MIG

A Rússia recebeu seus primeiros aviões de caça multimissão MiG-29SMT “Fulcrum”, encomendados em abril de 2014, informou a MiG Corporation.

As 16 aeronaves extras foram encomendadas para as Forças Aeroespaciais Russas (VKS) como uma medida paliativa para compensar os atrasos na aeronave MiG-35S que ainda será encomendada. Acredita-se que os 16 MiG-29 extras estão divididos em 14 caças MiG-29SMT e dois treinadores MiG-29UB.

As primeiras aeronaves foram entregues no final de dezembro para a base aérea Astrakhan-Privolzhskiy, onde o 116° Centro de Formação de Aplicações de combate da Força Aérea Russa está sediado.

O número de aeronaves entregues ao centro de treinamento não foi divulgado no relatório da MiG, apesar de fotos em sites russos de aviação indicarem, pelo menos, que dois aviões MiG-29SMT (Bort: Blue 20 e Blue 21) e talvez quatro aeronaves, juntamente com um único avião MiG-29UB de treinamento (Bort: Blue 50) tenham sido entregues ao centro em dezembro. A MiG informou que as entregas de todas as 16 aeronaves deve ser concluída até o final do ano.

A Rússia já opera 28 caças MiG-29SMT, embora não os tenha encomendado. Em vez disso, eles foram desviados para o serviço russo após o seu destinatário pretendido, Argélia (que tinha encomendado 36 aeronaves), os rejeitar devido a preocupações com qualidade. Ao contrário dos aviões construídos para a Argélia, as aeronaves encomendadas pela VKS são equipadas com uma suíte interna de guerra eletrônica (EW), de acordo com o relatório da MiG.

Visualmente, o MiG-29SMT pode ser mais facilmente identificado por sua espinha dorsal estendida (mais comprida que a do MiG-29S) para incluir combustível extra. Ele dobra o raio de ação ar-ar raio de missão da aeronave para 836 milhas náuticas (1.550 km). Ele foi originalmente oferecido como um pacote de upgrade para as fuselagens mais velhas 9.12 e 9.13 do MiG-29 para incluir muitos dos aviônicos e melhorias de sistemas da nova família MiG-29M, mas não inclui a liga mais leve de alumínio-litio da fuselagem 9.15.

MIG

FONTE: Jane’s

Subscribe
Notify of
guest
42 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Agnelo Moreira
Agnelo Moreira
4 anos atrás

Interessante, a Argélia ter desistido com medo da qualidade…. Já experiente com material soviético/russo, sabia onde se meteria.

Rafael
Rafael
4 anos atrás

Não entendi a Rússia tem duas forças aéreas ?? A força aérea russa ea força aeroespacial russa??

donitz123
4 anos atrás

Agnelo Moreira 6 de janeiro de 2016 at 16:37 >>>>> A MiG tentou passar a perna nos argelinos colocando componentes usados neles e cobrando como novos. O governo russo investigou, confirmou as acusações argelinas e a questão foi resolvida totalmente entre os dois governos. Isto não impediu a Argélia de adquirir posteriormente 42 Mi-28, 6 Mi-26T, 16 Yak-130 e mais 14 Su-30 posteriormente da Rússia. Apesar do percalço, os argelinos não viram problema em adquirir mais equipamentos russos. Como já disse anteriormente: O problema não está no MiG e sim na MiG(OKB). É má gestão. Lembrando que os responsáveis foram… Read more »

donitz123
4 anos atrás

Uma correção: Na realidade não seriam componentes usados, mas antigos que não corresponderiam a versão oferecida.

0533 Shmuel
4 anos atrás

Linda máquina!

Jose Souza
4 anos atrás

Bela ” nave”

Clésio Luiz
4 anos atrás

Esse raio de ação divulgado, ou é erro da notícia, ou é conversa pra boi dormir.

Carlos Campos
Carlos Campos
4 anos atrás

mesmo sendo velho esse avião passa um ar de superioridade é lindo demais

BrancoF-16
4 anos atrás

É uma bela maquina sem duvidas

donitz123
4 anos atrás

Off-topic mas interessante. Algeria Orders 12 Su-34 ‘Fullback’ Fighter-Bombers from Russia
http://www.defensenews.com/story/defense/2016/01/05/algeria-orders-12-su-34-fullback-fighter-bombers-russia/78319912/
Será a campanha da Síria dando frutos?????

Bosco
4 anos atrás

Rafa,
Sim! A Rússia tem a Força Aérea e a Força Aeroespacial. Essa última cuida da defesa antimíssil e antiaérea dentro da Rússia. Tem também a Força de Foguetes Estratégicos, que cuida dos ICBMs.

Space Jockey
4 anos atrás

Um avião lindo que conseguiram estragar com essa “corcunda” ridicula…pior mesmo só aqueles F-16 com aqueles CFTs medonhos.

Caio
Caio
4 anos atrás

O design do mig 29 ainda continua belo, mas, e o seu custo de manutenção e a velha fumaceira, alguém sabe informar se melhorou?

Nonato
Nonato
4 anos atrás

Bosco certamente você tem mais conhecimento do que eu. Não sei a real situação disso. Mas em agosto de 2015 foi criada à russian aerospace forces englobando a força aérea russa e a russian aerospace defense forces. Não sei se a nova denominação substitui as anteriores ou é apenas uma “entidade” superior que coordena as duas outras. Ver Sputnik e google.

Rafael
Rafael
4 anos atrás

Nonato não sou o Bosco mas vou te responder , depois da minha dúvida em comentário acima fui pró google pesquisar a Rússia Aerospace Forces engloba a força que cuida dos ICBM, bombardeiros estrategicos, a NASA russa que eu não sei o nome, ainda tem os sistemas anti-aereos que defendem suas bases e ICBM sendo esses meios aviões e baterias antiaéreas e ainda ainda engloba a defesa anti-misseis russas operando os s-300vm enquanto a força aérea russa cuida do espaço aéreo russo como todo

Rafael
Rafael
4 anos atrás

A “Rússian Aerospace defense Forces ” operá também todos os radares russos enquanto a defesa mesmo fica com a força aérea que tem q conversar com esse força, os aviões e baterias anti-aereos da força de defesa aeroespacial são só para proteger suas instalações

Nonato
Nonato
4 anos atrás

Rafael em agosto de 2015 foi criada às forças aeroespaciais. Sempre que é Sputnik fala da Síria diz que as aerospace forces… Me parece que existem três forças armadas. Exército, marinha e forças aeroespaciais. No.caso deles não são apenas aviões. Mas satélites defesa antiaérea antiisseis etc. Como falei antes essa denominação defense forces é de 2011. So não sei se essas defense forces e a força aérea continuam existindo. Poderia ser tipo nosso ministério da defesa aqui que substituiu os ministérios do exército, marinha e aeronáutica. Mas essas forças obviamente não deixaram de existir. Apenas desceram para “comandos” em vez… Read more »

Gabriel Medeiros
4 anos atrás

É um verdadeiro cacareco velho, só serve de alvo para o f22, 35,15 e,16 c block 50 , eurocanards…

João Bosco
João Bosco
4 anos atrás

Para mim, é uma das aeronaves mais bonitas fabricadas até hoje pelos russos…..

Bosco
4 anos atrás

Nonato,
Meu conhecimento também é limitado nesse campo. Até onde eu sei são Forças independentes sendo a Força Aeroespacial responsável pela defesa aérea, defesa antimíssil, operação de satélites e por tudo que tenha relação com o espaço.

Rafa,
Também não conheço bem desse riscado mas quem lida com os ICBMs é a Força de Foguetes Estratégicos, que também é independente das outras cinco (Exército, Marinha, Força Aérea, Força Aeroespacial, Força Aerotransportada e Força Aerotransportada).
Isso mesmo, os russos têm uma força aerotransportada que é independente do Exército e que se subordina diretamente ao Comando das Forças Armadas.

BrancoF-16
4 anos atrás

caramba os russos gostam de dividir as coisas em kkkkk

Vader
4 anos atrás

Salada russa…

Mais uma versão de mais um caça (?) russo.

E estes MiG só estão aí porque a Argélia plotou a roubada que estava entrando e caiu fora a tempo.

A verdade é que só compra material russo quem não tem acesso político ou grana pra custear material ocidental.

Rprosa
Rprosa
4 anos atrás

Bom pelo que eu entendi do que foi veiculado, o que foi criado foi um grande comando englobando os antigos comandos da força aérea (VVS), das tropas de mísseis e das unidades de armas espaciais, não havendo assim uma extinção de forças, mas apenas a unificação do comando e das suas respectivas unidades, tanto é que no próprio site do Min de Defesa russo, as chamadas Forças de Defesa Aérea possuem três ramos distintos a força Aérea, as Forças Espaciais e as Forças de Defesa Aérea, todas vinculadas a um grande comando que hoje se não me engano e do… Read more »

Wagner
4 anos atrás

Tirando as críticas totalmente irrealistas, e inverídicas a respeito dos equipamentos russos, ditos sempre pelo mesmo, para variar sem base alguma exceto odio ideologico, adorei os comentarios.

é mesmo um excelente vetor, e ao contrario do absurdo escrito acima, é um rival a altura de qualquer eurocanard ou outro caça.

Aliás é um avião Lindo ! E parabéns ao blog pela bela foto !

Bosco, como o R prosa explicou, foi tudo unificado na chamada VKS.

Bosco
4 anos atrás

Beleza Wagner e R!

Mauricio Veiga
4 anos atrás

Bela máquina, a altura dos caças ocidentais de sua categoria, nos EUA tive um colega de trabalho que era mecanico da Força Aerea de Israel, ele sempre criticava a manutenção dos caças Americanos, F-16 e F-15, e dizia que os caças Russos eram muito mais resistentes e confiáveis, não vazavam fluidos …

AndreMondelo
AndreMondelo
4 anos atrás

Alguém sabe explicar qual a diferença entre o MIG-35 e essa versão do MIG-29?

Rafael
Rafael
4 anos atrás

Depende de que eurocanard europeu e que versão do mig-29 estamos falando, as versões S, SMP e M do mig-29 são batidas por qualquer eurocanard europeu dos anos 2000 pra frente tirando o mirage 2000 mk2 que é comparável a essas versões , agora o mig-29 SMT bate de frente com o gripen e\f e as primeiras versões do typhoon do rafale, do gripen ng e as últimas versões do rafale e typhoon esse MiG aí toma uma sova

rgrigio
4 anos atrás

André, o Mig 29SMT é altamente customizável (pode variar com aquilo que o cliente quer ou pode pagar no pacote). No entanto, o MIG 35 dispõe de estrutura mais leve (novas ligas alumínio-lítio) e uso mais abundante de materiais compostos. (Vale lembrar que o Mig29A ficou bem mais pesado do que deveria ser, pois os soviéticos tiveram diversos problemas com esses materiais “exóticos” que falharam em voo, levando a incidentes e acidentes, sendo posteriormente “banidos” das aeronaves de série). A Segunda diferença é a suíte eletrônica no estado da arte, assim como um radar totalmente novo, AESA. Os motores são… Read more »

ederjoner
4 anos atrás

Não sei não, depende de muitas variáveis:
Combate a longo alcance ou no visual?
haverá apoio AWC igualmente para os dois?
Usarão os melhores armamentos de ambos os fabricantes?
Treinamento ou missão real?
Defesa ou ataque?
Quem defende e quem ataca?
Combate solo ou com apoio?
O STM manobra muito, no visual é um adversário complicado de encarar!
Sei não se podemos dizer que leva pau de Gripen NG, Typhoon, Rafale, F15, F16, F18…..

Arthur Duval Versiani Passos
4 anos atrás

O desenho dele lembra o do f18

Nonato
Nonato
4 anos atrás

O mig 29 fica a dever em relação ao f16 e 18? Ao gripen, rafale e typhoon?
Em que aspecto? Desempenho?
Avionicos?
Armamentos e radar?
Quem ganharia num combate frente e frente?
Não adianta ficar falando em awacs etc porque aí seriam tantas variáveis que dificultaria a comparação… mano a mano…

BrancoF-16
4 anos atrás

Nonato, Sou leigo no assunto também, mais em relação aos seus questionamentos e as aeronaves que você citou para comparação, imagino que em desempenho, são todos muito próximos com boa potencia e boa manobrabilidade, já em relação de armamentos o F-16 é um “lego” tem de tudo que é armamento e de tudo que é país é o que tem a lista mais ampla, o mig-29 ou mig-35 imagino que tenha se não por completo quase que por completo todos os armamentos russos, os demais citados são bem armados mais com menos opções mais longe de ser ruim também. No… Read more »

Mauricio R.
4 anos atrás

“A verdade é que só compra material russo quem não tem acesso político ou grana pra custear material ocidental.”
.
Simples assim.

AndreMondelo
AndreMondelo
4 anos atrás

Obrigada pela explicação Rgrigio, mas com relação ao radar AESA, tinha visto em um artigo que os russos ainda não tinham conseguido produzir um que seja viável em termos produtivos. Será que os russos conseguiram contornar esse problema?

superwerke
superwerke
4 anos atrás

Maurício R, você tem toda razão sobre a compra de equipamento russo. SQN. Vide a Índia, Indonésia, Malásia, Argélia, etc.

César A. Ferreira
4 anos atrás

A Indonésia possui acesso ao material ocidental, mas optou por equipamento russo: Su-30. O Paquistão tem acesso ao material ocidental, mas optou por material russo: Mi-35. E desenvolveu com chineses: JF-17. A Coréia do Sul é aliada de primeira ordem dos EUA, possui acesso ao material ocidental, mas optou por desenvolver com os russos> K-SAM. Aquele que apontar qualquer um desses, Indonésia, Paquistão ou Coréia do Sul, como hostil ao “ocidente”, das duas uma: não sabe nada sobre geopolítica, ou espera por vaga em sanatório. ´ Nada demais, afinal, uma frase com uma afirmação tácita sempre pode impressionar um incauto…… Read more »

Arthur Duval
Arthur Duval
4 anos atrás

BOA VELHO!

Zandoná
Zandoná
4 anos atrás

Muito boa César… E outra: Talvez alguns países comprem equipamentos Russos pra não acontecer, quando o bixo pegar de verdade, oque aconteceu com a Argentina nas Malvinas… http://www.aereo.jor.br/2010/03/13/analise-o-poder-aereo-nas-malvinas/

Marcelo-SP
Marcelo-SP
4 anos atrás

Pois é… Mas a verdade é que há 40 anos que os “teens” americanos vem botando gerações de Mig’s e Su’s para baixo nos conflitos mundo a fora… Mérito especial de Israel, embora o último ponto tenha sido marcado por um “sixteen” turco…

Roberto Dias
Roberto Dias
4 anos atrás

Acho engraçado como o pessoal aqui analisa equipamento militar no estilo “Super Trunfo” e esquece que o treinamento e doutrina de uma força aérea é muito mais determinante no resultado de um combate do que a qualidade, performance e as vezes até a tecnologia do equipamento oponente.

Bosco
4 anos atrás

Cesar,
Faltou um M. O míssil é o KM-SAM.