Home Aviação de Caça Airshow China 2018: Rússia vai entregar o Su-35 e S-400 aos chineses...

Airshow China 2018: Rússia vai entregar o Su-35 e S-400 aos chineses até 2020

6986
50
Sukhoi Su-35
Sukhoi Su-35

ZHUHAI, China – Rússia e China concluíram contratos sobre entregas de armas para serem usadas em operações no solo, no ar e no mar, disse Viktor Kladov, chefe da delegação da estatal russa da Rostec no airshow de Zhuhai , disse ao Sputnik na terça-feira.

“Estamos cooperando ativamente com a China em todos os setores de defesa: terra, ar e mar. Além da implementação bem-sucedida de dois contratos para o S-400 e Su-35, temos muitos outros projetos.

Eu não gostaria de vamos entrar em detalhes, mas eu vou dizer que recentemente assinamos mais três contratos [de armas] com o lado chinês “, disse o funcionário.

De acordo com Kladov, a Rússia concluirá as entregas contratadas de 24 caças Su-35 e complexos de defesa aérea S-400 para a China no cronograma, até 2020.

A China International Aviation & Aerospace Exhibition (Exposição Internacional de Aviação & Aeroespacial da China) começou na cidade de Zhuhai na terça-feira e durará até domingo.

Sistema de Defesa Aérea S-400
Sistema de Defesa Aérea S-400

FONTE: Sputnik News

50 COMMENTS

    • Perfeito !
      É ai que o que é ventilado pela mídia oficial do partido se choca com a realidade. Pra que comprar aviões que são similares, ou inferiores, no caso dos J-20 e J-30, aos que a industria de defesa chinesa produz ?!?!

      • diz-se que o interesse maior sao nos motores AL-41F ainda superiores aos chineses, e no radar. Queriam comprar apenas 12 (um so ja seria suficiente, kkkkk), mas a Russia bateu o pe e conseguiram vender o dobro….prevejo copias do AL-41F no J-20 daqui a uns 5 anos mais ou menos…

    • E por que a china comprou, você sabe?
      Existem muitos aspectos a serem analisados na compra de material bélico, seja ela feita por qualquer país.

    • Um exemplo para melhor compreensão (de maneira oposta) seria o que considero o início prático da decadência do poderio aéreo inglês, a aquisição do McDonnell Douglas F-4 Phantom por parte da Inglaterra no final dos anos sessenta. Muito embora, o Boeing B-29 Washington fosse um prelúdio disso. O país já não tinha condições de suprir suas forças armadas com aeronaves feitas no próprio território, o que acontecia desde o início da aviação. Precisava importar.
      A China ainda não está pronta para sua total independência nesse campo, isso, ou melhor, somente isso, lhe dará condições de se equiparar aos Estados Unidos e Rússia.

      • Rapaz, você compra briga por aquelas bandas quando discorda que a produção da aviação militar britânica pós 2ª Guerra era de ponta, melhor que os americanos…

        Até hoje os britânicos exageram nas qualidades das suas aeronaves da época da guerra fria. Dizer que o Lightning não passava de um MiG-21 bimotor faz o pessoal espumar de raiva por lá 🙂 Nem adianta mostrar a evidência da compra do F-4: “foi por conta da marinha”…

        • Clésio.
          Se aqui no Brasil, a venda da Embraer causa tanta bateção no peito e prantos infindáveis, imagine o fim de companhias como:
          Hawker
          Supermarine
          de Haviland
          Shorts
          Gloster
          Avro
          Handley Page
          Blackburn
          Fairey
          Bristol
          BoultonPaul
          Vickers
          Armstrong Whitworth
          Saunders Saro
          Portanto, é compreensível que alguns deles não sejam capazes de enxergar que o Boeing B-29 Washington já fazia anunciar.

      • Só um pouco de preciosismo.
        A Inglaterra teve que importar os aviões pois a uns anos antes, tinha concluído que caças não seriam mais necessários, que mísseis iriam fazer boa parte das funções e simplesmente abandonou o desenvolvimento dos caças, o Lightning não chegou a ser cancelado pois já estava nas “bocas” para serem entregues.
        O Lightning é um belíssimo caça, já vi ele pessoalmente e é bem maior que eu tinha em mente.
        Quanto a China, concordo com o que está escrito, a limitação atual são os motores que ainda (veja bem ainda) estão aquém do que eles precisam. É uma questão de tempo.

      • Eu acredito que é o inverso, que esse é o ÚLTIMO caça russo que a China vai comprar.

        Ao contrário da Inglaterra que sempre fabricou e depois teve que importar, a China nunca fabricou caças e sempre importou.

        Agora que está fazendo seus caças em casa, esse é o último que vão importar.

        • Mas é o que eu quis dizer dando um exemplo de maneira oposta. A aeronave, provavelmente será a última, ao que tudo indica pelo menos.
          Analisando somente o poderio aéreo chinês (wikipedia), ele não parece ser muito assustador, comparando com a força da Índia, a diferença (em qualidade) irá cair muito quando o Rafale chegar.
          Grosso modo, o que realmente importa para a Índia, Japão, EUA, etc; são os Sukhois que os chineses têm. O resto, os mais de cem F-16V que Taiwan terá, dariam cabo facilmente na eventualidade de algum conflito.

    • A China ainda tem centenas de Su-27/30 e J-11 para serem atualizados. Eles sabem dos custos de manutenção dos J-20 e não vão ser tão ambiciosos de tentarem colocar toda sua frota stealth como os EUA estão tentando fazer.

  1. Essa interação entre Rússia e China é muito perigosa para o mundo. Fico imaginando essas duas grandes potências com material bélico muito próximo a dos Americanos. Quando o orgulho Comunista vier a tona, teremos que pagar pra ver!!! Warning!!!

    • Sim, poxa.
      EUA e companhia são os bonzinhos do mundo querendo apenas a paz e amor entre os países.
      RUssia e china são os vilaozao querendo colocar o mundo em fogo.
      Galera não consegue ter uma visão mundial não ideologica. Tem que lamber os EUA SEMPRE.

    • Bem feito para o Ocidente! tiveram a chance de ganhar a Rússia quando ocorreu a queda da URSS e só o que fizeram foi humilhá-la e não aceitando-a no “clube”. Agora a Rússia é da China. Tomem essa

      • E tu mora e vive no oriente? Tu é oriental ou ocidental? Bem feito por que? Qual o problema? Que russos e chineses façam os negócios deles. E isso é problema para alguém? E a Rússia é um país ou uma prostituta, que se vende para quem paga mais, para vc dizer que ela é da China? Como sempre, vc demonstrando cada vez mais sua patologia psíquica!!

        • Amigo Augusto!
          380 km vem do nova versão – 40N6E. Ja a “antiga” 40N6 existe e esta sendo fabricada após concluir os testes com nomenclatura 40N6M e alcance de 600km para equipar S-400/500 dos regimentos de defesa regional.
          O alcance de detecção é em torno de 600km mas (como sempre) depende do cenário geográfico pois a presença das montanhas diminui bastante o raio efetivo.
          Um grande abraço!

    • Imagino que agora os russos possam mostrar os resultados da implantação dos S-400 na síria como propaganda para clientes interessados.

  2. E no meio destes 3, um gordinho maluco doido pra empurrar um botão, dois países que não se bicam no sudeste asiático, dois europeus que estão com dificuldades, um outro país que quer segurar Jerusalém só pra si, e uma nação doidinha pra chegar nestes rojões e lançá-los com a vontade de Alá.
    Meu Deus…
    Quantos meses ou anos ainda temos neste mundo como raça dominante e inteligente???

  3. China ainda precisa de conhecimento, depois que eles aprenderem a fazer melhor seus Radares e Motores/Turbinas não vão comprar nada da Rússia, e essa será esquecida na história, quem era cliente russo vai ser chinês.

    • Eu já venho falando isso há algum tempo. Também acho que esses 24 su35 são mais para estudos do para uso.

      Agora, se colocarmos o J20 ao lado do su57, da dó dos russos. Não pelas capacidades dos aviões mas pela capacidade chinesa, e dificuldade russa, de desenvolver um projeto de fronteira tecnológica.

      Nós ainda veremos os russos estarem para os chineses o que os britânicos estão para os EUA, só que muito mais rápido.

      • A China tem o que os Russos não tem, “bufunfa” ao montes para gastar. Se não fosse esse empecilho, o Su-57 já estaria “serializado” e pronto para comércio.

        • Vinicius, so para refrescar a memoria de muitos aqui. A China ja e detentora de uma das maiores dividas publicas do mundo e segundo inumeros economistas no mundo, superior a ate mesmo a divida americana. Pergunto, ate quando os chinas vao ficar nadando nessa prosperidade antes de sua bolha explodir ?? (lembrem-se dos Japonese hemmm ). Agora estao gastando aos rodos pra sustentar e criar FAs para poderem projetar influencia e poder, porem, assim como a antiga URSS , a queda PODERA ser dolorosa ( o Brasil que se cuide com esse seu cliente……podera levar um baita calorte ) . Nao se iluda, tudo tem seu tempo e o que manda mesmo nesse mundo atual e o monetarismo protegido por canhoes e misseis e nem os Chineses podem viver sem as preciosas verdinhas. O tempo sera o senhor de tantos comentarios absurdos que leio aqui. PS; ja passei dos 65 e nao verei ou lerei isso para rir muito……..rsrsrsrsrsrsr

          • Os Chineses rapidamente podem se reestruturar, diferente das democracias ocidentais que demoraria anos, aqui ia ter esquerdista dizendo que a crise é culpa do capitalismo, na china os comunistas/socialistas vão fazer o que sabem bem, matar comunistas/socialistas, para esses não impedirem a retomada de crescimento do país, quanto ao Dólar ele perde valor tanto com o Yuan, pra mim o dólar é uma moeda lixo, e assim que o petróleo for menos requisitado para movimentar o mundo o Yuan vai ser talvez a moeda mais forte do mundo, e a China tem tomado o lugar dos EUA no comércio mundial, se os países do oriente médio, áfrica e AS passassem a aceitar Yuan na compra de commodities o dólar ia perder valor, e a china já está planejando isso, o que faz o pode salvar os EUA é que eles tem toneladas e toneladas de ouro, para caso o dólar for para o ralo ser resgatado com padrão ouro, e caso a china comece a entrar em colapso ela também tem reservas e reservas de ouro estocados, claro que nessa briga pelo pódio do mundo tudo pode acontecer vai que o Brasil no final do século seja o país dominante no mundo, e sobre os chineses não gosto deles, tenho meus motivos como invadir o Tibet, Roubar o o mar dos outros, emprestar dinheiro para depois mandar nos países endividados.

  4. Sr. Carlos Campos .Boa noite. acredito que ainda se levará um bom tempo para que os russos sejam clientes dos chineses como bem afirmou o Sr.. Sempre suspeito que quando os russos vendem algo aos chineses sabendo que estes são exímios copiadores os referidos armamentos venham com uma defasagem de 30 %. o Parque de material bélico russo ainda é uma incógnita. estas vendas como bem citou o Srs. Roberto F. Santana, Alfredo Araújo e outros é de suspeitar que a China não está tão preparada na questão da aviação de caça. Não invalidando, Sr. Campos, vosso comentário. abraços a todos.

  5. A imagem da capa, foi capturada durante uma reportagem do canal Zvezda, no qual eles estavam dentro de um AN-12 e filmara além desses dois Su-35, outros dois Su-57. Segue o link do vídeo:

  6. É o seguinte: A China esta produzindo muitos bons caças, mas comprovadamente eficientes só os Sukoi SU-35 e respectivos sistema S-400. Se o presidente da China realmente vai incorporar na marra Taiwan ele vai precisar desses sistemas.

  7. A Chinoca tá se tornando o país mais rico e mais importante do mundo e precisa reforçar seu arsenal bélico para se proteger do grande Satan Americano

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here