Home Aeronave remotamente pilotada EUA admitem que ataque de drones no Afeganistão matou 30 agricultores

EUA admitem que ataque de drones no Afeganistão matou 30 agricultores

3990
136

20 de setembro – As forças militares dos EUA no Afeganistão confirmaram na quinta-feira que um ataque de drones contra alvos militantes na província de Nangarhar matou 30 agricultores de pinhões.

O ataque aconteceu no início da quinta-feira na área de Wazir Tangi, no distrito de Khagyani, onde autoridades dos EUA disseram que o ataque pretendia destruir um local usado por combatentes do Estado Islâmico.

“Há indicações iniciais de que membros do Daesh estavam entre os alvos do ataque”, disse o coronel Sonny Leggett, porta-voz da coalizão liderada pelos EUA no Afeganistão. “No entanto, estamos trabalhando com autoridades locais para determinar se houve danos colaterais.”

Sohrab Qaderi, membro do conselho provincial de Nangarhar, disse que 40 pessoas ficaram feridas e houve 30 mortes.

O ataque ocorreu depois que o Talibã assumiu a responsabilidade por um ataque que matou pelo menos 20 pessoas e feriu mais 100 em um hospital do governo. O grupo terrorista afirmou que estava mirando um escritório de segurança.

“Estamos lutando em um ambiente complexo contra aqueles que intencionalmente matam e se escondem atrás de civis, além de usar alegações desonestas de vítimas não combatentes como armas de propaganda”, disse Leggett inicialmente quando surgiram relatos de que civis foram mortos no ataque por drones.

FONTE: UPI

136 COMMENTS

  1. O emprego de armas autônomas envolve grandes dilemas éticos e não é a primeira vez que esse tipo de coisa acontece…precisamos repensar algumas coisas

    • Eu acho que não deve ser 100% autônomo leia bem, eu achooooo que deve ter alguém pra aperta o gatilho em cada tiro disparado pelo menos deveria ter opinião de um super leigo

        • Esse equipamento não toma decisões. Um oficial autoriza os disparos e um subalterno aciona o gatilho.
          Da altura que o Drone voa é impossível definir com segurança quem é quem.

          • Algumas missões ele pode ser programado para fazer sozinho visto que possui modo de operação autônomo. Acredito que identificar pessoas e determinar se são amigos ou inimigos não é uma delas.

          • As armas modernas reduziam drasticamente os danos colaterais de ataque. Jdams, armas guiadas de variados tipos fizeram uma revolução nesse tema. E não existem ataques guiados por inteligência artificial. A decisão é sempre humana. E seres humanos sempre erraram e continuarão errando.

    • O grande problema é que terroristas usam a população como escudo… Se escondem no meio deles.

      São capazes até de passar informações erradas, fazendo parecer que estão em um certo lugar, cheio de civis, apenas para poder acusar o ocidente de matar inocentes depois.

      Essss caras não se importam com a vida, nem do seu próprio povo.

  2. Esta não é a primeira e nem será a última vez que este tipo de coisa acontece. Resta saber quando os EUA sairão definitivamente do Afeganistão.

  3. Até onde foi um efeito colateral advindo de uma ação legítima aparentando riscos aceitáveis ou a simples falta de escrúpulos? Quando a vida imita a arte ou vice-versa: “Decisão de Risco” (2016), em cartaz no Netflix.

    • Será que aqueles que planejam e executam as operações dão a mínima para essa gente islâmica? Ódio e indiferença a vida do diferenfe não algo exclusivo de fundamentalistas islamicos, me recordo que em uma operação a força aerea russa praticamente dizimou uma aldeia na Chechênia so pra matar um lider rebelde. O efeito colateral dessas ações sempre acaba.cobrando um preço alto, ainda mais em uma região como aquela.

      • O efeito de tamanhas cagadas é que cada um dos 30 mortos nessa ação terá dúzias de familiares juramentados a caçar soldados americanos ad Infinitum. Depois perguntam quando nos poderemos retirar do Afeganistão??? Assim nunca.

        Abs

          • Nossa Bosco que M gigantesca você escreveu !! Você por acaso está tentando justificar esse extermínio de inocentes por parte das forças armadas dos EUA por conta dos massacres que ocorrem lá entre eles ?? Uma coisa é uma coisa !! Outra coisa é outra coisa !!

          • Não! Não tô tentando justificar nada. Só fazendo um contraponto ao comentário do Joao Moita que diz que “de cada vítima dessa cagada americana vão surgir dúzias de familiares juramentos a caçar soldados americanos”.
            Pra mim isso configura indignação seletiva dos afegãos que pelo entendimento do Joao odeiam e juram matar o invasor ianque mas não têm o mesmo espírito vingativo em relação aos talibãs e à Al Qaeda que fazem vítimas todos os dias, mantando milhares de pessoas que também têm parentes, mas que por algum passe de mágica não juram se vingar dos talibãs e terroristas da Al Qaeda, como se dissessem: meus familiares inocentes podem ser assassinados por compatriotas afegãos, sem problema algum, mas não sê-lo por invasores estrangeiros.
            A correlação que fiz com o Brasil diz respeito a muitos brasileiros que ficam indignados com uma suposta exploração americana mas são lenientes com a exploração do país num grau muitíssimo maior por brasileiros natos.
            Mas não espero que entendam. Se não entenderam da primeira vez não vai ser com esse testão muito mais complexo que o farão. A questão não é de reserva intelectual e sim de barreira cognitiva sedimentada após anos de doutrinação que impede a muitos de verem o óbvio.

        • Sim, joão Moita, igual aquela cagada dos vazamentos das fotos das torturas praticadas pelos soldados na “prisão” em Guantánamo. Até hoje os terroristas usam imagens daquilo para propaganda e disseminação de ódio aos EUA.

        • Percebe-se a viralatisse gigantesca quando o cara fala “Depois perguntam quando nos poderemos retirar…”(sic). Aposto que nem Visto pros EUA tu tens.

      • Eu li um livro muito bom sobre essa questão de terrorismo e guerras assimétricas que agora me fugiu o nome, mas irei procurar. Nele, havia uma passagem que falava que um comandante americano, no Afeganistão ou Iraque (não lembro ao certo) foi pessoalmente na residência de uma família para pedir desculpas por um massacre. Não sei se ainda hoje eles tem essa mentalidade de tentar amenizar esse tipo de efeito.

    • OZAWA.
      Isto é fato recorrente. Eu penso que : O que nós chamamos de ocidente. Deve se retirar das terras dos outros e deixá-los viver de acordo com seus costumes. Quer isso nos agradem ou não. Nada justifica matanças desnecessárias em terras alheias. Depois do fato consumado o lado que errou e matou apenas diz. Vamos fazer uma “investigação para ver se houve erro”.

      • Antônio,

        Como disse acima o Moita Jr., possivelmente com conhecimento de causa, tanto o involuntário quanto o inescrupuloso fazem parte simultaneamente das SOP. É fato.

        No tocante ao filme que indiquei acima, acredito ser uma excelente dramatização sobre o dilema ético na chamada guerra irregular e apropriado como ilustração cinematográfica desse post. Mais atual que nunca. E, também, encerra uma pergunta subjacente a cada espectador: o que você faria em cada posição da escala de comando?

        • Caro Ozawa. A defesa de Eichmann foi que apenas cumpria ordens e seu dever era fazer do melhor modo que conseguisse. Foi enforcado por crimes contra o povo judeu e enforcado.

          • Caro Camargoer,

            Cumprimentando-o com satisfação uma vez mais, entendo seu argumento, mas tenho ressalvas quanto à aplicação geral de sua dedução.

            A conduta criminosa indiscutível de Eichmann não se reproduz nas sutilezas morais e hierárquicas do episódio desse post, a uma pelo contexto militar aparentemente legítimo, ainda que polêmico (ao contrário da guerra racial nazista), a duas, e por consequência, pelo dever de obediência manifesto dos níveis inferiores da escala de comando dos drones (ao contrário de um Obersturmbannführer, mentor primaz da “Solução Final”)

            A ilustração cinematográfica que expus, insisto nela, demonstra que esse julgamento pode não ser tão linear. Posso condenar o resultado desse tipo de ataque mas diversas poderão ser minhas avaliações dos respectivos graus de responsabilidade.

            Com efeito, em tese, se deixassem o(s) alvo(s) terrorista(s) escapar(em) para evitar danos colaterais potenciais, e o(s) terrorista(s) promovesse(m) um atentado posterior, o sangue eventualmente derramado seria responsabilidade do(s) terrorista(s), não havendo que se falar em negligência tática dos militares, mas, ao revés, um louvável escrúpulo moral de agentes do Estado.

            Mas a morte de 30 civis em nome de alvo(s) terrorista(s), ignorando voluntariamente danos colaterais previsíveis, é um sangue que recairá exclusivamente sobre o Estado Americano. O argumento, por si só, de alvo(s) terrorista(s) explica mas não justifica.

            É o que penso, mas, repito, diversos poderão ser os graus de responsabilidade diante desse caso.

  4. Aí, vc tem um invasor detestado pela população local que, por um simples erro, mata 30 inocentes.
    Já passou da hora dos americanos vazarem do Afeganistão.

    • Concordo que os EUA já deveriam ter saído do Afeganistão e retirado os últimos contingentes do Iraque.
      As mortes são lamentáveis e os responsáveis deveriam ser encontrados e responsabilizados.
      Quanto aos militares dos EUA serem odiados pela população afegã, é uma coisa lógica. Mas, porém, contudo, todavia, entretanto, os russos não são amados pelo povo sírio, apesar de não serem invasores na Síria, pois foram chamados pelo ditador assassino Assad…e quantos civis os russos já mataram lá?? Mortes de civis em conflitos, sejam causadas por quem for, são totalmente condenáveis…..
      Se for por causa de ação dos EUA, Rússia, Irã, Israel, Palestina. ….ouvqualquer outro país, é condenável. …o que não pode é haver condenação seletiva, por conta do país que comereu o erro….mortes de civis são o pior erro em um conflito. …sejam elas causas por quem quer que seja…

    • Pra que? Para novos bin laden surgirem e destruírem o ocidente ? Apenas pq o alcorão deles, manda matar qquer um que não se converta ao Islamismo ?

      Sao o únicos no mundo que realmente teriam a coragem de apertar o botão de uma arma nuclear. Que nunca consigam uma…

      Estude o islamismo antes de falar abobrinhas. O Estado Islâmico, por exemplo, tinha até a América do Sul como alvo, depois de Oriente Medio e Europa. Sorte do mundo, que os EUA andam cortando esse mal pela raiz, antes que cresçam.

      • Caro Chris. Há uma enorme diferença entre “Islamismo” e “Estado Islamico”, bem menos sutil que a diferença entre “Cristão” e “Católico ou Protestante”. É bem fácil encontrar diversos versos na Bíblia que incitam o assassinato do estrangeiro ou não-crente. Até o momento, a história registra que apenas cristãos protestantes tiveram “apertaram o botão nuclear”. Truman era batista e Groves era presbiteriano, inclusive filho de um pastor.

    • Eu achei bem importante o blog noticiar. Quanto a esse tipo de ataque, não há justificativa, li que à época do governo Obama eram 7 PAÍSES com esses brinquedos ianques sobrevoando a cabeça de civis.

      • JPC3
        Democracia naquelas bandas é apenas um conceito vago sem importância. Gente fanática, endurecida pelas dificuldades da geografia hostil, com costumes primitivos. E que vivem fanaticamente se matando entre si. Não me lembro que o Afeganistão tenha invadido qualquer país.

      • Caro JPC3. Os talibams tem um regime baseado na violência e obscurantismo científico. Eles aplicam uma justiça sumaria, na qual o acusador é o juiz e o executor, aplicando a pena de morte sem o devido processo mais preocupados em gerará o controle social pelo terror do que ser justo. Eles negam o direito das mulheres, gays, ateus e qualquer um que pense diferente. Eles assassinam os pais e deixam os órfãos a mercê de sua influência para se tornarem futuros soldades dispensáveis. Eles rejeitam os direitos humanos. Eu os desprezo como desprezo todos os pensam e agem desse modo. Eu crítico os Ruy nesse caso por agirem pela nesta ética terrorista. Gostaria muito de elogia-los se tivessem agido como uma nação democrática e cibizafa.

    • Rodrigo,
      Por que você não se indigna também com a matança que os talibãs promovem contra inocentes do seu próprio povo de forma intencional e regular?
      Isso não lhe causa horror e indignação. Afinal, sequer é noticiado pelos meios de comunicação , né? O extermínio de um bando de pobretões descalços só é notícia quando serve para algum propósito.

      • Desculpe, mas é diferente a situação. Numa você tem locais se matando. Noutra, você tem uma força invasora com armamento caríssimo matando essas pessoas.

        Ambas são situações horríveis e devem ser condenadas com todas as forças, mas não são a mesma coisa.

        • Greyjoy,
          Os americanos não estão mais como uma força invasora e sim como uma força apoiadora do atual governo que combatem juntas os talibãs e a Al Qaeda.
          Após a retirada dos talibãs que haviam tomado o poder a força já houve várias eleições no país. Aquilo lá é o inferno na Terra e ninguém está preocupado com o lugar e só quem fez algo para acabar com o terror que a população vivia e ainda vive foram os EUA.
          Os críticos de plantão do imperialismo com sua indignação seletiva, sentados em suas confortáveis poltronas, guerreiros de teclado, não fazem nada pra melhorar o que o povo sofre, notadamente as mulheres e crianças afegãs nas mãos dessa cultura abjeta e só sabem arrotar sua indignação e torcem para que o povo afegão seja entregue à sua própria sorte.

          • Vocês não apoiam a Rússia que está na Síria legitimamente porque foi convidada a estar pelo ditador Assad? Pois é! Os EUA estão no Afeganistão porque foram instados pelo governo local a continuarem lá de modo a exterminar os talibãs que ainda controlam algumas regiões, torturam a população, promovem o terrorismo e querem derrubar o governo legitimado pelas urnas que foi derrubado pelos mesmos talibãs na década de 90.
            Vocês lembram que chamam os governantes sauditas de ditares cruéis porque lá é uma monarquia absolutista , pois então, no Afeganistão o atual governo foi eleito pelo voto direto.
            Não podemos ter dois pesos e duas medidas sob pena de cairmos na relativização moral, o que é mais condenável do que a amoralidade.

          • Bosco. Nesse caso, é importante condenar a ação dos EUA exatamente para reforçar a crítica a outros estados não democráticos. Os EUA não podem liberar a sua ética a ética de estados não democráticos. Qualquer adversativa nesse caso é mera desculpa.

          • Carmagoer,

            Ata onde eu saiba, ninguém na célula de contrôle situada em Nevada, iria escolher um bando de gente pobre para bombardear.

            Os EUA não é perfeito, mas está muito longe de Rússia, China, Coréia do Norte e outras Venezuela da vida, no quesito ética de combate.

          • Caro Tadeu. A referência ética são os países democráticos. Caso contrário, qualquer violação dos direitos humanos poderão ser justificadas por qualquer ditador ou psicopata no poder.

          • Vamos mandar alguns talibãs para patrulhar as ruas das violentas cidades americanas onde, corriqueiramente, ocorrerem massacres de inocentes.
            Faça-me o favor!

          • Kings fala dos EUA completamente sem conhecer.

            Violência no Brasil e na Rússia é muito maior que nos EUA. Não é um pouco, é muito.

          • Kings,

            Os Talibans serão muito mais úteis na Venezuela ou nas favelas do Rio de Janeiro.

            Você continua falando bobagem.

          • Quer dizer que se o Governo Afegã pedir para o USA se retirarem do país eles saem??? Afinal são convidados e nao invasores….

            Melhor ler isto do que ser cego…rs!

          • “e só quem fez algo para acabar com o terror que a população vivia e ainda vive foram os EUA.”
            Qual a finalidade de entrar em uma guerra com a desculpa de proteger as pessoas do pais de atrocidades, e fazer a mesma coisa? A expectativa minha, e pelo que você defende, sua também, seria que os americanos fossem melhores que os talebãns, pelo menos, correto? Sendo assim, para fazer a mesma coisa, que ficassem em casa e nen se dessem ao trabalho de como você diz, ” acabar com o terror que a população vivia e ainda vive”. Só falta você dizer que os talebans matam a população de próposito e os americanos sem querer, e que isso faz diferença.
            Criticar a indignação seletiva de alguns e praticar a mesma, e muita hipocrisia. Americanos e talebãns são apenas 2 lados de uma moeda que somente causam dor aos civis. Assim como esta “guerra” entre direita e esquerda no blog, que usam dos mesmos métodos e para se defenderem e se acusarem, e como o cachorro tentando pegar o rabo.

          • “Qual a finalidade de entrar em uma guerra com a desculpa de proteger as pessoas do pais de atrocidades, e fazer a mesma coisa?”
            Há três finalidades básicas:
            1- vingança (pura e simples);
            2- punição (sem mais);
            3- desencorajar futuras ações similares.
            * O mundo não é um lugar justa, né????

          • Caro Bosco. O mundo não é um lugar justo. Nem injusto. As pessoas organizadas em sociedades democráticas defenderão as justiça para todos. Em ditaduras, os diferentes e opositores jamais terão justiça. A democracia é uma escolha humana, assim como a ditadura não é uma lei natural.

          • Os votos negativos que deram ao Bosco vem da mesma gentinha que está preocupada com os mais de meio milhão de civis assassinados pelo Assad e os russos.

            Como são humanitários êsse povinho moralmente superior.
            Modo irônico: On.

          • Caro Tadeu. Desprezo os regimes que matam milhões, milhares, centenas, dezenas, alguns, ou um único inocente. Já mais existirá uma democracia relativizando seus princípios de direitos humanos.

      • Pelo menos os talibãs são assumidamente os vilões, diferente de certos países que se passam por mocinhos. Ninguém aqui tá defendendo o Talibã, eles são escórias, mas sim falando de um país que vive falando em liberdade e democracia, mas mata pessoas inocentes por puro prazer.

        • Olá Kommander. Acho que temos o mesmo ponto de vista. O Estado democrático defende os direitos humanos. Por isso são diferentes de uma ditadura. Discordo que haja prazer porque apenas pessoas psicopatas sentem isso. Aqueles que acreditam na democracia devem denunciar e condenar qualquer Estado que desrespeite os direitos humanos. Aqueles que assassinam inocentes são tratados como heróis por ditadores e como criminosos por democratas.

      • Caro Bosco. Assumindo que os EUA são uma democracia, constituído em torno de um estado de direito, que tem um dos seus alicerces éticos a defesa dos direitos humanos, é legítimo questionar e até condenar uma ação que causou a morte de 30 civis em represália a uma ação de um grupo terrorista qua havia causado a morte de 20 civis. No fim, a ação dos EUA foi muito mais violenta que a dos terroristas. Talvez pior porque causou a morte de civis sem relação com o ataque ao hospital. O que parece no fim é a execução de uma operação de terror contra civis análoga a de regimes não democráticos. A democracia deve ser plena, nuca de conveniência.

        • E vocês acham que a Rússia na Síria não causa “danos colaterais” ou comete “equívocos” como esse?
          Ah! Mas não é noticiado né?

          • Ola Bosco. Vamos esperar der liberado. Tranquilo. Obrigado por avisar. Enquanto isso vamos conversando.o debate fica mais lento, só isso, melhor porque dá tempo para eu refletir melhor sobre o seu argumento. Abração.

          • Ola Bosco. Sem problemas. Há vários aspectos a serem debatidos sobre a morte de civis devido ações desastradas ou planejadas de Estados tomados por pequenos e grandes ditadores;

          • Olá Bosco. Pessoas mortas pela ação do Estado não são danos colaterais ou equívocos. Ditaduras matam inocentes e opositores. Democracias garantes os direitos humanos. Acho que se devemos usar como referência países considerados democracias completas, como Holanda, Finlândia, Canadá, Noruega. Sou incapaz de chamar a morte de um pessoa de equívoco ou dano colateral. O Estado democrático deve proteger a vida das pessoas. Ontem uma menina de 8 anos foi morta por um tiro da PM do RJ. Escrevi em outro momento que os algozes são diferentes. Os mortos são iguais.

          • Olá Bosco. Li vários portais. A noticia foi dada de dois modos. Em alguns portais é informado que menina recebeu um tiro de rifle na constas enquanto estava dentro de uma kombi durante uma operação da PMERJ. Nos outros é informado que a menina foi baleada com um tiro de fuzil disparado pela PMERJ. Não encontrei uma única notícia que afirmasse que a bala foi disparada por criminosos.

        • Carmagoer,

          É melhor você ir para Afeganistão para vêr de perto como se degola um infiél.

          Êles são realmente muito civilizados.

          Você já conversou com alguma vítima dos Talibans? Eu sim.

          • Caro Tadeu. Infelizmente conheço pessoalmente vítimas de outras ações violentas de gente incivilizada. Apenas os algozes são diferentes. Os mortos são todos iguais. A democracia moderna é baseada na ideia iluminista que “todos são iguais perante a lei e têm os mesmos direitos ao nascer”. A força moral de uma sociedade é do tamanho da defesa que se faz desse princípio.

      • Caro Bosco. Como escrevi outras vezes, eu desprezo os tiranos e tinanoides. Desprezo a destruição que causam ao patrimônio histórico e sinto repulsa pelo desrespeito aos direitos humanos. Os países democráticos precisam combater os tiranos garantindo os direitos humanos, caso contrário serão eticamente piores. E preciso ser intransigente com qualquer violação dos direitos humanos.

    • Rodrigo,

      Esse blog se especializou em denegrir e/ou distorçêr a imagem dos EUA.
      O US Army matou 30 pessôas por acidente.

      Já na Síria, Assar e os asseclas russos mataram propositalmente mais de meio milhão, mas ninguém fala nada.

      A hipocrisia aqui chegou a um nível tóxico.

      Até mesmo o soldadinho João Moita vem rotular de SOP, o que na realidade se chama efetivo colateral.

      • Caro Tadeu. Pelo que entendi, Ao contrário do que seria uma ação de propaganda para denegris os EUA, foi o governo dos EUA que admitiu as mortes. Uma das grandes críticas aos generais e líderes durante a Grande Guerra era a sua insensibilidade à vida dos soldados. Há anos afirmo aqui que uma democracia deve necessariamente defender os direitos humanos. A morte de civis inocentes ocorre por acidente apenas em regimes autoritários.

      • –Há 30 terroristas segurando RPGs “disfarçados de enxadas”. Aguardando ordens.
        –Light’em up.
        –Roger that.
        Tá Tá tá tá tá…
        –Mission accomplished.

    • Olá Rodrigo. Eu sou um intransigente defensor da democracia dos EUA e um crítico teimoso dos ditadorezinhos que buscam vez ou outra um desvio de caráter fascista.

  5. Mas e se os agricultores fossem os terroristas?
    É mutuamente exclusivo ou depende da perceptiva da história. É uma tragédia, baita problema….

    • Defensor,

      Espero que a Rússia, a China, o Maduro, venham a nos ensinar como ser éticos e moralmente superiores como êles.

      Give me a break comuna.

      • Caro Tadeu. Talvez os lideres dos EUA estejam aprendendo a ser ditadores ao invés de ensinar ao mundo como acreditar na democracia e nos direitos humanos. Esse tipo de ação iguala os EUA aos que violam os direitos humanos. Um juiz que age como justiceiro é um criminoso ao invés de herói.

  6. espero que indenizem a família, esse tempo no afeganistão já deu, deviam fazer um acordo com o talibã, e deixar o afeganistão se resolver numa guerra civil se for preciso.

    • 1) há sempre as indenizações.
      2) um acordo com o Talibã estão tentando faz tempo.
      3) o que existe por lá é só o Talibã impondo o terror contra os outros.

    • Caro Carlos. Talvez as pessoas em outros lugares do mundo ou com outras bases culturais sejam incapazes de monetizar a vida humana. Uma indenização de qualquer tamanho pode não ter valor algum. Para mim não tem.

  7. Na realidade é semi-automato, não existe ninguém na cabine, mas, existe alguém comandando.
    O problema e sempre o mesmo, geralmente eles estão em alta altitude, voando a altas velocidades, bem, pelo menos maior do que meu carro, tendo que tomar decisões criticas em segundos, e muitas vezes tendo o inimigo lado a lado com civis inocentes que nada tem haver com o peixe.
    Enfim, são dilemas éticos.
    Agora acreditar que são ações aceitáveis…. Bem, tenho minhas dúvidas.
    Aceitáveis para quem?
    Uma coisa que me deixa preocupado aqui no blog e ver brasileiros defendendo ações de terceiros, como se fosse ações militares dos militares brasileiro, ou de seu país.
    É, desculpe, estranho!
    Outro dilema que eu habituo ver aqui no blog, são brasileiros que vivem nos Estados Unidos, ou outras regiões do mundo, que serviram nas forças armadas americanas ou de outros países, opinando aqui no blog como se fosse brasileiros.
    Se vc, serve em outra força armada, que não seja o EB, já não é mais brasileiro!
    Para mim, dilemas éticos são estas pessoas!
    O que ocorreu no Afeganistão, foi burrice do operador.

  8. Isso é verdadeiro crime contra humanidade. Se fosse outro país inimigo do Tio Sam, já estariam querendo levar o caso para o tribunal Penal Internacional e a ONU estaria berrando.

    • XFF,

      Crime contra a humanidade é despejar barrel bombs em bairros inteiros nós subúrbios de Damasco e exterminar homens, mulheres e crianças.

      Mas como quem bombardeou foi a Rússia, não tem ninguém acusando o Putin de genocídio.

      Você, como muitos outros aqui; são uma pletora de hipócritas. E não estão nem aí, tanto para os que morreram em Damasco, como para os mortos nas montanhas do Afeganistão.

      Mas como o míssil foi disparado pôr um drone americano, vocês ficam espumando pêla bôca, como cães raivosos.

      Os deveriam sair dêsse país e deixar que se matem uns aos outros.

      • Caro Tadeu, o Estatuto de Roma define claramente o que são crimes de guerra. Infelizmente, os EUA se retiraram do tratado porque não reconhecem o Tribunal Penal Internacional (TPI). Outros países que não reconhecem o TPI são China, Coreia do Norte, cono Indonésia, Índia, Iraque, Sudão, Ucrãnia, Israel.

      • E os ataques realizados pela Coalizão Internacional(liderada pelos EUA) são “a prova de civis” né? “Pau que bate em Chico bate em Francisco.” MAV.

  9. Parabéns pelo feito🤔‼️ 30 homens mortos, famílias destroçadas e advinhem: Mais algumas dezenas de pessoas a odiar americanos no mundo, nutrir e alimentar esse ódio eles sabem fazer como ninguém …

    Famílias que no mínimo receberão um “desculpe”, “nós sentimos muito”, isso se receberem isso, pois mesmo errados não deixam de serem arrogantes e não tem humildade para assumir a culpa, tal como a aeronave de passageiros derrubada por eles no golfo.

    Por isso que nem me sensibilizo quando morrem soldados em campo ou estudantes em escolas🇺🇸 americanas…

    • Você é ignorante mesmo, hein Adriano?

      Os EUA indenizaram todos os familiares das vítimas do Airbus Iraniano. Incluindo a família do comandante suicida, o qual foi advertido pela US Navy para mudar o curso evitar a zona de conflito.

  10. Aconteceu e vai continuar acontecendo seja qual for a arma empregada. Importante é reconhecer que houve erro e trabalhar pra que não ocorra mais. É algo grave. Alem das vidas perdidas que é o principal, atinge a imagem dos EUA e favorece o recrutamento de novos inimigos. Agora há mais 30 familias com motivo pra odiar e lutar.
    A permanência dos EUA lá faz tempo que se tornou contraproducente.
    A proposito dos drone o fillme “good kill: maxima precisão”.

    • Olá Colombelli. Também lembrei do filme, que bom que você o citou. Seus argumentos são precisos. Mesmo que você estivesse equivocado em algum deles (mas você está CERTO em todos os argumentos) ainda assim a ação dos EUA deve ser condenada por ter nivelado a democracia à um regime terrorista. O fato mais importante é que a ação viola o valor democrático, que é o próprio sentido da existência do país.

  11. Os Estados Unidos deveriam manter sua presença no Afeganistão e em todo Oriente Médio.
    Sabemos que após 11 de setembro a caça aos terroristas não deve cessar !
    Erros infelizmente acontecem.

  12. O que o drone estava levando para matar 30 e ferir 40 entre civis ? Armamento de guerra ?
    Israel usa armamento com ogiva reduzida, justamente para evitar danos colaterais ou reduzi-los ao máximo.
    Há uma guerra paralela, midiática, e 70 vítimas entre mortos e feridos são uma batalha perdida em tal guerra.
    .
    Aiiinnn terroristas muslims se escondem entre o povo… vcs acham que o Irgun e o Haganah não se escondiam no meio da população judaica durante o mandato britânico ? TODOS os terroristas fazem isso. Apenas escolhemos uns e detestamos outros.
    .
    Já ouviram falar em heroína ?

    • Delfim,

      Outra declaração sua atestando a sua ignorância sobre o tema.

      Uma coisa é você está dissimulado na multidão, outra coisa é quando o tiroteio começa, você põe propositalmente velhos, mulheres e crianças na trajetória das balas. Como fazem Gamas e Hezbolah.

      Chegando ao ponto de atirar em sua própria gente para fazêr com que mundo acuse Israel de crimes de guerra.

      Vai pregar seu pensamento para os ignorantes que não sabem nada de nada.

  13. Ahhh não. …esses incompetentes americanos! Não sabem mais construir aviões ou porta-aviões como os maravilhosos chineses! Nem usar novas tecnologias como ataque de drones como os heróicos iranianos!!Ainda matam inocentes nas ações como a policia do rio de janeiro!!!….Putin, DeBlasio e Macron têm mesmo que tomar conta do mundo no lugar dos assassinos e desflorestadores como trump, witzel e bolsonaro…

  14. “Joao Moita Jr

    O efeito de tamanhas cagadas é que cada um dos 30 mortos nessa ação terá dúzias de familiares juramentados a caçar soldados americanos ad Infinitum. Depois perguntam quando nos poderemos retirar do Afeganistão??? Assim nunca.”

    Pra que os eua possam invadir e tomar algum território eles precisam criar as condições favoráveis para que isso seja possível…eles tentaram a pouco tempo esse objetivo no Irão e na Turquia mas não deu certo pois a maior parte da população destes países se contrapuseram e saíram as ruas em apoio aos governos alvos…estas ações são premeditadas e tem o propósito de inflamar e instigar os muçulmanos contra o ocidente assim como alimentar conflitos…a partir do 11 de setembro os eua colocaram em operação a primavera árabe…forjaram pretextos e justificativas para grampear telefones, e-mail’s, fax, celulares fixos, telefones móveis, redes sociais, torturar pessoas, invadir outros países como o Iraque e obter informações privilegiadas…tudo em nome da “SEGURANÇA NACIONAL”…em cima deste enredo da “guerra ao terror” eles conseguem criar as justificativas e todas as condições que precisam para promoverem suas incursões pelo o oriente médio…não duvidem que aqueles atentados do 11 de setembro tenham sido uma operação de false flag orquestrada pela a própria inteligência dos eua…dado que eles “PLANEJARAM” isto décadas atrás:

    Operação Northwoods

    No início dos anos 1960, quando a Guerra Fria estava no auge e o medo do comunismo era galopante, um plano chamado Operação Northwoods foi proposto dentro da CIA norte-americana. Em suma, ele apelou para o governo que realizasse uma série de ações terroristas violentas nas cidades E.U. incluindo atentados, seqüestros, motins falsos, e de sabotagem, que poderiam então ser atribuídos a Cuba. Isso iria angariar apoio para uma guerra contra os comunistas e levaria a uma eventual operação militar para eliminar Fidel Castro do poder. O plano foi elaborado e assinado pelo Joint Chiefs of Staff e apresentado ao presidente John F. Kennedy, que pessoalmente rejeitou, e foi posteriormente abandonado. Por muitos anos depois, a Operação Northwoods existiu como um rumor, mas foi finalmente revelada como sendo verdade quando os documentos ultra-secretos que descrevem o plano foram tornados públicos em 1997 como parte de um lançamento de papéis do governo relativos ao assassinato de Kennedy.

    Recentemente foi descoberto que o FBI encorajou e até mesmo pagou muçulmanos americanos para incitá-los a cometer atentados durante operações infiltradas, montadas depois dos atentados do 11 de setembro, segundo um relatório da ONG Human Rights Watch(HRW)…A organização estudou 27 casos, com a ajuda da Escola de Direito da Universidade da Columbia…Foram examinados os processos de investigação, acusação e as condições de prisão de dezenas de pessoas…Foram compilados 215 testemunhos, entre acusados, processados, advogados, juízes e promotores…

    O relatório cita o caso de quatro indivíduos de Newburgh(Estado de Nova York) acusados de ter planejado atentados contra sinagogas e uma base militar estadunidense…De acordo com o juiz do caso, o governo “proporcionou a ideia do crime, os meios e lhes abriu o caminho”…Segundo a ONG, o FBI busca pessoas vulneráveis, com problemas mentais ou intelectuais para alicia-las…

    A maior parte destes grupos terroristas que os soldados estadunidenses combatem hoje são na realidade grupos mercenários recrutados pela a própria inteligência dos eua para levar e promoverem caos, desestabilização e destruição a territórios alvos…

  15. Se fosse do outro lado teria sido classificado como ataque terrorista… Mas…pedido de desculpas já vale….e vida que segue…ou mortes de inocentes por robôs.

  16. CROSOV,

    Assassinato é um ato intencional. Não fala besteira.

    Se tivesse sido ato intencional, passaria a sêr enquadrado como crime de guerra.

    Você já ouviu falar em Leavenworth?

    Aquele Airbus iraniano foi advertido pela lá US Navy várias vêzes para mudar a rota e assim evitar a zona de conflito.

    Naquele mesmo dia lanchas rápidas iranianas estavam provocando os navios da frota americana poucas horas antes.

    O comandante simplesmente ignorou a advertência e cometeu um ato suicida, de burrice ou de arrogância mesmo.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here