Home Aviação de Transporte VÍDEO: KC-390 Millennium realiza ensaio inédito de lançamento de chaff e flare

VÍDEO: KC-390 Millennium realiza ensaio inédito de lançamento de chaff e flare

6174
67

Os lançamentos são feitos a partir de seis pontos ao longo da aeronave multimissão

A Ala 3, em Canoas (RS), foi o local de um ensaio inédito da aeronave multimissão KC-390 Millennium. Os três lançamentos de chaff e flare, o primeiro parcial e os dois últimos com carga completa, foram realizados no final de outubro em dois voos com imagens registradas a partir da rampa do C-105 Amazonas.

“O objetivo do ensaio foi realizar todas as manobras nos limites do ‘envelope’ da aeronave para garantir que, em termos de segurança, o avião possa empregar todos os chaffs e flares da melhor maneira possível”, explica o Tenente Engenheiro Rafael Macedo Trindade, do Instituto de Pesquisas e Ensaios em Voo (IPEV), um dos militares que acompanha os ensaios do KC-390 Millennium pela Força Aérea Brasileira (FAB).

O C-105 e o KC-390 Millennium foram nivelados a cerca de 10.000 pés de altitude e a uma distância de 25 milhas – aproximadamente 40 quilômetros – da costa gaúcha, permitindo a captação das imagens. Além disso, o próprio KC-390 Millennium foi equipado com câmeras que registraram o ensaio para análise. E, ainda, outra aeronave – um Phenom – foi utilizada para que houvesse captação de imagens da lateral do avião.

Segundo o Gerente Operacional do Projeto KC-390 Millennium no Comando de Preparo (COMPREP), Major Aviador Reinaldo Alves da Silva, os dispositivos irradiadores de infravermelho chamados de chaff e flare são contramedidas defensivas essenciais a uma aeronave militar. “O KC-390 é uma aeronave multimissão e, em algum momento, podemos ter que entrar em território inimigo. Então, esse sistema autônomo de defesa é utilizado para despistar armamentos, radares e outras aeronaves”, ressalta o Major.

O primeiro KC-390 Millennium foi entregue à FAB em setembro de 2019 e está sediado na Ala 2, em Anápolis (GO). Ao todo, 28 aeronaves vão compor o acervo da Força Aérea. Após cada certificação, as tripulações passam a operar as diversas funcionalidades do avião até atingir a capacidade final de operação (Final Operational Capability – FOC), que estará disponível em todos os KC-390 Millennium da FAB.

Subscribe
Notify of
guest
67 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Ferreras
Ferreras
6 meses atrás

Uma das melhores imagens do KC-390!

João Adaime
João Adaime
6 meses atrás

Está entregando tudo o que vem prometendo.
E se eu conheço a Embraer, vai entregar mais algumas coisas não prometidas. Aquele algo mais que só a Embraer sabe oferecer.

Willber Rodrigues
Willber Rodrigues
6 meses atrás

Excelente.
Essa primeira e segunda imagens vão virar meu protetor de tela.

Samuca cobre
Samuca cobre
Reply to  Willber Rodrigues
6 meses atrás

Meu também….kkkk

Antunes 1980
Antunes 1980
6 meses atrás

Parceria entre Embraer e Boeing agora chama Boeing Brasil-Commercial.

Na nova estrutura, fábricas da Embraer continuarão fornecendo partes à Boeing Brasil-Commercial, a sociedade que vai controlar a divisão de jatos comerciais, e as duas empresas também podem comprar conjuntamente insumos.

A Boeing comprometeu-se a manter a fábrica de São José dos Campos e os empregos. Os 18.000 funcionários serão divididos meio a meio, com uma preocupação de equilibrar nos dois lados as mesmas capacidades de engenharia para criar projetos.

Matheus
Matheus
Reply to  Antunes 1980
6 meses atrás

Isso já foi noticiado aqui meses atrás.

nonato
nonato
Reply to  Antunes 1980
6 meses atrás

Meio a meio quem e quem?
Embraer defesa e executiva (9.000) e Boeing Embraer comercial 9.000?

Clésio Luiz
Clésio Luiz
6 meses atrás

Era melhor não dar um nome de fantasia à aeronave do que usar esse. Parece pobre dando nome as coisas, todo enfeitado, com dois “L” e dois “N”.

Ricardo Bigliazzi
Ricardo Bigliazzi
Reply to  Clésio Luiz
6 meses atrás

O nome é mundialmente reconhecido, até um chines consegue falar.

Camargoer
Camargoer
Reply to  Ricardo Bigliazzi
6 meses atrás

Chinês fala Milênio. Japonês fala Mireniyo.

Jadson Cabral
Jadson Cabral
Reply to  Clésio Luiz
6 meses atrás

O seu comentário não faz o menor sentido. Bem típico do brasileiro que adora bajular tudo o que é estrangeiro e acha que tudo o que é brasileiro é ruim.

Clésio Luiz
Clésio Luiz
Reply to  Jadson Cabral
6 meses atrás

Muito pelo contrário Jadson. Torço muito pelo sucesso dessa aeronave, ao contrário de muitos aqui que bajulam o C-130.

Sei muito bem que minha opinião não significa nada para o departamento de marketing da Boeing, mas isso não me proíbe de expressar opinião sobre as decisões deles.

Camargoer
Camargoer
Reply to  Clésio Luiz
6 meses atrás

Olá Clesio. Esse nome também me incomoda. Acho que esse pessoal do marketing do KC390 parece muito convencional. E C390 parece uma cabeça careca.

Camargoer
Camargoer
Reply to  Jadson Cabral
6 meses atrás

Olá JC. Millennium não tem nada a ver com o avião. Existem muitos nomes em tupi que têm boa sonoridade e bom significado. Faltou ousadia na turma do marketing.

Camargoer
Camargoer
Reply to  Camargoer
6 meses atrás

Porang (belo) ficaria KC390 Porang….

Dudu
Dudu
Reply to  Camargoer
6 meses atrás

Camargoer:
Nomes indígenas são legais.Zeus,que foi aventado,também.

Camargoer
Camargoer
Reply to  Dudu
6 meses atrás

Olá Dudu. “Zeus” “Hercules” “Apolo”… são conhecidos, até demais. Os nomes de produtos precisam mais de sonoridade do que significado (basta ver a list de carros.. cada nome estranho). O nome poderia ser mais exótico. “Caramuru”… “Tupa”… etc… daqui a pouco o nome pega, como pegou Tucano, como pegou Bandeirante, como pegou Xavante…

Dudu
Dudu
Reply to  Camargoer
6 meses atrás

Camargoer:
Verdade,estão meio batidos.Mas acho legal nomes curtos,práticos.Tupã é bacana.Minha cidade natal (Viamão) ao que parece tem o nome originado na palavra indígena “Ibiamom” (terra de pássaros).
Nada contra o avião,tudo a favor,mas “Bandeirante” me incomoda.

Camargoer
Camargoer
Reply to  Dudu
6 meses atrás

Oi Dudu. Até hoje, Xavante e Tucano foram os melhores. Até a MB foi mais criativa repetindo nomes que essa turma da Boeing.

Dudu
Dudu
Reply to  Camargoer
6 meses atrás

Camargoer:
Ah sim,o nosso Super Tucano vulgo “Super T” pra mim é o mais legal.Outro nome comentado pro KC-390 foi Orca.Mas vamos de “Millenão” mesmo.

Camargoer
Camargoer
Reply to  Dudu
6 meses atrás

“Milão”.. para quem e mais antigo. “um Barão”. O prefixo para mil e “quilo”… Então fica quilao…. Ou seja, gordo… Mas gordo já existe, então fica gordinho… Pronto, acho o apelido. “Gordine”

Ph4nt0m
Ph4nt0m
Reply to  Jadson Cabral
6 meses atrás

O nome é HORRÍVEL. Parece nome de jatinho.

Dudu
Dudu
Reply to  Clésio Luiz
6 meses atrás

Clésio Luiz:
Nome de pobre mesmo.

Dudu
Dudu
Reply to  Dudu
6 meses atrás

Tem que fazer um malabarismo linguístico pra fugir da retenção hehe.

Renato B.
Renato B.
Reply to  Clésio Luiz
6 meses atrás

A primeira coisa que pensei foi: foto linda, de um avião lindo com um nome feio. No mais, meus parabéns à FAB e a Embraer (menos ao departamento que definiu esse nome)

nonato
nonato
Reply to  Clésio Luiz
6 meses atrás

Gostei do nome. Achei ótimo.
Nome moderno.
Queriam Zeus, um nome da Grécia antiga.
Seria uma cópia do Hércules…
Millennium é um nome sonoro, conhecido mundialmente, moderno…
Soa muito bem.
Nome lindo.

nonato
nonato
6 meses atrás

No fundo no fundo, esses chaffs e flares protegem mesmo?
A derrubada do SU 24 russo na Síria e o caso recente Paquistão-India comprova o que?
Que não tinham alerta de mísseis, não tinham chaffs/flares, ou que esses não foram eficiente diante dos novos mísseis mais resistentes?

Ricardo Bigliazzi
Ricardo Bigliazzi
Reply to  nonato
6 meses atrás

Sim protegem, porém de vez em quando o abate é inevitável. Isso para qualquer avião.

Antunes 1980
Antunes 1980
Reply to  nonato
6 meses atrás

Hoje em dia, sua eficácia é apenas contra MPADS ou MANPDS (Man-portable air-defense systems).

Vinicius Momesso
Vinicius Momesso
Reply to  Antunes 1980
6 meses atrás

Tem vídeos da guerra da Síria mostrando rebeldes tentando abater os K-52 russos com MANPADS e o mesmo usando flares para se defender e com sucesso.

Mário SAE
Mário SAE
Reply to  Vinicius Momesso
6 meses atrás

Vinicius, bom dia.
Contra MANPADS eles são eficientes, mas o Nonato suscitou um questão bem relevante. Será que isso aí protege contra um míssil moderno?

Vinicius Momesso
Vinicius Momesso
Reply to  Vinicius Momesso
6 meses atrás

Lembrando que há circulando um video de um helicoptero AH-64 saudita derrubado por um 9K33 OSA da forças Houthis. No vídeo nota-se que o mesmo não fez uso de chaft flares.

https://mobile.twitter.com/LastDef/status/1200768363003338752

Luiz Antonio
Luiz Antonio
Reply to  nonato
6 meses atrás

A eficiência de chaft-flare não é cem por cento, dependendo também das velocidades relativas, ângulo de visada do míssil e prevalência de alvo do ponto de vista do míssil que pode “ignorar” essas contra-medidas. Em uma aeronave como o 390 as contra& medidas saturam o ambiente para compensar a menor velocidade e capacidade de manobras defensivas ao contrário de um caça.

Marcos10
Marcos10
Reply to  nonato
6 meses atrás

Protegem de misseis guiados por calor.

nonato
nonato
Reply to  Marcos10
6 meses atrás

Os flares são para calor. Os chaffs pra radar.
Você quis dizer que somente os flares são eficientes?

nonato
nonato
Reply to  nonato
6 meses atrás

Nos casos que mencionei, será que foram “dispensados” essas medidas defensivas?
Ou os aviões abatidos não as tinham?
Ou não tinham alerta de ataque de míssil?
Ou usaram e não funcionou?
Se não me engano, houve o caso recente de um míssil IR americano que errou o alvo russo porque a resistência tinha sido feita com base no calor emitido por flares americanos e os flares russos usavam outro padrão.

Rinaldo Nery
Rinaldo Nery
Reply to  nonato
5 meses atrás

O chaff (tira de alumínio) precisa ter o comprimento (cm) da metade do comprimento de onda do radar do míssil.

Welt
Welt
Reply to  nonato
6 meses atrás

Uma dúvida que eu tenho é,
Nessas fotos de release sempre mostram o avião soltando a carga toda de uma vez, imagino que faça parte do protocolo de teste mas também conte para o efeito fotográfico.

Mas qual é o padrão, se é que existe ? Os disparos são computadorizados, manual ?
Porque nos videos que já vi de aeronaves em ação a maioria solta de um em um em um determinado espaço de tempo.
Como o colega Luiz Antonio falou, os aviões mais lentos precisam saturar a área então ?

Rinaldo Nery
Rinaldo Nery
Reply to  Welt
5 meses atrás

Pode ser manual ou automático (acionado pelo RWR).

Camargoer
Camargoer
6 meses atrás

Olá Colegas. Notei que em pelo menos um dos aviões pousados a matrícula é civil. Após o acidente, o primeiro avião da série que seria entregue para a FAB (#3) ele se tornou uma aeronave de testes. Imagino que esse também recebeu matrícula civil (mas era para ser da FAB….). O #4 produzido se tornou o primeiro com matrícula militar. Seria isso mesmo?

Matheus
Matheus
Reply to  Camargoer
6 meses atrás

Esse avião do vídeo é o KC-390 PT-ZNJ, além dele a Embraer tem mais um na sua frota. O PT-ZNG que está atualmente realizando vôos de ensaios em Yuma Proving Ground centro do US Army. O KC da FAB recebeu a matrícula FAB2853. Todas essas três aeronaves é possível você ver os vôos através do FR24. Abs

Camargoer
Camargoer
Reply to  Matheus
6 meses atrás

Olá Matheus. Obrigado. Ainda tenho uma dúvida. O primeiro protótipo do KC390 foi o PT-ZNF e o segundo foi o PT-ZNJ, Um deles foi perdido. O #3 que seria para a FAB foi usado para substituir o avião acidentado. O FAB2853 é o que está sendo usado para os testes ou há um outro KC390 com matrículas civil?

Fernando EMB
Fernando EMB
Reply to  Camargoer
6 meses atrás

O Matheus já respondeu a todas as suas dúvidas.

Camargoer
Camargoer
Reply to  Fernando EMB
6 meses atrás

Olá Fernando. Tranquilo? Então qual era a matrícula do prototipo perdido?

Matheus
Matheus
Reply to  Camargoer
6 meses atrás

PT-ZNF

Camargoer
Camargoer
Reply to  Matheus
6 meses atrás

Entendi. Valeu.

Bille
Bille
Reply to  Matheus
6 meses atrás

Senhores,

Ouvi dizer sobre restrições nos Flaps pra TGL ou arremetida no solo. Sabem se é verdade?

Matheus
Matheus
Reply to  Bille
6 meses atrás

Não tenho a menor dúvida que é mais uma mentira inventada em algum fórum por aí. O avião tá rodando liso. Incrível.

Grozelha Vitaminada Milani
Grozelha Vitaminada Milani
6 meses atrás

Parabéns a FAB, Embraer e todos os envolvidos. Desde de os projetistas, engenheiros, militares … e etc que acreditaram no 390.

Mostramos que quando queremos, tendo foco e seriedade conseguimos fazer e fazer bem feito.

Mas um sonho que se torna realidade e realizado.

Grozelha Vitaminada Milani
Grozelha Vitaminada Milani
Reply to  Grozelha Vitaminada Milani
6 meses atrás

Blimp blimp blimp … alguns trouxedores do contra, viúvas socialistas da Embraer e Engesa (Que SEMPRE torcem CONTRA) foram identificados.

Kkkkkkkkkkk.

Mário SAE
Mário SAE
Reply to  Grozelha Vitaminada Milani
6 meses atrás

Kkkkkkk

Saldanha da Gama
Saldanha da Gama
6 meses atrás

A imagem me lembra a Fênix e tomara que como a ave, o Brasil, nossas forças armadas, possam ressurgir “quase” das cinzas. Poderiam fazer uma bolacha com esta imagem…

Sérgio Luís
Sérgio Luís
6 meses atrás

Parece um AC-390

Jmgboston
Jmgboston
6 meses atrás

So de colocarem aqui uma foto do KC-390 no hangar a galera vai à loucura. Soltando flares e chaff então aí tem gente que nem vai conseguir dormir essa noite.

Dudu
Dudu
Reply to  Jmgboston
6 meses atrás

Jmgboston:
Confesso minha culpa,meritíssimo!

Cristiano Salles (Taubaté-SP)
Cristiano Salles (Taubaté-SP)
6 meses atrás

LINDAS imagens…, ÓTIMO Marketing…, Parabéns a equipe de divulgação da Embraer e da FAB…

Guilherme Poggio
Editor
6 meses atrás

Não liberaram as imagens laterais feitas pelo Phenom. Por que será?

samuel
samuel
Reply to  Guilherme Poggio
6 meses atrás

Sigilo talvez

RJ FLIGHT
RJ FLIGHT
6 meses atrás

Alguém saberia dizer o que aquilo preto no estabilizador da aeronave?

guest
guest
6 meses atrás

Esse milênio é a nossa década perdida.

Camargoer
Camargoer
Reply to  guest
6 meses atrás

Boa sacada. Parabéns.

Âncora
Âncora
6 meses atrás

Não vi lançamento de chaff

Vitor
Vitor
6 meses atrás

Me tirem uma duvida
flares sao para misseis guiados por calor
e chaff para os guiados por radar?

Clésio Luiz
Clésio Luiz
Reply to  Vitor
6 meses atrás

Exato.

Heinz Guderian
Heinz Guderian
6 meses atrás

Fantástico

Ozawa
Ozawa
6 meses atrás

O Poder Aéreo já tem a imagem para o post de felicitações de Natal desse ano …

Artur Vieira
Artur Vieira
6 meses atrás

Seria ótimo essa imagem do post em full hd.