Home Aviação de Ataque Light Attack Experiment pode ter rascunho de RFP em semanas

Light Attack Experiment pode ter rascunho de RFP em semanas

7152
17
A-29 Super Tucano
A-29 Super Tucano

O Jane’s noticiou que um participante do Light Attack Experiment (LAE) da Força Aérea dos EUA (USAF) espera que o serviço libere um rascunho de solicitação de proposta (RFP) em semanas e feche um contrato em abril de 2019.

O vice-presidente da Sierra Nevada Corp (SNC), Taco Gilbert, disse ao Jane’s em 18 de julho que a USAF pediu aos participantes que esperassem uma RFP em dezembro. O rascunho da RFP será a chave, uma vez que fornecerá informações sobre os pensamentos da USAF sobre quais capacidades da aeronave priorizará, à medida que for alcançando uma possível concessão de contrato. A USAF não retornou um pedido de comentário até o momento da publicação da notícia.

A parte aérea da LAE terminou no final de junho, após um acidente fatal em um SNC/Embraer A-29 Super Tucano, ocorrido em 22 de junho. O tenente da Marinha Christopher Short faleceu na queda enquanto estava no Red Rio Bombing Range.

Um outro membro da tripulação sofreu ferimentos leves e foi levado de helicóptero para um hospital local. Gilbert se recusou a comentar sobre o acidente fatal, citando uma investigação ativa do conselho de segurança.

A avaliação de manutenção do experimento continua segundo Gilbert, tarefas de manutenção mais extensas que teriam interrompido a parte de voo do experimento. Ele disse que estes incluem a instalação e remoção de motor e assento de ejeção, substituição e balanceamento de hélice. Gilbert acrescentou que o rascunho do RFP provavelmente daria uma boa indicação de quanto a USAF avaliará a facilidade de manutenção em uma aquisição potencial.

A USAF, disse Gilbert, coletou cerca de 90% dos pontos de teste do experimento antes de terminar a parte aérea. Ele acrescentou que o serviço disse que planejava coletar cada ponto de teste várias vezes durante a parte aérea do experimento.

Beechcraft AT-6 Wolverine
Beechcraft AT-6 Wolverine
Subscribe
Notify of
guest
17 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Gilbert
Gilbert
1 ano atrás

O Gilbert no caso não sou eu rsrs

Delfim
Delfim
1 ano atrás

Agora vai ser à vera.

Wellington Góes
Wellington Góes
1 ano atrás

Torçamos para que o acidente não tenha arranhado demais a imagem do ST.

MATHEUS
MATHEUS
1 ano atrás

Espero que o acidente não tenha atrapalhado o A-29.

João Argolo
João Argolo
Reply to  MATHEUS
1 ano atrás

Penso que todo o levantamento feito nos testes realizados + o longo currículo do A-29 e o poder efetivo demonstrado + a capacidade de emprego da aeronave frente aos concorrentes não seriam prejudicado por conta de um acidente isolado, a não ser que fosse descoberta uma grande falha no desempenho por conta de erro de projeto, o que é muito difícil de ter ocorrido. Já é uma aeronave consagrada. Nunca vi acidentes nesse contexto mudar o rumo de uma concorrência no estágio em que se encontra. Alguém já viu?

ivo
ivo
1 ano atrás

Essa aeronave acidentada teria sido cedida pela Embraer?

Walfrido Strobel
Walfrido Strobel
Reply to  ivo
1 ano atrás
DOUGLAS TARGINO
DOUGLAS TARGINO
1 ano atrás

Caso o super tucano vença a licitação, ao todo os EUA querem comprar quantas aeronaves?

Vanessa Cioffi
Vanessa Cioffi
Reply to  DOUGLAS TARGINO
1 ano atrás

São 300 Aeronaves

Gonçalo Jr.
Gonçalo Jr.
Reply to  DOUGLAS TARGINO
1 ano atrás

E tem ainda o US MARINE CORPS que, por sugestão de dois altos oficiais da corporação poderiam adquirir 100 A29 ST pelo preço de 8 F35 para missões CAS.

Plausível pois não foi à toa a participação do tenente da Marinha Christopher Short que faleceu durante as missões de testes.

https://www.aereo.jor.br/2013/09/11/ha-lugar-para-o-super-tucano-na-aviacao-dos-marines-parte-1/

Rommelqe
Rommelqe
1 ano atrás

Como contido no texto, a avaliação incluiu varias atividades em terra, tais como troca do motor, assento ejetavel e helice. Dos acidentes envolvendo o A29 com ejeção me parece que esse foi o unico resultando em obito. Sem, obviamente, querer afirmar absolutamente nada, apenas coloco que a hipoteses de ter havido algum erro na manutenção ensaiada não pode ser descartada.

Rinaldo Nery
Rinaldo Nery
Reply to  Rommelqe
1 ano atrás

Não. Houve outros. O de Boa Vista, por exemplo. Creio que o da Fumaça também. Qualquer ejeção fora do envelope do assento causa óbito.

ednardo curisco
ednardo curisco
Reply to  Rinaldo Nery
1 ano atrás

pelo tipo de perfil de vôo e missão destes aviões, imagino que é bem limitado o envelope de ejeção.

e isto valeria para qualquer avião.

Luiz Floriano Alves
1 ano atrás

Um acontecimento desta envergadura tem que ser investigada a fundo. Um acidente não acontece por uma unica causa. Seria muito util se obtivéssemos o relatório de investigação do sinistro. Em exercicios com armas pode até ocorrer dano por acidente com a munição.

Tadeu 54
Tadeu 54
1 ano atrás

Em minha opinião, os testes que infelizmente resultaram em fatalidade foram forçando a aeronave ao ” limite do limite ” ( vamos ver até onde ela aguenta ), claro que em algum momento tal raciocínio pode muito bem acabar como terminou.

Delfim
Delfim
1 ano atrás

Bem, se o LAE não era RFP, agora é. Boa sorte ao A-29.
.
Não posso deixar de pensar que, se o A-29 ganhar, a Boeing irá pra cima da Sierra Nevada. Além da JV com a Embraer nas aeronaves comerciais, a Boeing integrou JDAM e SDB ao A-29.

Rafael
Rafael
1 ano atrás

Agora eu só queria saber quanto mais ou menos em $$$ a FAB levaria por ser dona do projeto?