domingo, dezembro 4, 2022

Gripen para o Brasil

VÍDEO: Gripen E – The Game Changer

Destaques

Redação Forças de Defesa
Redação Forças de Defesa
redacao@fordefesa.com.br

Juntos somos Fortes. Para desenvolver uma aeronave de combate para combater e derrotar ameaças futuras, é necessária a cooperação entre várias operações.

Neste vídeo, você pode aprender mais sobre o que torna o Gripen E único e um caça perfeito para a Suécia.

Ouvimos o chefe da Força Aérea Sueca e colegas da Saab descreverem as capacidades do Gripen E.

SAIBA MAIS:

Saab Press Trip 2022 – Palestra ‘As principais capacidades do Gripen E’

Saab Press Trip 2022 – ‘Walkaround’ no Gripen E da Força Aérea Sueca

Saab Press Trip 2022 – Voamos no simulador do caça Gripen E!

LIVE sobre a ‘Saab Press Trip 2022’ no canal Base Militar Vídeo Magazine

 

- Advertisement -

51 Comments

Subscribe
Notify of
guest

51 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Pedro Fullback

Esse sim é o Gripen verdadeiro! Infelizmente o Gripen brasileiro é muito aquém do Gripen sueco…

A justificativa é que no nosso T.O não é tão feroz como da Suécia-Russia, mas alguém acha que em caso de conflito, iremos enfrentar um Paraguai ou uma OTAN?

Willber Rodrigues

E no quê o Gripen BR é mais “fraco” em comparação ao Gripen sueco?

Douglas Rodrigues
Ten Murphy

O texto diz: “Por exemplo, o sistema sueco foi projetado para enfrentar o sistema de defesa aérea russo S-400 e o novo caça Su-57, ameaças ainda inexistentes na América Latina. O sistema por ser modular, pode ser modificado quando surgirem novas ameaças.“ A questão é se o Brasil recebeu transferência de tecnologia para fazer as mudanças modulares de forma independente. As ameaças prováveis relatadas por diversos generais e documentos são um bloqueio naval e invasão da Amazônia autorizada ou não pela ONU (como vimos recentemente a tentativa de aprovar a legalidade da uma intervenção e a Rússia barrou), então se… Read more »

Rinaldo Nery

Somos capazes de programar o sistema de autodefesa. Pra qualquer ameaça.

Ten Murphy

Eu não disse programar, eu disse construir, fabricar, saber fazer. Sabemos fabricar o motor? Sabemos fabricar todos os aviônicos? Sabemos fabricar as armas, um míssil que seja? Em caso de embargo militar como poderemos construir mais aeronaves? Como poderemos armá-las? Como repor os motores quando tivermos usado todos os sobressalentes? E como repor o estoque de armas? O senhor mesmo me disse uma vez que a empresa que fabrica os motores não quis nem conversa quando contatados. O motor GE ou mesmo o Scania, sabemos fabricar caso seja necessário? E não adianta falar em escala de produção, minha questão não… Read more »

Rinaldo Nery

¨Fazer mudanças modulares de forma independente¨ significa o que, exatamente? Isso que você explicou? Fabricar tudo?

Ten Murphy

Meu comentário inicial foi que em caso de embargo militar nós não sabemos fabricar os motores, o radar, os mísseis nem a suíte de contramedidas eletrônicas. Sabemos? Temos essa capacidade tecnológica e industrial? Capacidade humana sei que temos.

Rodrigo Martins Ferreira

Me explica uma coisa..

Se o Generalato, teme de verdade estas ameaças vindas da Europa e dos EUA, pq ainda continuam a fazer acordos e comprar materiais destes países ?

rui mendes

Porque só lunáticos acham isso possível.
A Europa e os EUA não atacam estados soberanos e democráticos, não são a Rússia.

João Augusto

Que estultice.

Ten Murphy

Porque a ONU tentou aprovar uma medida que permite interferir na soberania e território de outros países caso exista uma ameaça ambiental que prejudique a humanidade.
Porque existe uma tentativa secular de internacionalizar a Amazônia com pretexto alegadamente ambientalista e indigenista, mas comprovadamente econômico.
Porque o simples fato de você chamar diversos generais brasileiros de lunáticos demonstra que ou você é idiota útil ou é agente de desinformação e negacionista sobre as ameaças globalistas à soberania brasileira na Amazônia.

Icarus

Por quê eles não atacam a China então???, como fizeram no Iraque, Líbia, Afeganistão e tantos outros.

Ten Murphy

Porque uma coisa não exclui a outra.
Porque historicamente somos aliados.
Porque sucesso passado não garante sucesso futuro.
Porque general não é político e político não é militar, e essas decisões tem sido políticas.
Porque a estratégia brasileira de defesa em profundidade considera que não temos capacidade de contrapor uma coalizão da ONU ou dos americanos.
Porque esses mesmos generais falam que tem insistido nesse sentido há décadas, mas os políticos e a população não tem dado importância.
Por vários outros motivos políticos, sociais, estratégicos, econômicos e históricos.

Silvano

Você tem total razão. Vi um vídeo num canal do YT que dizia que o nosso Gripen não tinha nem pneu step. Com certeza você viu o mesmo vídeo.

Carlos Campos

e o motor é da Scania diesel kkkk

Silvano

Lembrando que quem imitou foi a Suécia, quando depois de ver do que realmente se tratava, mandou isntalar em seu caça o mesmo WAD do caça brasileiro, aquele de tela única e gigante que o piloto toca o dedo no caça inimigo e o radar trava nele.

O espírito dos VL falava alto aqui, lembra?? só por ser da FAB não prestava.

Marcos Silva

Mas já é Euro 6??? KKKKKK

Carlos Campos

já kkkkk

Nonato

Negativo.
O motor é Volvo…

Nonato

Um motor de geladeira GE, fabricado sob licença pela Volvo, concorrente da Scania…

Carlos Campos

pelo menos o piloto vai bem geladinho

Allan Lemos

Não é e você sabe disso.

JBS

Quanta besteira!

Mateus

VL do baralho

Henrique

queria entender a tara que povo tem de enfrentar a otan kkkkkk. Nunca é com a China ou ou índia ou Japão ou Qualquercoisaestão
.
Brasil nunca tretrou gravemente com os eua e mais perto que o Brasil chegou de dar porrada em Europeu foi na 2GM pq o Europeu pediu pra ir lá bater nele kkkkk

rui mendes

És ridículo, bater em Europeu????
Deve ser, deve, na 2 guerra mundial, voçês tiveram uma quase nula participação, tendo em conta o tamanho dessa guerra, e mesmo assim nas poucas operações que tiveram, contaram com a segurança dos aliados, por participarem do lado dos aliados, onde lutaram milhões de Europeus, Norte-Americanos e Canadianos, contra outros milhões de Europeus, e vir alguém aqui dizer, por terem participado com alguns soldados (bravos e valentes, ainda que poucos), ”fomos bater nos Europeus”, eu sei que adoravas, mas nunca aconteceu, nem no passado, muito menos no presente e futuro.

Ten Murphy

Deixa de ser bairrista. Se por um lado concordo contigo que o termo “bater em europeus” é infantil e desnecessário, o Brasil bateu em europeu sim, ou os nazistas alemães que estavam na Itália não eram europeus. O Henrique disse que batemos em europeus, ele não disse que batemos em TODOS os europeus. Batemos em alguns, mas eram europeus, você gostando ou não disso.

Ten Murphy

Não é tara, eles que vivem falando em internacionalizar a Amazônia. que lá não é do Brasil, que é da humanidade. A ONU tentou aprovar uma medida que permite interferir na soberania e território de outros países caso exista uma ameaça ambiental que prejudique a humanidade. A tentativa de legitimar o discurso de internacionalizar a Amazônia é secular e postei no Forte recentemente o histórico dessas ameaças, com pretexto alegadamente ambientalista e indigenista, mas comprovadamente econômico. E o fato de o Brasil não ter “tretado gravemente” com os americanos não garante um futuro similar. Se o Brasil tivesse “tretado”, antes… Read more »

Bueno

O Caça Brasileiro é o Gripen E.
 
Ponto final.
 
No final do Vídeo, o FAB4101 Voando Junto com o FV6002

Joelson

Gripen E
Gripen Espetacular

Marcos Silva

e o da Suécia? Não é o mesmo E por acaso????

Marcelo

Os suecos estão desenvolvendo outro radar aesa mais poderoso para força aérea sueca !!!

luiz carlos

O padrão de camuflagem sueco é mais bonito e moderno. não há o que dizer.

Maurício.

Luiz, você está falando desse padrão da foto da matéria? Se for, eu acho que esse não vai ser operacional na força aérea Suécia, acho que é só para foto mesmo, mas tenho que concordar que esse padrão ficou muito bonito.

luiz carlos

Sim. mas o padrão cinza de superioridade aérea da FAB, também está atualizado com relação ao que se usa em outras forças aéreas .

Ostrogodo

Prefiro o padrão cinza e verde.

Henrique

Esse padrão cinza com o nariz e parte inferior branca parece ser universal nos Gripen, até onde eu vi todos os Gripen tem padrão semelhante.

BK117

Já tem alguma foto dos nossos novos depois do translado? Das últimas vezes teve foto no hangar, ou entrando no aeroporto. Agora ninguém fala nada, tô ansioso kkkkkk

Gabriel

Estava demorando.

A cada dia que passa os “zeca pimenteiras” se superam.

Fico imaginando o desespero dos caras em procurar a cada notícia um motivo para criticar o F-39 ou a FAB.

Só pode ser algum tipo de recalque, não é possível.

Bosco

Até agora o que vejo é uma aeronave esportiva a jato , supersônica.
Quero saber quando esses caças irão estar armados e prontos para o combate aéreo e missões ar-sup.

PauloOsk

Mais uns 15 anos a fab alcança o FOC.

luiz carlos

Esportiva?

Douglas Rodrigues

Até vc Bosco?!
Brincadeiras a parte, espero que logo possamos vê-los operacionais em Anápolis e posteriormente em outras bases aéreas.

Rinaldo Nery

Acho q é só colocar o armamento sob as asas…

rui mendes

Esportivo???
O Gripen E/F é um dos melhores caças do mundo, com uma super capacidade de guerra electrónica, excelente radar AESA e alguns dos melhores mísseis actuais.

Henrique

Eu sinceramente só acredito no desempenho de determinado sistema em combate, não dá pra ficar se iludindo com marketing da empresa fabricante.

Bosco

Não duvido, mas já passam 10 anos desde a desativação dos Mirage 2000 e até agora não fiquei sabendo de já existirem Gripens em QRA em Anápolis. Na verdade não vi nenhum dos nossos com qualquer tipo de arma sob as asas. Isso após já termos comprado, termos a equipe de terra treinado na Suécia, pilotos, etc. No meu entendimento de civil, antes do caça chegar já era para as armas estarem disponíveis nas respectivas bases. Chega hoje amanhã já põe pra funcionar. Coisa de leigo. Se não todas , pelo menos as relativas às missões de interceptação que são… Read more »

Rinaldo Nery

Isso já foi integrado lá na Suécia, pela SAAB. E, acredito (não tenho certeza), os mísseis já estão nos paióis.

Henrique

O Gripen é um caça ligeiro, as principais missões dele vão ser as de defesa aérea.
Outra ausência é o emprego de tanques alijáveis, não me lembro de ter visto nenhum Gripen E operacional com estes.

Bosco

Henrique,
Concordo! Mas é fato que foi divulgado a aquisição por parte da FAB de algumas armas ar-sup bem avançadas, o que abre o leque para que ele atue em missões de ataque.

Últimas Notícias

UAC entregou ao Ministério da Defesa russo um lote de novos caças Su-35S

A Komsomolsk-on-Amur Aviation Plant (KnAAZ) em homenagem à Gagarin United Aircraft Corporation (UAC, parte da Rostec) entregou ao Ministério...
Parceiro

LAAD 2023

- Advertisement -
- Advertisement -