O tenente coronel Beau “Strap” Wilkins, piloto de testes de F-16 do 514th Flight Test Squadron, faz uma passagem em alta velocidade com um F-16C da Indonésia no dia 21 de novembro na Hill Air Force Base. Fotos: USAF

A Indonésia deve receber em breve os últimos seis aviões de combate excedentes Lockheed Martin F-16 Fighting Falcon adquiridos da US Air Force (USAF), anunciou o serviço em 6 de dezembro.

Os aviões F-16C Block 25 de um único assento são os últimos 24 F-16C/D Block 25 que foram remodelados e atualizados pela USAF nos últimos cinco anos. Com o trabalho agora concluído, embarcarão em uma travessia de 5 dias pelo Pacífico antes de chegar ao país nos próximos dias.

Esta remodelação e atualização para o padrão Block 52 da antiga aeronave da USAF e Air National Guard ocorreu no Ogden Air Logistics Complex, que está sediado na Hill Air Force Base (AFB) em Utah.

Mais quatro caças F-16 reformados foram transladados dos Estados Unidos para a Indonésia em março de 2017 para entrega à Força Aérea Indonésia, no quinto lote do acordo de vendas militares estrangeiras (FMS) para 24 caças F-16 Block 25.

Subscribe
Notify of
guest
20 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Drferr
Drferr
2 anos atrás

Que projeto vitorioso! Tal versatilidade só pode ser observada em poucas aeronaves. Esse é o caminho para a Força Aérea Argentina (12 caças pra começar). Alguém pode informar com está a frota de F-16 da Venezuela?

HSJ
HSJ
2 anos atrás

Esse padrão de camuflagem lembra muito do da FAB, me faz imaginar como seria se tivéssemos F-16 aqui no Brasil…

Alex Nogueira
Alex Nogueira
2 anos atrás

F-16 lindo! Camuflagem muito bacana, um verdadeiro falcão em configuração limpa.

André Luiz.'.
André Luiz.'.
2 anos atrás

HSJ 11 de dezembro de 2017 at 15:05
Possivelmente igual ao que vemos no bicudos! 🙂
Imagino que a Indonésia também tenha (ainda) boa parte de seu território com extensa cobertura florestal; então, deve ser um padrão de camuflagem que, visto de cima, confunda-se com as copas das árvores.
Pessoalmente, acho feio!, com aqueles tons de verde e cinza que parecem ‘desbotados’… Mas sabemos que a camuflagem não é pra ser ‘bonita’!
Abraços!

Gustavo
Gustavo
2 anos atrás

Sobre os f-16 da Venezuela, a última informação era de que 3 estavam voando apenas.

Walfrido Strobel
2 anos atrás

Eles foram doados a Indonésia na condição de serem modernizados na USAF com apoio da LM, primeiro foram oferecidos F-16A/B, mas eles recusaram e pediram C/D. Custou 750 milhões de dólares(31 Mi cada) a modernização do padrão Block 25 para block 52ID, usam esta designação ID porque não chegam a ser um block 52, usam alguns componentes do block 52 e não aceitam tanques conformais. O F-16C-52ID TS-1643 teve problema em 2015 e pegou fogo no taxi logo após o recebimento, uma comissão EUA e Indonésia está avaliando a causa e de quem é a responsabilidade para ver se haverá… Read more »

Walfrido Strobel
2 anos atrás

Foi divulgado que o valor da modernização dos ultimos F-5E/F ex-Jordânia custaria 15 milhões de dólares, a modernização dos F-16C/D-52ID custou o dobro.
Os doi precisavam de revitalização por estarem parados a anos com overhaul dos motores além da modernização.
Então não foi exorbitante o preço como alegavam na época os críticos da modernização dos F-5.

J.Silva
J.Silva
2 anos atrás

A Indonésia sim, diferentemente do Qatar, faz uma composição de caças com alguma lógica. F-16 e Flanker (27/30/35), um hi-low e com proteção a embargos.

Rodrigo
Rodrigo
2 anos atrás

A FAB perdeu o bonde da historia, deveria estar a muito tempo operando o F-16, ao inves do mirage e F-5.

Carlos A Soares
Carlos A Soares
2 anos atrás

Ótimo negócio e ótimo vetor, vida longa ao Viper.

Almeida
Almeida
2 anos atrás

Re: Rodrigo 11 de dezembro de 2017 at 23:24

À época das aquisições do Mirage III e F-5 E/F pela FAB, até meados dos anos 90, os F-16 não estavam disponíveis para o Brasil. Então não, a FAB não perdeu bonde nenhum, esse bonde do F-16 só passou na época do programa FX.

Luiz Guilherme
Luiz Guilherme
2 anos atrás

Rodrigo, pelo o que eu sei no primeiro FX o F-16 não tinha chances justamente porque os EUA não queriam fazer transferência de tecnologia.

Diogo de Araujo
2 anos atrás

Seria possível utilizar o meteor em um F-16, por exemplo?

Walfrido Strobel
2 anos atrás

Diogo de Araujo, tudo é questão de pagar a integração, a Tailândia integrou o IRIS-T que tinham em quantidade para o Gripen no F-16A/B na sua MLU, ja que os usam na mesma Base Aérea.
.comment image

donitz123
2 anos atrás

F-16 “soltando pecinha”.
.
Only 4 of 6 US-granted F-16s arrive in Indonesia amid engine trouble
.
http://www.thejakartapost.com/news/2017/12/12/only-4-of-6-us-granted-f-16s-arrive-in-indonesia-amid-engine-trouble.html

Walfrido Strobel
2 anos atrás

A Indonésia anunciou que vai aumentar o número da Esq. de Caça e a LM rapidamente ja está fazendo propaganda do seu F-16V nas cores da TNI-AU.
.comment image

Walfrido Strobel
2 anos atrás

Apesar deles serem muçulmanos o Papai Noel está indo de C-17 entregar o presente de Natal do Exército.
Com o recebimento dos Mi-35 que foram fazer grande revisão na Russia, farão uma boa dupla com Mi-35 e Apache, o sonho de qualquer piloto de helicoptero de ataque, bem dentro da linha indonésia de equilibrar o equipamento para não depender de fonte única.
. https://defence.pk/pdf/attachments/25395109_157564745001636_8701130719193760526_o-jpg.442689/

Walfrido Strobel
2 anos atrás

Indonésia decidiu abrir mais 3 Esq. de F-16C/D modernizados ao padrão Viper para esperar os KF-X e está iniciando negociações com os EUA para adquirir mais 48 unidades de F-16 agora que recebeu o ultimo dos 24 F-16 encomendados. Hoje eles só tem 2 Esq de F-16, um de Su-27/30 e um de F-5 sendo reposto por Su-35. Alem de 2 de BAe Hawk 109/209 para ataque e patrulha de fronteira ao estilo dos nossos A-29 e um Esq. de A-29 e um de T-50 que deve ser convertido em FA-50 com a adição de radar e melhoria dos armamentos… Read more »

Walfrido Strobel
2 anos atrás

A Indonésia aproveitou a visita dia 23/01/18 do Secretário de Defesa dos EUA Gen. USMC James Mattis ao Min. da Defesa da Indonésia Gen. Ex. Ryamizard Ryacudu em Jakarta para falar do assunto F-16 e solicitar que os EUA tirem o Kopassus da geladeira da programação dos treinamentos conjuntos, os EUA responderam que a Indonésia de hoje é outra e serão retomados os treinamentos entre as Forças Especiais da Indonésia e as Forças Especiais dos EUA.
A Indonésia e os EUA faziam treinamentos constantes, mas sem envolver unidades acusadas de ações truculentas e tortura nas ultimas décadas.
.comment image?w=620

Ronaldo de souza gonçalves
Ronaldo de souza gonçalves
2 anos atrás

Lembro que quando o chile comprou o f-16.O Brasil recusou pois vinha sem misseis que ficariam no controle deles lá,e nos teríamos que pedir autorização para traze-los.Ficamos é reformamos o f-5 que ficou em conta é agora vamos de grispen,não terminou mal para o Pais.Hoje com a disputa acirrada pelas vendas de caças,não existe muita politicagem,ainda existe em menor grau é o EUA baixaram um pouco a crista,pois tem caças suecos ,russos,franceses,chineses para todos os gostos é bolsos.