Home Conflitos em andamento EUA podem começar ataques aéreos contra o ISIS nas Filipinas

EUA podem começar ataques aéreos contra o ISIS nas Filipinas

2354
23
Drone armado MQ-9 Reaper

O Pentágono está considerando um plano que permite aos militares dos EUA realizar ataques aéreos contra o ISIS nas Filipinas, disseram dois funcionários da defesa à NBC News.

A autorizaçãoe para atacar alvos do ISIS como parte da autodefesa coletiva poderia ser concedida como parte de uma operação militar oficial que pode ser nomeada já nesta terça-feira, disseram os funcionários. Os ataques provavelmente seriam realizados por drones armados.

Se for aprovado, os militares dos EUA seriam capazes de realizar ataques contra alvos do ISIS nas Filipinas que poderiam ser uma ameaça para os aliados na região, o que incluiria as forças das Filipinas que lutam contra o ISIS no solo nas ilhas do sul do país.

Os militares dos EUA têm compartilhado inteligência com as Filipinas há anos, de acordo com o porta-voz do Pentágono, capitão Jeff Davis, que o chamou de “estado estável”.

“Tivemos uma presença consistente de CT [contra-terrorismo] nas Filipinas há quinze anos”, disse ele.

Há uma pequena presença militar nos Estados Unidos no terreno que apoia a luta contra o ISIS, chamada Joint Special Operations Task Force Trident.

Em Manila, na segunda-feira, o secretário de Estado, Rex Tillerson, disse que os EUA estão fornecendo ao governo das Filipinas “capacidades de inteligência” na luta contra o ISIS, incluindo “algumas transferências recentes de alguns Cessnas e alguns UAVs (drones) para permitir melhores informações para conduzir a luta lá embaixo”.

“Nós estamos fornecendo-lhes algum treinamento e alguma orientação em termos de como lidar com um inimigo que luta de uma maneira que não é como a maioria das pessoas já teve que lutar.

“Eu não vejo nenhum conflito em termos de ajudá-los com essa situação e nossas opiniões sobre outras preocupações de direitos humanos com relação a como eles realizam suas atividades antinarcóticos”.

A Amnesty International e a Human Rights Watch ligaram o presidente filipino Rodrigo Duterte a mais de 1.400 assassinatos extra-judiciais enquanto funcionário público. A ONU disse que Duterte, como prefeito da cidade de Davao, não havia feito nada para impedir a morte extrajudicial.

Duterte negou qualquer papel nos assassinatos — enquanto expressa apoio a eles —, mas também disse que ele pessoalmente matou alguns criminosos suspeitos, uma reivindicação que seu porta-voz chamou de exagero.

No mês passado, o vice-presidente dos U.S. Joint Chiefs dos EUA aprovou a ideia de nomear a missão nas Filipinas, dizendo que nomeá-la proporcionaria mais recursos.

“Em todos os casos em que vemos o ressurgimento das redes terroristas”, disse o general Paul Selva em testemunho perante o Comitê de Serviços Armados do Senado, “particularmente nas áreas frágeis do sul das Filipinas, penso que vale a pena considerar se reestabelecemos ou não a operação nomeada, não só para fornecer os recursos que são necessários, mas para dar ao comando do Comando do Pacífico e aos comandantes de campo nas Filipinas o tipo de autoridade que eles precisam para trabalhar com as forças locais das Filipinas para realmente ajudá-los a serem bem sucedidas nesse espaço de batalha”

FONTENBC News

23
Deixe um comentário

avatar
23 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
11 Comment authors
Carlos Alberto SoaresAugustBardiniSmokingSnake 🐍João Bosco Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Walfrido Strobel
Visitante

A situação em Marawi ficou crítica, em dois meses são mais de 800 mortos nos combates.
. https://en.m.wikipedia.org/wiki/Battle_of_Marawi

Clésio Luiz
Visitante
Clésio Luiz

É. Algum tempo atrás Duterte tava todo pimpão, dizendo que os EUA é um país nojento e tal.
.
Já diz o velho ditado popular: nunca diga “dessa água não beberei”.

Walfrido Strobel
Visitante

Se até na indonésia com quase 90% de população muçulmana e 3% de católicos o ISIS está sendo combatido porque quer formar um estado autonomo em Aceh, quanto mais nas Filipinas que é um dos maiores países católicos em porcentagem, um país de colonização espanhola com cerca de 80 a 90% de católicos conforme a fonte e só 10% de muçulmanos onde jamais seria aceita a ideia de uma privincia autonoma islamica. Para curiosidade o Brasil é o maior país católico em número de fieis pelo tamanho, mas pelos ultimos registros com o aumento dos evangélicos os católicos caíram de… Read more »

Clésio Luiz
Visitante
Clésio Luiz

Walfrido, é bom lembrar que, assim como os cristãos, existem vários divisões entre os muçulmanos. E eu tenho uma suspeita de que boa parte deles detesta ser colocada no mesmo balaio que os “promotores” da ISIS.

Walfrido Strobel
Visitante

Clesio Luiz, com o agravamento gerado pela perda de espaço do ISIS no oriente médio e seu direcionamento para o Sudeste Asiático, hoje existe até a ideia de antigos rivais como Malásia, Singapura e Indonésia se unirem contra as células do ISIS que estão aumentando suas ações no Estreito de Málaca, os EUA e China ja se propuseram a ajudar nesta luta conjunta, ja ajudam os países de forma individual a anos. Artigo portugues sobre a mudança do ISIS com a perda de espaço no Oriente Médio. Se esperavam combates em Marawi, agora ja é considerado uma batalha e caminha… Read more »

Walfrido Strobel
Visitante

Clésio Luiz 8 de agosto de 2017 at 15:03
Walfrido, é bom lembrar que, assim como os cristãos, existem vários divisões entre os muçulmanos. E eu tenho uma suspeita de que boa parte deles detesta ser colocada no mesmo balaio que os “promotores” da ISIS.
.
Com certeza, na Indonésia com 90% de muçulmanos o apoio ao ISIS é mínimo.
A galera de lá gosta de uma baixaria, pergunte a estes do vídeo se querem o ISIS?
. https://m.youtube.com/watch?v=8hd2u7dgLQo

Ivan BC
Visitante
Ivan BC

Walfrido Strobel 8 de agosto de 2017 at 15:29
Você não tem ideia da enorme risada que eu dei assistindo este vídeo! kkkkkkkkkkk
Clésio Luiz 8 de agosto de 2017 at 14:54
O problema do Duterte das Filipinas nunca foi os EUA, mas sim o Obama que que trabalhava contra os EUA, sempre fazendo péssimos acordos (retirar sanções impostas contra o Irã, país esse que usa a bandeira dos EUA em exercícios militares como alvo; falta de rigor contra a Coréia do Norte; acordo econômico Transpacífico etc…) e querendo se envolver em assuntos internos de outros países, no caso acima das Filipinas.

Clésio Luiz
Visitante
Clésio Luiz

Iva BC, o Duterte chamou os EUA de país nojento quando o Trump convidou ele para ir na Casa Branca, disse que jamais pisaria nos EUA.

donitz123
Visitante

Só que tem que trabalhar com informação confiável para não criarem mais barbudinhos cortadores de cabeça como os ataques do Obama fizeram no Iêmen, Afeganistão e Somália.

teropode
Visitante

As florestas filipinas sao consideradas as mais hostis , faz a floresta amazonica parecer um gramado de campo de golfe , sanguessugas , cipos com espinhos , cobras arbicolas venenosas , umidade de quase 90% , temperatura media de 36 graus ( vc nao soa , vc cozinha ), realmente nao eh uma boa ideia mandar anglo-saxoes pra lah , neste tipo de conflito os locais treinados e bem armados dao conta do recado ! Vamu veh se o Duterte eh mal com U ou mau com L !

Juliano Bitencourt
Visitante
Juliano Bitencourt

Aos poucos o Big Trump vai trazendo o rio para o leito. Obama não só mijou, como cagou fora do vaso. As Filipinas tem de ser muito duras com essa praga, ou ela pode se espalhar. O Duterte não é o Obama.

João Bosco
Visitante
João Bosco

Depois de ver o vídeo do Walfrido acima, entende-se o por quê os indonésios não vão comungar no mesmo prato do ISIS. E o Sr. Trump doidão vai, aos poucos mostrando a nova política do Big Steak II.

Walfrido Strobel
Visitante

Uma vez na Guerra do Vietnam um Gen. Americano disse algo sobre a vida ter um valor diferente entre o ocidente e o oriente, não foi compreendido. Para se ter uma ideia nos 10 anos do Pres. General SBY na Indonésia ele foi considerado um presidente de paz, a TNI (Forças Armadas) só mataram 20.000 pessoas em conflitos internos com muçulmanos radicais separatistas. Na revolução contra os comunistas a TNI matou entre 600.000 e 1.500.000 pessoas, o Gen. Moeldoko, pai do atual Gen. Moeldoko que é o CMT das Forças Armadas escolhido pelo Pres. Jokowi, entrou em uma cidade e… Read more »

SmokingSnake 🐍
Visitante
SmokingSnake 🐍

Walfrido Strobel – Pois é, enquanto isso em terras tupiniquins vejo um apoio maciço da esquerda a coréia do norte e ao Maduro mandando atirar a queima roupa em estudantes desarmados. Anistiar esses bandidos psicopatas e permitir a criação de partidos comunistas (que são anti democráticos e só fingem participar da democracia com a esperança de eventualmente chegarem ao poder e acabar com a democracia) foi a pior coisa que fizeram.

Bardini
Visitante
Bardini
Walfrido Strobel
Visitante

João Bosco 8 de agosto de 2017 at 18:01 Depois de ver o vídeo do Walfrido acima, entende-se o por quê os indonésios não vão comungar no mesmo prato do ISIS. . Muitos só conhecem o lado radical de alguns grupos de muçulmanos que fazem muito barulho em protestos e até ataques terroristas como o de Bali a alguns anos. Para ter uma ideia de como é a maior parte da população deste que é o maior país muçulmano do mundo, vejam o conjunto de maior sucesso entre os jovens, o JKT48 de Jakarta. São meninas muçulmanas que fazem este… Read more »

August
Visitante
August

Pelo que eu sei mais de 90% da população da indonésia de maioria mulçumana acha os ataques de 11/09 justificáveis é que os EUA levou o q mereceu não sei aonde eles são “pacificos” . Seus ideais e como eles enxergam o mundo e os acontecimentos são totalmentes incompatíveis com o do ocidente

Walfrido Strobel
Visitante

August, em relação ao seu post acima, eles realmente tem sua maneira própria de ver as coisas, vou dar 4 exemplos rápidos. . 1- Capitão Patimura foi na verdade um marinheiro que para protestar contra a ocupação holandesa invadiu um local e degolou todas as famílias de holandeses, inclusive crianças de 3 e 5 anos, só poupou uma criança de berço. Foi preso e condenado a morte, como ja era um heroi os holandeses deram a opção de se declarar arrependido e ser libertado, pregeriu ser morto. Hoje está nas notas de dinheiro da Indonésia empunhando sua adaga e recebeu… Read more »

Walfrido Strobel
Visitante

Gostei do vídeo Bardini, gosto dos 3, mas como é bonito o Scorpion em voo, acho que independente desta participação como COIN e LAS ainda vai ter algumas vendas como aeronave de instrução.

Walfrido Strobel
Visitante

Falando em UAVs, assunto da matéria, estranho a Austrália anunciar agora a aposentadoria dos IAI Heron que foram comprados para o Afeganistão em 2010 onde voaram 27.000 horas, estão na Autrália desde 2014 e sub-utilizados, anunciaram tambem o final do Esquadrão de UAVs ainda neste ano.
O normal seria esperarem a compra e recebimento dos MQ-4C Triton com a operação dos IAI Heron ativos.
Se for realmente comprado o Triton não vai ser operado em um Esq. específico de UAV, vai ser operado pelo Esq. de Patrulha que está trocando os 18 AP-3C por 12 P-8 e 5 MQ-4C Triton.

Ivan BC
Visitante
Ivan BC

Walfrido Strobel 9 de agosto de 2017 at 15:25
Belo texto!

Carlos Alberto Soares
Visitante
Carlos Alberto Soares

Com o ISIS é simples:
Ou se esmaga de cara ou se esmaga de cara.
Depois …. fica difícil e muito caro.

teropode
Visitante

KKKKKKK;tem gente que comparando um cancer pancreatico com um cancer cerebral ,consegue ver no CA do Pâncreas algo lindo e maravilhoso !