sexta-feira, setembro 30, 2022

Gripen para o Brasil

Saab Press Trip 2022 – ‘Walkaround’ no Gripen E da Força Aérea Sueca

Destaques

Alexandre Galante
Alexandre Galante
Jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

Por Alexandre Galante*

No sábado passado estivemos no Armed Forces Airshow Day 2022, na Ala F 16 em Uppsala, na Suécia.

Os jornalistas da Saab Press Trip 2022 puderam fazer um “walkaround” no Gripen E 6012 da Força Aérea Sueca e conversar com o piloto de testes Martin Donaldsson.

Vários detalhes do Gripen E podem ser vistos nas fotos, como antenas de guerra eletrônica, sistema de alerta de aproximação de mísseis (MAW), etc.

Atualmente 14 aeronaves Gripen E estão participando da campanha de testes, incluindo uma aeronave no Brasil, a caminho de obter o Military Type Certificate (MTC).

Cerca de 30 caças Gripen E estão na linha de produção em vários estágios. O primeiro Gripen F biposto também está em produção.


*O editor viajou à Suécia a convite da Saab.

VEJA TAMBÉM:

Saab Press Trip 2022 – Palestra ‘As principais capacidades do Gripen E’

 

- Advertisement -

6 Comments

Subscribe
Notify of
guest

6 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Tutor

A SAAB tem encontrado dificuldades para vender o Gripen E mundo afora.
Torço para que isso se reflita em melhores condições para um segundo lote ao Brasil.

Morgoth

A estratégia da SAAB de focar em forças aéreas que possuem disponibilidade financeira para adquirir soluções mais caras não parece a mais acertada. Se focassem em países com orçamentos militares mais apertados, como México, Filipinas e Colômbia, onde o Gripen se apresenta como uma solução BBB (bom, bonito e barato), talvez conseguissem lograr êxito.

Jose Carvalho

A SAAF manteve seus caças no solo por mais de um ano por falta de contrato de manutenção. A falta de orçamento afetou as forças armadas da África do Sul, mas a publicidade negativa afeta a SAAB. Melhor vender para quem pode pagar.

Heli

Colega, é muito, muito, difícil concorrer com o poderio da Casa Branca. O Gripen E é, em muitos aspectos, uma excelente plataforma.
Se hoje muitos países europeus encontram dificuldade em manter seus caças de 4a geração operacionais (Alemanha com o Eurofighter, França com o Rafale e Mirage2000, etc) além dos outros meios como transportadores, aviões de patrulha, treinamento…, imagina daqui a alguns anos observar como será a disponibilidade e os custos dos caças de 5a geração.

Last edited 24 dias atrás by Heli
Vitor

As fotos da frente da aeronave as vezes me faz lembrar do Super Etendart.

Matheus

O caça é lindo e muito capaz, mas temos que admitir que foi um fracasso, e dos grandes… desde 2014 quando fechou as 36 unidades com o Brasil, não vendeu mais nenhuma, são quase 10 anos sem vender 1 unidade sequer.

Fico me perguntando se em 2014 tivesse já o F-35 igual está hoje, bem consolidado, acho que ele teria vencido e teríamos uma frota de F-35 nos céu brasileiro. E não me venha com ToT porque já vimos que isso não faz diferença alguma na prática.

Last edited 24 dias atrás by Matheus

Últimas Notícias

Força Aérea Brasileira inaugura nova estação radar de vigilância aérea em Rondônia

Estação será usada pelo Sistema de Controle do Espaço Aéreo (CISCEA) para auxiliar na proteção de fronteiras do Brasil A...
Parceiro

LAAD 2023

- Advertisement -
- Advertisement -