Home Aviação de Ataque MiG-35 da Força Aérea Russa ganha novo display panorâmico

MiG-35 da Força Aérea Russa ganha novo display panorâmico

9811
131

O mais novo caça MiG-35UB recebido pela Força Aérea Russa tem o novo display panorâmico MFI-25Sh, semelhante aos displays do Lockheed Martin F-35 e do Saab Gripen E.

O MiG-35 é um avião de combate multifuncional de 4++, desenvolvido com base nas aeronaves MiG-29K/KUB e MiG-29M/M2 produzidas em série.

Entre as características do novo MiG-35, destacam-se o maior alcance, maior carga de armas e assinatura de radar reduzida. O avião emprega tecnologia que reduz a Seção Reta Radar (RCS) frontal de 5m2 para 1m2.

O fabricante espera ganhar mais interesse internacional para o MiG-35, com países vizinhos do antigo bloco soviético, bem como a América Latina, Sul da Ásia e Ásia Oriental.

MiG-35 no MAKS 2019
MiG-35 no MAKS 2019

COLABOROU: Rustam Bogaudinov

Subscribe
Notify of
guest
131 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Antoniokings
Antoniokings
1 ano atrás

Máquina espetacular.

Kommander
Reply to  Antoniokings
1 ano atrás

O bicho é enorme.

Chris
Chris
Reply to  Antoniokings
1 ano atrás

Compra uns… Pq segundo umas notícias que vi, seu fabricante está precisando e desesperado pra vende-lo. Ja a anos o oferendo para diversas forças aereas.

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Chris
1 ano atrás

Quem está precisando vender desesperadamente é a LM com seu F-35.
Mais conhecido como Guaraná Kuat.
Se o país ‘amigo’ não comprar, não receber ajuda do Tio Sam.
Mais conhecida como ‘venda casada’.

Space Jockey
Space Jockey
Reply to  Antoniokings
1 ano atrás

O Gripen foi feito pra derrotar SU e Mig

Valgo
Valgo
Reply to  Space Jockey
1 ano atrás

Me poupe! Nunca foi testado em combate!

PAULO
PAULO
Reply to  Antoniokings
1 ano atrás

Comentário completamente fora da realidade.

Chris
Chris
Reply to  Antoniokings
1 ano atrás

Mais de 2000 deles foram encomendados. Acho que a LM não tem essa preocupação.

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Chris
1 ano atrás

Quem tem essa preocupação é o contribuinte americano.
Afinal, cerca de 80% são para o Governo deles.

Leonardo
Leonardo
1 ano atrás

Top demais !!

mauricio vaz
mauricio vaz
1 ano atrás

Adoro o Mig29 e agora o Mig 35 xD

Blayke
Blayke
1 ano atrás

Interessante as configurações que as telas tem (6 modos intercambiáveis em 3 display que mudam de tamanho)

smichtt
smichtt
1 ano atrás

A foto do display mostra que as letras são latinas. Versão de exportação?

Valgo
Valgo
Reply to  smichtt
1 ano atrás

Vão vender pro Paraguai,kkkkkk

FighterBR
FighterBR
1 ano atrás

Que coisa mais linda esse painel e radar!

SmokingSnake 🐍
SmokingSnake 🐍
1 ano atrás

Gripen é bem melhor

Carlos Gallani
Carlos Gallani
Reply to  SmokingSnake 🐍
1 ano atrás

Eu não apostaria meu traseiro nisso!

Leandro Costa
Leandro Costa
Reply to  Carlos Gallani
1 ano atrás

Toma… vocês vão precisar de referências:

comment image

JOSE IRAN RODRIGUES DE SOUSA
JOSE IRAN RODRIGUES DE SOUSA
Reply to  SmokingSnake 🐍
1 ano atrás

Diferença de um bmw para um fusca..o mig e bem superior…

Heli
Heli
Reply to  JOSE IRAN RODRIGUES DE SOUSA
1 ano atrás

Gripen faz com 1 tripulante o que este Mig29/35 faz com 2. Menor RCS, bem menor. Motor anos luz a frente, os Klimov D33 alem de fumacentos tem um Tempo Entre Revisões incomparavelmente menor do que os GE F414. Nao estou, com isso, dizendo que o Mig35 seja ruim, não é de forma alguma.

Adriano Madureira
Adriano Madureira
Reply to  Heli
1 ano atrás

Enquanto isso o Gripen-E tem um RCS de 0,1m2, igual ao de um missil Harpoon ou Exocet.

Peter nine nine
Peter nine nine
Reply to  Adriano Madureira
1 ano atrás

Adriano, cada um acredita no que quer….

Luís Henrique
Luís Henrique
Reply to  Adriano Madureira
1 ano atrás

Essa é a estimativa da RCS frontal do Gripen E.
A RCS média é bem maior que isso.

paddy mayne
paddy mayne
Reply to  Adriano Madureira
1 ano atrás

Em qual configuração? Acho que com um monte de coisas penduradas nos cabides deve ser bem mais que isso.

Felipe
Felipe
Reply to  Adriano Madureira
1 ano atrás

Mesmo com tanque de combustivel externo, que ele sempre vai ter que levar (ao contrario das aeronaves russas que não levam)?

Flanker
Flanker
Reply to  JOSE IRAN RODRIGUES DE SOUSA
1 ano atrás

Não digo que o Gripen seja “brm melhor”. Ao mesmo tempo, poderia nos explicar por que o Mig é “bem superior”??

kaleu
kaleu
Reply to  JOSE IRAN RODRIGUES DE SOUSA
1 ano atrás

Cara, não viaja na maionese, MIG29 é um conceito dos anos 60, um RCS gigante, raio de combate ridículo 600km, seu rastro de fumaça praticamente direciona o míssil para o alvo, não há nem como comparar a tecnologia no estado da arte do Gripen com essa banheirona, mas uma coisa você acertou é comparar um BMW com um fusca, só errou na identificação do fusca. pelamor, é cada uma.

Luís Henrique
Luís Henrique
Reply to  kaleu
1 ano atrás

Kaleu, assim como o Gripen E evoluiu muito e é bem mais capaz que o Gripen que voou em 1988, o MiG-35 também apresenta uma grande evolução entre o MiG-29 que voou em 1977. Principalmente os itens que você colocou, foram os mais alterados, a RCS, o raio de combate, o motor também foi melhorado com redução da fumaça, etc. É, sem dúvidas, uma opção competitiva e moderna, com um bom radar AESA, baixo RCS, alcance compatível com caças de seu porte atuais e manutenção simplificada com aumento do tempo entre revisões, etc. A MiG divulga que ele é 2,5… Read more »

Marcos R.
Marcos R.
Reply to  Luís Henrique
1 ano atrás

Gostaria de entender como reduziu tanto o RCS mantendo o mesmo design, só tinta não faz milagre.

carcara_br
carcara_br
Reply to  Marcos R.
1 ano atrás

Não reduziu tanto assim de 5 pra 1 m² não chega a ser um milagre. É bem similar a redução do Su-35 de 15 pra 3m².
Pra você ter uma ideia do impacto do design, uma placa plana girada ao redor de um eixo diminui o RCS da ordem de 100 vezes, girando em dois eixos 1000 vezes….

Luís Henrique
Luís Henrique
Reply to  carcara_br
1 ano atrás

Carcará, lembre-se que os russos costumam divulgar RCS Média e os ocidentais divulgam a RCS frontal no melhor ângulo possível.

Não é justo dizer que a RCS do Gripen E é de 0,1 e a do Su-35 é de 3 m2.

Aliás, se puder compartilhar de onde tirou esse 3m?

Luís Henrique
Luís Henrique
Reply to  Marcos R.
1 ano atrás

Não é só tinta. São várias modificações, materiais compósitos, materiais RAM, mudanças estruturais específicas, etc. Da mesma forma o SH possui design bem parecido com o Hornet, porém reduziu muito a RCS. O Rafale e o Eurofighter também não possuem formas geométricas para garantir furtividade, etc.
Para ser furtivo, de 5a geração é preciso um design + materiais, mas para ter uma RCS reduzida como os caças de 4a geração Plus, o design não precisa mudar radicalmente, apenas mudanças em pontos chave e uso de materiais que absorvem ondas radar.

carcara_br
carcara_br
Reply to  Luís Henrique
1 ano atrás

Luís são alguns anos discutindo estas coisas, felei de cabeça. fazendo uma pesquisa rápida aqui achei uma fonte que informa: “A Sukhoi reivindica a redução de 5-6 vezes do RCS do Su-35 sobre o Su-27, isso provavelmente coloca o Su-35, juntamente com Dassault Rafale, na faixa de 1-3m².” (digita o trexo no google que vc acha de onde eu tirei a inf.) Na mesma fonte outra matéria chegam a falar em 0,5m² e eu realmente não duvido. O que o pessoal não entende é que existem alguns pontos quentes para o radar que acabam a elevar em muito o RCS,a… Read more »

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  SmokingSnake 🐍
1 ano atrás

bom não sei quanto TR Modules esse radar tem, nem se ele tem algo comparável ao Arexis como sistema EW, então acredito que o Gripen é superior.

Luís Henrique
Luís Henrique
Reply to  Carlos Campos
1 ano atrás

Se vier com o FGA-35 ele tem 1.016 módulos T/R. No início era previsto alcance de detecção de 200 km, depois o número subiu para 250-260 km.
Os russos desenvolveram também p FGA-50, maior que o FGA-35.
Não sei se esse alcance que subiu se é com o mesmo radar, o fga35 ou se trocaram para o fga50.

Mas deve ter um desempenho bem próximo ao radar do Gripen E possivelmente um pouco mais alcance, ficando mais próximo do apg-79 do Super Hornet.

Marcelo
Marcelo
1 ano atrás

quero ver quem vai ter paciencia de contar quantos modulos T/R tem esse radar AESA !

Carlos Gallani
Carlos Gallani
Reply to  Marcelo
1 ano atrás

841

Filipe Prestes
Filipe Prestes
Reply to  Carlos Gallani
1 ano atrás

Tu integra a area que descobre rapidinho

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Carlos Gallani
1 ano atrás

se for isso mesmo o Gripen tem mais 900 e alguma coisa. sabe quanto a frequencia de guerra eletrônica ele pode agir, que eu lembre o gripen vai de 0,5 a 40 giga hertz que é mais que os ALQ99 dos Growlers, fazendo que o Gripen só perca para o F35 em questão de guerra eletrônica.

Flanker
Flanker
Reply to  Marcelo
1 ano atrás

E a antena é fixa. No Gripen E/F, pelo que sei, o radar possui antena giratória.

Gabriel BR
Gabriel BR
1 ano atrás

Gostaria de vê-lo na Fuerza Aérea Peruana, umas 36 unidades.

Fernando "Nunão" De Martini
Reply to  Gabriel BR
1 ano atrás

Acho difícil se atingir essa quantidade pelo histórico peruano das últimas décadas.

Afinal, a quantidade de MiG-29 (irmão mais velho do MiG-35) da frota do Peru é muito menor do que 36 aviões, e ainda por cima foram comprados usados, por uma fração do valor de jatos novos.

Nem juntando com a dúzia de Mirage 2000 peruanos (que passaram por atualizações bem modestas por falta de verbas) a quantidade de caças supersônicos do Peru chega perto de 36 caças operacionais.

Flanker
Flanker
Reply to  Fernando "Nunão" De Martini
1 ano atrás

Isso, Nunão. O Peru tem 19 Mig-29, em 3 versões, incluindo a versão biplace. Possui também 12 Mirage 2000. Somando, temos 31 aeronaves. Saber quantas estão operacionais ou em condições de serem colocadas operacionais, já não é tão fácil. Complementa-se esses caças supersônicos com 18 Su-25 Frogfoot…

Antonio Palhares
Antonio Palhares
Reply to  Flanker
1 ano atrás

FLANKER.
Em uma viagem de carro entre Cusco e Arequipa eu passei em frente a base destas máquinas lindas.

MFB
MFB
Reply to  Gabriel BR
1 ano atrás

Você é peruano?

Carlos Alberto Soares
Carlos Alberto Soares
Reply to  MFB
1 ano atrás

Isso tem importância ?

Diogo Luiz Bizatto
Diogo Luiz Bizatto
1 ano atrás

Lindo!

Kemen
Kemen
1 ano atrás

Estou na dúvida se hoje eles já desenvolveram o AESA (Zhuk AE) o ainda usaria o PESA (Zhuk RP 35). A arquitetura é muito bonita.

JPC3
JPC3
Reply to  Kemen
1 ano atrás

Muita informação desencontrada. Parece que sim, mas seria um radar AESA bastante diferente do que foi apresentado há alguns anos.

Adriano RA
Adriano RA
1 ano atrás

Houve devolução dos Mig-29 pela Argélia há uns 10 anos atrás, por suposta falta de qualidade? Lembro-me da algo assim…

Rustam
Rustam
Reply to  Adriano RA
1 ano atrás

Adriano RA

—–
No, it will not, since Algeria at MAKS -2019 signed a new contract for the supply of MiG-29M / M2 for the Algerian Air Force

Surprise)))

Não, pois a Argélia na MAKS -2019 assinou um novo contrato para o fornecimento de MiG-29M / M2 para a Força Aérea da Argélia

Surpresa)))

Flanker
Flanker
Reply to  Rustam
1 ano atrás

Acho que o Adriano RA perguntou se a Argélia havia devolvido Mig’s por problemas nas aeronaves. E a resposta é sim! Foram devolvidos.
Agora, conforme você mostrou, foram encomendadas novas aeronaves.
São situações distintas: a Argélia devolveu as aeronaves porque não estavam de acordo com o que se esperava. Agora, comprou novas porque acha que irão satisfazer suas especificações e necessidades. A compra atual não apaga a devolução, por baixa qualidade, feita lá atrás.

horatio nelson
horatio nelson
1 ano atrás

f15 ex vem ai….

JPC3
JPC3
Reply to  horatio nelson
1 ano atrás

Nem precisa.

Marcos R.
Marcos R.
1 ano atrás

Não vi nada que acrescente algo em relação as WADs da AEL, a FAB saiu na frente nesse quesito.

Filipe Prestes
Filipe Prestes
Reply to  Marcos R.
1 ano atrás

Bem isso mesmo. Agora achei o WAD russo mais “clean” que o da AEL. Talvez essa aparência tenha uma interface mais, digamos, imediata na hora de apresentar as informações em tela. Mas isso é apenas detalhe mesmo

Salim
Salim
Reply to  Marcos R.
1 ano atrás

Desculpem, pelas imagens parece TV led colocada sobre painel, as fotos são ruins ou arquitetura painel náo esta funcional.

Joanderson
Joanderson
1 ano atrás

Será qui é melhor do que o nosso gripen ??
Obs: sou leigo.

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Joanderson
1 ano atrás

Pelo que li o radar é menos potente, e o Gripen tem um radar melhor assim como sistema de guerra eletrônica superior, fazendo com que o MIG seja somente mais bonito e leva mais armas.

Carlos Branco
Carlos Branco
Reply to  Joanderson
1 ano atrás

https://aviatia.net/gripen-vs-mig-35/ . A informação não tem em conta as actualizações à data de hoje, mas dá uma ideia.

Marcos R.
Marcos R.
Reply to  Carlos Branco
1 ano atrás

Carlos, já foi citado em outro post que essa tabela está cheia de dados equivocados.

Carlos Branco
Carlos Branco
Reply to  Marcos R.
1 ano atrás

Marcos, obrigado pela atenção!

César
César
1 ano atrás

E este AESA não tem problema de aquecimento excessivo…

JPC3
JPC3
Reply to  César
1 ano atrás

Aquecimento é um problema que todos tem que resolver.

CESAR ANTONIO FERREIRA
CESAR ANTONIO FERREIRA
Reply to  JPC3
1 ano atrás

E alguns não conseguem…

Marco
Marco
1 ano atrás

Eh espetacular sim, mas a assinatura radar nem chega perto do NG. O Gripen foi concebido para.topar com esses cacas, a necessidade Sueca e exatamente dar conta dos Russos enquanto a cavalaria nao chega. Defesa em rede usando data Link a decadas. Partindo de estradas, escondidos em florestas, vale tudo para brotar atras da forca atacante. Nao deve ter mudado muito o conceito pois no BVR contra as novas iscas eletronicas ativas deve ficar bem mais dificil, o negocio deve ser nao emitir chegar por tras e disparar uma saraivada de misseis via data link de imageamento IR e sumir… Read more »

nonato
nonato
Reply to  Marco
1 ano atrás

Chegar por trás em bvr?

JOSE IRAN RODRIGUES DE SOUSA
JOSE IRAN RODRIGUES DE SOUSA
Reply to  Marco
1 ano atrás

Só de lembrar que o programa fx 2, o Su 35 ganhou disparado de todos os outros caças. E O GOVERNO compra um caça de laboratório, ja estão com problemas.

Bardini
Bardini
Reply to  JOSE IRAN RODRIGUES DE SOUSA
1 ano atrás

“Só de lembrar que o programa fx 2, o Su 35 ganhou disparado de todos os outros caças.”
.
O tio, acho que tu passou da conta na dose…
.
O Su-35 nunca ganhou nada por aqui.

nonato
nonato
Reply to  Bardini
1 ano atrás

Acho que sequer participou.
Pelo menos não estava na short list.

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  JOSE IRAN RODRIGUES DE SOUSA
1 ano atrás

José só se for em uma realidade paralela, os melhores foram Gripen, Rafale, FA18SH, sendo depois sabido que o Gripen era o melhor pontuado, por causa do ToT. problemas de que?

Luís Henrique
Luís Henrique
Reply to  Carlos Campos
1 ano atrás

Carlos, na verdade esses foram os únicos avaliados. O Su-35 era tido como um dos finalistas por 11 de 10 especialistas, simplesmente porque era o único Pesado que era cogitado. Os outros caças eram leves e médios. Porém a FAB avaliou somente um papel com dados e Antecipou a decisão do shortlist, coincidentemente logo depois foi assinado um acordo com a Rússia para eles poderem compartilhar tecnologias conosco. Mas a decisão do shortlist saiu Antes desse acordo. A FAB nunca voou o Su-35. Nunca ligou o radar. Foi uma decisão preconceituosa a eliminação do Su-35 no processo FX2. E isso… Read more »

kaleu
kaleu
Reply to  Luís Henrique
1 ano atrás

LH essa desculpa emplacada por um “jornalista” que os russos não ofereceram ToT por falta de acordo não cola, o mesmo aconteceu com todos os concorrentes, além do fato que no RPF (request for proposal) nenhum dos concorrentes compartilha tecnologia, o somente acontece após assinatura do contrato definitivo. SU-35 ficou fora por causa dos custos de manutenção, manutenção sofrível, HV estratosférica, total ausência e disposição de ToT, entre outros fatores … estou dizendo que o caça russo seja ruím ? não, estou dizendo que é totalmente inadequado para a FAB e que as outras opções eram mais viáveis não somente… Read more »

Greyjoy
Greyjoy
Reply to  JOSE IRAN RODRIGUES DE SOUSA
1 ano atrás

Rapaz, fim de semana começando. Aceito uma dose dessa boa aí!

Leandro Costa
Leandro Costa
Reply to  Greyjoy
1 ano atrás

Pede duas, por favor hehehehe

Fernando "Nunão" De Martini
Reply to  JOSE IRAN RODRIGUES DE SOUSA
1 ano atrás

Jose,
O Su-35, independentemente de suas inegáveis qualidades, não chegou nem à short list…

Significa que em muitos quesitos da concorrência ele não ganhou.

100nick-Elâ
100nick-Elâ
Reply to  Fernando "Nunão" De Martini
1 ano atrás

Não ganhou no quesito principal, o alinhamento político. O resto é só desculpa esfarrapada ou argumentos técnicos fabricados.

Fernando "Nunão" De Martini
Reply to  100nick-Elâ
1 ano atrás

100nick-Elâ.

Se “alinhamento político” ou coisa assemelhada fosse fator determinante para vencer ou deixar de vencer o F-X2 o ganhador seria o Rafale – que aliás chegou a ser anunciado no já folclórico 7 de setembro de 2009, quando Brasil e França estavam no auge de alinhamentos de parcerias estratégicas.

Assim como eventual alinhamento político de Brasil e Suécia, país da empresa vencedora da disputa, nunca foi destaque historicamente, e não obstante o Gripen venceu.

O argumento não cola.

100nick-Elâ
100nick-Elâ
Reply to  Fernando "Nunão" De Martini
1 ano atrás

O “alinhamento político” que existia era tão somente entre o governo Lula e o governo Sarkozy, mas o “estado profundo” brasileiro não tinha esse alinhamento. A alta cúpula da FAB queria o Gripen, por isso se abalizaram em argumentos técnicos, nos quais deveria vencer o mais adequado, desde fosse o Gripen. Você, como editor da Trilogia, sabe muito bem como a coisa funciona melhor do que eu.

Luís Henrique
Luís Henrique
Reply to  Fernando "Nunão" De Martini
1 ano atrás

Nunao, a avaliação foi em cima de um RFI. Ninguém da FAB voou no Su-35. Ainda deram uma desculpa esfarrapada que o Su-35 decepcionou em Alcance e que os russos não aceitaram transferir tecnologias. Piada. Uma semana depois foi assinado o acordo sobre confidencialidade com os russos. A partir daí eles poderiam melhorar a proposta de TOT. A FAB antecipou a shortlist para antes da assinatura desse acordo. A impressão que deu é que fizeram de propósito com medo do governo querer o Su-35. Analise pela lógica: falaram de alcance, de pesadelo na manutenção e em falta de TOT e… Read more »

Fernando "Nunão" De Martini
Reply to  Luís Henrique
1 ano atrás

“Analise pela lógica: falaram de alcance, de pesadelo na manutenção e em falta de TOT e levaram para o shortlist o Gripen que era tido como um dos menores em Alcance”

Só para o pessoal sem conhecimento dos números ou com preguiça (ou do contra) existia essa noção sobre alcance para o Gripen. O raio de combate dos três que foram para a short list é muito semelhante, o que muda é a carga de armamentos para esse alcance.

Luís Henrique
Luís Henrique
Reply to  Fernando "Nunão" De Martini
1 ano atrás

Sim. Mas a FAB ‘enganou’ os políticos e a opinião publica quando disse que o Gripen foi melhor dos 3 em Alcance Alpha. Sem entrar em detalhes.
Nós sabemos que foi no alcance de translado. SEM armas e lotado de tanques. Para que serve um caça nessas condições?
Pareceu para os leigos que o Gripen era o melhor em Alcance.

Agora, você não concorda que apelaram quando disseram que o Su-35 foi eliminado porque Decepcionou no Alcance???

Fernando "Nunão" De Martini
Reply to  Luís Henrique
1 ano atrás

“Mas a FAB ‘enganou’ os políticos e a opinião publica quando disse que o Gripen foi melhor dos 3 em Alcance Alpha. Sem entrar em detalhes.” A FAB disse que foi o melhor? Não lembro. O que me lembro é do comandante Saito, em 2013, responder a uma pergunta da imprensa dizendo que o raio de ação era igual, não maior ou melhor: Há críticas de que o Gripen não tem capacidade para fazer a cobertura do País, porque ele foi projetado para voar em países pequenos, como a Suécia, e não tem autonomia para voar em país continental como… Read more »

Leandro Costa
Leandro Costa
Reply to  Luís Henrique
1 ano atrás

É, eu imagino aquele Su-35 na FAB. Lindo, imponente, capaz de carregar uma carga de armamentos incrível.

E parado apodrecendo nos Hangares (especialmente construídos para uma aeronave daquele tamanho, claro), porque ele simplesmente gasta combustível demais, encarecendo ainda mais a hora de vôo.

Será que alguém já fez algum comparativo de quanto combustível cada aeronave concorrente do FX-2 gasta? Se o Rafale era chamado de a ‘rainha de hangar,’ o Su-35 poderia ser o rei.

Não estou desmerecendo a aeronave, mas não é para qualquer um.

Luís Henrique
Luís Henrique
Reply to  Leandro Costa
1 ano atrás

Leandro, esse pensamento é comum, principalmente no Brasil onde o custo de abastecer nossos automóveis realmente incomoda, mas na verdade o custo de hora de vôo de um caça é bem mais que combustível. Um estudo da RAND vale a pena ler, vou colocar algumas informações de la… O primeiro número se refere aos caças da força aérea americana e o segundo aos caças da marinha: Custo de hora de vôo Unit Personnel = 30% e 27% Unit Operations = 26% e 17% Maintenance = 33% e 40% Sustaining Support = 2% e 2% Continuing System Improvememts = 9% e… Read more »

Adriano Madureira
Adriano Madureira
Reply to  JOSE IRAN RODRIGUES DE SOUSA
1 ano atrás

Problemas🤔⁉️ Que problemas José Iran🤔❓

kaleu
kaleu
Reply to  JOSE IRAN RODRIGUES DE SOUSA
1 ano atrás

Iran deixe de fake news, acompanhei todo o processo e SU-35 não ficou nem no short list e pasme, Saito além de criticar a ausência de ToT disse que o raio de combate não é essas coisas …

Otto Simon
Otto Simon
1 ano atrás

Sempre os produtos MIG se tornam ÍCONES!

JPC3
JPC3
Reply to  Otto Simon
1 ano atrás

Mig-29 e Mig-35 são é ícones em quê?

Mig-29 teve uma história bem fraca e muitas críticas enquanto Mig-35, que até deve ser um avião muito bom, nem entrou em serviço ainda.

Fernando "Nunão" De Martini
Fernando "Nunão" De Martini
Reply to  JPC3
1 ano atrás

E, só pra complementar, o MiG-35 está sendo oferecido ao mercado desde 2007…

Já deve ter batido o recorde do Rafale de tempo de espera para conquistar uma primeira venda ao exterior.

BrunowBasillio
Reply to  Fernando "Nunão" De Martini
1 ano atrás

O Mig-35 de 2007 também chamado de “MMRCA” é diferente deste MiG-35 atual, aquele parece ter sido exclusivo para o concurso Indiano, depois disso houve muita mudança no aparelho, o Egito seria o primeiro cliente com 50 unidades, depois de ter comprado 24 unidades do M/M2..
https://ww.dailynewssegypt.com/2019/09/02/egypt-aims-to-enhance-its-air-forces-capabilities-by-acquiring-new-russian-jets/

Flanker
Flanker
Reply to  BrunowBasillio
1 ano atrás

Essa é a salada que os russos fazem com todos seus equipamentos no que se refere à denominações e nomenclaturas…..tem Mig-29 seguido de praticamente todas as letras do alfabeto. Mig-29A, UB, S, SE, M, M2, MT, UBT,…..e o Mig-35 vai pelo mesmo caminho….variantes demais e vendas de menos….

JPC3
JPC3
Reply to  Fernando "Nunão" De Martini
1 ano atrás

Pois é, o de 2007 ainda precisava de muitos ajustes. Esse de agora parece que foi bastante melhorado.

Talvez na Índia tenha chance de novo, porém, parece que os indianos querem tecnologia ocidental principalmente o Meteor.

Rustam
Rustam
Reply to  Fernando "Nunão" De Martini
1 ano atrás

Fernando “Nunão” De Martini

Já deve ter batido o recorde do Rafale de tempo de espera para conquistar uma primeira venda ao exterior.

——-
MiG-35 foi introduzido oficialmente há apenas 2 anos! Concurso indiano era apenas um nome bonito!

Sim, em comparação com o Gripen, as vendas da Mig são muito melhores

Fernando "Nunão" De Martini
Reply to  Rustam
1 ano atrás

E quem falou em Gripen, Rustam?

Eu comparei com o Rafale, leia meu comentário de novo.

paddy mayne
paddy mayne
Reply to  Rustam
1 ano atrás

Rustam, voce podia fazer uma matéria para entendermos porque a Sukhoi “passou à frente” da MiG em termos de tecnologia/vendas/importância.

Evgeniy (RF).
Evgeniy (RF).
Reply to  paddy mayne
1 ano atrás

paddy mayne
Rustam, voce podia fazer uma matéria para entendermos porque a Sukhoi “passou à frente” da MiG em termos de tecnologia/vendas/importância.
——

Bem, eu não sou Rustam, mas Su, os gerentes eram melhores e, há 25 anos, em alguns países, havia uma grande necessidade de um lutador pesado. O que levou a contratos bem conhecidos com a China e a Índia.

paddy mayne
paddy mayne
Reply to  Evgeniy (RF).
1 ano atrás

obrigado!

Evgeniy (RF).
Evgeniy (RF).
Reply to  paddy mayne
1 ano atrás

E do ponto de vista da tecnologia, também um ponto discutível. No MiG-35, há um radar com o AFAR, ao contrário do Su-35. Isto é por exemplo.

Arariboia
Arariboia
Reply to  JPC3
1 ano atrás

Já entrou na força aérea russa início do ano.

Rustam
Rustam
Reply to  JPC3
1 ano atrás

PC3
Mig-29 e Mig-35 são é ícones em quê?

Mig-29 teve uma história bem fraca e muitas críticas enquanto Mig-35,
———
Sério? )) Bem, diga-me, esta é a Força Aérea Egípcia que atualmente está recebendo 50 novos MiG-29M / M2

JPC3
JPC3
Reply to  Rustam
1 ano atrás

OK. Rustsm.

Mas ainda não tem história para podermos chamar de ícone.

Luís Henrique
Luís Henrique
Reply to  JPC3
1 ano atrás

JPC3, isso está um tanto errado. Você é brasileiro, como eu, e é normal ouvir críticas aos caças russos, afinal estamos no Ocidente e sobre influência militar e midiática pró-Ocidente. Mas na verdade o MiG-29 tem um histórico de somente 18 derrotas em combate e 6 vitórias. Não foi destruído as pencas como muitos imaginam. E se analisarmos um pouco mais fundo, percebemos que 6 foram destruídos na guerra do Kosovo, ou seja a minúscula Sérvia contra a poderosa Otan. Outros 5 foram na guerra do Golfo, ou seja, o Iraque embargado contra os EUA e a poderosa Otan. 2… Read more »

JPC3
JPC3
Reply to  Luís Henrique
1 ano atrás

Não discordo totalmente do que você diz e se reparar nem mesmo disse que o Mig-29 é um caça ruim. Porém, não é um avião que marcou a história como o Mig-21 ou Mig-17, esses sim podem ser considerados ícones, pois, ,mesmo não vencendo a maioria das guerras, deram trabalho e impuseram respeito aos inimigos. Tudo bem que estamos no ocidente, mas muitas críticas vieram de países que utilizam o Fulcrum e se reparar não ouvimos tantas opiniões negativas sobre a série Flanker, por exemplo. Na minha opinião, a maioria das versões do Mig-29 eram muito maiores no papel do… Read more »

JPC3
JPC3
Reply to  Otto Simon
1 ano atrás

O Sukhoi sim seria um Ícone, são raras as críticas e frequentes os elogios dos operadores e dos adversários.

Lucianno
Lucianno
Reply to  Otto Simon
1 ano atrás

MIGs são alvos! Os caças mais abatidos do mundo!

nonato
nonato
Reply to  Lucianno
1 ano atrás

São ícones…

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Lucianno
1 ano atrás

mas os MIG também abateu um monte, é aquela coisa, dá que eu te dou outra! kkkkkkkk

paddy mayne
paddy mayne
Reply to  Carlos Campos
1 ano atrás

Carlos, as estatísticas (ou melhor dizendo, a realidade) dizem o oposto:
Avião: numero de vitorias / numero de derrotas (tudo ar-ar)
Mig 21: 240/501
Mig 23: 25/102
Mig 25: 8/8
Mig 29: 6/18

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  paddy mayne
1 ano atrás

não falei que ele venceu mais, mas que bateu também.

Felipe
Felipe
Reply to  paddy mayne
1 ano atrás

e nenhum destes era operado pelo força aerea russa, só versões de exportação …

paddy mayne
paddy mayne
Reply to  Otto Simon
1 ano atrás

Desculpe Otto, mas a MiG perdeu o protagonismo já faz um tempo razoável. Só o Mig-29 foi derrubado 8 vezes pelo F-15. Aliás, seria interessante uma matéria para entendermos porque a MiG ficou para tras da Sukhoi.

Denis
Denis
Reply to  Otto Simon
1 ano atrás

Ícones como alvos.

Entusiasta Militar
Entusiasta Militar
1 ano atrás

acho esse MIG-35 um caça lindo e a nata da aviação Da Russia …

Fabio Araujo
Fabio Araujo
1 ano atrás

Para mim tive os Mig’s eram superiores aos Sukhois e mais bonitos, mas com o SU-27 e a família dele a Sukhoi passou os MIG’s, este será a volta por cima?

nonato
nonato
Reply to  Fabio Araujo
1 ano atrás

Também tenho a impressão de que antigamente só dava mig.
Aí o SU 27 ganhou importância.
Quanto ao mig 29 parece ser um avião importante, mas não tão bem sucedido quanto o SU 27.
Mas não sei quais as quantidades do mig 29.
Parece muito antiquado internamente.
Um avião que exige muito esforço do piloto ao ter que manusear uma alavanca física e pesada.
Diferente de controles mais eletrônicos atuais.

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Fabio Araujo
1 ano atrás

talvez, ele tá pelo visto tão bem equipado quanto um SU35 S, então pode ser a volta por cima, prefiro mais um fabricante de caça no mundo, a Mig anos atrás quase faliu.

Space Jockey
Space Jockey
1 ano atrás

Quem contou os módulos dá um joinha aí.

Leandro Costa
Leandro Costa
1 ano atrás

Na minha humilde opinião, uma das aeronaves à jato mais bonitas jamais projetadas, assim como toda a família do MiG-29.

Mas claro que ‘beleza não põe mesa’ e só o tempo dirá o quão eficientes realmente são.

Arariboia
Arariboia
1 ano atrás

Sem querer desmerecer a FAB e Gripen nem as pessoas empolgadas com o Gripen, mas o Gripen ainda não isso tudo… Quase quinta geração como alguns mais empolgados. Não vi sistemas de defesa ópticos LWR e MAWS dos Tipos UV/IR, algo já em uso nós SU-35S/Rafale/MiG-35* “já nasceram” mais os F-22/35*/SU-57*/J-20. Ser centrado em rede é algo que desde 58 com os russos SU-9/SU-15/21PF-PFM/MIG-25/MIG-23 assim como os americanos F-94-98/ F-102/3/6/f-14 fazem desde os anos 58.** Não possui DIRCM ou similar. * No momento só SU-57 e MIG-35 e F-35*** Não possuem TVC. Radar possui menor módulos que os Zhuk-AM/AME**** em… Read more »

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Arariboia
1 ano atrás

quanto ao RBE vs RAVEN ES 05 pelo que já li vc está errado.

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Arariboia
1 ano atrás

quanto ao RBE vs RAVEN ES 05 pelo que já li vc está errado. bom a superioridade em relação para mim, se dá que o Radar Gripen é Bom, e pode ser alterado no futuro para de GaN, seu sistem de guerra eletrônica é um dos melhores que existem, seu RCS é baixo o que faz com que o inimigo se aproxime mais para poder ver ele, nesse caso o Gripen poderia saturar o radar do inimigo, quanto DIRCM é uma pena o Gripen ainda não ter e o Brasil produzir, o sistema MAW o que o Gripen já tem… Read more »

Antunes 1980
Antunes 1980
1 ano atrás

Possíveis compradores.

Expectativa:China, Índia, Turquia e Arábia Saudita.

Realidade: Burkina Faso, Laos, Mongólia e Azerbaijão.

jbqjunior
jbqjunior
Reply to  Antunes 1980
1 ano atrás

Agora faz uma comparação semelhante com o GRIPEN NG.

Fabio Araujo
Fabio Araujo
1 ano atrás

Li em outro site que o MIG-35 vai ter só nove pontos fixos de armas e que só vai levar 6,5 toneladas de armas! Se for isso vai ter capacidade inferior até aos Gripens que são menores que tem 10 pontos fixos de armas e mais de 7 toneladas de carga! Se estes dados estão corretos é um ponto negativo destes caças!

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Fabio Araujo
1 ano atrás

se isso for verdade vai ser uma vergonha pois ele tem duas turbinas.

Fernando "Nunão" De Martini
Reply to  Carlos Campos
1 ano atrás

Depende. Não sei detalhes sobre os números do MiG-35 que o Fabio mencionou, mas posso falar dos números do Gripen: – São 10 pilones, 9 para armas (alguns deles podendo também levar tanques externos) e um exclusivo para pod designador de alvos. – As 7,2 toneladas de carga externa são a capacidade máxima nominal dos pilones, para garantir flexibilidade na ocupação deles, mas essa carga externa é limitada pelo peso máximo de decolagem com combustível interno completo. Aí a carga externa máxima cai para 5 toneladas, pelos números divulgados até o momento. Só lembrando que essa diferença entre capacidade nominal… Read more »

Fabio Araujo
Fabio Araujo
Reply to  Fernando "Nunão" De Martini
1 ano atrás

Então se precisar de carga máxima de armamento você pode decolar com uma quantidade menor de combustível e fazer revo para complementar o combustível necessário para a missão?

Luís Henrique
Luís Henrique
Reply to  Fabio Araujo
1 ano atrás

O MiG-35 é um caça médio que carrega 13,5 toneladas de armamentos e combustível. O Gripen E é Leve e carrega 8,5 toneladas de armamentos e combustível. O MiG-35 tem peso máximo de 24,5 T igual ao Rafale. Mas leva mais combustível interno (6,5 T aprox.) e menos carga de armas (7 toneladas contra 9,5 do Rafale). Já o Gripen leva 3,4 T de combustível e 5 T de armas. A capacidade de carregar 7,2 T de armas só é possível se reduzir o combustível interno. O MiG-35 também possui 10 pontos duros para armas, assim como o Gripen E.… Read more »

Nilton L Junior
Nilton L Junior
1 ano atrás

Toda melhoria que possa ser introduzida vai auxiliar a carga de trabalho no cokpit, provavelmente vai ser utilizado no PAK-DP.

MÁRIO KAJUHY
MÁRIO KAJUHY
1 ano atrás

MÁQUINA MAGNÍFICA . . .LINDA . . .!!! . . .