A Boeing recebeu um contrato de US$ 478 milhões para fornecer a engenharia de fabricação e desenvolvimento do Passive/Active Warning and Survivability System (EPAWSS) da BAE Systems para os caças F-15 Eagle da USAF.

Como contratada principal, a Boeing vai fazer o planejamento, desenvolvimento de projetos, integração, testes e redução de risco das atividades para o novo pacote de guerra eletrônica a ser instalado a bordo dos F-15.

O EPAWSS vai substituir a Tactical Electronic Warfare Suite (TEWS), que está em uso desde a década de 1980. Atualizar o sistema de guerra eletrônica é fundamental para o F-15, que está programado para permanecer em serviço até 2040.

13
Deixe um comentário

avatar
13 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
10 Comment authors
WSMDALRenato CarvalhoMadMaxRodrigo MJuarez Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Marcelo Andrade
Visitante
Marcelo Andrade

Me desculpem o saudosismo, mas, avião de CAÇA é isso ai!!! Nada de mimimi, de frescuras, o bicho é lindo e impõe respeito. a USAF poderia ainda usá-lo por muitos anos.

Olha como voa e taxia!! Uma verdadeira Águia!!!

Clésio Luiz
Visitante
Active Member
Clésio Luiz

Meio Off-Topic: o departamento de compras militares da Coreia do Sul, está sob investigação por ter transmitido dados confidenciais da frota de KF-16 para a BAE Systems britânica. Eles tiveram os computadores vistoriados pelo pessoal da justiça de lá.

Lewandowski
Visitante
Lewandowski

Vida longa ao Rei!
.
Sds

Silva
Visitante
Silva

Sonhar não custa nada e por enquanto não paga imposto, por enquanto, mas como seria ótimo ver no mínimo uns 24 F15 Strike Eagle na FAB. O F-15 é uma belíssima aeronave de combate. Baita máquina de guerra!

Maximus
Visitante

Uma imagem (video) que vale por mil palavras! Obra de arte da engenharia.

Juarez
Visitante
Juarez

Esse é o avião, e o bixo…

G abraco

Rodrigo M
Visitante
Rodrigo M

Bom, se o F-15 está programado para voar por mais 24 anos na USAF na FAB voaria mais uns 80. (Essa piadinha não dá pra deixar passar né..)
Então assim sendo, está constatado que em ambientes onde os aviões ”Stealth” não sejam fundamentais a 4.5+ Geração ainda terá vida longa, mesmo na maior força aérea do mundo.
Como espero que o Brasil não vá se meter tão cedo em nenhuma briga com uma potência que voe caças 5°G, ponto para o Gripen.

MadMax
Visitante
MadMax

EPAWSS era uma das soluções propostas para o F15-2040c se eu me recordo bem. As outras eram um novo radar AESA, novo datalink (comunicável com o f22), e IRST. Tinham duas mudanças físicas mais complicadas propostas pela Boeing. Tanques conformais e impressionantes 16 mísseis, mas teriam que gastar muito nessas últimas mudanças, não me recordo bem o porquê. Parece que a grana encurtou muito. Acho que essas últimas mudanças propostas não vão passar. Mas, aparentemente o f15 tem um longo chão pela frente em complemento a força de F22. Sorte da Boeing o F35 ter se enrolado todo no caminho… Read more »

Renato Carvalho
Visitante

o Eagle e os Flankers ainda vão se cruzar nesse céu de meu Deus, quero ainda estar vivo pra ver quem enfim é o melhor..

Marcelo Andrade
Visitante
Marcelo Andrade

E Renato, isso sim seria um Big Dog Fighter!!!!!

WSMDAL
Visitante
WSMDAL
WSMDAL
Visitante
WSMDAL

Apenas como referência:

36 Gripen E/F (Brasil): USD4,5bilhões
83 HAL Tejas MK1 (India): IUSD7,5bilhões

WSMDAL
Visitante
WSMDAL