Home Aviação de Transporte FAB recebe terceiro cargueiro KC-390 Millennium

FAB recebe terceiro cargueiro KC-390 Millennium

3663
48

Aeronave de matrícula FAB 2855 pousou neste sábado (27/06), na Ala 2, em Anápolis (GO)

A Força Aérea Brasileira (FAB) recebeu, neste sábado (27), a terceira unidade do multimissão KC-390 Millennium. O FAB 2855 pousou às 16h35 na Ala 2 – Base Aérea de Anápolis (GO). O recebimento celebrou a realização do primeiro translado do KC-390 por tripulação exclusivamente composta por integrantes do Primeiro Grupo de Transporte de Tropa (1º GTT), tendo sido o Comando de Preparo (COMPREP) o responsável pelo desenvolvimento da doutrina utilizada no preparo operacional dos tripulantes. A entrega da aeronave aconteceu com o tradicional batismo.

O Comandante da Aeronáutica, Tenente-Brigadeiro do Ar Antonio Carlos Moretti Bermudez, falou sobre a importância do KC-390 para a FAB: “O recebimento da terceira aeronave KC-390 é motivo de grande satisfação para o Comando da Aeronáutica, pois será somado às missões para as quais as outras duas unidades já estão sendo empregadas. O maior exemplo disso é a utilização no transporte aéreo logístico de insumos e equipamentos para combate e prevenção à COVID-19, dentro da Operação coordenada pelo Ministério da Defesa, o que demonstra o grande ganho para toda a sociedade brasileira”, disse.

O Comandante de Preparo, Tenente-Brigadeiro do Ar Luiz Fernando de Aguiar, comentou sobre a chegada da terceira aeronave. “Em vista da recente comemoração do Dia da Aviação de Transporte, em 12 de junho, é motivo de grande honra para o Comando de Preparo receber o terceiro KC-390 Millennium, na ALA 2. Essa aeronave chega para incorporar à frota do Esquadrão Zeus e oferecer sua capacidade operacional à Força Aérea Brasileira”, reforçou.

O Comandante da Ala 2, Coronel Aviador Gustavo Pestana Garcez, ressaltou o esforço de todas as Organizações para que a aeronave fosse entregue. “A preparação das equipagens, juntamente com a chegada de novos vetores, amplia as capacidades da Força Aérea Brasileira. É um momento de júbilo, pois sabemos do esforço conjunto para a entrega da aeronave no calendário previsto. Nesse momento em que o Ministério da Defesa atua diuturnamente no combate à pandemia, a aeronave certamente contribuirá com ações voltadas ao apoio do povo brasileiro”, declarou.

O Tenente-Coronel Aviador Luiz Fernando Rezende Ferraz, Comandante do 1º GTT, descreveu a importância da terceira aeronave para a Força. “A incorporação do terceiro KC-390 representa um incremento na operacionalidade da FAB e possibilita a aceleração do processo de formação de tripulantes. Considerando o atual cenário nacional, o FAB 2855 também somará forças e oportunidades de apoio ao combate à pandemia da COVID-19”, afirmou.

O processo de recebimento na Embraer

O FAB 2855, aeronave KC-390 Millennium fabricada pela Embraer, foi recebido por equipe formada de especialistas em diversas áreas. Todo o processo foi executado no período compreendido entre 4 de maio e 26 de junho de 2020. Participaram diretamente do processo de recebimento as seguintes Organizações Militares:

Instituto de Pesquisas e Ensaios em Voo (IPEV): encarregado pelo planejamento e execução dos voos do KC-390, na fase de recebimento, assim como a análise e reporte dos resultados encontrados nos cheques funcionais, garantindo a entrega da aeronave em condições seguras de operação;

Comissão Coordenadora do Programa Aeronave de Combate (COPAC) e Grupo de Acompanhamento e Controle (GAC-PAC): responsáveis por gerenciar os projetos de desenvolvimento, aquisição e modernização de materiais e sistemas aeronáuticos, bem como pelo acompanhamento presencial das atividades contratadas de produção de aeronaves com a empresa Embraer S.A.;

Instituto de Fomento e Coordenação Industrial (IFI): encarregado de garantir a conformidade final do produto, de acordo com os requisitos contratuais, sejam eles relativos ao projeto ou à qualidade, a fim de embasar a emissão da segunda Permissão Especial de Voo inicial (PEVi2) da versão de entrada em serviço, aprovada no dia 24 de junho de 2020;

Diretoria de Material Aeronáutico e Bélico (DIRMAB) e Parque de Material Aeronáutico do Galeão (PAMA-GL): incumbidos pelas coordenações e verificações logísticas relativas ao projeto KC-390, incluindo publicações, programas de manutenção, funcionamento de sistemas e estruturas, recebimento de peças, dentre outras; e

Ala 2: por meio do Grupo de Logística (GLOG), responsável pela assistência nas atividades especializadas de manutenção e suprimento, e por meio do 1º GTT, encarregado de prover todos os assessoramentos relativos ao emprego operacional e realizar o translado da aeronave, após recebida da empresa fabricante, para a sede, em Anápolis-GO.

Recebimento das primeiras unidades

A primeira aeronave multimissão KC-390 Millennium, de matrícula FAB 2853, foi recebida pela FAB no dia 4 de setembro de 2019. O Presidente da República, Jair Bolsonaro, presidiu a solenidade, acompanhado do Ministro da Defesa, Fernando Azevedo e Silva, e do Comandante da Aeronáutica, Tenente-Brigadeiro do Ar Antonio Carlos Moretti Bermudez. Participaram, ainda, da cerimônia Ministros de Estado, Oficiais-Generais da Marinha, do Exército e da Aeronáutica, autoridades civis e militares, e executivos da Embraer.

Já a segunda unidade da aeronave multimissão KC-390 Millennium foi recebida pela Força Aérea Brasileira no dia 13 de dezembro do ano passado.

KC-390 Millennium

Maior avião militar desenvolvido e fabricado no hemisfério sul, o KC-390 Millennium tem capacidade de realizar missões de Transporte Aéreo Logístico, Reabastecimento em Voo (REVO), Evacuação Aeromédica, Busca e Salvamento, Combate a Incêndio em Voo, entre outras. O KC-390 foi desenvolvido para atender aos requisitos operacionais da FAB, provendo mobilidade estratégica às Forças de Defesa do Brasil.

O avião foi um dos vencedores do 63º Prêmio Laureate Awards 2020, na categoria Melhor Novo Produto, em inglês “Best New Product”, por ser a maior e mais sofisticada aeronave de defesa já produzida pela Embraer. A Aviation Week Network, empresa de publicação e produção de eventos, com sede em Nova York, anunciou os vencedores em 19/11/2019.

FONTE: Força Aérea Brasileira

Subscribe
Notify of
guest
48 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
nonato
nonato
1 mês atrás

É isso aí.
Tem que colocar a linha de produção para funcionar.
Se entregar 5 a 10 por ano, inclusive para vendas externas, melhor.
Poderiam era começar a entregar para Portugal para fazer divulgação.
Acho que já deveriam preparar esses três para combate as queimadas.
Já deixa-los de prontidão.
Serviria de marketing.
Na primeira queimada já chegava jogando água sem dar tempo de propagação. Tolerância zero.

Fernando EMB
Fernando EMB
Reply to  nonato
1 mês atrás

Não precisa deixar preparado para o combate a incêndio. A preparação é a instalação de um kit, o que é feito muito rapidamente.
Quando só avião de Portugal… Já está em produção, mas ainda demora um pouco porque tem muita engenharia a ser feita.

GFC_RJ
GFC_RJ
Reply to  Fernando EMB
1 mês atrás

Verdade. Previsão de entrega do primeiro KC390 à FAP é início de 2023.

Marcos10
Marcos10
Reply to  Fernando EMB
1 mês atrás

Fernando, bom dia!
Os kits que se tem no mercado, pelo menos é o que se viu pela imprensa, são os adaptados ao C130. Já está disponível para testes um kit adaptado ao KC390?

ADRIANO MADUREIRA
ADRIANO MADUREIRA
Reply to  nonato
1 mês atrás

Sabendo que a linha de gavião Peixoto pode produzir até 18 KC390 por ano, seria bom que ao menos 2-3 fossem entregues até o final do ano.

CESAR ANTONIO FERREIRA
CESAR ANTONIO FERREIRA
Reply to  nonato
1 mês atrás

Caríssimo Nonato…
Acelerar a produção para quê?
São 28 aeronaves encomendadas para a FAB e outras 5 para a FAP;
33 aeronaves encomendadas até agora. É pouco.
Você vai acelerar a cadência de produção apenas para interromper a mesma logo adiante?

Do jeito que está é adequado.

Âncora
Âncora
1 mês atrás

Quando chegará o 1º equipado para reabastecimento em voo?

Last edited 1 mês atrás by Âncora
Fernando EMB
Fernando EMB
Reply to  Âncora
1 mês atrás

Todos são preparados para REVO, basta instalar o kit que pode ir em qualquer das 28 aviões da FAB. Se a FAB já adquiriu seus kits REVO eu não sei.
A ideia é não ter aviões específicos para REVO, se instala o kit em qualquer avião sempre que necessário.

Last edited 1 mês atrás by Fernando EMB
Talisson Goet
Talisson Goet
Reply to  Fernando EMB
1 mês atrás

Se todos os Milenium são aptos a receber o kit REVO porque existe a diferenciação KC390 e C390? É duvida de leigo aqui. Abraço

Nunão
Nunão
Reply to  Talisson Goet
1 mês atrás

Porque não são todos aptos a receber o kit, para isso é preciso ter alguns sistemas e redes instaladas de fábrica (como se fosse, grosso modo, um carro que vem de fábrica com cabeamento e plugs para instalar som e tela, mas oa autofalantes etc são opcionais).

O nome da aeronave é Millennium mas passou a ser vendido em duas versões. A versão KC-390, que foi a inicialmente lançada (e é a versão da FAB), já vem com as tubulações etc instaladas. A versão C-390 não, pois foi planejada para clientes que não querem a função Revo.

Antunes Neto
Antunes Neto
Reply to  Nunão
1 mês atrás

A C-390 é a que pode ser lançada no mercado civil?

Ou esta opção deixou de existir?

Fabio Araujo
Fabio Araujo
Reply to  Fernando EMB
1 mês atrás

Já começaram os testes de certificação de REVO?

Marcos10
Marcos10
Reply to  Fabio Araujo
1 mês atrás

Os contatos a seco entre aeronaves de asa fixa já foram feitos. Não vi divulgação de que tenham feito transferência de combustível. E não sei a quantas anda um eventual teste para asa rotativa, se é que farão.

Fernando EMB
Fernando EMB
Reply to  Marcos10
1 mês atrás

Já foram feitos voos com transferência de combustível.

Marcos10
Marcos10
Reply to  Fernando EMB
1 mês atrás

Muito bom saber disso.
Vi que tanto os F-5 como AMX já tinham feito contato, mas como não vi nenhuma matéria a respeito, ainda tinha dúvidas.

Alexandre Cardoso
Alexandre Cardoso
1 mês atrás

Quantos KCs foram comprados pela FAB? Não lembro e não vi no texto o nº de unidades adquiridas ?

Fernando EMB
Fernando EMB
Reply to  Alexandre Cardoso
1 mês atrás

Foram 28 unidades de série. Mais os dois protótipos.

Talisson Goet
Talisson Goet
Reply to  Alexandre Cardoso
1 mês atrás

28 un, não?

Marcos10
Marcos10
Reply to  Talisson Goet
1 mês atrás

Como assim, não?

Flanker
Flanker
Reply to  Marcos10
1 mês atrás

Nesse caso, o “Não” reforça que são 28 aeronaves mesmo.

Talisson Goet
Talisson Goet
Reply to  Flanker
1 mês atrás

Isso mesmo. Obrigado.

Ricardo R
Ricardo R
1 mês atrás

Bom dia, senhoras e senhores!
Uma duvida de leigo pôr que eu não lembro, ele já veio com os instrumentos preparados para vôos utilizando-se de óculos de visão noturna? Ou não seria necessário ?

Flanker
Flanker
Reply to  Ricardo R
1 mês atrás

Os sistemas são preparados de fábrica para operar NVG

Rinaldo Nery
Rinaldo Nery
Reply to  Ricardo R
1 mês atrás

Sim, o painel é compatível com o uso de NVG.

Fabio Araujo
Fabio Araujo
1 mês atrás

Com a chegada deste terceiro KC-390 já esta prevista a baixa de algum Hércules?

Nunão
Nunão
Reply to  Fabio Araujo
1 mês atrás

Já tem Hercules dando baixa há bastante tempo. Tem matérias aqui.

Marcos
Marcos
Reply to  Nunão
1 mês atrás

E como ficou aquela modernização/manutenção dos 12 Hercules da FAB em OGMA?

Flanker
Flanker
Reply to  Marcos
1 mês atrás

Pelo que sei, o contrato continua válido e sendo executado.

Flanker
Flanker
Reply to  Fabio Araujo
1 mês atrás

A FAB opera hoje 10 C-130M e 2 KC-130M…..quando da chegada dos 10 C-130H ex-Itália, a FAB possuía 5 C-130E que haviam sido modernizados para o padrão H, 6 C-130H e 2 KC-130. Com isso, a FAB passou a contar com 23 C-130. Desde então, os primeiros desativados foram os 5 ex-C-130E – 1 deles, o 2453, está preservado no Musal. Outros foram sendo desativados até chegarmos aos atuais 12. Acredito que serão mantidos nessa quantidade ao menos até a chegada de um número razoável de células do KC-390 no 1⁰ GT, que é a única Unidade que opera o… Read more »

Alexandre
Alexandre
1 mês atrás

Muito bom, esses aviões da FAB são excelentes, os Hercules já podem serem aposentados, pois prestaram um bom serviço durante todos esses anos.

28 aeronaves dessas é o suficiente para suprir as necessidades da FAB e das forças armadas em geral, dá gosto de se ver!!!

Caique
Caique
1 mês atrás

Que orgulho! Espero que um dia possamos ver uma “Elephant Walk” dos KC-390, ia ser muito lindo.

Clésio Luiz
Clésio Luiz
1 mês atrás

Fui olhar no FlightRadar24 agora, a Embraer está (além do PT-ZNJ) com um segundo KC-390 registrado no nome dela, PT-ZNG. Este provavelmente ficou no lugar do PT-ZNF que se acidentou.

Last edited 1 mês atrás by Clésio Luiz
Marcos10
Marcos10
Reply to  Clésio Luiz
1 mês atrás

Sim, Clésio. Esse é um dos que era originalmente para a FAB. Esse, aliás, é o que foi para a Oceania fazer demostrações.

Nilo Rodarte
Nilo Rodarte
Reply to  Clésio Luiz
1 mês atrás

O que aconteceu com o que se acidentou? Foi recuperado? Foi baixado? Reaproveitadas as peças?

Clésio Luiz
Clésio Luiz
Reply to  Nilo Rodarte
1 mês atrás

Não vi noticias a respeito.

Marcos10
Marcos10
Reply to  Nilo Rodarte
1 mês atrás

Perda Total.
Inclusive a Embraer já contabilizou o prejuízo.

Antunes Neto
Antunes Neto
Reply to  Marcos10
1 mês atrás

Espero que tenha ido para um museu.

Flanker
Flanker
Reply to  Clésio Luiz
1 mês atrás

O ZNG é o 2852, que foi o primeiro de série e deveria ter sido o primeiro entregue para o 1⁰GTT, mas foi mantido junto a Embraer para terminar o programa de ensaios, em substituição ao ZNF.

Leandro Santos
Leandro Santos
1 mês atrás

Galera oque vai ser feito do Hércules?

Vai haver alguma utilidade como os americanos??
Que são armados!

Marcos10
Marcos10
Reply to  Leandro Santos
1 mês atrás

Os nossos Hércules, algum vai para Museu. O resto vira sucata.

Tutu
Reply to  Marcos10
1 mês atrás

Uruguai ou Paraguai iram adorar um sucata dessas por conta da casa.

Camargoer
Camargoer
Reply to  Tutu
1 mês atrás

Caro Tutu. Alguns países da Europa montaram consórcios para operar aeronaves de transporte. Caso o governo brasileiro fosse outro, isso poderia ter sido feito com o Uruguai e Paraguai, inclusive Argentina, o que teria garantido elevar o número de aeronaves adquiridas. O problema e que de onde menos se espera, de lá nada sai.

ADRIANO MADUREIRA
ADRIANO MADUREIRA
1 mês atrás

Quem sabe até o fim do ano possa vir mais uma ou duas…

Rinaldo Nery
Rinaldo Nery
Reply to  ADRIANO MADUREIRA
1 mês atrás

Mais um até o final do ano.

Diogo Luiz Bizatto
Diogo Luiz Bizatto
1 mês atrás

Que avião lindo!

Jack
Jack
Reply to  Diogo Luiz Bizatto
1 mês atrás

Tive a oportunidade de ver um pousando hoje à tarde em Manaus. O Bichão é bonito.

Ricardo Bigliazzi
Ricardo Bigliazzi
1 mês atrás

Boa noticia! Será um sucesso nas próximas décadas.

Edilson
Edilson
1 mês atrás