Home Data Comemorativa Pela volta da esperança

Pela volta da esperança

719
11

Kit da Revell do Mirage IIEBR da FAB

Ontem fui visitar a casa de um amigo plastimodelista para fotografar seus modelos de aeronaves, que serão alvo de futura matéria aqui no Poder Aéreo. Além dos excelentes modelos, meu amigo também tem uma valiosa coleção de kits antigos ainda por montar. Um desses kits é o Mirage IIIEBR da Revell, escala 1:32, que foi o primeiro kit que ganhei em meados dos anos 1970, de um tio já falecido. Muitos leitores aqui do blog com certeza também tiveram esse modelo.

Poder ver a caixa desse kit novamente ainda desmontado me fez voltar àquele tempo, em que ainda muito jovem era possível orgulhar-se do Brasil de possuir um dos mais modernos aviões de combate da época e sonhar com um futuro brilhante de ser piloto ou militar, ter esperança.

Hoje, diferentemente daqueles tempos, não temos mais os Mirage e o 1° Grupo de Defesa Aérea (antes 1ª ALADA) opera caças F-5 de 40 anos de idade, emprestados de outros esquadrões.

A crise moral e econômica que atinge o País está comprometendo vários programas da área de Defesa Nacional e muitos empregos de alta qualificação correm o risco de serem perdidos. Muitos jovens estão deixando as Forças Armadas ou nem cogitam mais a carreira militar por causa dos baixos soldos e equipamentos obsoletos.

A Aviação Militar é um dos símbolos da pujança de uma Nação e a manutenção de um Poder Aéreo crível dá prestígio ao País no cenário internacional.

Não podemos tolerar mais o sucateamento da Aviação de Caça brasileira.

No Dia da Aviação de Caça, fazemos um pedido às autoridades que têm o poder de decisão no Brasil: devolvam a esperança aos jovens brasileiros e a capacidade de sonhar e de se orgulhar do País.

Que nossos jovens possam voltar a montar os kits de novos caças da FAB e sonhar com o futuro!

Kit da Revell do Mirage IIEBR da FAB - 2

Kit da Revell do Mirage IIEBR da FAB - 3

Subscribe
Notify of
guest
11 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Zampol
Zampol
5 anos atrás

Belas palavras, desejar o legítimo retorno do orgulho pelo próprio País exprime nobreza de ideais.

Tenho certeza que, vendo as fotos e lendo o que você escreveu, não será o único aqui do PA a sentir essa saudade.

Baschera
Baschera
5 anos atrás

Já montei este exato kit do MIII…. lá quando o tigre ainda tinha listras…. rssss !

Tenho um kit de um F-14D TomCat por terminar.. mas a cola secou… e achar uma bisnaga avulsa não é fácil.

Quanto a “esperança”, há um ditado aqui no sul que diz que ela não morre… mas em se tratando de Brasil… tenho minhas dúvidas.

Sds.

Ricardo Santos
Ricardo Santos
5 anos atrás

Esse eu também montei!! Aliás, foi quando começou minha paixão pela aviação de caça!

Guilherme Poggio
Editor
5 anos atrás

Na escala 1:32 fica bem grande. Só perdia para o meu Phantom II e o Hornet (ambos 1:32).

Vinha com a deriva torta (a qualidade da Revell nacional era lamentável). Deu tanto desgosto que transformei em Mirage 5.

Gardusi
Gardusi
5 anos atrás

Baschera
23 de abril de 2015 at 11:31#

Não acha cola? Porque não passa a usar JET (Acrilico Auto Polimerizante)?
Depois que comecei a usar, dificilmente uso cola.
Tem em lojas/sites que vendem produtos pra dentista.
Seca quase que instantaneamente.
Muito mais prático.
Não deixe seu Tomcat parado.

Baschera
Baschera
5 anos atrás

Gardusi
23 de abril de 2015 at 13:34

Grato pela dica.

Amanhã vou bater na porta do consultório dentário do meu irmão e pegar um pouco “emprestado”….

Sds.

Gardusi
Gardusi
5 anos atrás

Baschera
23 de abril de 2015 at 15:34

Bom, não sei se já conhecia, caso não conheça, recomendo tomar cuidado.
Talvez seja bom olhar na internet algum tutorial.
Na prática, com a cola a gente passa antes de juntar as partes; com JET a gente junta as parte primeiro e passa o líquido com um pincel na emenda depois.
Fica perfeito.
Abraço.

Douglas Falcão
Douglas Falcão
5 anos atrás

Prezado Roberto F Santana, Discordo do que você disse em alguns pontos, Médici só teve uma virtude: combater ferozmente a guerrilha marxista. Do ponto de vista econômico, e o social é mera consequência, ele foi tão inoperante quanto seus sucessores. Quem lançou as bases daquela “esperança” tem nome e sobrenome: Humberto de Alencar Castelo Branco. Sem sombra de dúvidas um dos maiores déspotas esclarecidos de todos os tempos. Tirou o Brasil, um pais de características ainda agrárias (apesar de Juscelino), sob ameaça de um golpe marxista e o lançou no rol das nações desenvolvimentistas, que prezavam a livre iniciativa e… Read more »

alan bernini
alan bernini
5 anos atrás

Tenho a versão 1:72 também na caixa, se alguém tiver interesse, é só falar.

Mauricio Silva
Mauricio Silva
5 anos atrás

Olá.

É, também montei esse kit nos anos setenta. Mais que a falta ou não de qualidade do produto, tal modelo permanece na minha memória, pois tive a ajuda do meu pai, recentemente falecido, na montagem.
A matéria me avivou a memória. Tanto do meu pai, quanto do tempo em que eu “brincava” com os kits da Revell brasileira.
SDS.

Douglas Falcão
Douglas Falcão
5 anos atrás

O Brasil parece que anda para trás.

Cada vez mais é difícil encontrarmos kits..
No exterior ainda fazem muito sucesso…

Abraço a todos.