Home Data Comemorativa 22 de abril, Dia da Aviação de Caça

22 de abril, Dia da Aviação de Caça

1477
10
Mockup Gripen NG na Festa da Caça na Base Aérea de Santa Cruz
Mockup Gripen NG na Festa da Caça na Base Aérea de Santa Cruz – Foto Marco dos Santos

Hoje a Força Aérea Brasileira – FAB comemora na Base Aérea de Santa Cruz o Dia da Aviação de Caça. Nesta data, os pilotos brasileiros do 1º Grupo de Caça realizaram o maior número de missões de combate no Teatro de Operações na Itália, na Segunda Guerra Mundial.

O mock-up do Gripen NG, que foi exposto na LAAD 2015, foi levado para a Base Aérea de Santa Cruz, representando o futuro da Aviação de Caça da FAB.

Cockpit do mockup do Gripen NG presente no Dia da Aviação de Caça
Cockpit do mockup do Gripen NG presente no Dia da Aviação de Caça – Foto Marco dos Santos

 

Subscribe
Notify of
guest
10 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Clésio Luiz
Clésio Luiz
5 anos atrás

Alguém faça o favor de mandar a SAAB inverter o lado da abertura do canopi para o lado correto, o lado por onde os cavaleiros sempre sobem na sua montaria. 🙂

Marcelo
Marcelo
5 anos atrás

falando em inversões, parece que o sensor da Spice está invertido, deveria estar virado para baixo…

Corsario137
Corsario137
5 anos atrás

Off-topic:

Caros editores, recomendo a leitura do jornal Valor Economico de hoje. Mais um movimento no tabuleiro da venda do KC 390 para Portugal.

Sds.

Nick
Nick
5 anos atrás

Por esse mock-up se vê qual vai ser a configuração padrão dos Gripen E da FAB.

O bom são os Meteors/A-Darter, mas está faltando um bom míssil do tipo TAURUS, podia até ser o RBS-15 com capacidade de emprego dual.

[]’s

Clésio Luiz
Clésio Luiz
5 anos atrás

Eu estava olhando para a triquilha dele, que passou de dupla para simples.

O modelo atual me parece mais adequado para pistas rústicas, devido ao diâmetro do pneu utilizado.

Em contrapartida a capacidade de frenagem em pouso curto, que é feito com o auxilio dos canards empurrando o nariz para baixo, me parece prejudicada, já que existe uma área menor de contato do pneu com o chão. Isso está condicionado, claro, à existência de freios na triquilha.

Wellington Góes
Wellington Góes
5 anos atrás

Clésio, se mudarem o canopi para o outro lado, terão que mudar a sonda REVO também. Quanto ao trem de pouso dianteiro, eu sou da opinião de que foi um retrocesso deixá-lo com apenas uma roda, entendo que uma das vantagens das versões anteriores era a rusticidade para poder operar em pistas curtas e em dispersão, com certeza terão que rever isto para a versão embarcada. Uma coisa me veio a mente com este WAD, fico imaginando quão prejudicial será ao piloto quando em missões noturnas. Por menor que seja a luminosidade que o piloto pode ajustar, ainda sim a… Read more »

Iväny Junior
5 anos atrás

Vale lembrar que o primeiro Tiger II ainda voa por aqui. Dinamicamente, já teve dias melhores. Mas parece que ainda entorna um caldo.

Mauricio R.
Mauricio R.
5 anos atrás

Mud movers, go!!! Parábens a FAB, por mais um aniversário da aviação de interdição, ataque ao solo e apoio tático!!!

Clésio Luiz
Clésio Luiz
5 anos atrás

Wellington, no meu ver o modelo atual é superior ao modelo com duas rodas, para operar fora da base. O de dupla rodagem tem os pneus muito pequenos, o que os torna mais sensíveis à ondulações e detritos na pista. Veja o exemplo do Jaguar, Harrier e todos os MiGs pequenos. Todos tem a triquilha semelhante ao do NG. Quanto a tela, acho que não será problema. Primeiro que um voo noturno, num caça moderno desses, será acompanhado de NVG. Depois, uma tela dessas é muito mais sofisticada que a empregada em eletrônicos de massa que vemos por aí. Para… Read more »

Rinaldo Nery
Rinaldo Nery
5 anos atrás

Interessante a operação em rodopista com o Jaguar.