Home Aviação de Ataque Grécia deve comprar 20 caças furtivos F-35A

Grécia deve comprar 20 caças furtivos F-35A

3045
64
Caças F-35A da USAF
Caças F-35A da USAF

A Grécia pretende assinar um contrato para a aquisição de 20 caças furtivos F-35A de quinta geração, no valor de quase US$ 3 bilhões, em 2021 (custo unitário de US$ 85 milhões, com a primeira entrega em 2025-2026.

O acordo também inclui serviços de suporte de treinamento/logística, atualização da infraestrutura. A informação é do e-Αmyna no Twitter.

A Grécia quer comprar os jatos F-35 fabricados nos EUA para complementar seus caças F-16 para ajudar a recuperar a superioridade aérea sobre a vizinha Turquia, segundo o ministro da Defesa Nikos Panagiotopoulos.

A Grécia está tentando reforçar suas defesas e melhorar a cooperação com os parceiros da OTAN, depois que as tensões políticas e militares com a Turquia se intensificaram devido aos direitos territoriais no Mar Egeu e à exploração de petróleo e gás no Chipre.

Os Estados Unidos impediram a Turquia, membro da OTAN, de comprar o caça F-35, depois que o país comprou mísseis de defesa aérea S-400 da Rússia no ano passado.

A Turquia também tem F-16 em seu arsenal militar e possui o segundo maior exército permanente da OTAN depois dos Estados Unidos.

Subscribe
Notify of
guest
64 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
ALEX TIAGO
2 meses atrás

Nossa e nessa a Turquia deve ta que ta com os EUA

JuggerBR
JuggerBR
2 meses atrás

Grécia não é aquele país que foi o epicentro europeu da crise de 2008? De onde vem o dinheiro pra comprar (e operar) aviões de primeira linha, caríssimos pra um país tão pequeno?

m. wolf
m. wolf
Reply to  JuggerBR
2 meses atrás

embora o epicentro da crise tenha sido os EUA, a Grécia foi a mais atingida porque já estava em crise desde 2002

Mauro
Mauro
Reply to  m. wolf
2 meses atrás

Só não vale atingir velocidade de Mach e nem atirar com o canhão, entre várias outras coisas. Como diria Tim Maia, o resto vale.

Luís Henrique
Luís Henrique
Reply to  Mauro
2 meses atrás

Mauro, sugiro que pesquise mais antes de escrever essas baboseiras. O F-35 é o caça mais capaz da atualidade, único de 5a geração, furtivo disponível para países ocidentais. Caso não tenha tempo de pesquisar, use o cérebro: Se a maior potência militar do planeta está comprando centenas de caças F-35 é porque não presta? Se dezenas de países de 1o mundo, com forças aéreas de elite, estão escolhendo o F-35 é porque não presta? As forças aéreas mais poderosas e modernas do mundo, do lado ocidental estão apostando pesado no F-35 e todas elas são administradas por pessoas retardadas??? Os… Read more »

Logan
Logan
Reply to  Luís Henrique
2 meses atrás

Os blogueiros e metidos a engenheiro daqui acham que sabem mais do que os especialistas e engenheiros de lá… mas na real quem critica de tal modo é aquele que tem inveja.

José
José
Reply to  Luís Henrique
1 mês atrás

Esse aí e tal Antônio, dentre outros, veem tudo através da paixão, do viés ideológico, nunca fazem uso da razão e da massa cinzenta.

Antônio Araújo
Antônio Araújo
Reply to  Luís Henrique
1 mês atrás

Os países estão comprando mais por uma aliança politico-militar com os EUA do que por eficiência mesmo desta aeronave, da mesma maneira que vários países na Europa adquiriram o F-104 (Fazedor de Viúvas) na década de 60

Peter nine nine
Peter nine nine
Reply to  m. wolf
2 meses atrás

Boa observação. É importante referir que a grande crise teve na sua origem os Estados Unidos.

Karl Bonfim
Karl Bonfim
Reply to  JuggerBR
2 meses atrás

Também queria saber de onde os gregos vão tirar dinheiro para pagar seus F-35A, sua principal fonte de renda e o turismo (parado nesses tempos de pandemia), só se for das aposentadorias dos velhinhos!!

JDSSJúnior
JDSSJúnior
Reply to  Karl Bonfim
2 meses atrás

Por vezes essas compras são financiadas pelo vendedor no caso os EUA. Esses contratos são complexos e cheios salvaguardas tecnológicas e estão associados as vezes com outros contratos. Mas no final o comprador tem que pagar…é um.bom dinheiro que os gregos vão desembolsar

Cristiano de Aquino Campos
Cristiano de Aquino Campos
Reply to  JDSSJúnior
2 meses atrás

Tem que ver quanto eles gastam com manutenção dos seus F-16 e se já terminaram de pagar e quanto pagavam pela compra dos mesmos. Tambem tem que ver qual a proporção da quantidade da troca. Tipo, trocar 2 ou 3 F-16 velhos por 1 F-35 novo.

Theo Gatos
Theo Gatos
Reply to  JuggerBR
2 meses atrás

A Grécia foi muito atingida pela crise, mas primeiro que o cenário mudou e já há alguns anos a Grécia tem conseguido vender títulos a juros baixos, segundo que boa parte da dívida gigante é de longo prazo e terceiro que o orçamento militar não foi zerado. Houve contingências claro, mas eles levam muito a sério esse assunto e contratos anteriores à crise foram respeitados sem cancelamentos, alguns gregos comentam que se não tiver país eles vão cobrar aposentadoria de quem??. . Se coloca no lugar deles, acordam todos os dias e abrem os jornais/internet e todo santo dia tem… Read more »

Luís Henrique
Luís Henrique
Reply to  JuggerBR
2 meses atrás

Países de 1o mundo possuem serviços públicos bem melhores que os de 3o mundo. Isso em todas as áreas: educação, saúde e também o militar. O Brasil possui um PIB nominal 10x maior que o da Grécia e PIB PPP cerca de 15x maior. Nosso orçamento militar é cerca de 6x maior. E eles possuem cerca de 250 caças, incluindo F-16 C e Mirage 2000-5. + de 1300 MBT incluindo Leo2A6 e Leo2A4. E nós temos menos de 50 F-5 e pouco mais de 200 Leo1A5. Por isso que o dinheiro não é o maior problema. Nós temos muito dinheiro,… Read more »

GripenBR
GripenBR
Reply to  Luís Henrique
2 meses atrás

Concordo, porém o Brasil não investe pouco em defesa. o Brasil gasta 1,5% do PIB com defesa. Percentualmente mais que Alemanha, Itália, Espanha e Holanda por exemplo. No entanto, metade orçamento está comprometido com pagamentos de inativos e a “reforma” da previdência dos militares na contra mão do mundo, aumenta os rendimentos. Há ainda pensões pagas da Guerra do Paraguai. Nossas forças armadas são comprometidas com interesses corporativistas e aumentar o orçamento pouco mudará essa realidade. https://data.worldbank.org/indicator/MS.MIL.XPND.GD.ZS?most_recent_value_desc=true

Luís Henrique
Luís Henrique
Reply to  GripenBR
2 meses atrás

Creio que estamos com 1,3% do PIB. De qualquer forma a média mundial é 2,2%. Estados Unidos investem 3,4% e mais uma fortuna com armas nucleares, veterans affairs, etc. Passa fácil dos 4 ou 5% do PIB. Rússia investe 4%. Ou seja, estamos na lista dos países que Menos Investem. Não estamos nem na média. Alemanha e Japão também investem pouco. Mas como são países de 1o mundo, super desenvolvidos, possuem um PIB nominal bem maior que o nosso e portanto 1,3% do PIB deles da muito mais dinheiro que o nosso. E são países pequenos com uma área bem… Read more »

GripenBR
GripenBR
Reply to  Luís Henrique
2 meses atrás

Com um gasto de USD $26,9 bilhões (R$ 140 bilhões) o gasto total do Brasil foi o décimo primeiro no mundo ( https://en.m.wikipedia.org/wiki/List_of_countries_by_military_expenditures ). A frente de Itália, Espanha, Holanda, Israel, Canadá, Turquia…etc. O problema definitivamente não é o orçamento. Fechar os olhos para a realidade, sem autocrítica e sugerir simplesmente abrir a torneira não irá resolver o problema. Aumentar o orçamento (e com os aumentos concedidos ele irá obrigatoriamente aumentar ou cortar investimentos) não mudará a situação.

Last edited 2 meses atrás by GripenBR
sergio ribamar ferreira
Reply to  GripenBR
2 meses atrás

Concordo com o Srs Gripen BR e Luís Henrique.

Mensageiro
Mensageiro
Reply to  GripenBR
1 mês atrás

Exato. E tem gente que acha que milico no poder é salvação, fizeram algum progresso em infraestrutura no passado mas deixaram uma grande dívida. E só pensam em aumentar os próprios benefícios e criar mais cargos pra terem mais força sindical, isso mesmo sindical, são um sindicato.

rui mendes
rui mendes
Reply to  Luís Henrique
2 meses atrás

Não é bem assim, o PIB per capita Grego, é maior que o Brasileiro, o bolo deles é para 10 Milhões de hab. e com uma superfície terrestre do país muito menor, logo muito menos manutenção é precisa mas infraestruturas. O tamanho do vosso país e o número de habitantes,, para comparar têm que ser com a UE, que embora a UE tenha mais do dobro dos hab. , o tamanho da superfície terrestre, a UE tem pouco mais de metade do Brasil.

Antônio Palhares
Antônio Palhares
Reply to  JuggerBR
2 meses atrás

Ela mesma .

Maurício Veiga
Reply to  JuggerBR
2 meses atrás

Comprar eles até podem, agora voar é outra estória!!! Isso vai ser igual cantor sertanejo, só aparece em dia de show…

Andre
Andre
2 meses atrás

Quem tem, quer mais. Que pode, compra. Quem não pode, fala que não presta.

Pedro Rocha
Pedro Rocha
2 meses atrás

Olá senhores! Uma ótima opção para o GDA no caso das coisas esquentarem aqui na America do Sul. Já sabemos quanto custa a aquisição e implantação. Nossos esquadrões de caça operam, eu acho, 18 aviões.

DOUGLAS TARGINO
DOUGLAS TARGINO
2 meses atrás

Bom, se o avião é ruim para muitos aqui e tá sendo vendido feito F-16, imagina se ele fosse bom? Gostaria de ver 12 unidades dessa aeronave aqui ;/

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  DOUGLAS TARGINO
2 meses atrás

Essa é a estratégia dos EUA. Direcionar as compras para esse avião, apesar de seus graves problemas.
Qual seria a outra opção no arsenal americano? F-16? Sem a mínima chance. F-18? Idem. Restou apenas o F-15 e o F-35. Portanto….

Luís Henrique
Luís Henrique
Reply to  Antoniokings
2 meses atrás

Qual a sua lógica? Os países compram o F-35 porque são obrigados?
Os aliados da Otan podem comprar QUALQUER caça ocidental.
Se o F-35 fosse ruim como você acredita, eles poderiam comprar Rafale ou Eurofighter ou Gripen. Ou se quiserem um caça americano, podem comprar F-15, Super Hornet, F-16. Ainda tem o FA-50, os italianos com caças mais leves e baratos.

O F-35 está sendo comprado por várias forças aéreas super modernas e profissionais, porque o caça é excelente.
O programa e o caça teve problemas, como é natural. Mas as capacidades que o caça entrega são excelentes.

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Luís Henrique
2 meses atrás

Pressão política faz milagres.
Até comprar caças problemáticos e caríssimos.

Emmanuel
Emmanuel
Reply to  Antoniokings
2 meses atrás

Aconselho a ler a história do F-14 e F-16.
Dois caças que foram problemáticos e caríssimos.
Você sabe o que esses caçam representam hoje em dia, não?
Sei que não são como o J-20, nem tem como serem, afinal de contas, acho, só acho, que a forma dos chineses informarem as falhas dos seus materiais bélicos é bem diferente da dos americanos, vide tanque matador de yankees que “solta rodinha” no meio de exercício que não é escondido.
Abraço democrático não chinês.

Lucianno
Lucianno
Reply to  Luís Henrique
2 meses atrás

É muita inocência! Mas é óbvio que os USA praticamente obrigam os “aliados” a comprarem produtos americanos. Europeus, canadenses, japoneses são frouxos e contam com os americanos para defende-lós, assim são sim obrigados a ” engolir” o que os USA determinaram.

Cláudio Severino da Silva
Cláudio Severino da Silva
Reply to  Luís Henrique
2 meses atrás

O caça não TEVE problemas. Ele os TEM e são inúmeros!

Plinio Jr
Plinio Jr
Reply to  Antoniokings
2 meses atrás

Segundo a sua análise, todo mundo é tonto e compra o F-35….países que trabalham sério com setor de defesa, tendo ameaças ao lado, estão investindo em vetor problemático….sua análise não tem fundamento meu caro….

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Plinio Jr
2 meses atrás

Todo mundo, não. As compras são feitas em pequeníssimas escalas no âmbito da OTAN e por países que dependem politicamente dos EUA. Os países mais importantes de Europa não o querem
E mesmo assim, o R.U. que se encaixa nessa categoria, já está procurando desenvolver seu próprio aparelho.

Datafire
Datafire
Reply to  Antoniokings
2 meses atrás

Depende do que são os países importantes para si.

A Luftwaffe queria o F35, mas por imperativos de tempo/logistica vão para o F18.

A Espanha vai com o F35B para substituir o Harrier mais cedo ou mais tarde.

A França não compra praticamente nada no Estrangeiro.

Itália e UK já tem o F35, Noruega, Holanda, Bélgica, Dinamarca já o operam também.

A Polónia também o comprou.

Grécia quer o F35, a Força Aérea Portuguesa quer o F35.

Está nos concursos do Canadá e da Finlândia.

Quem resta?

Emmanuel
Emmanuel
Reply to  Datafire
1 mês atrás

Brasil.
Diz 30 pro Brasil.

Plinio Jr
Plinio Jr
Reply to  Antoniokings
2 meses atrás

Pequenas na OTAN onde ?? Não o querem ??

Bélgica, Dinamarca, Holanda, Noruega, Itália, Polônia, são países já confirmados…Canadá está em processo, Portugal e Espanha tem interesse….R.U. tem 138 unidades encomendadas, o aparelho que eles procuram desenvolver é para substituir o Typhoon 2000 e complementar o F-35 .
Alemanha provavelmente vai de F-18s por questões específicas e a França tem uma política de desenvolver seus produtos há muito tempo….precisa se informar melhor

JBS
JBS
Reply to  Antoniokings
2 meses atrás

Que comentário ridículo! Menos tonho!

Luís Henrique
Luís Henrique
Reply to  DOUGLAS TARGINO
2 meses atrás

Exatamente Douglas.
Os “ispicialistas” de teclado e leitores da sputnik deveriam ser contratados pela USAF e por mais 1 dúzia de forças aéreas de elite, de países de 1o mundo. Pois os especialistas dessas forças aéreas estão todos tendo problemas graves de “emburrecimento”.
E já temos mais de 500 F-35 entregues e nos exercícios simulados eles SURRAM todos os outros caças.
Mas a mídia vermelha continua se esforçando para fazer a cabeça de quem deixa.

Antônio Palhares
Antônio Palhares
Reply to  DOUGLAS TARGINO
2 meses atrás

Targino. O vendedor é muito bom e muito convincente.

Funcionário dos Correios
Funcionário dos Correios
2 meses atrás

A Grécia já conseguiu se recuperar financeiramente?

Saldanha da Gama
Saldanha da Gama
Reply to  Funcionário dos Correios
2 meses atrás

Provavelmente está pior que nós…. Bom dia.

Theo Gatos
Theo Gatos
Reply to  Saldanha da Gama
2 meses atrás

Em que sentido?? Só de desempregados temos mais que a população da Grécia inteira… E de pessoas na miséria extrema, outra população grega…
.
Eles ainda tem problemas econômicos sim, o desemprego não abaixou a níveis anteriores à crise por exemplo. A dívida é impagável, mas é de longo prazo o que facilita a tentativa de crescimento econômico para redução da relevância dessa dívida no PIB. Mas os índices sociais são bem melhores que os nossos e a qualidade de vida no geral também…
.
Sds

Talisson
Talisson
Reply to  Theo Gatos
2 meses atrás

Já mal comparando, vejo o caso do meu Rio Grande do Sul. O Estado ta enforcado em dívidas impagáveis e trabalha com défict orçamentário. Mas mesmo assim investe-se no necessário e temos mais qualidade de vida que muita UF e até alguns países mundo afora muio menos individados. Graças a Deus!

Augusto L
Augusto L
Reply to  Funcionário dos Correios
2 meses atrás

Sim, tava crescendo a quase 3% antes da pandemia.

LeoL
LeoL
2 meses atrás

A cereja do bolo para a Grécia seria se esses F-35 vierem dos estoques que iriam previamente a Turquia. A Turquia do jeito que está agindo em confronto com todos e usando o status OTAN para fazer o que quer pode até perder o status de membro futuramente.

pangloss
pangloss
Reply to  LeoL
2 meses atrás

A Turquia só seria desprezada pela OTAN se pudessem tirar dela os estreitos de Bósforo e Dardanelos.
Então, esquece.

Roger
Roger
Reply to  LeoL
2 meses atrás

USAF acabou de anunciar que comprou os F35 turcos.
Esse F35 gregos provavelmente serão novos.

Fabio Araujo
Fabio Araujo
2 meses atrás

Vão ficar com os F-33 turcos?

Luiz Floriano Alves
Reply to  Fabio Araujo
2 meses atrás

A força aérea da Grécia está no centro de conflitos milenares. Ter um avião de geração atual e furtivo é uma vantagem importante. Esses 20 aparelhos valem mais do que 40 de geração anterior. Ficam bem equipados. Segurança não tem preço. Comprar avião pelo custo da hora de voo é receita de fracasso.

Flamenguista
Flamenguista
Reply to  Luiz Floriano Alves
2 meses atrás

Proficiência no caça vem com a utilização do mesmo. Sendo assim, discordo que um caça com hora de vôo mais barata seja receita do fracasso.

Luís Henrique
Luís Henrique
Reply to  Flamenguista
2 meses atrás

Sim. É importante o custo da hora de vôo.
Mas concordo com o Luiz no sentido que custos de operação são muito mais importantes em tempos de paz.
Em tempos de guerra, caças podem ser abatidos em horas ou dias. Então o custo da aquisição do caça que é muito maior que o custo da operação vai embora, caso o outro lado possua os melhores caças e você possua os piores.

Portanto, em tempos de guerra as capacidades militares são muito mais importantes que diferenças de custos de operação.

Fernando Turatti
Fernando Turatti
Reply to  Luís Henrique
2 meses atrás

Sim e não. Preço da hora de voo tem a ver com materiais usados, indo desde o parafuso até os custos da pintura, que por sua vez tem os custos que tem por raridade ou excesso de trabalho envolvido na criação. Em tempos de guerra essas coisas continuam custando muito(em dinheiro ou homens).
Existe espaço na guerra pra bala de prata e pro arroz com feijão.

Theo Gatos
Theo Gatos
2 meses atrás

Tava na cara. Apesar do posicionamento oficial ser apenas de recebimento do upgrade dos F16 para block 70, em jornais gregos se comentou bastante na época da negação da entrega dos aviões pra Turquia que a Grécia deveria arrematar aquele lote específico. Houve expectativa que isso poderia ser comentado em um encontro do primeiro ministro grego com o presidente americano, mas nada veio daquele encontro, mas a aproximação (leia-se simpatia) que a Nea Dimokratia tem com os EUA é muito maior do que a do SYRIZA…
.
E ainda haverá a substituição dos mirage nos próximos anos…
.
Sds

Mauro
Mauro
2 meses atrás

Por que um avião supostamente tão moderno e tão caro, precisa de caças que foram projetadas na década de 60 para cumprir missões que ele mesmo não é capaz de cumprir?

Na hora da vera, o Ten Pitolomaikus vai dizer. Comandante, na boa, prefiro um caça de verdade, quero o meu Mirage 2000 mesmo e fim de papo.

Três dias para trocar um motor, véi. Quem aguenta?

Peter nine nine
Peter nine nine
Reply to  Mauro
2 meses atrás

Toda a aviação de caca de 4 geração, ,va, os mais famosos e capazes, têm a origem da sua carcaça em desenhos dos anos 60, 70 e 80… Num mundo onde estas plataformas ainda representam a espinha dorsal de quase, ou todas, as forças aéreas do mundo ocidental e não só, não sei onde está a ver o escândalo.

Plinio Jr
Plinio Jr
2 meses atrás

A situação se repete, o Irã tinha encomendado F-16s , rompeu com os EUA devido a Revolução e os mesmos foram parar no inimigo jurado dos Aiatolás , Israel…A Turquia rompeu com os EUA e provavelmente os aviões programados em linha de produção para os turcos devem parar em seu principal adversário, a Grécia….os turcos deveriam ter pensando nisto antes….

Antônio Palhares
Antônio Palhares
2 meses atrás

Dois países da OTAN rosnando um para o outro em vias de se atracarem. Ambos falidos. Cujas contas não batem. A OTAN é o que de melhor existe para a indústria de alta tecnologia dos Estados Unidos. Contratos que proporcionam receitas e empregos no longo prazo.

Matheus
Matheus
2 meses atrás

Vão pagar com que dinheiro? País está em crise desde 2008 e ainda assim comprar caças de 5e geração?

É nessas horas que vejo as pequenas semelhanças entre o sul da Europa e América Latina.

Fernando Turatti
Fernando Turatti
Reply to  Matheus
2 meses atrás

Lá como em qualquer lugar do mundo as coisas não param por déficit. Se fossem parar por déficit podia fechar literalmente todas as forças armadas de quase todo o mundo. Dos países relevantes só a Alemanha se salvaria, uma vez que nos últimos anos veio tendo superávits gordos.

Augusto L
Augusto L
Reply to  Fernando Turatti
2 meses atrás

Gordos no balanço comercial, no orçamento nem tão grandes e em nem todos os anos conseguem ter superávit nessa área.

Stelios4k
Stelios4k
Reply to  Matheus
2 meses atrás

Vc não sabe então em que afetou a crise economica o país e também o pq ter o poderio militar.

Stelios4k
Stelios4k
2 meses atrás

Eu tinh certeza que os F35 q eram destinados para Turquia iriam para Grécia. Da mesma forma os 4 submarinos alemães q foram comprados no inicio dos anos 2000 e os mais de 150 tanques leopard. Sim a Grécia no seu poderio militar sempre foi forte e preparada, temos os turcos com suas loucuras, fronteira da Europa e UE com o oriente, com isso F16 e Mirage 2000 na frota da Força Aérea Hellenica, vários navios na marinha (é um pais naval de qualquer forma com inumeras ilhas pra proteger) e serviço militar obrigatório aos 18 anos para os homens… Read more »

Sérgio Luís
Sérgio Luís
1 mês atrás

Compra e depois dá uns rasantes sobre o Chipre turco!
Rsrsrs

Denis
Denis
1 mês atrás

Essa possível compra pode alterar a balança de poder entre gregos e turcos!