Home Abate Piloto que derrubou Su-22 sírio concede primeira entrevista

Piloto que derrubou Su-22 sírio concede primeira entrevista

5793
68

A chegada do navio-aeródromo USS George W Bush, nau capitânia do Carrier Strike Group 2, em águas britânicas para a participação do exercício Saxon Warrior com a Royal Navy proporcionou uma oportunidade ímpar para conhecer aviadores navais dos EUA que completaram recentemente missões de combate contra o ISIS no Oriente Médio.

A maioria das missões voadas pelos F/A-18 do USS George Bush utilizou a bomba guiada a laser de 500 libras contra objetivos do Estado Islâmico. Uma missão se destaca do resto, no dia 18 de junho, um F/A-18E Super Hornet derrubou um Su-22 “Fitter” sírio. A aeronave da era soviética bombardeava as forças democráticas sírias apoiadas pelos EUA lutando contra o Estado islâmico.

O capitão de corveta Michael Tremel, do Strike Fighter Squadron VFA-87 ‘Golden Warriors’ realizou o primeiro abate dos EUA desde que um F-16 da USAF derrubou um MiG-29 sérvio em 1999, durante a campanha do Kosovo.

Tremel, falou diretamente para a mídia pela primeira vez a bordo do Bush atracado em Solent (Grã Bretanha), disse que: “todo o incidente durou cerca de oito minutos … Eu não me comuniquei diretamente com o caça sírio, mas ele recebeu diversas advertências do nosso avião AWACS de apoio … Então sim, nós lançamos nosso armamento e sim ele atingiu um alvo que estava no ar, para defender aqueles caras que estavam fazendo o trabalho duro no chão e tomando o terreno de volta conquistado pelo ISIS”.

“Eu não vi o piloto sírio ejetar-se, mas meu ala observou seu paraquedas.”

Sobre os pilotos russos ele comentou que: “Eles se comportaram com grande profissionalismo em todos os momentos”.

FONTE/FOTOS: savetheroyalnavy (tradução e edição do Poder Aéreo a partir do original em inglês)

VEJA TAMBÉM:

68
Deixe um comentário

avatar
67 Comment threads
1 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
29 Comment authors
SoldatLeandro CostaWalfrido Strobelpedro soarescarcara_br Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
André Luiz.'.
Visitante
André Luiz.'.

“O capitão de corveta …” — só pra ter certeza, a patente no original em inglês seria Lieutenant Commander (‘Tenente-Comandante’, em tradução livre), não seria…?

Alexandre Galante
Admin
Famed Member

Capitão de corveta é o equivalente em português a Lieutenant Commander.

André Luiz.'.
Visitante
André Luiz.'.

Guilherme Poggio 2 de agosto de 2017 at 11:54 Alexandre Galante 2 de agosto de 2017 at 11:54 Legal! Anos e anos assistindo “Star Trek” sem dublagem já me serviram de alguma coisa! 😀 Falando sério: fico imaginando o sentimento do piloto na hora de disparar o míssil ou seja lá a arma que for usada para o abate do inimigo. O peso moral de saber que, embora apenas fazendo o seu trabalho, ele quase certamente irá tirar uma vida humana… Tanto que ele destaca na reportagem o ‘alívio’ de saber que o piloto inimigo ejetou (mas parece que aquele… Read more »

Leandro Costa
Visitante
Leandro Costa

André Luiz, Star Trek me ajudou muito nisso também. Interessante que as patentes alemãs também são similares às nossas em nomenclatura. Daí também tiro anos e anos assistindo ‘Das Boot’ e posteriormente pesquisa do em livros heheheheeh.

pangloss
Visitante
pangloss

André Luiz, considerada a ordem inversa dos substantivos e adjetivos, na língua inglesa, eu acho que a melhor tradução para “Lieutenant Commander” seria “Comandante-Tenente”.
Ressalto que “tenente” significa “substituto”, e que a patente imediatamente superior é a de “Commander”.
Assim, teríamos, na ordem crescente de antiguidade, “comandante-substituto” e “comandante”.

André Luiz.'.
Visitante
André Luiz.'.

pangloss 2 de agosto de 2017 at 16:05
Bem, a tradução ‘Tenente-Comandante’ tem sido a mais comum — nas dublagens! — talvez pela sonoridadade, talvez porque existem nas FFAA brasileiras as patentes de ‘Tenente-Coronel’ e ‘Tenente-brigadeiro’ (mas nesse último caso trata-se da patente mais alta, imediatamente acima de Major-brigadeiro! Vai entender…!)

rinaldo nery
Visitante
rinaldo nery

Não sabia que Tenente é ¨substituto¨. Pensei que fosse Deputy. Os postos de oficial superior na NAVY são Lieutenant Commander, Commander e Captain (Capitão de Corveta, Capitão de Fragata e Capitão de Mar e Guerra).

rinaldo nery
Visitante
rinaldo nery

A justificativa para Tenente Brigadeiro é que era Tenente Coronel Brigadeiro. Suprimiu-se o ¨coronel¨.

Celso
Visitante
Celso

Li em outro site o seguinte da parte dessa entrevista q esse piloto afirma q disparopu um side 9 X e esse errou, depois disparaou um aim 120 c e ai sim o alvo foi atingido. Se for verdade podemos aqui discorrer realmente sobre a letalidade desse side 9 X q segundo o fabricante ignoraa as tais iscas quentes………sera mesmo.

rinaldo nery
Visitante
rinaldo nery

Primeiro um de curta distancia e depois um de médio alcance? Não entendi. O SU-22 acelerou e se distanciou? O F-18 reduziu o motor? Contraria a lógica de qualquer combate….

Paulo
Visitante
Paulo

Só se o piloto sentiu que se lançasse outro Side esse também seria enganado e optou por um Amraam/radar!

rinaldo nery
Visitante
rinaldo nery

Os dois não podem ser lançados na mesma distância. Nem o 9X muito longe, nem o 120 muito perto.

rinaldo nery
Visitante
rinaldo nery

Os envelopes não se cruzam.

Tallguiese
Visitante
Tallguiese

O nome do piloto é Michael Temer? Ha não é Tremel. Nada ha ver kkk so pra descontrair!!!!

Guizmo
Visitante
Guizmo

Se até o Cel Nery nao entendeu, algo de bem errado aconteceu nesse lançamento do 9X….será que estava fora de alcance? Mas o tal lieutenant não ia “comer essa bola”, né?

EParro
Membro
Member
EParro

rinaldo nery 2 de agosto de 2017 at 16:36

Olá Rinaldo Nery, Tenente não seria “aquele que tem ou terá” mas ainda não o tem – o posto?
Por exemplo: Tenente Coronel, que um dia terá (ou poderá ter) o posto de Coronel? Ou Capitão Tenente, que um dia terá o posto de Capitão de Corveta?
Só acho estranho na FAB, onde Tenente Brigadeiro é superior a Major Brigadeiro, que é superior a Brigadeiro.

Forte abraço

edcarlos
Visitante
edcarlos

Não entendo nada desse negocio de míssil. Acredito que quando o alvo engajado e o míssil disparado, esteja tudo dentro do envelope da arma. Eu suspeito que o motivo da necessidade de dois disparos, um em curta distancia e outro em média distancia, foi o fato do piloto Sírio saber o que estava por vir. Ou seja, fez o que pôde para evadir e fugir

Saudações!

hammadjr
Visitante
hammadjr

Flares made in Russia 10 missil americano 0, Su-22 beirando 40 anos de fabricação 10, F-18 bem mais novo 0 AIM-120 10 AIM -9X Sidewinder ???, sei que não vai faltar berro da torcida estaduniense, e até vou concordar uma vez que o padrão de leitura do flare não esta no database no míssil.

Renan
Visitante
Renan

Um caça sofisticado abatendo um ultrapassado.
Isto foi fácil.
Queria ver se fosse um de mesma geração, quando errar o primeiro ae não daria tempo para disparar o segundo, seria um briga boa.
Agora uma lata velha sendo atacado de surpresa
Tiraram doce de criança.
Abraços

J.Silva
Visitante
J.Silva

Faltou a parte mais importante da entrevista, a que o piloto confirma o primeiro lançamento com o AIM-9X, que foi despistado, e um segundo lançamento com AIM-120. . Alguma chance de, embora ser um avião ultrapassado, o flare utilizado ser de um lote novo? Os russos, sabendo que a possibilidade de combate na Síria é real, não podem estar testando algumas tecnologias novas? . Se fosse um combate com um caça mais capaz o Super Hornet poderia estar em sério risco, porque a literatura afirma que num combate a curta distância, com os misseis atuais, a maior possibilidade seria de… Read more »

August
Visitante
August

O Sidewinder pode ter sido lançado no seu alcance máximo o que faz ele perde energia para manobrar. Não sabemos a que distância esse dogfight ocorreu.

Nikiti
Visitante
Nikiti

Que eu saiba não teve dogfigtht… O SU-22 realizou um bombardeio picado e assim que já recuperou do mergulho sabendo dos F-18 e lacamento do AIM-9X lançou contra medidas.

carcara-br
Visitante
carcara-br

Pode ser um problema na resolução do sensor como eu disse em outro tópico. Nos vídeos mostrando lançamento do aim9x é possível verificar que o alvo se assemelha a um objeto pontual no inicio. Um flare lançado neste ponto com queima longa o suficiente poderia enganar os sensores do míssil… Mas esta é uma dúvida que eu também tenho…

Mabeco
Visitante
Mabeco

O ataque foi traiçoeiro, haja vista o memorando de entendimentos entre Rússia e EUA. Os EUA e Síria não são aliados mas, teoricamente, também não estariam em lados opostos no conflito. O SU-22 não estava preparado para defesa ar-ar, nem havia doutrina nem treinamento para casos de engajamento. A disparidade de equipamento e tecnologia era gritante. Ainda assim, foram necessários dois mísseis para conseguir o abate. Sinceramente falando, eu teria vergonha de pintar o SU-22 na fuselagem do meu avião.

Jacinto
Visitante
Jacinto

É difícil analisar o comportamento do míssil que falhou sem saber exatamente as circunstâncias em que o disparo ocorreu. Realmente, é muito estranho lançar um míssil de curto alcance antes de lançar um de médio alcance. A rigor esta situação é o exato oposto dos cenários imaginados no qual os misseis de médio alcance são lançados antes do míssil de curto alcance. A questão do envelope de lançamento suscitado pelo Rinaldo Nery é relevante porque quando houve a guerra entre a Etiópia e a Eritreia (1999/2000) e os mísseis russos R-27 tiveram um desempenho abaixo do esperado (24 lançamentos 1… Read more »

Wellington Góes
Visitante

Talvez o lançamento do AIM-9X tenha ocorrido no limite de seu envelope, que é entorno dos 35 km, já é assim uma distância considerável e próxima do limite inferior para o AIM-120, ainda mais o Su-22 batendo em retirada, com pós-queimador a toda, acelerando tudo o que pode para sair do combate. É o que eu acho.
.
Até mais!!! 😉

hamadjr
Visitante

O fato concreto e objetivo não tem nada de circunstância tem haver com o missil estaduniense onde a empresa fabricante não tem em seu banco de dados o calor ou os parâmetros dos flares russos para ser identificado pelo AIM120, o piloto estaduniense fez conforme foi treinado, duvido que o mesmo não tinha consciência situacional, falhou não foi por sua inépcia falhou porque não estava com upgrade atualizado.

Agnelo
Visitante
Agnelo

E Parro boa tarde
O q me disseram é q a FAB fez parecido com as FFAA americanas. O posto mais baixo ficou Brigadeiro, como lá, Brigadier General. Depois vem o Major General, ficou Major Brigadeiro. Depois vem o Lieutenant General, ficou Tenente Brigadeiro. Só, q começamos com duas e não uma estrela.
Sds

Agnelo
Visitante
Agnelo

Rinaldo Nery, boa tarde
Já li e vi em documentários, que os americanos lançavam um Sidewinder e o Sparrow praticamente juntos no Vietnã, como para se complementar um ao outro.
É real? Tem outra explicação menos simplória? Pode ter sido o motivo de ter sido disparado um 9X e depois o AMRAAM?
Obrigado
Sds

Agnelo
Visitante
Agnelo

Mabeco, boa tarde
Não entendo da forma como expôs. O caça sírio estava bombardeando tropas aliadas dos EUA. Se ele não tinha capacidade de autodefesa ar-ar, foi erro da análise do inimigo presente pelo seu Cmdo, q deve gerenciar os riscos.
Mal comparando, mas dentro da mesma linha, foi como os Rangers na Somália q não tinham água ou munição suficiente para o enfrentamento q encontraram.
Antes de qq missão, há o Estudo Sumário da missão e seu Planejamento Detalhado.
Sds

Bosco
Visitante
Bosco

O Su-22 tava preparado pra jogar bomba no pessoal lá em baixo mas tava despreparadinho pra se defender?? Tadin dele!!! Alguns abates de MiG-29 por F-16 e F-15 em conflitos passados também foram chamados de “covardia” por conta dos miguizinhos pacíficos não terem manobrado nem terem RWR nem defesa nenhuma. Estavam lá em missão de paz jogando medicamentos e foram atacados covardemente. Só um detalhe: os MiG 29 são pelo menos 10 anos mais “avançados” que os F-16 e F-15 e salvo engano foram desenvolvidos para se contrapor justamente a esses caças americanos. Agora, dado a relativismo em voga em… Read more »

Leandro Costa
Visitante
Leandro Costa

Ângelo, desconheço lançamentos de Sparrows junto com sidewinder em rápida sequência no Vietnã. A USAF normalmente disparava dois Sparrows em sequência contra um alvo para aumentar as chances de acerto visto que o Sparrow falhava muito e preferia-se não manobrar para disparo com os Winders, muito por causa de treinamento deficitário dos pilotos. . E quanto ao envelope de lançamento mínimo do AIM-120, eu tenho que dar uma checada (alô, Bosco, lance uma luz nisso, por favor), mas o envelope mínimo dos AIM-7E2 ‘Dogfight Sparrow’ não era tão distante do envelope máximo dos Winders de sua época, ou seja, em… Read more »

August
Visitante
August

Hamadjr os americanos não saberem o ir dos Flares russos não importa o míssil em questão é de quinta geração ou seja imune a Flares a qualquer deles. Acho q tem duas hipóteses: uma que o míssil foi lançando de uma distância grande assim perdendo energia até chegar ao alvo é a segunda é de aquele lote ou míssil está com defeito

Guizmo
Visitante
Guizmo

O que????? O caça nao tinha condições de enfrentar o adversário e portanto foi injusto o abate? Mas não é dominó……é guerra!!

Como, num combate BVR, se daria essa regra de engajamento?

Celso
Visitante
Celso

Prezado Reynaldo Nery, incrivel a pergunta q c faz acima de tao obio o que escrevi para nao criar interpretacoes tecnicas apos o meu comentario…..caramba Sr Reynado, c acredita mesmo q nao sei so um pouquinho sobre o assunto….alias, nem toda a info dada por esse tenente deve corresponder a absoluta verdade. Os comentarios mais abaixo e apos sua pergunta simploria ai estao exaustivamente debatidos, porem e c certeza a verdade nem chega perto do acontecido. Mas aqui vai mais uma opiniao honesta de minha parte, tvz ao fim de certa manobra de aproximacao na melhor condicao de disparo para… Read more »

Rinaldo Nery
Visitante
Rinaldo Nery

Sim, pode ser. Desculpe, não entendo muito de combate aéreo. ..

Mabeco
Visitante
Mabeco

Todo problema complexo tem uma explicação simples e, geralmente, errada. Vamos por partes: 1) Não disse que o SU-22 era incapaz de enfrentar o F/A-18 (e de fato é incapaz). Eu disse que havia um documento assinado por Rússia e EUA para evitar atritos desnecessários entre as forças aéreas e sistemas AA, considerando que, em tese, não eram inimigos e voavam no mesmo espaço com a Força Aérea Síria. E este memorando foi desrespeitado, independente da justificativa que se dê. E não vejo honra num abate nestas circunstâncias. Foi isso que eu disse. 2) O SU-22 voava sobre território sírio.… Read more »

hamadjr
Visitante

August, com a palavra a fabricante do míssil para dizer, (se é que vai dizer) se é defeito ou se foi lançado de uma distância fora do ideal, o fato ainda permanece, não foi o AIM120 não foi capaz de evitar os flares acionado pelo SU-22.

Gallina
Visitante
Gallina

“As mídias sociais deram o direito à fala a legiões de imbecis que, anteriormente, falavam só no bar, depois de uma taça de vinho, sem causar dano à coletividade. Diziam imediatamente a eles para calar a boca, enquanto agora eles têm o mesmo direito à fala que um ganhador do Prêmio Nobel. O drama da internet é que ela promoveu o idiota da aldeia a portador da verdade”. Umberto Eco – Com um barril de pólvora prestes a explodir ao norte (Venefavela, by R. Nery), não vamos nem testar o novo míssil Derby ER ? Não estamos confiando excessivamente na… Read more »

Gallina
Visitante
Gallina

“As mídias sociais deram o direito à fala a legiões de i.m.b.e.c.i.s que, anteriormente, falavam só no bar, depois de uma taça de vinho, sem causar dano à coletividade. Diziam imediatamente a eles para calar a boca, enquanto agora eles têm o mesmo direito à fala que um ganhador do Prêmio Nobel. O drama da internet é que ela promoveu o i.d.i.o.t.a da aldeia a portador da verdade”. Umberto Eco – Com um barril de pólvora prestes a explodir ao norte (Venefavela by R Nery), não vamos nem testar o novo míssil Derby ER ? Não estamos confiando excessivamente na… Read more »

Rinaldo Nery
Visitante
Rinaldo Nery

Gallina, o Ministro da Defesa é do PCdoB. Precisa dizer mais? E como já disse o Juarez, NUNCA um Derby foi lançado a partir de um F-5. Começo a concordar com ele quando diz que a asa pode cair.. .

Gallina
Visitante
Gallina

Perdão pelo post repetido aí acima.

Saímos de um Aldo Rebelo e…

Quanto ao míssil, simplesmente não consigo sequer imaginar que tenham agido com tamanha irresponsabilidade. Não é possível que isso tenha se limitado apenas a uma simulação de CAD. Então, a asinha deve fica no lugar. O problema, quem sabe, esteja mesmo no que seria lançado dela…
Abraços

Bosco
Visitante
Bosco

Mabeco,
Sobre não ter sido avisado antes não é o que o piloto americano afirma. Ele disse que o avião foi repetidamente avisado pelo AWACS.
Quanto ao acordo entre russos e americanos se você puder postar as regras desse acordo eu ficarei grato. Não estou duvidando de você, muito pelo contrário, havendo acordo e ele tendo sido rompido unilateralmente pelos americanos não restará dúvida da covardia perpetrada.
De qualquer forma já é hora dos sírios pararem de utilizar esses aviões antiquando ou se utilizá-los, fazer uso de escoltas, porque está mais do que claro que lá não é lugar para aviões vulneráveis.
Um abraço.

carcara-br
Visitante
carcara-br

Quando eu li a propaganda:
“Gallina 3 de agosto de 2017 at 18:24
“As mídias sociais deram o direito à fala a legiões de i.m.b.e.c.i.s que, anteriormente, falavam só no bar, depois de uma taça de vinho, sem causar dano à coletividade.”

Fiquei ate animado achando que logo abaixo viria um comentário genial, mas foi bem na média…

hammadjr
Visitante
hammadjr

Po até pcdob tem ministro então o pps tem o que o enfa

Gallina
Visitante
Gallina

carcara-br 3 de agosto de 2017 at 20:17

Talvez tenha exagerado no vinho.

EParro
Membro
Member
EParro

Rinaldo Nery 3 de agosto de 2017 at 17:11

Esta foi a melhor!

Forte abraço

ScudB
Visitante
ScudB

Amigo Bosco! Pode ser a culpa do meu “inglesh” enferrujado mas o piloto falou mais ou menos isso : não falei com o piloto mas o AWACS DEVERIA TER AVISADO! E ai começa a dança.. Outra. O lançamento do primeiro míssil aconteceu numa distancia MINIMA! (questão de um quilometro). Ou seja é exatamente oposto duma ideia de lançamento a distancia limite. O que indica que piloto americano atirou a queima roupa sem aviso nenhum. Inclusive vários experts americanos (após a publicação dessa entrevista) questionaram o fato. Uma provocação? Amostra de poder? Ficou bem torta essa historia.. O mais importante que… Read more »

Renan
Visitante
Renan

Mabeco, concordo em tudo. Principalmente na parte que diz respeito a soberania de um país sendo violada. Não gostaria nem um pouco de ter que ser revistado por um soldado que não é do meu país, que o meu presidente (lider, ou qualquer outra denominação local) que chegou ao posto seguindo as regras, leis e costumes local, não o convidou. Quanto mais ver um caça sobrevoando meu território sem ser oficialmente convidado. Sim abate injusto, pois até onde sei os EUA, não estão em guerra contra a Síria, não foram convidados a estar naquele país e nem a ONU os… Read more »

carcara-br
Visitante
carcara-br

Tendo a concordar com o bosco neste caso, não da pra esperar uma luta de box ou uma briga de irmãos. O abate foi tão injusto quanto é injusto as bombas que caem em destes aviões.
.
A notícia inicial dava como distância de lançamento 800m. Um detalhe interessante é que ao que parece o piloto recebe informação de onde o seeker do míssil aponta antes do lançamento (me corrijam se estiver errado), então ao menos na teoria o piloto pode ter escolhido o aim-120 ao perceber que os sensores do aim-9 estavam sendo enganados.