Home Noticiário Internacional China aprova acordo entre Boeing e Embraer

China aprova acordo entre Boeing e Embraer

2559
38

Aprovação da China ocorreu depois que autoridades da União Europeia adiaram uma decisão sobre o negócio para o próximo ano

O órgão de defesa da concorrência da China aprovou a compra do controle da divisão de aviação comercial da Embraer pela Boeing.

O acordo Boeing-Embraer aparece em uma lista de transações datada de 19 de novembro que descreve transações “aprovadas sem condicionantes” e foi publicada no site do departamento antimonopólio da Administração Estatal de Regulação do Mercado da China.

O documento não informa detalhes e apenas menciona que o caso foi julgado 10 dias antes, em 9 de novembro.

A Boeing, maior fabricante de aviões do mundo, tem buscado concluir a compra de 80% da divisão de aviação comercial da Embraer, em estratégia para melhor competir com a rival europeia Airbus no mercado de jatos com até 150 lugares.

A aprovação da China ocorreu depois que autoridades da União Europeia adiaram uma decisão sobre o negócio para o próximo ano, pedindo para ambas as empresas apresentarem novas documentações.

A expectativa inicial das empresas era que o acordo fosse concluído até o final deste ano.

FONTE: G1/Reuters

Subscribe
Notify of
guest
38 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Matheus
Matheus
7 meses atrás

Não sabia que existia tal orgão?
Tem mais informações sobre?

Renato Avelino
Renato Avelino
7 meses atrás

Parabéns à Boeing pela ótima aquisição. Agora é demitir funcionários, fechar fábricas e levar a produção para onde for mais barato. A China está salivando.

Delfim
Delfim
Reply to  Renato Avelino
7 meses atrás

Ora, Luis Inácio não declarou a China “parceiro comercial” ?

Agora toma.

BR Paraná
BR Paraná
Reply to  Delfim
7 meses atrás

O atual governo também. A china é o maior parceiro comercial do Brasil, não importa quem seja o Presidente.

Delfim
Delfim
Reply to  BR Paraná
7 meses atrás

Não foi por ideologia, e sim por US$ 100 bilhões na mesa.

Brunow
Reply to  Delfim
7 meses atrás

Anteriormente também não foi por “Ideologia” mas pela dezenas de bilhões de superávit na balança comercial..

claudio
claudio
Reply to  Delfim
7 meses atrás

a china é o maior parceiro comercial do brasil e ponto final

TukhMD
TukhMD
Reply to  Renato Avelino
7 meses atrás

Bobagem. Produzir na China para facilitar espionagem industrial dos olhos puxados? Não, é. E a Boeing não teria porque transferir a produção brasileira para os USA, os custos são menores aqui. Capaz de nós passarmos a produzir algumas peças que o seriam na matriz (inclusive, medo declarado dos sindicatos de lá).

Bruno Vinícius Campestrini
Bruno Vinícius Campestrini
Reply to  Renato Avelino
7 meses atrás

Renato, a Embraer já é uma empresa privada há décadas, se fosse tão mais vantajoso produzir na China isso já estaria sendo feito em grande escala pela empresa.

Sagaz
Sagaz
Reply to  Renato Avelino
7 meses atrás

Você compra na mercearia do bairro por o dono ser local ou no gigantesco grupo opressor do empresário malvado? É muita lacração e pouca coerência, muita choradeira!

Felipe
Felipe
Reply to  Sagaz
7 meses atrás

No meu caso eu compro no que for mais perto, mesmo pagando mais caro ando menos.

Luiz Brandão
Luiz Brandão
7 meses atrás

A Embraer na China tem o gover6chines como sócia há muitos anos
A Embraer-Harbin na cidade de Harbin tem como sociedade: 51% Embraer e 49% o governo chinês.
Portanto era necessário a aprovação dos demais sócios. Outras empresas do grupo Embraer também vai ter a mesma necessidade.

FernandoEMB
FernandoEMB
Reply to  Luiz Brandão
7 meses atrás

A Sociedade com a HEAI (Harbin Embraer Aircraft Industries) já foi desfeita a vários anos.

Jota Ká
Jota Ká
Reply to  Luiz Brandão
7 meses atrás

A China é um grande mercado para a aviação comercial. Por isso é importante que a compra da Embraer com pela boeing seja aprovada lá. Interessa à Boeing manter o mercado chinês aberto a seus produtos. Só isso. Nada a ver com a antiga linha de montagem da Embraer em Harbin.

Fernando EMB
Fernando EMB
Reply to  Jota Ká
7 meses atrás

Errado. A autorização é necessária em todos os países onde a Embraer mantém operações. E não tem nada a ver com o tamanho do mercado.

Astenolvaldo
Astenolvaldo
7 meses atrás

Eu só não entendo o motivo de tanto eufemismo em relação à esta aquisição. Por que a imprensa nacional (sei que esta notícia é clipping do G1) insiste em chamar isso de “acordo” ou “parceria”? Eu não entro nem no mérito da questão, mas chamem a coisa do que ela é: compra ou aquisição da Embraer pela Boeing.

Matheus
Matheus
Reply to  Astenolvaldo
7 meses atrás

Se entrar em termos técnicos, não foi realmente uma compra.
O Grupo EMBRAER apenas tem uma participação (bem) minoritária em uma terceira empresa.

Melkor
Melkor
Reply to  Matheus
7 meses atrás

A ala de defesa da Embraer pode abrir uma nova ala comercial?
Se a resposta é não, simplesmente é um acordo caracu.

Wardog1
Wardog1
7 meses atrás

Milico p dar golpe militar e se meter na politica e na Justiça e o q mais tem no Brasil

Mas na hora d defender nossa soberania e intrresses…

Nada

Clésio Luiz
Clésio Luiz
Reply to  Wardog1
7 meses atrás

Não foram os mesmos milicos que criaram a Embraer? E não foram os “democratas” que a venderam nos anos 90?

wardog1
wardog1
Reply to  Clésio Luiz
7 meses atrás

Sou Conservador e Ateu

A embraer e fruto do fascismo brasileiro

Jamais deveria ter sido criada

Mas agora, privada, jamais deveria ser permitida a sua venda p um pais q tem o menor interesse no Brasil como produtor d tecnologia

Ato lesa-patria e milico p defender inchaço do estado tem, mas p defender nossos interesses, nao

Marcos10
Marcos10
Reply to  wardog1
7 meses atrás

Pelo visto você é contra tudo.

Fernando "Nunão" De Martini
Fernando "Nunão" De Martini
Reply to  Marcos10
7 meses atrás

Sim, em geral ele é contra hoje o que era a favor ontem e vice-versa. Olhar o histórico de comentários dele ao longo do tempo é quasr tão divertido quanto ver os Trapalhões no canal Viva (com a diferença que os Trapalhões tinham coerência).

RENATO VARGAS
RENATO VARGAS
Reply to  Fernando "Nunão" De Martini
7 meses atrás

kkkkkkk, que rolo.

Space Jockey
Space Jockey
Reply to  wardog1
7 meses atrás

Trocando em miúdos é um tucaninho

Emerson Gabriel
Emerson Gabriel
Reply to  Clésio Luiz
7 meses atrás

Existe alguma empresa importante do projeto e fabricação de aeronaves militares ou não que seja estatal nos EUA ou na Europa?Não!!! Aliás até na Rússia muitas empresas de armamentos são privadas. impressionante não sair do século XX; estatais foram muito importantes no século passado, mas o contexto a partir dos anos 1990 mudou tudo e hoje mudou mais ainda. Olhem a guerra da Coreia e Vietnã e Golfo, a quantidade de aeronaves lançadas entre 1950 e 1990, todas por empresas privadas. E aí, os milicos dos EUA não pensam no seu país? Eles pensam, porque são treinados para lutar e… Read more »

Beserra(FN)
Beserra(FN)
Reply to  Wardog1
7 meses atrás

Não era essa a criatura contraria a existência do meu glorioso CFN?

Conservador, ateu e lunático. Os comentários deste ser devem ser tratados e limpos com papel higiênico, de preferência um conservador papel rosa, o qual lustra e da acabamento. 😉

wardog1
wardog1
Reply to  Beserra(FN)
7 meses atrás

Beserra

Mudei d ideia

O exército brasileiro e uma instituição c passado nefasto e deve ser extinto, pois sempre sera uma ameaca à democracia brasileira

O cfn deve ser independente da marinha e ser o nosso exército

MCruel
MCruel
Reply to  wardog1
7 meses atrás

Hahaha…conte-me mais sobre esse ponto de vista! Está bem divertido!

Billy
Billy
7 meses atrás

Meio truncada. Como assim a china aprova??

FernandoEMB
FernandoEMB
Reply to  Billy
7 meses atrás

O acordo precisa ser aprovado em todos os países onde a empresa tem filiais e operações.

Jota Ká
Jota Ká
Reply to  Billy
7 meses atrás

Se a Boeing quer se manter no mercado chinês, tem que submeter o negócio boeing-embraer às autoridades chinesas. Simples assim.

Fernando EMB
Fernando EMB
Reply to  Jota Ká
7 meses atrás

Não é isso. O acordo precisa ser aprovado nos países onde Embraer tem operações.

Allan Lemos
Allan Lemos
7 meses atrás

É por essas e outras que jamais seremos um grande país.Lamentável uma das nossas empresas mais importantes ser levada a preço de banana.A burrice do brasileiro não tem limites.

Marcos10
Marcos10
Reply to  Allan Lemos
7 meses atrás

Nunca seremos uma grande nação não é por conta da venda da Embraer, é por conta da ideologia reinante, do excesso de burocracia e de impostos.

Fernando EMB
Fernando EMB
Reply to  Marcos10
7 meses atrás

Marcos 10…. Completando o que bem disse … Por uma cultura do povo de se dar bem não importando os meios, do individualismo reinante por aqui, da lei de Gerson, da corrupção, etc

Mgtow
Mgtow
7 meses atrás

Entreguistas malditos. Toda essa corja que esta terceirizando a soberania brasileira terão contas a acertar no futuro

Meireles
Meireles
7 meses atrás

.