que eles já escolheram o modelo. Lembrando que a Embraer já ganhou e não levou duas duas concorrências nos EUA, uma no Canadá… Read more »

Wagner
Visitante
Wagner

“”””””””””””””JClaudio disse: 7 de abril de 2010 às 14:00 num hipotético conflito com a Venezuela, me corrijam os experts, pois não sou técnico no assunto, acho que os caças do Chaves conseguiriam penetrar em nosso território até as principais capitais, além de decretarem exclusão aerea em toda amazonia, não temos um avião de combate a altura, nem defesa antiaerea capaz de deter os Sukhoi. temos bons pilotos, mas apenas isto não basta, o melhor piloto do mundo não terá meios de enfrentar um caça de primeiro nível com os atuais aviões velhos de segunda e terceira mão. Apenas citei a… Read more »

Wagner
Visitante
Wagner

Putz pessoal, desculpem, a mensagem ficou duplicada, o administrador pode até retirar…

foi mal…

Lucas Duarte
Visitante
Lucas Duarte

brazilwolfpack disse: 7 de abril de 2010 às 13:22 Rodrigo falou muito bem!!! Negocios com os americanos sao sempre feitos para o ganho deles. Por que nao o Sukhoi? Devemos acabar de uma vez com essa mentalidade de 1980,aonde tudo que sai da Russia vem do Imperio Do Mal. Enquanto muitos paises pelo mundo,e ate na AL se equipam com seus Sukhois,avioes modernissiomos de primeira linha,o Brasil fica se iludindo com os antigos F-5,Xavantes que mais bem deveriam estar espetados,e AMX sub-sonico e uma duzia de Mirages. Se algum dia ocorrer algum pequeno confronto territorial com a Venezuela,por exemplo,o Brasil… Read more »

Alex Nogueira
Visitante
Alex Nogueira

Já que meu comentário sumiu, vou deixar novamente aqui minha opnião. Parabéns aos EUA conseguiram jogar novamente um bom balde de agua fria no Brasil. Logo logo veremos eles esportando para os paises que eles destruindo alegando “TERROR”, já venderam O T-50 para o Iraque, uns tanques e otras cositas mas, logo estarão vendendo essa cópia do ST. Aplausos para o Tio Sam.

* Até parece que os venezuelanos não sabem pilotar os SU. HASHUASHUASHU é dor de cotovelo de quem ficou sem os melhores caças que poderiamos ter.

Tecnocop
Visitante
Tecnocop

É um belo treinador…, ótima aeronave. Sem mais delongas.

humberto
Visitante
humberto

Caro JClaudio, Também não sou especialista, mas creio que os Venezuelanos não conseguiriam uma exclusão aerea na região Amazonica e nem conseguiriam estar chegando as principais capitais, creio que nem Brasilia seria facilmente alcançado, pois a distancia é um grande problema, ou voce carrega pouco armamento (coisa que diminui a efetividade da coisa) ou se obriga a fazer um reabastecimento (onde o tanque pode ser abatido, pois teria que estar orbitando no Brasil), ou seja, a grandiosidade do nosso pais é a nossa primeira defesa, e no mais, a Venezuela não teria folego para manter por um tempo maior algo… Read more »

Rafael
Visitante
Rafael

A Embraer possui algum projeto novo para o Tucano?
Grato por respostas.

brazilwolfpack
Visitante
brazilwolfpack

Se fosse a China que tivesse saido com esse “AT-6”, todo mundo estaria gritando: Isso ai e um clone do Tucano.

José Maria Bravo
Visitante
José Maria Bravo

Prezado Genivaldo Servi no velho NAel Alfa-11 (“do dique pra bóia, da bóia pro cais, ó Minas Gerais”) e, acredite-me, ele já tinha passado de sua vida útil. Seu casco ainda era de chapeamento cravejado (!!!), em lugar de soldas, e suas máquinas (“só pega na ladeira”) estavam no limite, mesmo depois do último período “anormal” de reparos. Reformá-lo para o manter como Porta-helicópteros era absolutamente anti-econômico. Mas você está correto. Mesmo hoje em dia, na era dos furtivos e da eletrônica, o grande gargalo nosso são os motores aeronáuticos. Caro Lucas Duarte Você se refere ao famoso Aspirante Tormin.… Read more »

airacobra
Visitante
airacobra

sabia muito bem que aquele ST adquirido pela blackwater seria desmontado e muito bem estudado e que logo apareceria algo parecido “desenvolvido” por eles

ma acho que nao interferiria muito em nossas vendas, pois acho q venderá para os grandes paises, enquanto nos ficaremos com nossos pequenos compradores, algo como devagar e sempre.

abraços

TADEU
Visitante
TADEU

AVIÃO GRINGO COM DE JEITÃO DE TUCANO.
ATÉ GANHAR INTEGRAR TODOS OS SISTEMAS , FABRICAR UMA FÁBRICA, TREINAR PESSOAL, EXPERÊNCIA DE COMBATE, ETC, ETC, ETC…
ATÉ LÁ O NOSSO TUCANO GOVERNA.

Madvad
Visitante
Madvad

welll danou-se os ST no mercado americano. E digo que o páreo vai ser duro no Mundial.

o St pode ser mais poderoso como aeronave, mas politicamente o At-6 é esmagadoramente superior.

Se ele começar a ser vendido via FMS, com inúmeros benefícios de financiamento e etc..sem chance pro ST.

Rodrigo
Visitante
Rodrigo

Amigos, este avião é o Pilatus PC-9 fabricado nos EUA, sob-licença e QUEM SEMPRE FOI PARECIDO COM O TUCANO…

Quem faz F22, não precisa e matar para fazer eng. reversa de turbo-hélice.

menos…

Galileu
Visitante
Galileu

O josé tocou numa parte boa, o projeto do Super tucano mesmo descendendo so tucano é mais novo que o AT6.

O tio san não curte perde encomendas mesmo ínfimas porque não tem vetor a altura, mesmo porque o que eles mais fazem são aeronaves lá é 100% nacional. Enquanto aqui a Embraer só faz a fuselagem, o resto que realmente vale $$$ motor, avionica , vem tudo encaixotadinho.

Sabiam que o STucano tem uma versão naval??

moises
Visitante

Então Patrick no começo do projeto o super tucano era um hiper tucano, mais moderno e com maior capacidade para carga bélica levando até canhões internos, mas a economia brasileira que já era uma das ´´maiores do mundo“ não tinha dinheiro para bancar o projeto inicial, o que levou na mudança do projeto diminuindo suas capacidades até se tornar no que é agora. E outra coisa os Estados Unidos compraram alguns super tucanos para avaliar, mas isso ´´creio eu não sei “ acho que foi jogada, só compraram para estudá-lo, para melhorar ou desenvolver um modelo parecido ou até superior… Read more »

Paulo Costa
Visitante
Paulo Costa

Senhores vamos nos lembrar que neste seculo,um tipo de avião
a helice ,ja abandonado como avião de ataque,é um grande sucesso
na aviação militar ,pelo que faz,seu custo,graças a capacidade
nossa,dos brasileiros,isto ninguem tira da gente…..

Gerson Victorio
Visitante
Gerson Victorio

Sou mais o A-29..

brazilwolfpack
Visitante
brazilwolfpack

Realmente,Madvad. E sacanagem,mesmo. Copiaram o ST,agora aposto que vao oferecer mais barato,com off-sets,imprestimo barato,assistencia economica e tudo mais. Isso so tem um nome:PIRATARIA.

Pedro
Visitante
Pedro

Que meda!!!

Lucas Maciel
Visitante
Lucas Maciel

hehehe Jesus amado….Indepedente do que seja postado de notícia aqui, sempre caimos no assunto do F-X2 hehe… Sei que é desviar do tópico mas…. Como o Wagner lembrou, no caso da Venezuela, só de se possuir alerta aéreo antecipado as aeronaves brasileiras já estão em vantagem. Guerras aéreas hoje não são travadas como na 2º Guerra Mundial, onde se lançava trocentas mil versões do mesmo avião, cada uma com um pequeno melhoramento (um motor com uns cavalos a mais, ponta de asas aparadas, um canopy diferente pra reduzir arrasto, etc), ou seja, onde caça disputava com caça. Hoje o que… Read more »

moises
Visitante

Com certeza Lucas, mas se um dia Chavito adquirir aviões AEW a estória muda, acho que não etá longe disso acontecer, Chavito vai comprar mais armas num futuro bem próximo , ao comtrário do Brasil que só pensa no futuro bem, bem, bem longe.

João Paulo Caruso
Visitante
João Paulo Caruso

Como alguém falou antes. Nossa única esperança é que o AT-6 fique tão caro que não consiga competir com o supertucano. Lucas Maciel disse: concordo que os R-99 seriam uma vantagem contra uma força venezuelana, só que ainda é muito pouco se os estrategistas de Chaves forem realmente bons. Eles devem saber que se aproximar das principais capitais brasileiras é quase suicídeo e só fariam isso depois de inutilizar nossas bases e caças estacionados nos estados próximos à fronteira. Os sukhoi deles podem levar mísseis (de qualidade duvidosa) de cruzeiro com 120km de alcance, que são capazes de destruir nossas… Read more »

Ivan
Visitante
Ivan

A um tempo eu disse que o “aluguel” do Super Tucano pela Black Water era suspeito… está ai! “Um Super Tucano a lá Tio San”!

É muita coincidência a Black Water, uma empresa de segurança que trabalha para o pentágono alugar uma aeronave referência no mercado e logo após, uma empresa norte-americana apresenta uma solução local muito semelhante a tal! Coincidência ou não, ai está a aeronave!

CosmeBR
Visitante
CosmeBR

Que legal! Agora quando os EE.UU. quiserem aumentar as vendas de sua nova aeronave é só vetar a comprar do ST. Que maravilha!!!

BRASIL ACIMA DE TUDO!!!!!!!!