segunda-feira, setembro 27, 2021

Gripen para o Brasil

Rival chinês da Boeing e Airbus se aproxima do serviço comercial

Destaques

Redação Forças de Defesa
redacao@fordefesa.com.br

Depois de mais de uma década em desenvolvimento e US$ 72 bilhões de apoio estatal, o primeiro jato de passageiros da China, o Comac C919 de corredor único, está em fase de aprovação para iniciar voos comerciais.

Separada da indústria de aviação militar da China em 2008, a Comac anunciou cerca de 1.000 pedidos e opções para o avião, principalmente de clientes domésticos.

A primeira entrega, para a China Eastern Airlines, deve ocorrer até o final deste ano, de acordo com o Financial Times.

O C919 não é páreo para a eficiência de combustível ou alcance das versões mais recentes do Airbus A320 ou da família 737 do Boeing. Mas a grande preocupação para os grupos ocidentais é que as iterações futuras podem causar uma grande redução nos pedidos da China.

O país está em vias de se tornar o maior mercado mundial de aviação. A Boeing prevê que as companhias aéreas do país irão adquirir um total de 8.600 novos aviões nos próximos 20 anos, disse o FT.

- Advertisement -

76 Comments

Subscribe
Notify of
guest
76 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Antoniokings

Era essa a notícia que eu estava esperando.
Inicia-se uma nova era na aviação comercial.

Nilton L Junior

Vamos esperar pra ver Kings pelo que li essa aéronave foi para desenvolvida para atender o mercado interno, acredito que essas 1000 encomendas se concretizadas vai ser possível avaliar sua operação.

Antoniokings

Que seja.
Serão 1.000 unidades, de início, que a concorrência deixará de vender.
Não podemos esquecer que o mercado chinês será o maior do Mundo e que teremos uma miríade de países interessados em um avião mais barato.

Nilton L Junior

Imagina a quantidade de aeródromos, ILSs, radares e outras coisas mais necessário para equipar esses aeroportos.

Leandro Costa

Uma nova era na aviação comercial? Por que? Inventaram algo de novo ou só juntaram componentes conhecidos e comprovados em um projeto conservador em uma aeronave que está abaixo das concorrentes imediatas em matéria de performance?

Nilton L Junior

Nova no sentido de tráfego aéreo, vc entedeu mas voce gosta de provocar né, kkkkk.

Leandro Costa

Inventaram normas e procedimentos ou equipamentos de tráfego aéreo novos por acaso? Qual espaço aéreo mais congestionado? Europeu, Americano ou Chinês? Qual o nível da aviação geral na China que pode complicar a aviação comercial? Qual o nível de aviação executiva?

Nilton L Junior

O bicho teimoso, quem esta falando em invensão ai loco, o que esta posto é que como se trata de 1000 aeronaves para atender o mercado interno vai gerar um novo trafego no espaço aereo Chines, sobre trafego aereo internacional a China não construio o maior aeroporto do mundo so pra consumir concreto, ou vc acha que la não tem trafego congestionado.

Leandro Costa

Ô bicho lerdo, desde quando isso inaugura uma ‘Nova Era na aviação comercial?’ Vai ver o tráfego aéreo Europeu para se ter uma ideia de como o espaço aéreo é congestionado de modo que a China parece brincadeira de neném. Mil aeronaves que não vão entrar em operação ao mesmo tempo e substituirão muitas que já estão voando por lá atualmente, não vão ter o impacto tão absurdo quanto o número faz parecer. Se não existe estrutura de tráfego aéreo para lidar com esse incremento, aí então é que não há nada mesmo de novo para inaugurar uma nova era… Read more »

Antoniokings

É difícil aceitar, né?

China será o maior mercado de aviação do mundo, posição atualmente ocupada pelos EUA; região da América Latina também terá forte crescimento em 20 anos

https://www.airway.com.br/numero-de-passageiros-aereos-vai-dobrar-e-atingir-82-bilhoes-ate-2037-aponta-iata/

Antoniokings

Imagine o maior País do Mundo em termos econômicos, populacionais e de tráfego aéreo tendo sua própria produção de aeronaves.
Imagine também a crescente influência política e econômica deste País com seus vizinhos e alhures.
É isso.

Leandro Costa

Isso não inaugura tchongas em relação à aviação comercial. O que ocorre é basicamente um crescimento que já vinha acontecendo desde meados da primeira década dos anos 2000. Inclusive, 1000 míseras aeronaves não conseguem chegar perto do crescimento que ocorreu à partir daquele período. Não é o divisor de águas que você está anunciando que é, mas sim a continuação de um processo.

Wagner

Caramba meu, será que tu é tao obtuso que nao sacou que a nova era na aviação comercial é o surgimento da China como um grande player no cenario da industria aeronautica civil?

Leandro Costa

Será que você é tão absurdamente esquecido à ponto de esquecer que isso já aconteceu antes? Várias vezes, inclusive? Com esse aí e o MC-21 podemos dizer que aconteceu duas vezes em rápida sucessão?

100nick-Elã

Chame de “divisor de águas” ou de “continuação de um processo”, não importa. É uma revolução. Como irá denominá-la, é só uma questão semântica. 1000 míseras aeronaves? fala sério que você tachou de “míseras” e que acha pouco. Obrigado pelas ótimas risadas que você me proporcionou.

Antoniokings

O sujeito é complicado!

Antonio Palhares

Senhor Leandro.
O senhor está passando a ideia de que a China como país e como economia não tem relevância econômica, tecnológica e mercadológica no planeta terra. Qual outro país cresceu tanto em tão pouco tempo ? Eu acho que ela começou comendo o prato pela borda e já chegou no meio do mesmo.

Leandro Costa

Negativo Antonio. A China é sim um colosso que ainda não está explorando nem 60% do seu potencial total e está sempre caminhando em direção aos 100%. Mas o caso é que já a mais de década que todo mundo que tem um olho e meio cérebro já via que a China ia entrar na produção de aeronaves de carreira, até antes de a China avisar que estava investindo no desenvolvimento dessa aeronave. E isso já aconteceu antes com outros fabricantes. Não há nada de novo no Mundo da aviação comercial, não há uma ‘adequação de padrões’ não há um… Read more »

Antonio Palhares

Corretíssimo.

Mircea Muscalu Rubayo

O PIB chinês per capita, é menor que o brasileiro. Apenas para conhecimento.

Antoniokings

E o PIB per capita de Luxemburgo é o maior de todos e o País é uma pulga.
Estamos falando de tamanho. Força. Poder.
Não em PIB per capita.

ALISON

Minio.n detectado…

max

PIB per capita em 2021, China 11819, Brasil 7011
https://en.wikipedia.org/wiki/List_of_countries_by_GDP_(nominal)_per_capita

Maurício Veiga

Isso apenas indica que PIB per capita e projeção comercial não caminham nescessariamente de forma paralela e homogênea, nada além disso…

max

Sua resposta está desatualizada. A China ultrapassou o Brasil há alguns anos. Cara, mantenha seus conhecimentos atualizados. Acompanhe os tempos.
https://qr.ae/pNd9ua

Paulo Drusnam

Além do mais, os chinas só copiam, não criam nada, agora são exímios comedores de baratas e afins.

100nick-Elã

Kings, você tem notado como todo monopólio ocidental está caindo pouco a pouco?

Antoniokings

Um a um.
Tenho avisado há algum tempo que o poder econômico está se deslocando, de forma acelerada, para o Oriente.
E isso, certamente, causa perda de poder econômico e político aos países ocidentais.
Mas, é um processo irreversível e que vai se acentuar nos próximos (põe próximo nisso) anos.

Mk48

Pensava que dado ao alto grau de avanço tecnológico que a China vem mostrando ao mundo, houvessem mais sistemas e estruturas made in China neste avião.

Paulo

Isso é a primeira geração apenas. Os chineses irão simplesmente copiar, quebrar patentes e cagar pra reclamações dos fabricantes. Chineses não são confiáveis. Infelizmente o dinheiro sempre fala mais alto, mas o certo era isolar aquele país do resto do mundo até que se matem de fome lá dentro.

Agressor's

“Paulo
Visitante

Reply to  Mk48
41 minutos atrás

Isso é a primeira geração apenas. Os chineses irão simplesmente copiar, quebrar patentes e cagar pra reclamações dos fabricantes”

Enfim, farão o mesmo que os ocidentais sempre fizeram…O caso do Bina que o diga…

Mk48

Ok Paulo.
.
Qual país então é confiável ?

Hellen

Vai no psicólogo e no psiquiatra é de graça pelo SUS !!!!

Antonio Palhares

Paulo.
O negócio não é dizer que se deve colocar o chocalho no pescoço do gato. É arranjar alguem que cumpra a tarefa.

Leandro Costa

É um gráfico que te dá uma ideia meio errada, 48. Muitos dos componentes estrangeiros ali são, por sua vez, feitos por componentes made in China, mas de projeto e montagem em fábricas de origem ou propriedade ocidental. Principalmente os aviônicos. Mesmo assim é uma quantidade mais baixa do que o esperado.

Mk48

Oi Leandro.
.
Faz sentido.

Jagdverband#44

Não te preocupes, tudo já foi copiado.

Mk48

Gente, . Esse assunto de cópia de uma maneira em geral é recorrente aqui qdo se fala da China. Já foi debatido a exaustão. . Lembro a vocês que as Leis da Física são as mesmas no mundo todo, e neste caso mais especificamente as relacionadas a aerodinâmica. . Lembro também que quando a Airbus apresentou seus aviões nem a Boeing acusou ela de cópia. O sistema de vôo fly by wire foi inventado e desenvolvido pela NASA, não pela Airbus. . Então, por que vir agora com esse papo de cópia ? Só porque é chinês ? . Não… Read more »

Last edited 2 meses atrás by Mk48
Antoniokings

Saudações.

Perfeito!

João Adaime

Vendo a lista de fornecedores, fico me perguntando o que será que os colegas que acusam o Super Tucano de não ter componentes brasileiros, o que diriam deste aqui?

Vendéen

De fato, o imenso mercado interno chinês por obrigação (ou não) corre o risco de não ser mais um “espaço reservado” para o duopol Boing-Airbus, Embraer e outros fabricantes de aeronaves de curto e médio curso. Também outros países podem abandonar os fornecedores habituais para o Comac C919. O futuro dirá. Por outro lado, no que diz respeito aos transportes de longo curso / grandes transportadores, ainda há espaço. Por exemplo, os chineses ainda precisam do Airbus e vice-versa. Eles são um pouco amigos lol. “Na quarta-feira, 21 de julho, a Airbus anunciou que havia entregue um primeiro A350 de… Read more »

Rodrigo Maçolla

E isso é só o começo… Daqui a pouquinho eles já vão nacionalizar (copiar) várias destas partes importadas

Leandro Costa

Minha opinião sobre isso é simples. Isso aí é um Caoa Chery/JAC motors da aviação. Começaram com aqueles carrinhos furrecos, de péssima qualidade, super ‘genéricos do GTA,’ mas oferecendo preços baixíssimos e garantia à perder de vista, o que atraía bastante gente. Hoje em dia são veículos bem mais maduros e com alguma personalidade e devem avançar ainda mais. Como a aviação tem padrões internacionais bem rígidos, é claro que esse avião vai se enquadrar neles, mas ainda assim dá para perceber que eles não estão tentando reinventar a roda. O projeto é beeeeem conservador com um bom nível de… Read more »

Alan Peter

O Chery/JAC Motors pifava e fixava residência na oficina…esse aí quando pifar despenca no chão…os comunistas escondem tudo que não querem que seja divulgado, queda de avião com 160 passageiros é bem difícil de encobrir….

Leandro Costa

Exatamente por isso que não vão cair. Existem padrões internacionais que eles TEM QUE aderir, caso contrário essa aeronave seria simplesmente proibida de voar no espaço aéreo de outros países. O que não significa que vai ter qualidade incrível no início, o que se reflete não à acidentes, mas sim à maior tempo de turn around.Mas apenas a experiência irá dizer, e com 72 bilhões de mais de década de desenvolvimento, a aeronave tem que ser, no mínimo, boa.

Antoniokings

Ah. mas não é mesmo!
E estou falando por experiência própria.
Tenho um Chery há 11 anos e não tenho esses problemas, não.
Está com 100 mil quilômetros e só troquei a bateria 3 vezes, um amortecedor (pois enchi um buraco em Saquarema) e dois discos de embreagem, por exclusivo mau uso meu (costumo deixar o pé na embreagem).
Deixe de cascatear para não embaralhar a discussão.

Emmanuel

Tenta vender um Chevrolet com 11 anos de uso e o teu Chery ao mesmo tempo.
Adivinha qual deles ninguém vai querer comprar?

Antoniokings

Carro foi feito para usar.
Carro particular é bem de consumo.
Não é investimento ou bem de capital.
Usou, gastou, compra outro.
Só em um País pobre que as pessoas escolhem até a cor do carro para não desvalorizar na revenda.

Leandro Costa

Sorte sua. Um amigo meu tinha um Lada Niva. Melhor carro que ele teve até aquele momento. Economizou uma grana em manutenção. Limpadores de pára-brisa do Fiat 147, e muita coisa ele consertava com silvertape. Era meio duro na hora de fazer manobra, o que fez ele economizar uma grana de academia, mas para 4×4 tá bom. O seu Chery pode ser o único exemplo de carro de fabricante em início de carreira que deu certo. Nunca vi um inteiro. Mas, sendo o mais imparcial possível, Hyundai e KIA também eram vistos como umas belas porcarias quando chegaram e depois… Read more »

Nilton L Junior

Leandro o governo Chinês tem muito claro que precisa integrar suas cidades através da sua estruturas de transporte, para isso conta com muitos bancos de fomentos para viabilizar esses projetos.
Portanto esta correto o governo “convencer a fazer” uma vez que o estado injetou grana e a lucratividade esta assegurada, não é a toa que o número de bilionário por la é grande.
Outra consequência é que algumas regiões poderam se tornar hubb de vôos internacionais desafogando o trafego de Pequim e outros, uma vez que vai existir os voos reginais atendido por esse tipo de aeronave.

Leandro Costa

Acho engraçado o pessoal que xingou o Canadá de tudo quanto é nome quando subsidiaram a Bombardier, hoje batem palmas para a China fazer muito, mas muito mais com a Comac.

E isso não tem NADA a ver com distribuição de hubs ou tráfego aéreo. Zero % mesmo.

Antoniokings

Os CEOs da Boeing e da Airbus anunciaram recentemente (se não me engano, já postei aqui as entrevistas) suas preocupações com a chegada da COMAC e aí vem o Leandro Costa para desdenhar.
Fala sério!

Leandro Costa

Não estou desdenhando, só não é uma surpresa e nem muito menos um divisor de águas. É mais um concorrente no mercado. O mesmo vale para o avião Russo. Eles já tinham essa preocupação desde que a China resolveu fazer aviões por conta própria e parou de copiar/produzir sob licensa aeronaves Russas. Nem todo mundo é cego que nem você, ou melhor ainda, nem todo mundo se borra todo de felicidade toda vez que a China dá um suspiro heheheheh

Wagner

Bom, provavelmente eu posso estar enganado, mas por acaso em algum lugar voce meteu o pau na “ajuda” dos governos ocidentais às grandes empresas toda vez que há uma crise no mercado de aviacao?

Leandro Costa

Não só nas aéreas, mas também nas automotivas. Sempre vou meter o pau em quem tenta alterar as regras do jogo.

Antoniokings

E acabou de anunciar um incrível trem de levitação magnética que alcança 600 km/h.
Certamente rivalizará com a aviação regional no País.

Notícia de 21/07/21

https://br.sputniknews.com/asia_oceania/2021072117803637-china-constroi-trem-de-levitacao-magnetica-mais-rapido-do-mundo-video-fotos/

Wagner

Uai, mas nao foram os governos ocidentais que injetaram bilhoes nas fabricantes de aeronaves e cias aereas para nao quebrarem agora com a crise do covid? Os muitos bilhoes (trilhoes) de dolares que entram nas compras governamentais da aviacao militar nao empurram o desenvolvimento da aviacao civil ocidental? Qual a diferenca?

Leandro Costa

Isso são ooooutros quinhentos. Não tem como comparar.

ALISON

A diferença é que o zé ai é Minion…

Nascimento

A Boeing começou andando pelas próprias pernas, a maioria das empresas ocidentais começou assim, depois de muito tempo viraram esse lixo corporativista que vive de subsídios. Já as empresas chinesas já nascem dependendo de subsídios. Não seja um analfabeto funcional nem faça falsas analogias.

XFF

China está fazendo o dever de casa e avançando em várias áreas. Em breve, a China estará exportando aviões e não importando.

Além do C919, a China está desenvolvendo o CR929, que é um projeto que está sendo desenvolvido em conjunto com a Rússia.

Quando esses dois projetos tornarem operacionais, a China vai começar a limitar a entra dos aviões da Boeing no mercado deles, que pode ser interpretada como retaliações as sanções que os EUA vem impondo contra empresas Chinesas.

https://www.melhoresdestinos.com.br/cr929-russia-china-aviao-widebody.html

Joli Le Chat

“O C919 não é páreo para a eficiência de combustível ou alcance das versões mais recentes do Airbus A320 ou da família 737 do Boeing.” Duro de acreditar, sobre a eficiência. Basta ver na foto os motores CFM Leap, que foram feitos para queimar 10% a menos que os motores da geração anterior. Sobre alcance, ok. O que o C919 tem a menos que os 737 e os A320 é a capacidade do tanque. Eficiência eu não colocaria como menor. Lembrando que o COMAC C919 é o segundo avião moderno que os chineses colocam para operar, sendo o primeiro o… Read more »

Last edited 2 meses atrás by Joli Le Chat
Leandro Costa

A eficiência de uma aeronave não são apenas medidas pela eficiência dos motores. Só para constar.

E o ARJ21, sinceramente, se não tivesse sido claramente identificado como tal, eu poderia jurar que era um DC-9 (ou MD-80, ou MD-90, ou B.717) de tão moderníssimo ele é. Mas deve ter servido como aprendizado em algum momento.

Palpiteiro

Editor. Procede esses US 72 bi. Isso equivale a vários programas 777x, A350. Dezenas de programa E2. É muito. Será que neste valor não está incluso o valor de aquisição estatal das aeronaves?

Leandro Costa

Não sei se está incluso ou não, Palpiteiro, mas o fato é que para se iniciar o desenvolvimento de toda uma indústria aeronáutica civil praticamente do zero, feita para sair de cara brigando com as maiores fabricantes de aeronaves do Mundo, o investimento precisa ser muito alto sim.

Recruta

Está aí uma área que eu acho que a EMBRAER deveria encarar: “narrowbody”.
Sei das implicações políticas, mas a capacidade da EMBRAER é inquestionável. No duopólio atual, a Airbus (A320 e A321) tem deixado a Boeing (B 737 Max) comendo poeira e a China (C919) está entrando de sola no maior mercado em potencial. A EMBRAER, usando sua expertise e criatividade, poderia ir comendo pelas beiradas. Tenho certeza que seriam os jatos mais eficientes e ecologicamente corretos de todos. Sem falar nas opções oferecidas que, com certeza, poderiam satisfazer os interesses das companhias aéreas do mundo todo.

Vendéen

Bonjour, Compartilho seu ponto de vista, a Embraer tem uma carta para jogar neste segmento tão disputado. Posso estar errado (equívoco?) Mas me parece ou tenho a impressão que este construtor agora adquiriu uma coisa muito, muito importante; A confiança dos compradores / clientes nos produtos oferecidos pela Embraer. Posso estar errado (equívoco?) Mas atualmente os fabricantes chineses ainda não adquiriram essa confiança muito importante. O preço não significa necessariamente tudo em todo o mundo! lol Anedota pessoal que, claro, não deve ser oficial: Por ter tido a oportunidade (apenas uma vez) de voar em economia (um vôo de cerca… Read more »

Leandro Costa

Vendéen, eu concordo, em parte. Acho que por causa da falta de confiança inicial na aeronave Chinesa, bem como a menor eficiência junto com maior custo operacional inicial, vão fazer com que essa aeronave não seja imediatamente bem recebida ao redor do Mundo, exceto em países nos quais a China pode oferecer poderosa influência em companhias estatais, e exatamente por isso fez com que as companhias Chinesas adotassem a aeronave, dando maior escala, experiência e visibilidade para o resto do Mundo ao operar a aeronave de forma contínua enquanto se refina o projeto em busca de um aumento de eficiência,… Read more »

Vendéen

Bonjour, Abordei apenas o mercado de aeronaves de curto e médio curso (aeronaves regionais / voos domésticos) no que diz respeito à Embraer, não de longa e portanto de grande porte. Além disso, não conheço as intenções da Embraer em relação a longa / grandes transportadoras (?) . Obviamente, não sou um especialista em produtos da Embraer, mas pessoalmente nunca ouvi críticas de conteúdo paralisante sobre seus aviões atualmente em serviço. Mais uma vez, é uma empresa que na minha humilde opinião goza de boa imagem internacional e que conquistou a confiança dos utilizadores das suas aeronaves. Este é um… Read more »

ALISON

Sem apoio e Lobby governamental nao rola amigo…

Pablo Maroka

Solta pecinhas.

Daniel

Nada contra esse desenvolvimento, prometido e não cumprido a anos atrás e após longos anos aí está pronto para o serviço, eu tenho uma grande dúvida, avião rival não mencionado aqui da Russia, teve 20 comprados por empresa mexicana, mais baratos que seus homólogos dos EUA e da FRANÇA, após voarem cerca de um ano 16 deles foram encostados por falta de peças e os outros voaram por canibalizarem peças dos outros 16, eu hoje teria receio ou medo de viajar num avião russo ou chinês

fulcrum

Torço pra embraer comprar a comac ou a irkut.

Últimas Notícias

Caças Sukhoi Su-35S russos escoltam bombardeiro B-52H da Força Aérea dos EUA sobre o Oceano Pacífico

Não houve violações da fronteira estatal da Rússia ou proximidade perigosa de aviões no ar, disse o Centro de...
- Advertisement -
- Advertisement -