Home Aviação de Caça Interceptação de P-8A por Su-35 russo foi insegura, diz Marinha dos EUA

Interceptação de P-8A por Su-35 russo foi insegura, diz Marinha dos EUA

9552
75
Su-35

Em 4 de junho de 2019, um avião P-8A Poseidon dos EUA que voava no espaço aéreo internacional sobre o Mar Mediterrâneo foi interceptado por um Su-35 russo três vezes ao longo de 175 minutos. A primeira e terceira interação foram consideradas seguras.

A segunda interação foi considerada insegura devido ao Su-35 conduzir um passe de alta velocidade diretamente em frente à aeronave da missão, o que colocou nossos pilotos e tripulação em risco. A tripulação do P-8A relatou turbulência após a segunda interação. A duração da interceptação foi de aproximadamente 28 minutos.

Tendo em vista que a aeronave russa operava no espaço aéreo internacional, essa interação foi irresponsável. Esperamos que eles se comportem dentro dos padrões internacionais estabelecidos para garantir a segurança e evitar incidentes, incluindo o Acordo de 1972 para a Prevenção de Incidentes no Mar e em Acima do Mar (INCSEA). Ações inseguras aumentam o risco de erro de cálculo e o potencial para colisões no ar.

A aeronave dos EUA estava operando de acordo com o direito internacional e não provocou essa atividade russa.

P-8A Poseidon

FONTE: US Navy 6th Fleet

Subscribe
Notify of
guest
75 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Manoel Jorge Marques Neto
Manoel Jorge Marques Neto
1 ano atrás

Sempre assim.

Salim
Salim
1 ano atrás

Desapontador esta irresponsabilidade de pilotos interceptando aviões em aguas internacionais, só depõem contra o profissionalismo das forças aéreas destes paises. Coisa de moleque.

Tiago
Tiago
Reply to  Salim
1 ano atrás

EUA faz a mesma coisa ali na região do Alasca, eles não permitem que aviões trafeguem em águas internacionais sem avisar eles.

Victor Filipe
Victor Filipe
Reply to  Tiago
1 ano atrás

Os EUA só interceptam aviões militares (ou civis não registrados, voos irregulares) que entram na ADIZ Air Defense Identification Zone

Interceptações na ADIZ são normais e aceitadas por todos os países apesar de estarem alem de território nacional.

Entretanto, quando se esta sobre águas internacionais (de fato) uma interceptação é TOTALMENTE desnecessária

francisco Farias
francisco Farias
Reply to  Victor Filipe
1 ano atrás

Pesquisa para ver os casos de aviões civis interceptados e até mesmo abatidos pelos yankes.

Chris
Chris
Reply to  Victor Filipe
1 ano atrás

Olha… Eles podem interceptar, é comum e, na dúvida, é aconselhável.

Agora… Por a segurança do outros em perigo é outra história…

Pampapoker
Pampapoker
Reply to  Tiago
1 ano atrás

Uma coisa é interceptar, a outra é colocar em risco um avião em voo causando turbulência.

Ricardo
Ricardo
Reply to  Tiago
1 ano atrás

Deve ser por isso que o comentário esta no plural…

Salim
Salim
Reply to  Tiago
1 ano atrás

No meu comentario náo cita paises, recrimina moleques que acham que podem colocar em risco a vida de outras pessoas e por conseguinte prejudicam seus paises, incluo também seus superiores.

francisco Farias
francisco Farias
Reply to  Salim
1 ano atrás

Quem está na chuva é para se molhar e quem não pode com um pote não pega numa rodilha.
O choro é porque foi um avião da Rússia se fosse de outro paiseco os yankes o teriam abatido.
Em 2001 o piloto de um avião americano, modelo EP-3, jogou o seu avião para cima de um caça da China causando a morte do piloto chineses. (https://www.bbc.com/portuguese/noticias/2001/010401_aviao.shtml)

António Santos
António Santos
Reply to  francisco Farias
1 ano atrás

Com o devido respeito, acho que está equivocado quando diz que o piloto do EP-3 abalroou o caça chinês, quando o que aconteceu foi justamente o contrário. Um avião turbo-hélice do porte do EP-3 nunca teria a agilidade e destreza para embater num avião que é, pela missão que desempenha, veloz e altamente manobrávrel, a menos, claro, que o piloto chinês tivesse deliberadamente colocado o avião de modo a não poder evitar a colisão. O que aconteceu realmente nunca saberemos, mas o que é certo é que do piloto chinês nunca mais se soube nada(que conveniente para o governo chinês!!).… Read more »

MARCOS ANTONIO RAMOS
MARCOS ANTONIO RAMOS
Reply to  Tiago
1 ano atrás

Isso é pra segurança das próprias aeronaves russas, pois avião trafegando em água, pode afundar.

Lennos
Lennos
Reply to  Salim
1 ano atrás

Alguns são cegos, outros são Burros!!!

francisco Farias
francisco Farias
Reply to  Salim
1 ano atrás

Os norte-americanos são tão bonzinhos. Só falam a verdade e tudo o que fazem é correto. Os bichinhos nunca fazem nada de errado.
É por isso que os cucarachas idolatram os yankes.

Pedro
Pedro
1 ano atrás

Estranho que durante os embates no Golfo de Sidra nos anos 80, a mesma USN derrubou dois jatos Líbios sobre espaço aéreo e marítimo internacional com a desculpa que ambos estavam em rota direta a um Porta Aviões e era um ato de legitima defesa. Esse P-8 estava em rota direta contra a base Russa na região (Síria) e, diferentemente da USN no passado, não abateu ninguém e ninguém saiu ferido ou morto. Alem disso, todas as semanas aviões de ELINT e reconhecimento dos EUA e Israel sobrevoam o Mediterrâneo, mas essa foi a primeira vez que tal aeronave foi… Read more »

Madvad
Madvad
Reply to  Pedro
1 ano atrás

Só esqueceu de dizer que um deles disparou um míssil contra os Tomcat..

Marco
Marco
Reply to  Pedro
1 ano atrás

Pedro não tem nada de estranho não. No primeiro combate no Golfo de Sidra em 1981 um dos Su-22 disparou contra os F-14 que, após a agressão, revidaram derrubando os dois Su-22 Líbios. Bom lembrar que antes de ocorrer este combate a USN interceptou cerca de 35 aeronaves líbias sem disparar contra elas. Quanto ao espaço aéreo internacional à época o ditador Muamar Kaddafi não pensava assim e considerava o Golfo de Sidra como mar territorial líbio. No combate de 4 de janeiro de 1989 os F-14 chegaram a se afastar dos MIG-23 para demonstrar que não tinham a intenção… Read more »

Pedro
Pedro
Reply to  Marco
1 ano atrás

Vc só esquece dos detalhes importantes neh? Em 1981 a USN foi fazer um exercício militar justamente em águas disputadas com a Líbia onde essas 35 interceptações se deram no limiar das águas territoriais reconhecidas da Líbia. No primeiro incidente um S-3 estava fazendo algo que para os Líbios poderia ser minagem, e mandaram dois Su-22 para investigação (detalhe, o avião nem caça é), por algum tempo foram acompanhados por um par de F-14 que, em certo momento mudaram para uma formação de ataque, aceleraram e foram diretamente aos Su-22, que estavam muito mais em formação de um voo de… Read more »

Marcelo Andrade
Marcelo Andrade
Reply to  Pedro
1 ano atrás

Parei de ler quando vc escreveu “um dos pilotos do Su-22 disparou um AA-2, a que tudo indicou por susto ao ver o F-14 vindo em sua direção.” Tá de sacanagem!!! Você já viu como se prepara um botão de disparo de míssil no manche de um caça? Existe um protetor justamente para evitar um acionamento de “susto” !

Marco
Marco
Reply to  Pedro
1 ano atrás

Pedro respeito sua opinião, mas disparar por susto não dá. Outra coisa me diga como os pilotos dos F-14 iriam saber que um míssil foi disparado contra eles por… susto. Tinham que abrir fogo mesmo. Quanto ao episódio de 4 de janeiro de 1989 sempre é bom lembrar-se que duas semanas antes (21 de dezembro) o maluco do Kadaffi como vc mesmo definiu, explodiu um B-747 sobre Lockerbie e esta anv estava lotada de crianças voltando para casa. Vc queria que após este fato os F-14 fizessem carinho nos Mig-23? Outra coisa, como os F-14 descobririam que os mesmos estavam… Read more »

António Santos
António Santos
Reply to  Pedro
1 ano atrás

Como deve saber os Tomcat que abateram os caças líbios tanto em 1981 como em 1989 obedeceram ás chamadas “rules of engagement”, segundo as quais só podem atacar os seus oponentes depois de estes os atacarem primeiro, portanto os caças da USN agiram em sua própria defesa respondendo a um ataque deliberado, independentemente de serem águas internacionais.
Relativamente aos vôos ELINT(Espionagem electrónica-ELectronic INTeligence) nem faria sentido derrubar um avião desse tipo porque não houve ataque armado nem ameaça directa como no caso dos confrontos no golfo de sidra; os russos a fazerem apenas o habitual “muscle flexing” nada mais.

Cristiano de Aquino Campos
Cristiano de Aquino Campos
1 ano atrás

Porquê um avião de patrulha que deve patrular o mar territorial de um país estava patrulhando águas internacionais?
Ou ele estava em trânsito ou fazendo busca se salvamento?
Pergunto pois tais aviões tambem fazem ações de inteligência e porque pelas mesmas leis internacionais, se o avião visse um navio lotado de terroristas trocando armas por drogas com um navio lotado de traficantes eles não poderiam fazer nada.

M.@.K
M.@.K
Reply to  Cristiano de Aquino Campos
1 ano atrás

Fiquei com a mesma dúvida com relação ao Su-35…

EduardoSP
EduardoSP
Reply to  Cristiano de Aquino Campos
1 ano atrás

Seu ponto inicial está errado. Aviões patrulha não devem patrulhar só mar territorial.

Jacinto
Jacinto
Reply to  EduardoSP
1 ano atrás

Até porque mal territorial, a rigor, são apenas 22km

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Cristiano de Aquino Campos
1 ano atrás

coisa normal, todo país vai além de suas ZEE patrulhar, não deixam o inimigo chegar perto, melhor saber quem está trafegando perto de suas águas.

ScudB
ScudB
Reply to  Cristiano de Aquino Campos
1 ano atrás

Não é difícil de entender : espionando as áreas próximas das bases militares russas.Provavelmente na segunda volta chegou muito perto :comment image
Alem disto recentemente ha movimentação intensa na Idlib onde Tigres estão tomando varios pedaços a cada dia.
Resumindo – coisas de sempre..

Pedro
Pedro
Reply to  ScudB
1 ano atrás

Tanto os Russos como os Sirios ja perceberam que cada ataque de drone que acontece, é precedido de voos de P-8. Não é a toa que nos ultimos dias houveram alguns ataques deste tipo a base russa e outra siria na região. Note que seu mapa mostra em um momento o P-8 indo em curso direto a base russa. Não ha duvida alguma sobre quem provocou o que ou quem foi o profissional ou o enxerido.

DOUGLAS TARGINO
DOUGLAS TARGINO
1 ano atrás

Para os EUA, tudo que a Russia faz é insegura! Os EUA só fazem as coisas certas e os Russos as erradas. Issu é verdadi.

Eduardo dos Anjos
Eduardo dos Anjos
Reply to  DOUGLAS TARGINO
1 ano atrás

Verdade, sempre o mesmo mimimi, posicionar misseis na Europa apontados para a Russia pode, agora foi a Rússia posicionar misseis em Cuba em 62 que os EUA surtaram! Dois pesos duas medidas, EUA sempre agiram assim, alias, antes que alguém pense que tenho um lado, digo que ambos não são santos, esta cena acontece a décadas em ambos os lados, como os capítulos do Chaves no SBT, todo mês se repete!

Washington Menezes
Washington Menezes
Reply to  DOUGLAS TARGINO
1 ano atrás

É sempre está mesma cantilena, se aproximaram de forma perigosa… blá blá blá…

Cavalo-do-Cão
Cavalo-do-Cão
1 ano atrás

Interceptação de P-8A por Su-35 russo foi insegura, diz Marinha dos EUA :

https://www.youtube.com/watch?v=xrCGy0uE2Tc

PauloSollo
Reply to  Cavalo-do-Cão
1 ano atrás

Quem inaugurou isto foram os russos:
https://youtu.be/N4jQhnXrWbg
https://youtu.be/SME4w037FgA

Antoniokings
Antoniokings
1 ano atrás

Posso imaginar a preocupação de Putin com essa notícia.

Nilton L Junior
Nilton L Junior
Reply to  Antoniokings
1 ano atrás

A preocupação do Neo-Kzar Putin é se os SU-35 deixarem de fazer seu papel assustar os americanos, ai sim ele ficaria furioso.

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Nilton L Junior
1 ano atrás

É só para exercitar.
kkkkkk

Ricardo Bigliazzi
Ricardo Bigliazzi
1 ano atrás

Segue o jogo. Essa briga de “gato e rato” deve durar enquanto esses dois Países existirem.

Fica a torcida para que a destreza dos pilotos envolvidos sempre esteja na melhor forma.

Quanto a choradeira? Nada mais do que o esperado.

francisco Farias
francisco Farias
Reply to  Ricardo Bigliazzi
1 ano atrás

O rato é sempre os yankes que se metem no território dos outros.
A Russia tem é que meter o pau nessas frangas.

Adriano Madureira
Adriano Madureira
1 ano atrás

O SU-35 pode causar turbulência a ponto de desestabilizar uma aeronave tão grande como o P-8 Poseidon?

NEI
NEI
Reply to  Adriano Madureira
1 ano atrás

Pode sim, caro colega.

BILL27
BILL27
Reply to  Adriano Madureira
1 ano atrás

Claro que pode po …esteira de turbulencia causada tanto pelo escape dos motores quanto pelo deslocamento de ar da aeronave em aceleração

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Adriano Madureira
1 ano atrás

sim,

Fernando Turatti
Fernando Turatti
Reply to  Adriano Madureira
1 ano atrás

Se carros de F-1, a míseros 300 por hora já ALOPRAM com a aerodinâmica de outro carro de F-1, imagine só essa brincadeira toda com aparelhos que literalmente “andam” usando a aerodinâmica para sustentação.

Victor Filipe
Victor Filipe
1 ano atrás

A Interpretação de texto do brasileiro médio é sofrível o problema principal não é a interceptação, esse joguinho rola dos dois lados o problema é como ela é conduzida, uma aeronave fazendo voo próximo com outra gera riscos, voos em formação é complicado mesmo para pilotos que treinam em conjunto (veja casos de colisões aéreas) voar muito próximo é problema e pela reportagem o piloto do Su-35 fez uma passagem rápida pelo P-8 e passando para frente dele que causou turbulência (sim isso pode acontecer) para acontecer isso ele teria que estar bem perto, então existe o risco de colisão… Read more »

Gustavo
Gustavo
1 ano atrás

Poseidon é tipo um avião comercial?
Se não for qual a diferença?

Julio
Julio
Reply to  Gustavo
1 ano atrás

Boeing 737-800, a diferença está nos equipamentos e algumas na fuselagem.

Antonio FERNANDO Vieira De Sousa
1 ano atrás

Insegura pode até haver sido, mas que foi interceptado isso sim o foi.

Felipe Silva
Felipe Silva
1 ano atrás

Russos não são profissionais. São fanfarrões.

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Felipe Silva
1 ano atrás

são profissionais da perturbação, e doidos pq eles próprios podem perder um avião de dezenas de milhões de dólares.

Alexandre
Alexandre
Reply to  Felipe Silva
1 ano atrás

Pergunta- um p-8 no mediterrâneo. Um su-35 no mediterrâneo. Nenhuma oposição ao su-35 no mediterrâneo. Quem impediria a derrubada do p-8 no mediterrâneo?

Felipe Silva
Felipe Silva
Reply to  Alexandre
1 ano atrás

Materialmente nada. Por não se encontrar numa zona quente, apenas sobrevoando o espaço aéreo internacional, não voa com escolta de caças. Não é para correr risco. O fator dissuasorio de abater deliberadamente uma aeronave americana pacífica implica em saber da retaliação americana, que é séria. Essa seria a proteção que o impediria de ser atacado.

Alexandre
Alexandre
Reply to  Felipe Silva
1 ano atrás

Espaço aereo internacional em rota direta para área quente em prontidão de combate!
Aeronave pacífica? Para esse tipo de aeronave a não ser que esteja com todos os seus equipamentos desligados, todo voo é um vôo operacional de combate! Portanto nada há de pacífico na aeronave e em sua missão!

Marcelo Andrade
Marcelo Andrade
Reply to  Alexandre
1 ano atrás

Deus!

Nilton L Junior
Nilton L Junior
1 ano atrás

Interceptação da tchutchuca pelo tigrão foi inseguro … esses Su-35 malvados fazendo isso em águas internacionais.

Marcos R.
Marcos R.
Reply to  Nilton L Junior
1 ano atrás

Quem é tchutchucada quando um porta-voz russo declara isso?

“O F-22 lançou chamarizes (flares) e usou freio aerodinâmico ​​enquanto manobrava constantemente perto dos jatos de ataque russos, imitando um combate aéreo”
Ps. Essa foi uma das ocasiões em que o SU 35 “detectou” um f22.

Juscelino
Juscelino
Reply to  Marcos R.
1 ano atrás

Brasileiros com síndrome de vira-latas torcem pelo mais fraco (Russia).

rui mendesmendes
rui mendesmendes
Reply to  Juscelino
10 meses atrás

E os fanfarões, pelo mais forte(só em termos economicos), pensam eles.

Antunes 1980
Antunes 1980
1 ano atrás

Na próxima vez alguns F-15 acompanhando os P-8, já serão mais do que suficientes para afastar esses Sukhoi. Na região do Alasca, aquela lata velha do tu-95 vive passando calafrios quando vê os F-22 do seu lado.

comment image

Gilmar
Gilmar
Reply to  Antunes 1980
1 ano atrás

Sim, é antigo. Mas por favor não chame essa belíssima aeronave de “lata velha”

BILL27
BILL27
Reply to  Gilmar
1 ano atrás

Este avião pode ser tudo ,menos belo rs

Nilton L Junior
Nilton L Junior
Reply to  Antunes 1980
1 ano atrás

Antunes não viaja … posta ai reclamação dos Russos por interceptação perigosa dos EUA.
Da próxima vez vão continuar tchutchuca.

Marcos R.
Marcos R.
Reply to  Nilton L Junior
1 ano atrás

Vide acima

Nilton L Junior
Nilton L Junior
Reply to  Marcos R.
1 ano atrás

A única reclamação é dos EUA ai em cima não tem nada.

Marcos R.
Marcos R.
Reply to  Nilton L Junior
1 ano atrás

Quem é tchutchucada quando um porta-voz russo declara isso?

“O F-22 lançou chamarizes (flares) e usou freio aerodinâmico ​​enquanto manobrava constantemente perto dos jatos de ataque russos, imitando um combate aéreo”
Ps. Essa foi uma das ocasiões em que o SU 35 “detectou” um f22.

Rene Dos Reis
Rene Dos Reis
Reply to  Antunes 1980
1 ano atrás

Fala isso não cara , esse bichão ai e o B-52 tem muita historia pra contar.

BILL27
BILL27
Reply to  Rene Dos Reis
1 ano atrás

Sim ,eles tem mesmo .Só não concordo que seja uma aeronave bonita .

Mig35
Mig35
Reply to  Antunes 1980
1 ano atrás

Para você Antunes 1980:
https://youtu.be/i7iyDCchsg8

Daniel
Daniel
Reply to  Antunes 1980
1 ano atrás

Primeira vez que vejo foto do F-22 com tanque externo de combustível.

rui mendesmendes
rui mendesmendes
Reply to  Antunes 1980
10 meses atrás

Um F15, não dá nem para o SU35 BRINCAR.

α Tau
α Tau
1 ano atrás

“Quando um homem quer matar um tigre, chama a isso desporto; quando é o tigre que quer matá-lo, chama a isso ferocidade”

George Bernard Shaw

Conversa entre navio da marinha dos Estados Unidos e o Noroeste da Espanha:

https://www.youtube.com/watch?v=nxscB5ZIcV4

Navio EUA provocando a marinha russa no Mediterrâneo:

https://www.youtube.com/watch?v=xrCGy0uE2Tc

Victor Filipe
Victor Filipe
Reply to  α Tau
1 ano atrás

O primeiro video já foi comprovado tantas vezes que é fake que quando eu vejo alguem compartilhando eu imagino que seja ignorância ou mau caratismo…

CESAR ANTONIO FERREIRA
CESAR ANTONIO FERREIRA
1 ano atrás

Uma coluna “infindável” de comentários sobre uma interceptação, cuja imagem ninguém tem…

Discute-se sobre o “profissionalismo” do piloto interceptador, sem imagem alguma para embasar o julgamento…

É vontade de discutir sobre o nada, ou dar vazão aos próprios preconceitos?

PauloSollo
Reply to  CESAR ANTONIO FERREIRA
1 ano atrás

É o direito das pessoas se manifestarem sobre o que quiserem e quando quiserem, independente de alguns chatos rabugentos acharem os comentários relevantes ou não. É assim numa democracia.

Wilson
Wilson
1 ano atrás

Os Russos sempre foram párias internacionais e o chineses estão aprendendo com eles…

Marcelo Andrade
Marcelo Andrade
1 ano atrás

Museu de Novidades!! Segue o mesmo jogo da Guerra Fria! Ambos países interceptam aviões de ambos países há décadas! Não vou nem entrar na guerra anti-submarino entre as duas Marinhas por mais que possa ser uma Teoria da Conspiração!!! ainda bem que não vendi minha coleção dos anos 80 “Aviões de Guerra” da Abril Cultural!!!