Home Aviação de Ataque Eurofighter: Airbus vai integrar 115 novos radares E-SCAN

Eurofighter: Airbus vai integrar 115 novos radares E-SCAN

2482
27

TAUFKIRCHEN, Alemanha — A Airbus recebeu um contrato para o desenvolvimento, fornecimento e integração de 115 radares E-SCAN para a frota de Eurofighter alemã e espanhola. Ele marca o maior pedido até agora do mais moderno radar do mundo, o Captor-E. A assinatura do contrato seguiu a aprovação de ambos os governos nas últimas semanas.

O contrato prevê a entrega e integração de 110 radares Captor-E para a Alemanha e um lote inicial de 5 radares para a Espanha a ser entregue até 2023. O novo sensor equipará os Eurofighters Tranche 2 e Tranche 3, bem como novas aeronaves. Enquanto as instalações da Airbus em Manching, Alemanha e Getafe, Espanha, atuarão como hub de integração geral, o desenvolvimento e a construção do radar serão subcontratados em um consórcio sob a liderança de Hensoldt e Indra e pela participação de outras empresas parceiras do Eurofighter.

“O contrato para o radar Captor-E é uma conquista importante para equipar o Eurofighter com sensores que garantem o domínio de hoje da aeronave também nos cenários de ameaças de amanhã”, disse Dirk Hoke, CEO da Airbus Defense and Space. “Com o Eurofighter, a Alemanha e a Espanha estão investindo em uma forte espinha dorsal da defesa aérea europeia e no projeto líder da indústria de defesa europeia”.

Captor-E AESA

O Eurofighter Captor-E é o radar de varredura eletrônica ativa mais avançado do mundo para aeronaves de combate. O design da estrutura da fuselagem frontal permite que a Eurofighter ofereça a maior matriz digitalizada eletronicamente para maior alcance de detecção e rastreamento, capacidade avançada de ar para superfície e medidas aprimoradas de proteção eletrônica.

A grande superfície da antena também permite um campo de consideração mais amplo do que qualquer outra plataforma, aumentando o desempenho da aeronave e garantindo seu papel como um ativo valioso no ambiente do Future Combat Aircraft System.

O contrato assinado também dará um impulso adicional às licitações de exportação nas quais o Eurofighter atualmente está disputando.

A Airbus é líder global em aeronáutica, espacial e serviços relacionados. Em 2019, gerou uma receita de € 70 bilhões e empregou uma força de trabalho de cerca de 135.000. A Airbus oferece a gama mais abrangente de aviões de passageiros. A Airbus também é líder europeia no fornecimento de aeronaves-tanque, combate, transporte e missão, além de uma das principais empresas espaciais do mundo. Em helicópteros, a Airbus fornece as soluções de helicópteros civis e militares mais eficientes do mundo.

FONTE: Airbus Defence and Space

Subscribe
Notify of
guest
27 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Fabio Araujo
Fabio Araujo
3 meses atrás

Vai melhorar ainda mais este excelente caça.

Danielsa
Danielsa
3 meses atrás

Não entendi, a Alemanha não ia adotar o radar da HENSOLDT, agora anuncia que vai comprar o Captor -E

Augusto L
Augusto L
3 meses atrás

Ue agora os alemães vão de Captor E da Selex ?
Não iam com o radar da Hensoldt ?

Augusto L
Augusto L
Reply to  Alexandre Galante
3 meses atrás

Ainda não entendi o Captor-E ja esta pronto e é um produto da Selex-EX, a não ser que vão desenvolver uma versão modificado do Captor E a requerimentos da Alemanha e Espanha.

Lucianno
Lucianno
Reply to  Augusto L
3 meses atrás

Também achei o texto da Airbus bem confuso. A Hensoldt vai desenvolver algo que já foi desenvolvido?
Se for apenas para reproduzir o radar em instalações industriais alemãs está explicado. Mas não é o que está escrito.
Acho que tem um marketing nisso aí, os alemães querem valorizar a participação da Hensoldt em algo que já está pronto.

Gutex
Gutex
3 meses atrás

Realmente agora também fiquei confuso. Estou começando a crer que o tão alardeado “novo” radar da Hensoldt será na verdade uma versão do Captor-E produzido localmente.

Fabio Araujo
Fabio Araujo
Reply to  Gutex
3 meses atrás

É o que parece!

DSC
DSC
3 meses atrás

Esse é o “irmão” (gêmeo?) do ES-05 Raven. 🙂

Lucianno
Lucianno
Reply to  DSC
3 meses atrás

Irmãozão maior!

Luiz Avila
Luiz Avila
3 meses atrás

E o alcance do ES – 05 Raven do gripen de quanto sera?

Augusto L
Augusto L
Reply to  Luiz Avila
3 meses atrás

Luiz, pelo que ja pesquisei o Captor E era pra ter uns 300-350 km para um alvo de 3-5 m^2 de RCS, já o Raven em torno de 160-200 km para o mesmo RCS.

Mas eu não posso colocar isso como um fato, é so o que eu procurei mesmo na internet.

Lucianno
Lucianno
Reply to  Luiz Avila
3 meses atrás

120 Km. O radar que será usado no Gripen E será fornecido pela empresa italiana Leonardo (anteriormente Selex Galileo), sob a forma do modelo ES-05 Raven. Trata-se de um novo radar de varredura eletrônica ativa (AESA), cujo alcance está estimado em 120 km contra um alvo do tamanho de um caça (RCS 5m2). Esse alcance representa um aumento de 30% frente ao alcance do radar PS-05 usado no caça JAS-39C Gripen de geração anterior. O radar Raven, graças a tecnologia “swashplate” permite que a base da antena gire, produzindo um ângulo de varredura de 100º e ele é capaz de… Read more »

Augusto L
Augusto L
Reply to  Lucianno
3 meses atrás

Lucciano provavelmente não sera 120km, ate por que o requerimento inicial la dm 2008-09 era de 160km

O artigo deve ta confundindo o radar do Gripen E/F com a modernização com troca de antena dos radares usados atualmente nos Gripen C/D

Augusto L
Augusto L
Reply to  Augusto L
3 meses atrás

São radares diferentes.

Lucianno
Lucianno
Reply to  Augusto L
3 meses atrás

O texto é claro, não houve confusão. Mas a informação pode estar incorreta. Apenas fiz a transcrição do blog.
Na verdade a real capacidade desses radares não é de conhecimento público, as maiores informações são obtidas através dos fabricantes, que são a parte interessada.

bjj
bjj
Reply to  Augusto L
3 meses atrás

Pois é. As versões mais modernas do PS-05 ainda de varredura mecânica já tinham alance declarado superior a 120 km. O Raven ES-05 deve ser muito superior.

Adriano RA
Adriano RA
Reply to  bjj
3 meses atrás

Com certeza. As modificações para o padrão MS20 aumentaram muito o alcance do radar do Gripen C. Isso já foi divulgado pelos suecos. Conseguem operar com o Meteor sem limitações.

Arariboia
Arariboia
3 meses atrás

Isso é engraçado… O caça entro em serviço lá pra inicio dos anos 2000 e até hoje é um produto inacabado e atrasado perante Americanos e Russos. Igual o radares dos Tornados… principalmente o do F3 que penou e era bem inferior ao que já vinha sendo usado por Americanos e Russos.

Agora eles vem com a mesma conversa de melhor do mundo. Eles adotam não AESA fixo mas com mesma plataforma mecânica igual dos SU-35s

Lá pra 2030 eles terminam…

Lucianno
Lucianno
Reply to  Arariboia
3 meses atrás

Não é inacabado. É uma evolução assim como ocorreu nos demais caças modernos.

Tiago Jeronimo Lopes
Tiago Jeronimo Lopes
3 meses atrás

“Ele marca o maior pedido até agora do mais moderno radar do mundo, o Captor-E.”

Parece propaganda da CAOA: O melhor radar, doooo MUNDOOOOO”

Last edited 3 meses atrás by Tiago Jeronimo Lopes
Nilton L Junior
Nilton L Junior
3 meses atrás

Pois é e ainda tem gente acreditando naquele papo que a Alemanha esta com problemas de prontidão.

horatio nelson
horatio nelson
3 meses atrás

BOSCO SENTIMOS SUA FALTA….MISS YOU RS

Last edited 3 meses atrás by horatio nelson
Rival Sensor
Rival Sensor
3 meses atrás

AN/APG-77 (F-22 RAPTOR): O radar é capaz de varrer 120 graus instantaneamente com feixes múltiplos em seis barras de 1,5 graus em altitude que mudam instantaneamente enquanto o APG-70 do F-15 leva 14 segundos para cobrir esta área. O alcance é de cerca de 400km, quase próximo dos 480km do radar do E-3 AWACS. O processador permite realizar agilidade do feixe – o feixe muda de direção e forma. São 18 modos que mudam rapidamente e são coexistentes. As técnicas de baixa probabilidade de interceptação (LPI) são vários. Como o feixe pode varrer instantaneamente, ele não espalha radiação em todo… Read more »

DSC
DSC
Reply to  Rival Sensor
3 meses atrás

Julgando apenas pela quantidade de módulos T/R (um pouco simples e superficial demais), o Captor-E, está na mesma classe/nível do AN/APG-80 (F-16E/F Block 60) e do AN/APG-83 SABR (F-16V Block 70/72) que também possuem 1000+ módulos T/R, e seria superior(?) ao RBE 2 AESA do Rafale que parece ter apenas 838 módulos T/R.  Mas, é um radar inferior ao: – AN/APG-79 (F/A-18E/F Super Hornet Block 2/3) – 1368 módulos T/R; – AN/APG-63(V)3 (F-15C/D modernizados; F-15SA; F-15QA?) – pelo menos 1500 módulos T/R; – AN/APG-81 (F-35A/B/C) – 1626 módulos T/R; – AN/APG-82 (F-15E Strike Eagle modernizados; F-15QA?) – pelo menos 1500… Read more »

Luís Henrique
Luís Henrique
Reply to  DSC
3 meses atrás

Na verdade o Captor-E terá pelo menos 1.500 módulos. Deverá ter desempenho parecido com o AESA do F-35 e do F-15.