Saab - evento Museu Forca Aerea Sueca 16-5-2016 - maquete Gripen E - foto 2 Nunao - Poder Aereo

Amanhã, mostraremos o avião de verdade, o protótipo 39-8 da nova geração do caça da Saab

Fernando “Nunão” De Martini

Por volta das cinco da tarde desta terça-feira, 16 de maio (meio dia no Brasil), o Poder Aéreo e outras mídias convidadas pela Saab pousaram em Linköping, na Suécia, para acompanhar três dias de eventos relacionados à apresentação do primeiro protótipo do caça Gripen E, da Saab.

O “roll out” do avião será nesta quarta-feira, cerca de 15h (10h da manhã no Brasil), mas enquanto essa hora não chega aproveitamos para mostrar aos leitores mais uma maquete do caça, fotografada hoje na entrada do Museu da Força Aérea Sueca, que visitamos como primeira parte da programação agendada.

Saab - evento Museu Forca Aerea Sueca 16-5-2016 - entrada - foto Nunao - Poder Aereo

Saab - evento Museu Forca Aerea Sueca 16-5-2016 - - maquete Gripen E - foto Nunao - Poder Aereo

Saab - evento Museu Forca Aerea Sueca 16-5-2016 - maquete Gripen E - foto cel Nunao - Poder Aereo
Editor Fernando De Martini, que viajou à Suécia a convite da Saab, na cabine da maquete do Gripen E que adorna a entrada do Museu da Força Aérea Sueca, em Linköping

Mostraremos mais sobre evento realizado hoje no museu, assim como alguns destaques de seu acervo, numa próxima matéria. Mas vale ressaltar aqui neste primeiro post que, logo na chegada em Linköping, já pudemos perceber a preparação para o evento.

Saab - instalacoes em Linkoping - foto cel Nunao 16-5-2016 - Poder Aereo

Saab - terminal Linkoping com instalacoes Saab ao fundo- foto cel Nunao 16-5-2016 - Poder Aereo
Um dos grandes edifícios da Saab em Linköping (com o letreiro visível ao contrário, por estarmos vendo o fundo da construção) pode ser visto ao fundo à esquerda da foto, que mostra o pequeno terminal da cidade de Linköping, na Suécia.

 

As instalações da Saab ficam junto ao aeroporto da cidade, e seus grandes edifícios e oficinas contrastam, quando vistos de dentro de aeronave no pouso ou taxiando para o pátio, com o singelo terminal da cidade (como se pode ver nas duas fotos acima, dos prédios de um dos lados da pista. Logo que deixamos o jato E-190 da KLM pudemos ver, bem junto ao pátio, um hangar expondo chamativa tela alusiva ao evento desta quarta-feira (imagem abaixo).

Saab - preparacao roll out Gripen E foto cel Nunao 16-5-2016 - Poder Aereo

Acompanhe logo mais, no Poder Aéreo, a apresentação do primeiro de três protótipos do Gripen E, que tem encomendados (com customizações para cada cliente) um total de 88 exemplares para a Suécia (60) e Brasil (28), aos quais deverão se somar 8 unidades do Gripen F (biposto) para o Brasil.

O editor Fernando De Martini viajou à Suécia a convite da Saab

Subscribe
Notify of
guest
42 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Mateus
Mateus
4 anos atrás

Não vejo a hora de ele estar no ar!
Vai ser ótimo para aqueles que criticavam o tal do “avião só de papel”!
Foi a escolha mais racional sem dúvida.

Guilherme Poggio
Editor
4 anos atrás

Muito bom Nunão. Aguardamos ansiosos.

E a maquete está com tela única no painel!

Marcos
Marcos
4 anos atrás

Pois é, a maquete está com a tela fodástica.

Renato Vieira
4 anos atrás

Inveja branca…

Clésio Luiz
4 anos atrás

Essa maquete também apresenta triquilha simples, assim como o protótipo incompleto que apareceu no vídeo anteriormente.

A Saab homologou, ou homologará as SMB naquele suporte quadruplo?

O que são aquelas 6 aberturas na traseira do suporte externo da asa (onde está o Meteor), lançadores de chaff/flare?

Roberto Bozzo
Roberto Bozzo
4 anos atrás

Karacas, imaginava o Nunão totalmente diferente da foto, sei lá meio careca, cara de tiozinho mesmo….kkkkkkkkkkkkk
Quanto ao post, estou ansioso em ver o “avião de papel” se tornando realidade…..

Bosco
4 anos atrás

Clesão,
Lançadores de chaff/flares não são tão calibrosos. Esse é o lançador do jammer descartável BriteCloud, mas o local poderia ser utilizando para lançdores de chaff e flares.

Bosco
4 anos atrás

Eu especificamente nunca fui um grande fã desse caça pelo motivo que a FAB precisava de um para “ontem”. Mais precisamente precisava de um para 10 anos atrás, o que no meu modo simplista de entender deixava o Gripen NG em último lugar, atrás do Super Hornet e do Rafale. Nunca chamei o NG de “caça de papel” mas mesmo que tivesse feito não vejo como inapropriado tendo em vista que na época era mesmo. Claro, um dia até a Enterprise vai sair do papel e singrar o espaço interplanetário já que o tempo permite tudo. Fato é que esse… Read more »

Bosco
4 anos atrás

Vale salientar que em vista de contamos com a sorte e com o inexorável passar do tempo, já não tenho tantas reservas ao NG como tinha há 10, 8, 5, 3 anos atrás.
Sem dúvida foi uma boa escolha já que é um caça leve, monomotor, ao estilo do que damos conta de operar e que irá substituir bem os Mirage e F-5 na FAB. Fosse hoje e talvez até eu teria escolhido o NG para equipar a FAB em detrimento dos outros candidatos.

Space Jockey
4 anos atrás

O FX era pra ter sido decidido em 2002, e as entregas começarem em 2005, mas o FHC nunca deu importancia para as FA, pois como Lulla e Dillma é um esquerdista. Era pra termos escolhido ou o M 2000 5 BR ou o F 16 D, e agora estaríamos fazendo um upgrade e pondo radar AESA e teríamos um caça com o MESMO DESEMPENHO do Gripen NG, que só chegará em 2029, qdo ja existirá o Phased Plasma Rifle….

Brasil, um país que não sabe o que quer.
Governo federal

Guilherme Poggio
Editor
4 anos atrás

Eu acho interessante essa história de “caça de papel”. Todo caça nasceu no papel (se bem que hoje eles nascem nas telas dos computadores).
.
Quando a FAB acertou a compra do AMX, ele era um caça de papel, e assim foi com o Bandeirante, o Tucano e o KC-390 entre outros.

Justin Case
Justin Case
4 anos atrás

Em resposta a Fernando “Nunão” De Martini 17 de maio de 2016 at 20:27

Amigos,

É mesmo uma raridade encontrar foto do Nunão.
Encontrei esta, da banda Nunão & Os Suficientes:
http://www.rockwave.com.br/static/uploads/bandas/fotos/imagem_11.jpeg
Abraços,

Justin

Mateus
Mateus
4 anos atrás

Bosco, quem sou eu para discordar de você, pois era realmente um projeto naquele momento da finalmente conclusão do FX-2, mas o tom pejorativo das pessoas em geral que proferiam tais palavras era como a Saab não tivesse a capacidade de concretizar o que estava ofertando, e duvido que ela não realize o que foi especificado no contrato final. O F-35 teve complicantes de suas exigências complexas que o Gripen (acredito) não vai ter, ele me parece muito mais um upgrade do C/D (pena que não teve o tampão de Gripen C, que inclusive teve pilotos da FAB treinando neles… Read more »

Antônio Carlos Alocer
4 anos atrás

Uma duvida, esses despistadores BriteCloud virão como default nos Gripen, ou será um pacote adicional que poderá ser adquirido?
No caso de adicional, a FAB irá operar com eles?

Bosco
4 anos atrás

Clesão,
Mas havia intenção de se instalar uma bequilha dupla no NG? Ela é mais comum para aviões que operam em porta-aviões.
E não seria SDB em vez de SMB?

Bosco
4 anos atrás

Antônio,
Padrão não deve ser. O que deve ser padrão é o pilone combinado com compartimento para chaff/flares. No caso instalaram um lançador do BriteCloud, que é de tamanho compatível.
O BriteCloud não precisa de nenhuma integração, sendo acionado pelo mesmo sistema que lança os chaffs e flares. Não duvido que a FAB venha a adotar alguns já que não devem ser assim tão caros.

Papan
Papan
4 anos atrás

Apesar do Gripen NG ser um caça leve e monomotor, na minha opinião chegará com mais tecnologia do que os concorrentes, principalmente o Rafale.

Bosco
4 anos atrás

Cadê o IRST?

Bosco
4 anos atrás

Eu vi o IRST!
Na foto do outro post sobre o museu sueco dá pra ver melhor. Nessa foto de cima me pareceu fazer parte da armação da plataforma de acesso ao “caça”.

Rommelqe
Rommelqe
4 anos atrás

Eu tenho barba ha varios anos. Isto e para não me assustar todo dia de manhã olhando no espelho. Nunão, sem sacanagem, deixa a barba crescer….kkkkkkkkkkkkk

Guilherme Poggio
Editor
4 anos atrás

Bosco,

O interessante do IRIST nessa maquete é que ele não interfere no para-brisa como a gente viu no Gripen Demo.

Rommelqe
Rommelqe
4 anos atrás

Nunão sem magoas! Aproveita e faça um brinde a esse novo viking. Sugiro um acqua vita. Abs

Rommelqe
Rommelqe
4 anos atrás

Poggio, de fato esse reposicionamento do IRST parece que foi motivado para evitar essa interferencia. Veja que ele foi deslocado para montante até quase tangenciar a seção de interface da estrutura com o cone do bico, mas continua, logicamente, fixado na fuselagem. Da a impressão que a principal interferencia do IRST com o parabrisas seria em termos aerodinâmicos pois a turbulencia causada pelo mesmo levaria a uma esteira desenvolvida ben à frente do parabrisa.

JT8D
JT8D
4 anos atrás

É um grande alívio saber que depois de aprovado o financiamento, o andamento do programa não depende mais de nada que aconteça no Brasil

Rommelqe
Rommelqe
4 anos atrás

Bosco, debaixo do lançador de BriteCloud estão fixados dois Brinstones? A respeito das suas consideraçōes acima, para variar, concordo contigo. Minha principal discordancia em relação ao Gripen era o tempo requerido para coloca-lo operacional, coisa que não ocorreria com os SH. Por outro lado, esta fase em que podemos aprender “on job station”, olhando do ponto de vista de agregar, inquestionavelmente, tecnologia de ponta, é tambem muito benvinda. Temos ainda que contar com alguma sorte. Por isso acho que o Brasil precisa, urgente, de alguns Gripen D (se possivel seis) mais uns quatro Gripen C. Os Ds seriam para conversão… Read more »

mauriciosilva2014
mauriciosilva2014
4 anos atrás

Olá.
Será que pode acontecer o inverso, ou seja a Suécia adotar a solução brasileira, ou seja uma tela única para caça?
SDS.

Jr
Jr
4 anos atrás

O bacana é que todos os jornalistas que foram convidados para participar da cerimônia viram o avião com a nossa tela única (FAB) e não com aquelas três telas da força aérea sueca, aliás quem sabe com o tempo os suecos não acabam sendo convencidos a trocar pela tela única também.

Bosco
4 anos atrás

Rom,
Debaixo do laçador das BriteCloud é o míssil Meteor. No cabide ao lado são bombas SDB num lançador quádruplo.

Mauricio R.
4 anos atrás

O que está exposto é a maquete do “Gripen” e não a célula do DEMO NG.

Junior Leite
Junior Leite
4 anos atrás

“Space Jockey 17 de maio de 2016 at 21:07
O FX era pra ter sido decidido em 2002, e as entregas começarem em 2005, mas o FHC nunca deu importancia para as FA, pois como Lulla e Dillma é um esquerdista.”

Segundo nosso amigo nem um pouco fanático acima, podemos concluir que a União Soviética sempre foi “direitista”.

Clésio Luiz
4 anos atrás

Bosco, eu lembro de dúvidas sobre a triquilha definitiva do Gripen NG anos atrás. Mas agora parece que a definitiva é de rodagem simples. . Triquilha dupla em caças terrestres é relativamente comum, quase a metade. Viggen, Mirage F.1, Mirage 2000, MiG-29, Rafale C e o próprio Gripen, só para ficar nas aeronaves de pequeno/medio porte modernas. Entre as de grande porte, MiG-31, todos os Flanker do Su-30 em diante, F-111, Tornado, Pak-Fa T-50, Su-24. . Imagino que a mudança no Gripen seja uma necessidade por melhor desempenho em pistas rústicas, por causa do pneu de maior diâmetro, ou redução… Read more »

Jakall
Jakall
4 anos atrás

Não duvido das qualidades desse avião…Mas como ele é “pequeno”

Celso
Celso
4 anos atrás

Qdo escrevem aqui q o Gripenn eh pequeno, acredito q nunca viram bem de perto um F5EM…….ate uma lata de sardinha parecer ser maior rrsrsrrsrsrsrs….nao duvidem das capacidades deste caca a comecar por sua motorizacao .(GE 414-Volvo). Seu alcance medio tbm nao decepciona como mutos fazem acreditar e opinar aqui. Resumindo, esta foi sim a melhor escolha para a FAB e para o Brasil e valeu sim esperar….ai esta o caca q vai gerar milhares de discussoes e comentarios pelos proximos 20-30 anos aqui neste site……vida longa para o Gripenn na FAB (como o F5E).

Bosco
4 anos atrás

Valeu Clésio!
Nunca tinha me atentado ao fato do Gripen ter “triquilha” dupla.

Rommelqe
Rommelqe
4 anos atrás

Bosco,
Valeu, obrigado! De qq forma me parece que com estes cabides duplos para o Meteor podem ser utilizados mais misseis nos mesmos(quantidade e tipo). Estou correto? Os cabides duplos permitem integração de um Meteor mais um Sidewinder, por exemplo, ao mesmo tempo?

Bosco
4 anos atrás

Rommelge,
Sem dúvida. Inclusive parece que irão integrar os Brimstones que você citou. Em geral os Brimstones são levados em lançadores triplos

Jakall
Jakall
4 anos atrás

Prezado Celso,
Tive a oportunidade de ver o Boeing F/A-18EF Super Hornet, bemmmm de perto! Fato qual, que não muda minha opinião sobre o “Gripen”

Rommelqe
Rommelqe
4 anos atrás

Prezados Poggio e Bosco
Olhando as fotos do prototipo parece que a posicao do IRST não foi alterada. Talves o angulo da foto do mock-up mais a pintura digital tenha dificultado nossa interpretação! Grande abraco.

Celso
Celso
4 anos atrás

rrsrsrsrsr Jakall…tamanho nao eh documento e vc jamais vera um caca completamente equipado ou armado voando numa missao real, qdo muito ja vi F15E armado c 6 misseis em 2 configuracoes. Enfim, nao da para comparar um F18EF bi turbina com um Gripen (em tamanho , peso, etc..). Assim , menciono a comparacao de um F5EM q ja tive a honra e cortejar diversas vezes in loco la na BASP……geralmente estao em hum dos hangares da base qdo retornam do PAMA SP e la sao remontados. Em voo o F5EM e impossivel de visualizar (pode-se ouvi-lo rsrs)…mesmo um bom radar… Read more »

ronaldo de souza gonçalves
ronaldo de souza gonçalves
4 anos atrás

o gripen agora passa meio medio ligeiro pois vai ter um alcance de cruzeiro de 1.300km isto vai atender bem fora casulo de combustivel e revo tá bom demais . qualquer solução americana esbarra codigo fonte não tranferencia de tecnologia etc etc.estamos pagando bem por um produto livre de restrições e embargo e mais vamos produzir aqui com pessoal nosso. Isto e a grande diferença