quarta-feira, abril 21, 2021

Gripen para o Brasil

Embraer anuncia a venda de mais 19 aeronaves Ipanema

Destaques

Alexandre Galante
Jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

Botucatu – SP, 3 de março de 2021 – A Embraer anunciou hoje que a sua divisão de aviação agrícola registrou a venda de mais 19 aeronaves EMB-203 Ipanema, no mês de fevereiro, totalizando 27 aeronaves comercializadas no ano. Este volume de vendas no primeiro bimestre já é 8% maior do que foi negociado durante todo o ano de 2020.

O segundo mês consecutivo de alta nas vendas reflete o desempenho favorável do agronegócio brasileiro e as inovações tecnológicas incorporadas na nova versão da aeronave. O destaque no período ficou para as empresas aeroagrícolas que prestam serviços especializados de pulverização aérea.

Embora a demanda pelo Ipanema permaneça tendo maior intensidade no Centro-Oeste, o principal polo agrícola do Brasil, o ritmo de vendas deste ano também tem sido crescente em outras regiões.

Com quase 1.500 unidades entregues, o Ipanema ocupa a liderança do segmento agrícola com 60% de participação no mercado nacional. Seu protagonismo na agricultura de precisão combina alta tecnologia e tradição de um produto que evolui continuamente para atender aos requisitos de alta produtividade e baixo custo operacional.

O Ipanema 203, o modelo mais atual da série, conta com aprimoramentos como substituição de peças da asa por outras com nova geometria e material em aço inox mais resistente. Essa solução posterga ainda mais eventuais desgastes gerados pela condição severa natural da operação no campo e despesas com manutenção ao longo dos anos. O novo pulverizador aéreo também tem um novo design no capô do motor, com novas grades de saída de ar, garantindo maior refrigeração.

Sobre o Ipanema

A história do Ipanema começa no fim dos anos 1960, quando o Ministério da Agricultura do Brasil firmou contrato com a Embraer para fabricação em série no país de uma aeronave agrícola, com o objetivo de modernizar o setor ao disponibilizar novas técnicas de produção.

A aeronave surge inicialmente como um projeto de engenheiros do Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA), em São José dos Campos – SP e é testado pela primeira vez na Fazenda Ipanema, no município de Sorocaba – SP. Em julho de 1970 o Ipanema fez seu primeiro voo e em 1972 começou a ser produzido comercialmente.

A versão mais atual, o Ipanema 203, é movida a energia renovável (etanol) e foi certificada em 2015. Este modelo garante mais agilidade, eficiência, produtividade, além do menor custo operacional da categoria. Com sua envergadura aumentada para 13,3 m e perfil da asa aprimorado, possibilita uma maior faixa de deposição de defensivos agrícolas, chegando a 24 metros de faixa com altíssima qualidade comprovada cientificamente e no campo.

Utilizado principalmente na pulverização de fertilizantes e defensivos agrícolas, o Ipanema tem evitado, ao longo de todas essas décadas, perdas por amassamento na cultura e flexibilizado as operações em regiões com terrenos irregulares. A aeronave também tem aplicação em atividades de semeadura, controle de vetores e larvas, e povoação de rios.

Ipanema, primeiro voo em 1970

Sobre a Embraer

Empresa aeroespacial global com sede no Brasil, a Embraer atua nos segmentos de Aviação Comercial, Aviação Executiva, Defesa & Segurança e Aviação Agrícola. A Companhia projeta, desenvolve, fabrica e comercializa aeronaves e sistemas, além de fornecer Serviços & Suporte a clientes no pós-venda.

Desde sua fundação, em 1969, a Embraer já entregou mais de 8 mil aeronaves. Em média, a cada 10 segundos uma aeronave fabricada pela Embraer decola de algum lugar do mundo, transportando anualmente mais de 145 milhões de passageiros.

A Embraer é líder na fabricação de jatos comerciais de até 150 assentos e a principal exportadora de bens de alto valor agregado do Brasil. A empresa mantém unidades industriais, escritórios, centros de serviço e de distribuição de peças, entre outras atividades, nas Américas, África, Ásia e Europa.

DIVULGAÇÃO: Embraer

- Advertisement -

14 Comments

Subscribe
Notify of
guest
14 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Fabio Araujo

Esse avião é o cavalo de batalha da nossa agricultura e um sucesso de vendas da Embraer!

OSEIAS

Embraer e WEG possuem uma plataforma de P&D dessa aeronave elétrica. Não vejo a hora de se tornar em produto.

Welington S.

Grande Vovô Ipanema <3

EdcarlosPrudente

Trator voador, já utiliza motor movido a etanol e possivelmente em alguns anos com motor elétrico. Só lamento a aviação geral ainda não se beneficiar dessas tecnologias inovadoras.

JuggerBR

Não fazia idéia que eram tão caros, 257 mil dólares, mais de 1,5 milhão de reais… Se vende tanto é porque o custo benefício é bom…

mk48

Boa parte dessa demanda vem de fazendas do Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, que experimentam forte crescimento econômico, apesar da crise, com o aumento da área plantada de soja e outras culturas.

Jorge Luiz

Está faltando a Embraer lançar o Ipanema Turbo Hélice para combate de grandes incêndios florestais.

Adriano Madureira

Será que a argentina não quer comprar para sua aviação de caça?!

Adriano Madureira

comment image
comment image
comment image?itok=5SVvLGsX&timestamp=1510579224

Carlos Campos

sério isso? acho que é melhor nem ter se for para ter a versão dele armada, vai logo de A29 ou nem vai.

Adriano Madureira

Claro que é chacota amigo… Ainda poria o Nome de Pucarema…

Matheus Mascarenhas

“Emirados Árabes Unides, Iemên e Jordândia são os três países que operam o AT-802U, uma versão do pacato avião agrícola adaptada para o combate. Segundo o fabricante, essa versão conta com camadas especiais de blindagem na fuselagem, leva sensores de busca e pode ser armada com casulos de foguete, metralhadoras e até bombas guiadas a laser. A força aérea iemenita já utilizou seus modelos em combate, em 2015, contra forças rebeldes.”
Achei sobre o Air Tractor, não do Ipanema

https://www.airway.com.br/avioes-civis-convocados-para-o-servico-militar/

Last edited 1 mês atrás by Matheus Mascarenhas
Adriano Madureira

É Matheus, o nosso Ipanema é garoto da roça e não se alistou nas forças armadas, mas é um pouco parecido com o AT-802U,e até que poderia ser uma opção para países de orçamento limitado, mas como já temos o guerreiro Super Tucano, não haveria tal necessidade…

Ander

Ué mas a Embraer não ia falir se não fosse vendida para Boeing, quem investe na bolsa está ganhando rios de dinheiro com a Embraer com sua valorização. Iam cometer um crime com nossa pátria se a Embraer fosse vendida.

Reportagens especiais

As chances do Gripen ao redor do planeta

E como isso poderá ser benéfico para o Brasil Por Guilherme Poggio (colaborou: Fernando "Nunão" De Martini) Em matéria anterior eu mencionei...
- Advertisement -
- Advertisement -